Tensão Pré Menstrual Disforica | De Mãe para Mãe

Tensão Pré Menstrual Disforica

Responda
9 mensagens
ClaraMia -
Offline
Desde 19 Set 2022

Olá sou nova aqui.
Sofro de Tensão Pré Menstrual Disforica. Alguém também o mesmo problema? Qual o tratamento que estão a fazer?
Obrigada

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Olá, eu.
Não fiz nenhum tratar para tratar diretamente a PDPM, mas durante o tempo que tomei antidepressivos ajudou a aliviar os sintomas.
Neste momento tomo metanfetaminas porque tenho THDA e também ajuda imenso.

CSNCosta1 -
Offline
Desde 03 Nov 2016

Tal como a Sansa eu com os antidepressivos também senti melhoras dos sintomas. Ao longo dos tempos receitaram me varias coisas diferentes mas preferi não tomar nada.

CSNCosta1 -
Offline
Desde 03 Nov 2016

Gostava de ter uma solução milagrosa mas não há. Qual o tratamento que fazes? Sentes melhoras?

Anotski85 -
Offline
Desde 09 Jun 2020

Eu já me auto diagnostiquei com isso! Não sei se tenho ou não, na verdade, mas os sintomas batiam certo. O que me ajudava era (já não tenho M há mais de um ano, felizmente, e não sei quando vai voltar) era chá de valeriana, que é um ansiolitico natural e que também alivia as dores menstruais.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Eu penso que o tratamento irá depender se a a PDPM está associada a outro transtorno. Felizmente começa-se a falar mais sobre isso, e existem mais estudos.
Eu descobri o que era a PDPM há 20 anos atrás a desfolhar o DSM (é o manual de diagnóstico de doenças mentais), e se näo estou enganada, na altura estava no capítulo de transtornos a necessitarem de mais estudos.
Eu sempre soube que os meus sintomas eram muito mais intensos quando comparava com as mulheres com quem convivia, mas tive de aprender a saber gerir o melhor possível. Cheguei a ter chatices to trabalho, o que me safava era ser um doce de pessoa as restantes 3 semanas do mës Gargalhadas
Até fui verificar qual é o tratamento farmacológico recomendado para esta condiçäo e parece ser mesmo antidepressivos (ISRS). Ou no caso de quem tem THDA, a medicaçäo também ajuda a diminuir a severidade dos sintomas.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Anotski85 escreveu:
Eu já me auto diagnostiquei com isso! Não sei se tenho ou não, na verdade, mas os sintomas batiam certo. O que me ajudava era (já não tenho M há mais de um ano, felizmente, e não sei quando vai voltar) era chá de valeriana, que é um ansiolitico natural e que também alivia as dores menstruais.

Os meus simtomas näo deixavam mesmo dúvida. Cheguei a ter diversos conflitos com as pessoas ä minha volta, por me sentir completamente fora de controlo.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Anotski85 escreveu:
Eu já me auto diagnostiquei com isso! Não sei se tenho ou não, na verdade, mas os sintomas batiam certo. O que me ajudava era (já não tenho M há mais de um ano, felizmente, e não sei quando vai voltar) era chá de valeriana, que é um ansiolitico natural e que também alivia as dores menstruais.

Os meus simtomas näo deixavam mesmo dúvida. Cheguei a ter diversos conflitos com as pessoas ä minha volta, por me sentir completamente fora de controlo.

Anotski85 -
Offline
Desde 09 Jun 2020

Sansa escreveu:

Anotski85 escreveu:Eu já me auto diagnostiquei com isso! Não sei se tenho ou não, na verdade, mas os sintomas batiam certo. O que me ajudava era (já não tenho M há mais de um ano, felizmente, e não sei quando vai voltar) era chá de valeriana, que é um ansiolitico natural e que também alivia as dores menstruais.

Os meus simtomas näo deixavam mesmo dúvida. Cheguei a ter diversos conflitos com as pessoas ä minha volta, por me sentir completamente fora de controlo.


Pois, eu nunca estudei muito o assunto e confesso que não procurei falar com nenhum médico sobre o mesmo, porque tenho pavor a diagnósticos levianos de problemas de saúde mental e respetiva sobremedicalização do paciente (como sabes, por outras conversas que já partilhamos aqui no fórum). Mas, enfim, as minhas TPM eram sempre muito intensas do ponto de vista emocional e psicológico e ficava sempre com uma ansiedade tremenda, associada a uma auto-estima extremamente comprometida. Quando tinha exposições públicas nesses dias, então, era a loucura. Não dormia sequer. A parte boa da coisa era ter um ciclo menstrual certo e saber que três ou quatro dias e aquilo passava. O auge era mesmo o dia antes da M e o primeiro dia. Depois a cabeça ia ao sítio, assim como por milagre. Até lá, era tomar o chásinho e evitar situações de exposição e pressão social.
Outra coisa que também notava, não sei se vocês notam também, era que a minha auto estima estava sempre no auge na altura do período fértil. Cheguei a mudar reuniões e compromissos diversos de trabalho por causa disso, para calharem nesses dias, porque sabia que iria cheia de confiança em mim própria. As hormonas são lixadas, fazem mesmo diferença no nosso comportamento.

Votação

Quanto tempo, em média, dura uma consulta com o seu filho no pediatra?