Vocês também surtam cada vez que o vosso filho adoece? (Digam-me pelo menos que surtavam no início...) | De Mãe para Mãe

Vocês também surtam cada vez que o vosso filho adoece? (Digam-me pelo menos que surtavam no início...)

Responda
33 mensagens
DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Acho que já disse aqui que achei sempre que ia ser uma mãe muito cool e despreocupada... Coitada aqui da inocente... Estou mesmo a milhas disso. Depois de ter lidado com um exantema súbito e uma diarreia de reação a uma ameixa estou de novo aqui a braços, desta vez com uma febre que quase de certeza que está relacionada com alguma expetoração/ranho e portante inflamação ali da parte respiratória. Comecei com o ben u ron mas depois lembrei-m que o médico da outra vez quando identidicou inflamação na garganta passou ao brufen, então optei pelo mesmo (e ainda bem porque se o brufen me anda a durar pouco mais de 6 horas de efeito, imagino que o ben-u-ron duraria ainda menos...) Mas a questão aqui é, vocês, tal como eu, parece que saem do mundo quando têm o bebé doente? Parece que tudo pára e a minha concentração vai para a febre, controlar a febre, dar água, ajudar a dormir, pensar de que será isto, quando irá passar... Será que vou entrar em parafuso cada vez que a minha filha tiver uma maleita?! É que é de conhecimento geral que estas coisas vão ser recorrentes e que a menos que outros sintomas surjam tenho que esperar 3 dias para ver se passa ou se precisa de ser vista pelo médico... Eu sei disso e mesmo assim parece que emburreço e não consigo racionalizar um bocado. Digam-me que eram assim e depois com o tempo deixaram de ser (pelo menos tabto...).

Maria_Papoila -
Offline
Desde 06 Fev 2015

Sim, as primeiras vezes que ele ficava doente parecia que o mundo ia acabar.
Mas depois habituas-te e já lidas com isso de outra forma mais descontraída.
As mães também crescem, não são só eles 🥰❤️

♥ Abril 2015 - Diagnóstico Falência Ovárica Precoce (29 anos - AMH 0,1)
♥ Julho 2015 - Inscrição p/DO
♥ Outubro 2015 - TEC (-)
♥ Dezembro 2015 - TEC (+)
♥ Maio 2018 - TEC (-)
♥ Dezembro 2018 - TEC (+)

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Maria_Papoila escreveu:
Sim, as primeiras vezes que ele ficava doente parecia que o mundo ia acabar.
Mas depois habituas-te e já lidas com isso de outra forma mais descontraída.
As mães também crescem, não são só eles 🥰❤️

É tal e qual, parece que é o fim do mundo! Obrigadaaaaaaa!

Skillerific -
Offline
Desde 20 Out 2015

A minha primeira filha só ficou doente a sério depois dos 2 anos (quando entrou para a escola). Antes disso só teve uma ou outra vez febre que rapidamente passava (reacção às vacinas). Nessas ocasiões cuidava dela (como descreve), mas sem pânicos.
O meu filho tem 5 meses e desde os 3 que o sinto diferente. Ando há dois meses a sentir que há algo que o incomoda, mas todos os pediatras que o viram dizem estar bem. Na Sexta feira dia 16 começou a fazer febre. No Domingo fui com ele a umas urgências (a pediatra estava de férias) e o atendimento foi tão bom que duvido que a médica que nos calhou em sorte tivesse sequer o curso. Viemos para casa da mesma forma que fomos ao hospital. Como continuou com febre, na terça de manhã enviei SMS à pediatra que nos mandou ir ter com ela. Não foi detectado nada durante a observação, mas a médica seguiu o protocolo, mandou fazer análises à urina e detectou uma infecção urinária.
Não explica o que por vezes noto nele, mas eu sabia que a febre que ele tinha não era inócua.
Isto tudo para dizer que com a minha filha nunca tive motivo de preocupação, mas com o meu filho tenho estado recorrentemente preocupada.
Seja racional: a febre é um mecanismo normal (e necessário) ; se persistir entre em contacto com o pediatra, até lá é ir tratando os incómodos que possam existir. Tenho a sensação que o nosso instinto consegue fazer-nos ver, na maioria das vezes, quando é realmente uma situação urgente. Com o tempo há-de "afinar" esse instinto.

Skillerific -
Offline
Desde 20 Out 2015

A minha primeira filha só ficou doente a sério depois dos 2 anos (quando entrou para a escola). Antes disso só teve uma ou outra vez febre que rapidamente passava (reacção às vacinas). Nessas ocasiões cuidava dela (como descreve), mas sem pânicos.
O meu filho tem 5 meses e desde os 3 que o sinto diferente. Ando há dois meses a sentir que há algo que o incomoda, mas todos os pediatras que o viram dizem estar bem. Na Sexta feira dia 16 começou a fazer febre. No Domingo fui com ele a umas urgências (a pediatra estava de férias) e o atendimento foi tão bom que duvido que a médica que nos calhou em sorte tivesse sequer o curso. Viemos para casa da mesma forma que fomos ao hospital. Como continuou com febre, na terça de manhã enviei SMS à pediatra que nos mandou ir ter com ela. Não foi detectado nada durante a observação, mas a médica seguiu o protocolo, mandou fazer análises à urina e detectou uma infecção urinária.
Não explica o que por vezes noto nele, mas eu sabia que a febre que ele tinha não era inócua.
Isto tudo para dizer que com a minha filha nunca tive motivo de preocupação, mas com o meu filho tenho estado recorrentemente preocupada.
Seja racional: a febre é um mecanismo normal (e necessário) ; se persistir entre em contacto com o pediatra, até lá é ir tratando os incómodos que possam existir. Tenho a sensação que o nosso instinto consegue fazer-nos ver, na maioria das vezes, quando é realmente uma situação urgente. Com o tempo há-de "afinar" esse instinto.

Skillerific -
Offline
Desde 20 Out 2015

A minha primeira filha só ficou doente a sério depois dos 2 anos (quando entrou para a escola). Antes disso só teve uma ou outra vez febre que rapidamente passava (reacção às vacinas). Nessas ocasiões cuidava dela (como descreve), mas sem pânicos.
O meu filho tem 5 meses e desde os 3 que o sinto diferente. Ando há dois meses a sentir que há algo que o incomoda, mas todos os pediatras que o viram dizem estar bem. Na Sexta feira dia 16 começou a fazer febre. No Domingo fui com ele a umas urgências (a pediatra estava de férias) e o atendimento foi tão bom que duvido que a médica que nos calhou em sorte tivesse sequer o curso. Viemos para casa da mesma forma que fomos ao hospital. Como continuou com febre, na terça de manhã enviei SMS à pediatra que nos mandou ir ter com ela. Não foi detectado nada durante a observação, mas a médica seguiu o protocolo, mandou fazer análises à urina e detectou uma infecção urinária.
Não explica o que por vezes noto nele, mas eu sabia que a febre que ele tinha não era inócua.
Isto tudo para dizer que com a minha filha nunca tive motivo de preocupação, mas com o meu filho tenho estado recorrentemente preocupada.
Seja racional: a febre é um mecanismo normal (e necessário) ; se persistir entre em contacto com o pediatra, até lá é ir tratando os incómodos que possam existir. Tenho a sensação que o nosso instinto consegue fazer-nos ver, na maioria das vezes, quando é realmente uma situação urgente. Com o tempo há-de "afinar" esse instinto.

CatiaS_S -
Offline
Desde 30 Set 2016

Eu então acho o contrário, acho que sou demasiado descontraída... Tenho medo de alguma vez calhar a ser alguma coisa grave e eu não dar a importância devida ... Cada qual com as suas preocupações 😳😳

(Já agora, então chegaram á conclusão que a diarreia foi devido á ameixa é?)

Sobre CatiaS_S

Agosto 2016: Vamos tentar ter um filhote!
Set-Out 2016: Consultas, exames, análises; Folicil e Yodafar
Novembro 2016: Começam os treinos
10 Maio 2017: Positivo ao 5º ciclo Espertalhão
DPP: 11 Janeiro.....e se não quiser nascer, indução marcada para dia 17...
http://outroblogsobrematernidade.blogspot.pt/

shicat -
Offline
Desde 25 Set 2013

Eu sou horrível nesse aspeto. É, seguramente, o que mais me custa na maternidade.
Não só fico extremamente preocupada quando ela adoece, como sofro constantemente por antecipação. Qualquer coisinha e eu fico logo em sobressalto.
Apesar de tudo, consigo racionalizar. Nunca fui a correr para o médico e tenho sempre "sangue frio" nas alturas piores. O pai exterioriza muito mais. Eu engulo a ansiedade e tenho-me habituado a viver com ela.
E não, não melhorou. Só não ando sempre de coração nas mãos porque ela agora já raramente adoece.

Marina4 -
Offline
Desde 15 Maio 2016

Por acaso não sou assim... já se sabe que as doenças fazem parte do crescimento e que em dias/ semanas eles ficam.bons.
Penso que sou assim porque o meu mais velho teve bronquiolite aos dois meses e ficamos uma semana no hospital... depois desse martírio a perspectiva de doenças mudou
... qualquer coisa que possa ser curada casa é peanuts lol

Videl86 -
Offline
Desde 18 Jul 2014

Com o meu primeiro filho sim, mais ou menos, ele raramente ficava doente e a primeira vez que teve febre j´tinha mais de 16 meses (e foi pouca). Com a minha filha não sou de todo assim e ainda bem porque ela desde que nasceu anda sempre com febre e com viroses, só acalma no verão.
Um conselho, eu não começaria nunca por brufen. Primeiro porque brufen é mais forte e ataca o estômago e deve ser usado de modo complementar (mesmo quando é um estado de infenção, as propriedades anti-inflamatórias do brufen não têm um efeito assim tão grande que algumas tomas combatam uma infeção). Segundo porque não sabendo o que a bebé tem, não sabe se pode dar brufen. Por exemplo, uma criança com varicela nunca deve tomar brufen (risco de desenvolver a síndrome de reye). E já agora, como tira a temperatura, onde, e qual é o valor para dizer que não está a aguentar 6 horas? O que eu fiz quando o meu filho não aguentava 6 horas entre tomas era colocar compressas de agua morna na testa, pescoço, axilas, etc para baixar a temperatura...só aconteceu uma vez com ele e eu achava que podia ser mesmo varicela, daí não ter intercalado com brufen. À minha filha já aconteceu e eu intercalava mas começava sempre pelo benuron e só dava brufen se ao fim de 4 horas já estivesse outra vez com temperatura. Na altura a médica desaconselhou brufen em supositório (eu tive na mesma de fazer em supositório porque ela não estava a aceitar xarope, mas a médica disse que por vezes nem é bem absorvido e pode provocar outros problemas, não aprofundei, sei que todos os médicos a quem refiro brufen supositório torcem o nariz).

Sobre Videl86

08 de dezembro de 2014 <3 49,5 cm e 2,920 de amor e doçura <3
13 de dezembro de 2017 <3 47 cm e 2,815 de fofurice e amor <3

shicat -
Offline
Desde 25 Set 2013

Agora fiquei com a pulga atrás da orelha por causa do Brufen em supositório... A minha filha começou a recusar xaropes ali pelos 2 anos. Cuspia tudo imediatamente. Comprei supositórios... Triste
A verdade é que acho que só lhe dei 1 ou 2 doses de brufen já nem sei quando.
Pode ser que me aceite o xarope de novo quando voltar a ser preciso. Ai. Hei de questionar a médica.

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Sim, falei com o pediatra e ele disse que é quase certo ter sido a ameixa que é um fruto que dá imenso a volta aos intestinos.
Meço sempre a temperatura retal... Mas se calhar vou então voltar ao ben-u-ron... Intercalado não dou porque ele ainda não me disse para fazer isso, nem durante o exantema subito... Ela hoje voltou a fazer um coco mais mole, espero que não venha aí diarreia...
Eu não consigo filtrar a preocupação. Qualquer coisinha fico logo preocupada a fazer os meus filmes... Sem dúvida que é das piores coisas da maternidade. Não soube o que era isso até aos 9 meses.

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Ah, e dou tudo em suspensão oral.

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Quando refiro que não aguenta 6 horas era ao tim de 5 já estar com 39 outra vez...

Videl86 -
Offline
Desde 18 Jul 2014

Diana eu nessa situação e tendo a certeza que não era varicela intercalava. Mas o pediatra disse para intercalar assim que introduzi o brufen pela primeira vez, ou seja, se a partir daí ela fizesse febre, eu desse anti-pirético e passado 4 horas ela estivesse com febre na mesma (+ 38 retal), para dar o outro anti-pirético (no caso primeiro benuron e depois brufen, se fosse preciso) e ver 4 horas depois...se aguentasse as 6 horas boa, se não ageuntasse para continuar a intercalar. Com o meu filho nunca intercalei porque nunca precisei. Com a minha filha já intercalei imensas vezes. Sinceramente febres não me assustam imenso, o que me assusta é encontrar pequenos nódulos, ou ver petéquias, etc, é aí que entro em modo de pânico!

Sobre Videl86

08 de dezembro de 2014 <3 49,5 cm e 2,920 de amor e doçura <3
13 de dezembro de 2017 <3 47 cm e 2,815 de fofurice e amor <3

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Videl86 escreveu:
Diana eu nessa situação e tendo a certeza que não era varicela intercalava. Mas o pediatra disse para intercalar assim que introduzi o brufen pela primeira vez, ou seja, se a partir daí ela fizesse febre, eu desse anti-pirético e passado 4 horas ela estivesse com febre na mesma (+ 38 retal), para dar o outro anti-pirético (no caso primeiro benuron e depois brufen, se fosse preciso) e ver 4 horas depois...se aguentasse as 6 horas boa, se não ageuntasse para continuar a intercalar. Com o meu filho nunca intercalei porque nunca precisei. Com a minha filha já intercalei imensas vezes. Sinceramente febres não me assustam imenso, o que me assusta é encontrar pequenos nódulos, ou ver petéquias, etc, é aí que entro em modo de pânico!

Eu acho que não será varicela, já leva 24h de febre sem qualquer mancha... Mas não será muito nova para intercalar? Nem 1 ano tem... Tenho receio. Medi agora ( já passaram quase 7 horas de brufen) e está 37.8... Tenho receio que suba de noite... Nem sei se dê ben-u-ron entretanto para não andar de noite sempre a ver e a acorda-la...

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Nódulos teve um na mama mas o pediatra disse ser comum. Petequias nem sei o que são, nem fui googlar para não surtar.

Videl86 -
Offline
Desde 18 Jul 2014

Diana 37,8 não é preocupante mas parece estar a subir...eu nessa situação dava benuron antes de ir dormir, esperava por fazer as 8 horas, tirava a temperatura e dava benuron, assim dormia mais descansada. Mas eu não acho que benuron é o diabo, há quem ache Gargalhadas
Eu intercalei com menos de 10 meses, mas fale com o pediatra e pergunte o que fazer nessas situações, assim ele vai dar essa indicação e fica mais descansada se precisar de o fazer!

Sobre Videl86

08 de dezembro de 2014 <3 49,5 cm e 2,920 de amor e doçura <3
13 de dezembro de 2017 <3 47 cm e 2,815 de fofurice e amor <3

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Sim foi exatamente o que acabei de fazer. Deu 38 então dei o ben u ron para ver se passamos bem a noite.
Sim eu quando lá for à consulta vou perguntar essa situação para quando acontecer estar esclarecida. Por agora espero não precisar se lhe ligar...

CatiaS_S -
Offline
Desde 30 Set 2016

Eu por acaso desde muito cedo intercalei mas o meu faz febres altas (38,5 para cima, axilar) e ben-u-ron faz efeito só 3/4h, brufen já aguenta umas 6h..

Sobre CatiaS_S

Agosto 2016: Vamos tentar ter um filhote!
Set-Out 2016: Consultas, exames, análises; Folicil e Yodafar
Novembro 2016: Começam os treinos
10 Maio 2017: Positivo ao 5º ciclo Espertalhão
DPP: 11 Janeiro.....e se não quiser nascer, indução marcada para dia 17...
http://outroblogsobrematernidade.blogspot.pt/

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

Sim, tenho quase a certeza q não faz mal intercalar antes do ano. Tal como a Videl disse, começar sempre pelo ben u ron, se não aguentar as 6h, dar brufen
O meu mais novo começou ag a sua primeira febre, confesso q tb estou preocupada pois não estou em Lx ( casa). Ambos ficaram doentes pela primeira vez aos 7 meses ( raios, já andava aqui a pensar q o mais novo ia estender este marco, mas não....)
Em bébés fico mais preocupada e tenho mt receio das convulsões febris
Aconselho a comprar um bom termómetro de medir na testa para não os acordar durante a noite para medir. O meu mais velho sempre acordava qd a febre subia mas há crianças q não acordam .
As melhoras para os nossos bébés 🙏🏻👍🏻

Skillerific -
Offline
Desde 20 Out 2015

Ansha escreveu:
Sim, tenho quase a certeza q não faz mal intercalar antes do ano. Tal como a Videl disse, começar sempre pelo ben u ron, se não aguentar as 6h, dar brufen
O meu mais novo começou ag a sua primeira febre, confesso q tb estou preocupada pois não estou em Lx ( casa). Ambos ficaram doentes pela primeira vez aos 7 meses ( raios, já andava aqui a pensar q o mais novo ia estender este marco, mas não....)
Em bébés fico mais preocupada e tenho mt receio das convulsões febris
Aconselho a comprar um bom termómetro de medir na testa para não os acordar durante a noite para medir. O meu mais velho sempre acordava qd a febre subia mas há crianças q não acordam .
As melhoras para os nossos bébés 🙏🏻👍🏻

Ultimamente tenho lido muito sobre febre. Li um artigo de um pediatra que indicava que as convulsões febris dão-se na esmagadora maioria das vezes entre os 38 e os 39o C, quando a febre está a subir. Também é preciso que haja tendência (se não estou enganada, dizia que apenas 4% das crianças fazem convulsões febris).
Quanto ao dormir vs. febre, o pediatra dizia ser da opinião que não se devia acordar a criança para medicar. A febre é um mecanismo de defesa e a medicação serve para ajudar no mal estar ou nos efeitos secundários que a febre pode dar. Se a criança está bem e a dormir não deverá ser necessário medicar logo (é uma questão de ficar atento).

RoxyGirl -
Offline
Desde 27 Jan 2016

CatiaS_S escreveu:
Eu então acho o contrário, acho que sou demasiado descontraída... Tenho medo de alguma vez calhar a ser alguma coisa grave e eu não dar a importância devida ... Cada qual com as suas preocupações 😳😳
(Já agora, então chegaram á conclusão que a diarreia foi devido á ameixa é?)

Eu sou tão assim, acho que deve a 3 factores:

1 - o meu marido é um stressado de primeira (cada vez que me lembro, a miúda com 7 meses fez uma pequena reacção alérgica, o homem estava de cama super doente à espera do médico, eu disse baixinho ao meu irmão para ir comigo ao hospital, mais naquela de despistar a alergia e ver que medicação lhe dava, pois ele ouviu a conversa e em menos de 5m estávamos a ir com marcha de urgência assinalada para o hospital 😂🙄🙄🙄)

2 - os meus irmãos mais novos, nasceram quando eu já tinha 16 anos, e foram daqueles bebés que a cada 1/2 meses tinham bronquiolites, outites, meningite, e tudo e mais alguma coisa, resultado: já entrei na maternidade calejada de doenças infantis

3 - eu sou uma pessoa muito descontraída com a vida 😜

Em relação ao intercalar Brufen ben-u-ron, os meus irmãos começaram bem cedo (talvez por volta dos 4 meses) lembro-me de um internamento, em que ainda não tinham passado 4h da última toma de ben-u-ron e a enfermeira deu logo Brufen, pois o mais importante, segundo ela, era minimizar o mal estar do puto e não deixar que a febre subisse.

Eu só começo a "stressar" ao 4 dia de febre, até lá é administrar antipirético e tentar baixar a febre com banho/compressas.

Nota: já o pediatra dos meus irmãos, há 18 anos atrás, e o pediatra da minha filha, aconselham deixar a febre subir até aos 38,5 rectal e só a partir daqui administrar antipirético

aries23 -
Offline
Desde 18 Jul 2016

O meu filho nos primeiros meses raramente adoeceu, mas fiquei preocupada com ele quando constipava porque os bebés apenas a partir de uma idade que conseguem respirar pela boca.

Embora posso não parecer muito preocupada, o que tenho feito é que vou sempre ao pediatra por qualquer coisa estranha especialmente com febre. Se ele ficar febril já fico atenta.

Mas uma vez apanhei um susto a sério. Estava a sair do trabalho quando os avós enviaram um vídeo depois de ele ter vomitado, a sentir mal e muito apático. Pedi-lhes logo para levar ao hospital e fui lá diretamente. Estava tão preocupada e a sentir horrivelmente, enquanto o meu marido o levou para a sala do médico (hospitais públicos apenas permitem um acompanhante), que quando alguém do meu trabalho me telefonou, a perguntar como estava, chorei bastante e não conseguia dizer nada.
Depois ainda bem que afinal era uma virose, mas foi mesmo um susto por ele ter ficado num estado tão mal rapidamente que nunca aconteceu.

Eles são tão pequenos que se não me sentir confortável é logo médico. Prefiro ter perdido horas do que arriscar.

Bem, escrevenso isto tudo, talvez não sou tão cool como pensava!

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

Sim, eu tb só medico a partir das 38,5 rectal. De facto a febre é um mecanismo de defesa e a medicação o q faz é impedir q suba.
Desde q soube de uma história de uma menina q depois de uma febre desenvolveu um síndrome q a tornou incapacitada para sempre, tenho mais receio. É claro q tem q haver uma tendência, um azar, um destino... whatever... mas as coisas não acontecem só aos outros. É o síndrome F.I.R.E.S ( não estou a assustar ninguém, atenção, só estamos a conversar)

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

aries23 escreveu:
O meu filho nos primeiros meses raramente adoeceu, mas fiquei preocupada com ele quando constipava porque os bebés apenas a partir de uma idade que conseguem respirar pela boca.
Embora posso não parecer muito preocupada, o que tenho feito é que vou sempre ao pediatra por qualquer coisa estranha especialmente com febre. Se ele ficar febril já fico atenta.
Mas uma vez apanhei um susto a sério. Estava a sair do trabalho quando os avós enviaram um vídeo depois de ele ter vomitado, a sentir mal e muito apático. Pedi-lhes logo para levar ao hospital e fui lá diretamente. Estava tão preocupada e a sentir horrivelmente, enquanto o meu marido o levou para a sala do médico (hospitais públicos apenas permitem um acompanhante), que quando alguém do meu trabalho me telefonou, a perguntar como estava, chorei bastante e não conseguia dizer nada.
Depois ainda bem que afinal era uma virose, mas foi mesmo um susto por ele ter ficado num estado tão mal rapidamente que nunca aconteceu.
Eles são tão pequenos que se não me sentir confortável é logo médico. Prefiro ter perdido horas do que arriscar.
Bem, escrevenso isto tudo, talvez não sou tão cool como pensava!

Não me digas nada. Eles passam a esse estado q descreves num instante. Tb apanhei um susto com o meu, com uma gastroenterite, e foi ag aos 2 anos e meio ( nem quero imaginar se fosse bébé), o miúdo ficou branco e azul ao mesmo tempo e tive a sensação q nem estava cá , horrível! Os olhitos mt abertos e vazios, sabem? Nem quero lembrar

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Eu tive uma noite dos infernos... A febre hoje já foi embora mas esta noite ela acordou 173738 vezes sempre em grande choradeira por causa da expetoração aliada a imensa saliva... Pijama babado até ao umbigo, só sossegava com o gel dos dentes, sendo que acabou de lhe romper um dentinho de lado (já arranha)... Então acho que há aqui o cocktail da expetoração junto com os dentes. Hoje não tem febre mas está mesmo muito rabugenta... Pela primeira vez não quer comer quase nada, bebeu o leite de manhã mas tanto o almoço como o lanche foram meia dúzia de colheres... Até tentei leite de novo mas bebeu pouco. Também não forço, vou oferecendo comida muitas vezes para ela ir comendo aos pouquinhos mas alguma coisa. Também noto que está cheia de sono mas custa a conseguir pegar numa sestinha grande... E depois tudo junto dá nisto... Os meus dois ultimos dias de ferias em grande. Vou torcer para melhorar alguma coisa durante o dia de amanhã se não não vai ser fácil ir trabalhar e deixa-la assim.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

As melhoras da menina, Diana.

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Estou quase certa de que deve ter também a garganta inflamada mas não consigo ver... Fico na dúvida se não seria melhor dar na mesma o ben u ron para ela se sentir melhor, mesmo sem febre...

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Sansa escreveu:
As melhoras da menina, Diana.

Obrigada!

Mama_Xana -
Offline
Desde 15 Maio 2012

DianaES escreveu:
Estou quase certa de que deve ter também a garganta inflamada mas não consigo ver... Fico na dúvida se não seria melhor dar na mesma o ben u ron para ela se sentir melhor, mesmo sem febre...

Olá, sim quando o meu era pequenino eu surtava, sempre que ele tinha alguma coisa, só descansava mesmo depois de devidamente diagnosticado e se caso disso medicado.
As febres eram muito altas e subiam 2/3 graus numa hora! portanto de noite acordava de hora a hora, porque não dava medicação sem ter mesmo febre. Enfim… depois vamo-nos habituando e o nosso instinto começa a dizer-nos se é realmente alguma coisa ou se é passageiro.
Relativamente ao bem-u-ron eu daria para tentar que a menina fizesse uma sesta, dado dizer que ela está muito cansada. Caso opte por não dar agora dê antes de dormir à noite para que a noite corra melhor às duas!
As melhoras!

Outros tópicos relacionados

10 bolos de aniversário fofos para meninas
A sua princesa vai fazer anos? Sim? Então tem muita coisa para preparar… sem esquecer o bolo de aniversário que vai ser a rainha da festa! Quer vá mandar fazer o bolo ou confecioná-lo na sua própria cozinha, inspire-se nestas deliciosas sugestões! 1...
Externato Arco-Íris
Olá! Preciso de colocar a minha filha de 16 meses numa creche na Senhora da Hora. Indicaram-me o Externato Arco-Íris. Alguém me sabe dar informações sobre este espaço? Obrigada.
ARCO-IRIS ...... BEIJO DA INÊS :) :)
Apenas para partilhar com voces alguns dos meus pensamentos e sentimentos ... O mundo para alem do Arco-íris, Desde que a minha menina nasceu que sinto o tempo de forma diferente… quando estou com ela o tempo passa por mim a fugir e quando não estou...
11 meses - sono agitado
Boas mamãs.... O meu piolho nunca dormiu uma noite completa desde que nasceu,mas com o passar do tempo as coisas têm vindo a ficar ainda mais difíceis... Deixou a chucha desde que lhe começaram a romper os dentinhos e nunca mais quis saber dela. Já...
Alguma mamã tem bebé com problemas de coração ??
Boa tarde ! Descobri na ecografia de 3o trimestre que a minha bebé tem um problema no coração (uma mal formação) que terá que ser tratada com cirurgias E quando nascer também terá que ser logo assistida por uma equipa médica especializada. Alguém...
Nascimentos no Hospital São João e internamento de bebé na neonatologia !!
Boa tarde ! Gostaria de saber se alguma mamã já passou ou vai passar (como eu) pela situação de ter bebé internada na neonatologia ? Estou grávida de 35 semanas e a minha princesa terá que nascer no Hospital São João (no Porto) porque tem um...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?