Pai que despreza um filho é pai?

9 respostas [Última]
AnocasPinheiro
Retrato de AnocasPinheiro
Utilizador offline. Visto pela última vez há 2 anos 14 sem. Offline
Desde: 24.04.2011

Fui mãe pela 1ª vez a 8 anos atrás. O pai da criança não o quis assumir desde logo. Sugeriu como solução para o problema dele eu fazer um aborto,ideia que nunca aceitei como viável. O menino nasceu. O dito pai teve que se submeter ao teste de paternidade porque não quis assumir as suas responsabilidades. Dado o resultado do teste foi obrigado a dar o nome ao filho. Mas este, não lhe deu o nome de familia mas sim o penultimo. Durante estes 8 anos nunca ajudou no sustento do filho,nunca mostrou interesse em manter contacto com ele. Viu o menino umas 4 vezes no maximo em 8 anos da sua existência. Neste momento estou num dilema e gostaria que me dessem todas as vossas opinioes não só como mulheres,mas como mães também. Neste momento vivo no estrangeiro. O dito pai quer começar a falar com o menino por telefone e net. Eu não tenho nada contra isso, mas há algo que me preocupa. Ele é uma pessoa incerta. A ultima vez que falou com o menino foi há 1 ano atras. Ele quer falar conforme lhe dá mais jeito ou seja,o contacto que ele quer manter é so quando lhe apetece não conforme as necessidades da criança. Tenho receio que o meu filhote venha a sofrer com isto uma vez que a vida dele está estável nesta altura. Aguardo as vossas opiniões.

Tuxa2
Retrato de Tuxa2
Utilizador offline. Visto pela última vez há 25 sem 2 dias. Offline
Desde: 04.01.2010
é sempre uma situação

é sempre uma situação complicada, tenho uma amiga quase na mesma situação que tu, enfim
Para mim na minha opinião ele não é Pai, porque pai é quem cria ama e cuida.
Se fosse comigo nao deixava falar dizia logo então passado 1 ano tens filho novamente??? esquece-nos! era logo a resposta que dava, e quando o meu filho tivesse idade para decidir ele se quisesse que falasse com o pai
Mas tu é que tens que avaliar o melhor na vossa situação

Um beijinho e força

sandrad1
Retrato de sandrad1
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 dia 10 h. Offline
Desde: 26.10.2006
ola

acho que nao deves impor o pai ao menino; se o menino pedir faz-lhe a vontade, mas so nesse caso, em 8 anos nao esteve presente, que quer agora?

Lucia C
Retrato de Lucia C
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 21 sem. Offline
Desde: 22.07.2010
falar c o pai

realmente é dificil mas acho sinceramente que aí deve reinar aopiniao de um psicolog e q se explique à criança essa " instabilidade do pai ". Eu n deixaria de proporcionar essa oportunidade a um filho, que de hoje a amanha ele pode dizer q o pai quis contacto e a mãe n deixou. além disso, n se sabe ate q ponto o pai n virá a ser realmente presente. se n for a criança tera o apoio da mae e um psicologo a acompanha lo mas pelo menos teve oportunidade e deu oportunidade de construir uma relação com o pai

Mãe ao cubo
Retrato de Mãe ao cubo
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 49 sem. Offline
Desde: 22.09.2010
Eu sou da opinião que mais

Eu sou da opinião que mais vale um mau pai do que não ter pai. Acho que todas as crianças necessitam de pelo menos saber quem é o pai e ter tanto contacto com ele quanto possível. E o mesmo se aplica às mães, naturalmente.
Não te posso dizer com propriedade que isso será bom ou mau para o teu filho, mas é a minha opinião.
Eu faço de tudo para que as minhas filhas estejam com o pai, mesmo que tenha de ser eu a deslocar-me centenas de km para tal. Acho que um pai não deve nunca ser um conceito vago, mas alguém de quem possamos ter referências.

Madrinha da (ainda) treinante lucy79 Sorriso
Já nasceu a minha pipoca mais pequena Espertalhão tão linda como as manas Espertalhão

AnocasPinheiro
Retrato de AnocasPinheiro
Utilizador offline. Visto pela última vez há 2 anos 14 sem. Offline
Desde: 24.04.2011
Eu tenho consciencia que a

Eu tenho consciencia que a situação não é facil. Eu apenas contei uma parte da historia para tentarem perceber a minha dúvida. O dito pai do meu filho tem mais 3 filhos e com esses tem contacto. A mais nova vive com ele e com a actual namorada e os outros dois vivem com a mãe mas vêm todos os fins de semana a casa do pai. Agora expliquem-me porque è que com o meu é diferente. Há coisas que não consigo entender e por mais esforço que faça também não consigo aceitar. Como disse anteriormente eu sou capaz de engolir muitos sapos pelo bem estar do meu filho, mas não posso aceitar que este que se diz pai apareça e desapareça da vida dele conforme lhe dá mais jeito. Que faço?

Tuxa2
Retrato de Tuxa2
Utilizador offline. Visto pela última vez há 25 sem 2 dias. Offline
Desde: 04.01.2010
Anocas tens que avaliar bem,

Anocas tens que avaliar bem, se possivel uma psicologo era bom para avaliar a situação emocional do teu filho com e sem a presença do pai.
Já dei a minha opinião, eu nao sujeitava os meus filhos a uma carga emocional tão pesada de nao saber o porque que o pai desaparece e volta passado tanto tempo.

melzinha
Retrato de melzinha
Utilizador offline. Visto pela última vez há 51 sem 5 dias. Offline
Desde: 21.07.2009
Anocas

Olha vivo uma situação mais ou menos parecida e tenho uma opiniao. O pai da minha filha deixou me na gravidez e a minha princesa tem 7 meses e ele nao ker saber dela pk é menina e nao menino. Vai ser pai outra vez para agosto e deus castiga e é outra menina. Ele nao quer ve la por ser menina e por minha causa. Ás vezes sao tao crianças que ganham nos raiva e quem acaba por pagar sao os filhos. Sofri muito e tou agora a lutar pela guarda na totalidade mas deixei claro k ele pode smp ver a filha. Pk anocas em criança a minha mae viveu a tua situação e eu smp kis conhecer o meu pai e ele nao valia nada mas eu keria pk keria td pk a minha mae smp m privou de ver a realidade. Sofri mais dps pk vivio iludida durante tanto tempo. Por isso apesar do pai da minha filha ser um anormal e doente mental lolololo como o pai do teu o nosso dever é deixar os nossos filhos verem a realidade pk nunca sabemos o dia de amanha e ele ate pode ser parvo, mas tb pode tar c peso na consciencia e kerer dar a volta á situação. Pk anocas o ser humano é imprevisivel e ás vezes á alturas da vida k muda as pessoas. É um risco? É! Mas ao menos um dia mais tarde não vais ter o teu filho a deitar te nada á cara. E desde que ele sinta o teu amor pleno nunca vai sofrer com a situação do pai. Eu sofri pk a minha mae vivia obcecada com o k o meu pai era ou nao era k eskeceu se de me dar o amor necessario! É apenas a minha experiencia de vida. Por muito que tentemos proteger os nossos filhos eles mais tarde vao ter de cair e levantar se para aprenderem. E nestas situações mais vale mais cedo k as sequelas sao menores!

Minha princesa veio alegrar a minha vida no dia 10-10-2010 Espertalhão minha melzinha
Faço miminhos para os bebes (fraldarios/cxMedicamentos/cx de lembranças/decoração festas de aniversario/lembranças de aniversario, batizado...)
Coisas Lindas p/princesas visitem:http://demaeparamae.pt/vendo/loja/38651
Facebook: Baú Mágico (minha pagina)

AnocasPinheiro
Retrato de AnocasPinheiro
Utilizador offline. Visto pela última vez há 2 anos 14 sem. Offline
Desde: 24.04.2011
Muito obrigada a todas pelas

Muito obrigada a todas pelas vossas opinioes.Foram uma grande ajuda.

r1976
Retrato de r1976
Utilizador offline. Visto pela última vez há 2 anos 43 sem. Offline
Desde: 02.03.2011
Ao ler a tua história, penso

Ao ler a tua história, penso que a minha poderá vir a ser semelhante...estou grávida de 21 semanas e o pai também não quer assumir...tudo o resto que vem aí deve ser parecido...
Em relação à tua situação, compreendo a tua preocupação pelo teu filho, o pai esteve 8 anos sem querer saber dele, e agora quer falar com ele. É certo que se for essa a vontade do teu filho, não o poderás impedir, mas aconselho-te cautela, não vá o menino começar a ligar-se ao pai e mais tarde ele afastar-se, dado que é uma pessoa instável.
Um beijinho grande e alguma coisa, estamos por aqui!

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.