Síndrome de Morte Subita | De Mãe para Mãe

Síndrome de Morte Subita

Responda
58 mensagens
mvanessadg -
Offline
Desde 03 Nov 2019

Boa tarde a todas!
A minha bebe tem 1 semana e 4 dias, e o dormir para ela tem sido muito complicado no início... encontramos uma forma dela dormir, que é deitada de barriga para baixo sobre mim, não sei se ouvir o meu coração a acalma mas dorme que é um mimo..
A questão aqui é que dizem que um bebe que durma de barriga pra baixo corre o risco de sofrer de síndrome de morte súbita.. Posto isto, fiquei na dúvida que isso só acontece se for num colchão/berço ou se é válido também para aqueles dormem no colo da mãe de barriga para baixo..

Elisabete_Silva -
Offline
Desde 16 Jan 2020

Há vários comportamentos de risco que combinados com uma "deficiência" genética podem levar ao Síndrome de Morte Súbita do Lactente, entre eles está dormir de bruços, dormir na cama dos pais, agasalhar demasiado o bebé, sobreaquecer o espaço onde o bebé esteja, etc.
Como essa "deficiência" não é possível de detectar, é de evitar os comportamentos de risco. É sempre aconselhado colocar o bebé a dormir de barriga para cima, experimenta embrulha-la numa manta, faz tipo um casulo, pode ser que se sinta mais aconchegada.

MariaRS27 -
Offline
Desde 07 Maio 2018

Está se a referir a durante a noite? Isso não é aconselhado porque pode a bebé rolar sem dar conta, e ficar numa posição que dificulte a respiração ou até cair etc. Durante o dia e estando a pessoa que dá o colo alerta não há problema, até é aconselhado (babywearing)

MamaBee -
Offline
Desde 22 Jan 2020

Se for durante o dia experimente pô-la no marsupio/sling, normalmente dormem muito bem aí e fica com as mãos livres para fazer algumas coisas pela casa. À noite ou se simplesmente o marsupio não for para si faça como a senhora acima disse.
Deixo uma imagem como exemplo ⬇️

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Dormir no colo da mãe, ë o que ë normal, e atë ajuda a reduzir o risco de morte subita.

mvanessadg -
Offline
Desde 03 Nov 2019

Aqui a questão é que não há maneira mesmo de ela dormir, já a embrulhei num casulo, já a fiz adormecer e depois coloquei lá, ela acorda muito facilmente.. eu adoro dormir com ela, deixa-me segura saber que ela sente-se segura, mas morro de medo que isso lhe aconteça..
Eu ainda não percebi bem em que consiste essa síndrome, se é genético, se é causada por certos factores..

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.
Eu também cheguei a dormir com a minha filha em cima de mim, e bastava ela mover-se que eu despertava imediatamente.
Eis o que uma antropóloga e a sua equipa descobriram durante um estudo:
.
“McKenna and his colleagues transformed his laboratory into an apartment, recruited dozens of moms and babies, and analyzed their bodies while they slept. "We measured heart rate, breathing patterns, chest movement, body temperatures, brain waves — even the carbon dioxide levels between the moms' and babies' faces." They even had infrared cameras to watch how the babies moved around at night.

What McKenna found was remarkable. When the mom is breastfeeding, she essentially creates a little shell around the baby.

"The mother naturally arches her body around her baby," McKenna says. "She pulls up her knees just enough to touch the baby's feet."

Inside this shell, the baby hears the mom's heartbeat and, in turn, changes her own heart rate. "It usually slows down," McKenna says. The baby also hears the mom's breathing, which has a rhythm similar to the sounds the baby heard in the womb.

"It contains that 'swoosh, swoosh' sound," McKenna says, "which in turns sounds like, 'hush, hush little baby.' ... It's no wonder nearly every culture uses a swooshing sound to soothe a crying baby."

The baby also feels the mom's warm breath, which creates little clouds of carbon dioxide around the baby's face. That may sound scary, but the gas stimulates the baby's breathing, according to McKenna. It pokes the baby and says, "Hey, take a deep breath."

And then there is the baby's and mom's movement. McKenna found that throughout the night, breastfed babies in the study don't move all over the bed, willy-nilly. Instead newborns stay laser-focused on one location: "The babies are basically staring at their mother's breast almost all night," he says.”

Desde 24 Maio 2017

Sansa escreveu:
Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.
Eu também cheguei a dormir com a minha filha em cima de mim, e bastava ela mover-se que eu despertava imediatamente.
Eis o que uma antropóloga e a sua equipa descobriram durante um estudo:
.
“McKenna and his colleagues transformed his laboratory into an apartment, recruited dozens of moms and babies, and analyzed their bodies while they slept. "We measured heart rate, breathing patterns, chest movement, body temperatures, brain waves — even the carbon dioxide levels between the moms' and babies' faces." They even had infrared cameras to watch how the babies moved around at night.
What McKenna found was remarkable. When the mom is breastfeeding, she essentially creates a little shell around the baby.
"The mother naturally arches her body around her baby," McKenna says. "She pulls up her knees just enough to touch the baby's feet."
Inside this shell, the baby hears the mom's heartbeat and, in turn, changes her own heart rate. "It usually slows down," McKenna says. The baby also hears the mom's breathing, which has a rhythm similar to the sounds the baby heard in the womb.
"It contains that 'swoosh, swoosh' sound," McKenna says, "which in turns sounds like, 'hush, hush little baby.' ... It's no wonder nearly every culture uses a swooshing sound to soothe a crying baby."
The baby also feels the mom's warm breath, which creates little clouds of carbon dioxide around the baby's face. That may sound scary, but the gas stimulates the baby's breathing, according to McKenna. It pokes the baby and says, "Hey, take a deep breath."
And then there is the baby's and mom's movement. McKenna found that throughout the night, breastfed babies in the study don't move all over the bed, willy-nilly. Instead newborns stay laser-focused on one location: "The babies are basically staring at their mother's breast almost all night," he says.”

💖

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

É assim, eu tb sempre fiquei muito vigilante no sono desde que sou mãe. Se conseguir estar bem apoiada numa almofada de amamentação por exemplo e puser do lado de fora uma grade ( eu encostava a cama dele de grades à minha, para garantir que ele não caía da cama) é seguro. E o bebe ouvindo o coração da mãe e o respirar ajuda a não parar de respirar. Pq nesse síndrome o bébé é como que “ esquecesse” de respirar, por isso é importante estar no quarto com os pais, não estar mt quente, etc....

mvanessadg -
Offline
Desde 03 Nov 2019

Sansa escreveu:
Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.
Eu também cheguei a dormir com a minha filha em cima de mim, e bastava ela mover-se que eu despertava imediatamente.
Eis o que uma antropóloga e a sua equipa descobriram durante um estudo:
.
“McKenna and his colleagues transformed his laboratory into an apartment, recruited dozens of moms and babies, and analyzed their bodies while they slept. "We measured heart rate, breathing patterns, chest movement, body temperatures, brain waves — even the carbon dioxide levels between the moms' and babies' faces." They even had infrared cameras to watch how the babies moved around at night.
What McKenna found was remarkable. When the mom is breastfeeding, she essentially creates a little shell around the baby.
"The mother naturally arches her body around her baby," McKenna says. "She pulls up her knees just enough to touch the baby's feet."
Inside this shell, the baby hears the mom's heartbeat and, in turn, changes her own heart rate. "It usually slows down," McKenna says. The baby also hears the mom's breathing, which has a rhythm similar to the sounds the baby heard in the womb.
"It contains that 'swoosh, swoosh' sound," McKenna says, "which in turns sounds like, 'hush, hush little baby.' ... It's no wonder nearly every culture uses a swooshing sound to soothe a crying baby."
The baby also feels the mom's warm breath, which creates little clouds of carbon dioxide around the baby's face. That may sound scary, but the gas stimulates the baby's breathing, according to McKenna. It pokes the baby and says, "Hey, take a deep breath."
And then there is the baby's and mom's movement. McKenna found that throughout the night, breastfed babies in the study don't move all over the bed, willy-nilly. Instead newborns stay laser-focused on one location: "The babies are basically staring at their mother's breast almost all night," he says.”

Sim eu amamento.. realmente faz sentido, visto que sempre que faço uma sesta com a bebe durmo de tal maneira imóvel sempre com receio que ela caia, o mínimo movimento que ela faça eu desperto logo, nem que seja um respirar mais profundo.. mas fico com tanto medo de a estar a prejudicar Confuso

MariaRS27 -
Offline
Desde 07 Maio 2018

mvanessadg escreveu:
Aqui a questão é que não há maneira mesmo de ela dormir, já a embrulhei num casulo, já a fiz adormecer e depois coloquei lá, ela acorda muito facilmente.. eu adoro dormir com ela, deixa-me segura saber que ela sente-se segura, mas morro de medo que isso lhe aconteça..
Eu ainda não percebi bem em que consiste essa síndrome, se é genético, se é causada por certos factores..

Não se sabe a causa, há várias teorias.. Provavelmente é um conjunto de factores. Há coisas que reduzem e coisas que estão associadas. Mas quando as recomendações da posição do sono mudaram (muitas de nós dormimos de lado ou de barriga, eu seguramente 🙂)observou se uma redução muito grande do síndrome.
Eu à noite não arriscaria, mas isso sou eu. Segui aquelas coisas todas da roupa da cama e afins, com receio. E mesmo o swadle punha com imenso cuidado, só a partir dos ombros. Aconteceu me várias noites ele não ficar na cama, vínhamos com ele para a sala e chegamos a pô-lo no mei tai de madrugada e assim ficávamos ... tudo passa 🙏🏻

Kathy86 -
Offline
Desde 19 Mar 2019

Do meu primeiro filho também tinha de dormir sobre a minha barriga deou seja barriga com barriga pois tinha imensas cólicas e só assim descansava e nunca acontece nada de mal. Claro eles descansam mas nós não, falo por mim que ficava em alerta dormia um olho aberto e outro fechado 🤪😁

Susye -
Offline
Desde 08 Fev 2015

Sansa escreveu:
Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.

Atenção, uma nutricionista da mac, no curso de preparação para o parto, contou uma história de uma mãe (que foi acompanhada na mac) que adormeceu a dar mama durante a noite e o bebé caiu, a criança ficou com mazelas para a vida... 🙁

Sobre Susye

1ª FIV (HUC 2017-2018): 5 blastos | TEF (-), TEC (-), TEC (-)
2ª FIV (IVI 2018): 3 blastos | TEC (-), TEC (-)
3ª FIV DO (IVI 2019): 3 blastos | TEC (+)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Susye escreveu:

Sansa escreveu:Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.

Atenção, uma nutricionista da mac, no curso de preparação para o parto, contou uma história de uma mãe (que foi acompanhada na mac) que adormeceu a dar mama durante a noite e o bebé caiu, a criança ficou com mazelas para a vida... 🙁


Na cama? Provavelmente aconteceu no sofá ou num cadeirão. De qualquer forma isto pode acontecer a todo o mundo, mães e pais, mama ou biberão. Qualquer um pode adormecer e deixar cair o bebé. Por essa razão, correr o risco de adormecer, é que eu sempre preferi amamentar na cama, e não num cadeirão.

Maria_Papoila -
Offline
Desde 06 Fev 2015

Sansa escreveu:
Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.
Eu também cheguei a dormir com a minha filha em cima de mim, e bastava ela mover-se que eu despertava imediatamente.
Eis o que uma antropóloga e a sua equipa descobriram durante um estudo:
.
“McKenna and his colleagues transformed his laboratory into an apartment, recruited dozens of moms and babies, and analyzed their bodies while they slept. "We measured heart rate, breathing patterns, chest movement, body temperatures, brain waves — even the carbon dioxide levels between the moms' and babies' faces." They even had infrared cameras to watch how the babies moved around at night.
What McKenna found was remarkable. When the mom is breastfeeding, she essentially creates a little shell around the baby.
"The mother naturally arches her body around her baby," McKenna says. "She pulls up her knees just enough to touch the baby's feet."
Inside this shell, the baby hears the mom's heartbeat and, in turn, changes her own heart rate. "It usually slows down," McKenna says. The baby also hears the mom's breathing, which has a rhythm similar to the sounds the baby heard in the womb.
"It contains that 'swoosh, swoosh' sound," McKenna says, "which in turns sounds like, 'hush, hush little baby.' ... It's no wonder nearly every culture uses a swooshing sound to soothe a crying baby."
The baby also feels the mom's warm breath, which creates little clouds of carbon dioxide around the baby's face. That may sound scary, but the gas stimulates the baby's breathing, according to McKenna. It pokes the baby and says, "Hey, take a deep breath."
And then there is the baby's and mom's movement. McKenna found that throughout the night, breastfed babies in the study don't move all over the bed, willy-nilly. Instead newborns stay laser-focused on one location: "The babies are basically staring at their mother's breast almost all night," he says.”

Está tudo dito. Só tenho a acrescentar:

♥ Abril 2015 - Diagnóstico Falência Ovárica Precoce (29 anos - AMH 0,1)
♥ Julho 2015 - Inscrição p/DO
♥ Outubro 2015 - TEC (-)
♥ Dezembro 2015 - TEC (+)
♥ Maio 2018 - TEC (-)
♥ Dezembro 2018 - TEC (+)

Susye -
Offline
Desde 08 Fev 2015

Sansa escreveu:

Susye escreveu:
Sansa escreveu:Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.

Atenção, uma nutricionista da mac, no curso de preparação para o parto, contou uma história de uma mãe (que foi acompanhada na mac) que adormeceu a dar mama durante a noite e o bebé caiu, a criança ficou com mazelas para a vida... 🙁

Na cama? Provavelmente aconteceu no sofá ou num cadeirão. De qualquer forma isto pode acontecer a todo o mundo, mães e pais, mama ou biberão. Qualquer um pode adormecer e deixar cair o bebé. Por essa razão, correr o risco de adormecer, é que eu sempre preferi amamentar na cama, e não num cadeirão.

foi precisamente na cama que aconteceu. devia estar de lado a amamentar virada para o lado de fora. Ou mesmo sentada à beira da cama. A nutricionista falou desse caso mesmo para nos aconselhar a levantarmo-nos na hora da amamentação, para ficarmos mais “acordadas”. Mas lembrei-me disso porque que isso de estarmos mais alertas, nem sempre é assim. Todo o cuidado é pouco...Aliás esses tempos são tão cansativos...

Sobre Susye

1ª FIV (HUC 2017-2018): 5 blastos | TEF (-), TEC (-), TEC (-)
2ª FIV (IVI 2018): 3 blastos | TEC (-), TEC (-)
3ª FIV DO (IVI 2019): 3 blastos | TEC (+)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Susye escreveu:

Sansa escreveu:
Susye escreveu:
Sansa escreveu:Tu amamentas? As mães que amamentam (e as que dão LA também mas em menor grau) têm uma grande consciência do seu ambiente mesmo a dormir.

Atenção, uma nutricionista da mac, no curso de preparação para o parto, contou uma história de uma mãe (que foi acompanhada na mac) que adormeceu a dar mama durante a noite e o bebé caiu, a criança ficou com mazelas para a vida... 🙁

Na cama? Provavelmente aconteceu no sofá ou num cadeirão. De qualquer forma isto pode acontecer a todo o mundo, mães e pais, mama ou biberão. Qualquer um pode adormecer e deixar cair o bebé. Por essa razão, correr o risco de adormecer, é que eu sempre preferi amamentar na cama, e não num cadeirão.

foi precisamente na cama que aconteceu. devia estar de lado a amamentar virada para o lado de fora. Ou mesmo sentada à beira da cama. A nutricionista falou desse caso mesmo para nos aconselhar a levantarmo-nos na hora da amamentação, para ficarmos mais “acordadas”. Mas lembrei-me disso porque que isso de estarmos mais alertas, nem sempre é assim. Todo o cuidado é pouco...Aliás esses tempos são tão cansativos...


Pois, mas eu, e muitas outras, näo tinha um lado de fora. O berco dava continuidade ä minha cama, e um recem nascido näo rebola assim tanto para chegar ä outra ponta mais afastada.

Susye -
Offline
Desde 08 Fev 2015

Sim mas contigo “ bastava ela mover-se que eu despertava imediatamente.” E não acho que isso seja regra, é um período muito cansativo e nem todas as mães podem ter esse sistema de vigilância natural tão eficiente; por exemplo, o bebé pode rebolar e ficar com a cara virada para baixo e a mãe não acordar, só quero alertar que todo o cuidado é pouco...

Sobre Susye

1ª FIV (HUC 2017-2018): 5 blastos | TEF (-), TEC (-), TEC (-)
2ª FIV (IVI 2018): 3 blastos | TEC (-), TEC (-)
3ª FIV DO (IVI 2019): 3 blastos | TEC (+)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Susye escreveu:
Sim mas contigo “ bastava ela mover-se que eu despertava imediatamente.” E não acho que isso seja regra, é um período muito cansativo e nem todas as mães podem ter esse sistema de vigilância natural tão eficiente; por exemplo, o bebé pode rebolar e ficar com a cara virada para baixo e a mãe não acordar, só quero alertar que todo o cuidado é pouco...

É a regra, a não ser que essa pessoa esteja sob o efeito de álcool ou drogas.
De qualquer maneira, em vez de se insistir sobre os perigos de bed-sharing, deve-se promover e divulgar como fazê-lo em segurança, porque vai continuar a ser prática comum.
.
According to the Academy of Breastfeeding Medicine, in their Clinical Protocol #6: Guideline on Co-Sleeping and Breastfeeding:

.

“There is currently not enough evidence to support routine recommendations against co-sleeping. Parents should be educated about risks and benefits of co-sleeping and unsafe co-sleeping practices and should be allowed to make their own informed decision.”
.
The ISIS Infant Sleep Information Source website notes
.
“The most recent studies have shown that most bed-sharing deaths happen when an adult sleeping with a baby has been smoking, drinking alcohol, or taking drugs (illegal or over-the-counter medicines) that make them sleep deeply.
.
Sometimes people fall asleep with their babies accidentally or without meaning to. This can be very dangerous, especially if it happens on a couch/sofa where a baby can get wedged or trapped between the adult and the cushions.”
.
Existem guidelines para garantir a segurança do recém-nascido.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Também está provado que as mães que amamentam e praticam bed-sharing conseguem dormir mais.
.
Partilho um excerto de um artigo sobre o assunto, aconselho vivamente a leitura.
.
“Like many new parents, Monica discovered that her biggest breastfeeding obstacle happened at night. She'd put her baby Ryan to sleep alone in the crib like she thought she was supposed to. Then he'd cry. She'd drag herself out of bed, pick up her screaming baby, sit down to nurse, try to stay awake, put him back in the crib, stagger back to bed, and hope, hope, hope he stayed asleep for at least two hours, which he usually didn't. This got old fast. After only a few days, she was beyond exhausted. Eventually, out of pure desperation and sleep deprivation, she brought Ryan into her bed and lo and behold, they both got more sleep. Monica had just discovered the age-old secret to successful breastfeeding at night: bedsharing.”
(...)
"Never Bedshare" sounds great on paper (or billboards). But the public health agencies promoting it forget that babies need to be fed at night. And they don't take into account that breastfeeding releases hormones that makes mothers feel sleepy during the feeding. So where are mothers supposed to breastfeed their babies at night? They never say.
Mothers are left struggling to find a place to feed the baby where they can doze during the nursing. Thinking that it's too dangerous to bring the baby into their own bed, research has shown that almost half of mothers sleep with their babies on sofas, upholstered chairs, or recliners at some point.“
.
https://www.huffpost.com/entry/smart-bedsharing-gives-br_b_5662733?gucco...

Susye -
Offline
Desde 08 Fev 2015

Então é suposto sermos super mães, sempre que não tomamos drogas, tabaco ou álcool. Temos todas de ter um sono leve? Temos todas de estar em condições normais de alerta mesmo com privação de sono há dias? Seremos biologicamente todas iguais? Segundo esses estudos, só adormecemos e não acordamos ao mínimo movimento do bebé se, geralmente, tomarmos drogas, tabaco ou álcool. Na minha opinião, essas 3 excepções são muito restritas.
Esses estudos podem dizer o que quiserem mas na minha opinião, a realidade é diferente.
E o co-sleeping que esses estudos falam pode ser o bebé dormir na mesma cama, por exemplo dentro de um pequeno ninho ou assim... Mas aqui a questão da publicação é dormir na cama, mas ao colo...

Sobre Susye

1ª FIV (HUC 2017-2018): 5 blastos | TEF (-), TEC (-), TEC (-)
2ª FIV (IVI 2018): 3 blastos | TEC (-), TEC (-)
3ª FIV DO (IVI 2019): 3 blastos | TEC (+)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Susye escreveu:
Então é suposto sermos super mães, sempre que não tomamos drogas, tabaco ou álcool. Temos todas de ter um sono leve? Temos todas de estar em condições normais de alerta mesmo com privação de sono há dias? Seremos biologicamente todas iguais? Segundo esses estudos, só adormecemos e não acordamos ao mínimo movimento do bebé se, geralmente, tomarmos drogas, tabaco ou álcool. Na minha opinião, essas 3 excepções são muito restritas.
Esses estudos podem dizer o que quiserem mas na minha opinião, a realidade é diferente.
E o co-sleeping que esses estudos falam pode ser o bebé dormir na mesma cama, por exemplo dentro de um pequeno ninho ou assim... Mas aqui a questão da publicação é dormir na cama, mas ao colo...

Não é suposto seres super mãe, é uma característica comum a quase todas as mães.
Eu não sei se tens mais filhos para além da bebé que tens no contador, nem sei se já nasceu, mas se ainda nasceu, provavelmente vais constatar isso por ti mesma.
Mesmo quando conseguimos pousar os bebé no berço, quantas de nós não acorda com um mero respirar mais alto? Praticamente todas nós.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Mas a questão que se põe é que durante a amamentação são libertadas hormonas que induzem o sono o que facilita que a mãe adormeça mesmo estando sentada num cadeirão. A acontecer isso, existe um maior perigo para o bebé nesta situação do que se a mãe adormecer com ele ao colo deitada na cama, onde o risco de rebolar é bem menor.

Susye -
Offline
Desde 08 Fev 2015

mas se eu constatar por mim mesma, não quer dizer que isso aconteça sempre comigo e aconteça com todas.
A regra também é sermos todas férteis e engravidar no espaço de 1 ano e olha... não é bem assim e não é preciso drogas, tabaco ou álcool para isso acontecer. Não somos todas iguais...

Sobre Susye

1ª FIV (HUC 2017-2018): 5 blastos | TEF (-), TEC (-), TEC (-)
2ª FIV (IVI 2018): 3 blastos | TEC (-), TEC (-)
3ª FIV DO (IVI 2019): 3 blastos | TEC (+)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Susye escreveu:
mas se eu constatar por mim mesma, não quer dizer que isso aconteça sempre comigo e aconteça com todas.
A regra também é sermos todas férteis e engravidar no espaço de 1 ano e olha... não é bem assim e não é preciso drogas, tabaco ou álcool para isso acontecer. Não somos todas iguais...

É uma característica comum, claro que há excepções como em tudo, mas o normal é a mãe ter uma maior predisposição para sentir e despertar com qualquer movimento ou som que o seu bebé faça.
O meu ponto é: as mães vão continuar a levar os seus bebés para a cama junto delas, não vale a pena ignorarmos isso, e muito menos se deve fazê-las se sentirem culpadas por o fazerem. Devemos é promover boas práticas para o bed-sharing.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Susye, antes de ser mãe podia cair um avião ao lado de casa e eu continuaria a dormir, totalmente alheia a todo o aparato.

Cat Chloé -
Offline
Desde 30 Mar 2011

Do meu primeiro filho estava a amamentar na cama e sentei-me. Coloquei-o à mama e adormeci. É que nem me lembro de adormecer, tal o cansaço. Por isso essa teoria de que nos devemos sentar para estarmos despertas é muito vaga pois sei bem o que se passou comigo. E eu também era daquelas que dizia que filhos a dormir na minha cama jamais! Isto é tudo muito lindo quando os nossos filhos ainda não chegaram a este mundo, depois deles cá estarem é que vemos como elas custam. Ambos os meus filhos se os colocasse no berço dormiam 1h se tanto. Depois era um chorrilho de choro sabe-se lá por quanto tempo. Não me venham com histórias, nós não aguentamos dormir 3 ou 4h por noite, semanas seguidas, sem fritar o pirolito! E é por esse motivo que na altura de recém-nascido dormem comigo. Eu descanso, ele descansa, dou mama deitada pois se adormecer não há risco de cair. Por norma desperto sempre ao mínimo sinal! Se tenho medo de não dar por nada e que aconteça alguma coisa? Claro! Mas tento ter todo o cuidado possível. Tanta vez que ele dorme nos meus braços mesmo por esse motivo, por saber que está ali e não desliza para mais lado nenhum.

Maria_Papoila -
Offline
Desde 06 Fev 2015

Uma vez fui a um workshop de sono da Constança Cordeiro Ferreira que começava assim:
50% dos pais admite ter levado os bebés para a sua cama de noite. Os outros 50% está a mentir. 😬

♥ Abril 2015 - Diagnóstico Falência Ovárica Precoce (29 anos - AMH 0,1)
♥ Julho 2015 - Inscrição p/DO
♥ Outubro 2015 - TEC (-)
♥ Dezembro 2015 - TEC (+)
♥ Maio 2018 - TEC (-)
♥ Dezembro 2018 - TEC (+)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Maria_Papoila escreveu:
Uma vez fui a um workshop de sono da Constança Cordeiro Ferreira que começava assim:
50% dos pais admite ter levado os bebés para a sua cama de noite. Os outros 50% está a mentir. 😬

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Maria_Papoila escreveu:
Uma vez fui a um workshop de sono da Constança Cordeiro Ferreira que começava assim:
50% dos pais admite ter levado os bebés para a sua cama de noite. Os outros 50% está a mentir. 😬

Espertalhão Segredo Espertalhão

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

Maria_Papoila escreveu:
Uma vez fui a um workshop de sono da Constança Cordeiro Ferreira que começava assim:
50% dos pais admite ter levado os bebés para a sua cama de noite. Os outros 50% está a mentir. 😬

Nunca levei as minhas gémeas nos primeiros meses de vida para a minha cama. Uma vez deixei me estar uns minutos com uma ao colo depois do biberão, adormeci e acordei, não sei quantos minutos depois, assustadissima. Portanto, sou mentirosa.
Porque é que só há uma maneira certa de cuidar de um recém nascido, mesmo?

Outros tópicos relacionados

alguem pode me ajudar?
oiii fiz meu teste de gravidez hj e peguei o resultado pela internet mas não to sabendo indentificar se to gravida ou não alguem pode me ajudar? ta assim: Resultado.............: reagente Cult off..............: 50mUI/mL Leitura do paciente...:...
Interpretação de resultados
Olá meninas, um bom dia para todas:) Preciso da vossa sabedoria:) Fui fazer análises, pq fui a uma consulta de planeamento, e queixei me que me doiam as mamocas... Então a enfermeira achou que devia fazer o beta para retirar dúvidas. O médico tm...
Beta HCG positivo ou negativo....ajuda?
Olá meninas, recebi meu resultado do beta hcg quantitativo hoje. Método: Eletroquimioluminescencia. Resultado: 1.816,0 mUI/ml Valores de referencia: Mulheres não grávidas fase pré-menopausa: até 5,3 mUI/ml Mulheres fase pos-menopausa: até 8,3 mUI/ml...
exames alguem pode me ajudar
Meninas minha red veio dia 01/07/2012...dia 12/07/2012 fui pegar o resultado do papanicolau que deu normal...a go pediu um checape de exames...que deram todos normal...fiz dia 13/07/2012...ela junto pediu o beta que deu 6,0 UI/ml ou seja...
confusa com resultado do meu exame!!!
olá meninas !!! fiz uns exames de hormonio, pois quero muito engravidar e por conta de um cisto que me apareceu a um mês atrás mais já não está mais... a médica só vai me consultar dia 14/09 se puderem me ajudar!!! ESTRADIOL (37.1 meu valor) valores...
Dúvida no Beta hcg
Um tempo atras postei aqui que tive um aborto espontâneo, logo depois fui ao meu médico e ele me disse que poderia voltar a treinar quando viesse minha primeira menstruação e foi o que eu fiz. Contando pelo dias que eu costumo a menstruar era pra...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?