Ser mãe aos 45 anos/Ovodoação | Page 2 | De Mãe para Mãe

Ser mãe aos 45 anos/Ovodoação

Responda
110 mensagens
SUSANAN77 -
Offline
Desde 20 Ago 2020


Lua1980 escreveu:Olá! Eu tive a sorte de ser à primeira. Tenho 40 anos, engravidei naturalmente há dois mas infelizmente perdi às 11S. Depois tentei estimulação com os meus óvulos e não deu pelo que fui para o privado onde poderia ter tentado com os meus mas optei por ir logo para OD. Este filho é meu, sem dúvida ❤️
Força, vais ver que vais conseguir! Beijinhos

Obrigada pelo incentivo ❤
Há dias em que surgem tantas dúvidas, hesitações...

Olá, compreendo perfeitamente o que estás a dizer, eu também as tive, durante quase 2 anos.
Tentei com os meus fiz 3 icsis e uma fiv, na qual engravidei de gémeos, com os meus óvulos. Abortei às 20 semanas e só agora me sinto preparada para ovodoação, ainda fiz duas estimulações mas só consegui um óvulo e o médico fez-me ver que já tenho 43 anos e assim nunca mais.
Estou na fase de preparação do endometrio.
Meninas que já fizeram, eu sinto uma certa tristeza porque como o processo é outro sinto que não estou a colaborar, na falta de melhor palavra. Também sentiram? Acho que no dia da punção da dadora vou chorar alhos e bogalhos. Mas a decisão está tomada e só rezo para que corra bem.
A sof engravidou depois, já está quase a ter a bebé, e eu vim para a estaca zero.
Mas no inicio foi muito difícil aceitar, as meninas ajudaram-me muito, não sabem o quão grata sou.....
Se quiseres desabafar de uma forma mais clara e tirar dúvidas envia mensagem privada. De onde és?

beijinhos e tudo a correr bem para todas.

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

Olá Susanan
Devo dizer-te que ainda estou a aprender a lidar com este site... Sou a verdadeira estagiária em todas as vertentes por cá
Já tinha uma mensagem escrita para ti e não sei como, o telemóvel saiu da página é eu perdi tudo!!! Ando uma pilha de nervos... Pelo que muita sorte tem o telemóvel em escapar ileso!

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

Olá Susanan77. Nos últimos tempos tenho vivido a verdadeira montanha russa de emoções. De facto vir aqui e ler os testemunhos de tantas guerreiras que, mesmo quando as coisas correm menos bem, levantam-se sacodem a poeira e seguem em frente tem sido um grande apoio para mim. Dá-me aquilo que eu já julgava perdido em mim:esperança... Também tu vais ter a esperança necessária para seguir em frente, não tenho dúvidas. Imagino o nervoso miudinho em que te encontras! Estás em fase mais avançada que eu. Ainda não comecei a preparação do endométrio. Mas em princípio vou fazer já neste ciclo... Vai correr bem e daqui a uns tempos pode ser que ambas estejamos muito mais felizes. Beijinhos 😘

Lili_Anna -
Offline
Desde 26 Out 2020

SUSANAN77 escreveu:

[email protected] escreveu:
Lua1980 escreveu:Olá! Eu tive a sorte de ser à primeira. Tenho 40 anos, engravidei naturalmente há dois mas infelizmente perdi às 11S. Depois tentei estimulação com os meus óvulos e não deu pelo que fui para o privado onde poderia ter tentado com os meus mas optei por ir logo para OD. Este filho é meu, sem dúvida ❤️
Força, vais ver que vais conseguir! Beijinhos

Obrigada pelo incentivo ❤
Há dias em que surgem tantas dúvidas, hesitações...

Olá, compreendo perfeitamente o que estás a dizer, eu também as tive, durante quase 2 anos.
Tentei com os meus fiz 3 icsis e uma fiv, na qual engravidei de gémeos, com os meus óvulos. Abortei às 20 semanas e só agora me sinto preparada para ovodoação, ainda fiz duas estimulações mas só consegui um óvulo e o médico fez-me ver que já tenho 43 anos e assim nunca mais.
Estou na fase de preparação do endometrio.
Meninas que já fizeram, eu sinto uma certa tristeza porque como o processo é outro sinto que não estou a colaborar, na falta de melhor palavra. Também sentiram? Acho que no dia da punção da dadora vou chorar alhos e bogalhos. Mas a decisão está tomada e só rezo para que corra bem.
A sof engravidou depois, já está quase a ter a bebé, e eu vim para a estaca zero.
Mas no inicio foi muito difícil aceitar, as meninas ajudaram-me muito, não sabem o quão grata sou.....
Se quiseres desabafar de uma forma mais clara e tirar dúvidas envia mensagem privada. De onde és?
beijinhos e tudo a correr bem para todas.

Meninas,
Só para partilhar convosco que fiz hoje a primeira eco. Ainda não deu para ouvir o ❤️, mas estava lá, porque vi. 6 semanas e um dia 😊.
Naquele momento senti que aquele embriãozinho é meu filho a 100%, tal com os irmãos já crescidos.
É incrível como as dúvidas se vão dissipando com o tempo e o evoluir da gravidez.

Susana 77, não consigo imaginar a tua dor, mas acredito que vais concretizar o teu sonho e seres mãe na sua plenitude.

Beijinhos e boa sorte para todas 😘😘😘

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

Tão bom Lili_Anna! Que momentos felizes esses que estás a viver! Obrigada pelo incentivo!
Acompanho com toda a atenção a tua caminhada, a da MegiePrincess, da SandyVi, da Sof_e, da Mag_M, da Lua1980, da SandT, da Patruixia e de muitas outras (perdoem-me o facto de não mencionar os nomes, mas os meus conhecimentos de pesquisa aqui no site não me permitem grandes pesquisas sem que a mensagem me fuja...). Não imaginam o quão grata vos sou, de coração. Nas vossas palavras consigo sentir o amor que vos move e a sinceridade com que dão apoio a quem chega a esta luta.
Neste momento vivo um turbilhão de emoções: dúvidas, receios, arrependimento e até revolta por ter adiado tanto... Não tem sido fácil e a situação que todos vivemos atualmente, com a pandemia só veio agravar. Com a situação familiar a agravar-se em termos de saúde, mais uma vez tive vontade de adiar este meu Projeto de vida. Mas a idade não espera e, como já li aqui no fórum, revejo-me bastante na letra da música da Marisa (Melhor de Mim), acima de tudo na parte em que diz que "a vida que segue e não espera pela gente"! Verdade, tão verdade. Por isso, também eu já sacudi a poeira, aceitei que uma pequena célula é um pormenor (mas um pormenor pelo qual sou muito, mas muito grata), que a ciência me está a acenar com a doce ideia de completar a minha história... Sim, completar, porque é assim que me sinto Incompleta!
Vou continuar a vir cá, a ler as vossas palavras e a ganhar fôlego para também eu seguir em frente.
Beijinhos para todas Apaixonado

Sof_e -
Online
Desde 26 Fev 2015

E cá ando eu por aqui para vos deixar mta energia positiva. Aceitar este caminho da doação nem sempre é fácil. Tb tive os meus dias maus. A achar que tinha adiado demais. Q a culpa tinha sido minha por adiar ser mãe até aos 40 e tal. Q o marido ia ter um bebe com outra e Eu era só uma barriga.
Mas devagar estes pensamentos desapareceram. Qdo decidi avançar já estava de bem cmg.
Qdo ouvi e vi o coração naquele écran. Só houve lugar para sorrir muitooo. Qdo ela nasceu e hj em dia. É a minha filha venha de lá quem vier.
Mas acho q às tantas me estou aqui a repetir no forum pq já escrevi isto eheheh.
Está menina é o meu amor. E a segunda quase a bater à porta é a prova que faz sentido senão não a tinha ido buscar ehehe.

Sobre Sof_e

Jan 2015 - G. Natural - Não evolutiva
1ª FIV Abril 2016 - Positivo - AR às 7 S
2ª FIV Julho 2016 - Neg
3ª FIV Nov 2016 - Cancelado. Ovulei msm c/ orgalutran.
4ª FIV Jan 2017 - Neg
Maio 2017 - doação. Out positivo

MegiePrincess -
Offline
Desde 09 Jan 2019

Eu, quando em 2015 fiquei doente e tive que adiar o 2º filho tinha na altura 43 anos...fiz a análise AMH que deu 1.063 mas não era possível fazer estimulação para os guardar pois ia potenciar a doença...e então, depois de chorar baba e ranho pois eu era uma coitadinha lol e como não sou de perder batalhas...ou pelo menos posso perdê-las mas sempre a tentar comecei logo a pesquisar, pesquisar...fui dar a ovodoação e em seguida epigenética...e decidi que seria por aí o caminho...quando decidi avançar já tinha a coisa mais que maturada na cabeça...mas mesmo assim, conforme me iam dizendo que a dadora ia iniciar a medicação, depois no dia da punção e da recolha de sémen fiquei tristinha...só me sentia espectadora e dei por mim a ter ciumes da dadora...coisa estúpida mesmo...mas assim que foi a 1ª TEC quase esqueci! E quando engravidei então nem se fala...e quando nasceu é meu e mais nada Espertalhão
Saiu igualzinho ao pai! Mas a minha filha foi igual e o óvulo era meu...e ainda hoje ela é a cara chapadinha do pai Espertalhão e acreditem que é raro lembrar-me que o óvulo deste não era meu...

1ª TEC (04.06.2019) Positivo!! (14.06.2019) Beta 183.5 (16.07.2019) AR às 8 semanas
2ª TEC (04.09.2019) Negativo (16.09.2019)
3ª TEC (07.10.2019) Positivo !! (18.10.2019) Beta 487.2

patruixia -
Offline
Desde 05 Jul 2011

Não percam demasiado tempo a reflectir sobre o que passou ou o que poderia ter sido. Tanto na infertilidade como no geral, é algo que não nos ajuda em nada. Na altura fazemos sempre o que achamos melhor, por vezes não estamos preparadas ou temos dúvidas e é legítimo. Não podemos avançar sem haver mesmo essa aceitação da nossa parte.
Tentem pensar positivo e ver os aspectos positivos de tudo, pois há sempre o lado positivo em tudo. Mesmo que nos custe as vezes ver isso. Aproveitar o tempo que temos livre pois espero que em breve estejamos ocupadas com fraldas e biberons 😂😂
Boas energias atraem coisas boas, por isso muitas energias positivas para nós especialmente para quem está em tratamento 🍀🍀🍀

patruixia -
Offline
Desde 05 Jul 2011

Não percam demasiado tempo a reflectir sobre o que passou ou o que poderia ter sido. Tanto na infertilidade como no geral, é algo que não nos ajuda em nada. Na altura fazemos sempre o que achamos melhor, por vezes não estamos preparadas ou temos dúvidas e é legítimo. Não podemos avançar sem haver mesmo essa aceitação da nossa parte.
Tentem pensar positivo e ver os aspectos positivos de tudo, pois há sempre o lado positivo em tudo. Mesmo que nos custe as vezes ver isso. Aproveitar o tempo que temos livre pois espero que em breve estejamos ocupadas com fraldas e biberons 😂😂
Boas energias atraem coisas boas, por isso muitas energias positivas para nós especialmente para quem está em tratamento 🍀🍀🍀

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Revejo-me imenso nos vossos sentires! Também eu podia ter decidido mais cedo, também o senti, pois já pelos 40 a minha médica me tinha falado nisso e eu rejeitei por completo, não por ser óvulo de outra mulher mas porque queria muito adotar e achava que era por aí o caminho! E mais tarde quando decidi então começar este processo foi com a sensação de "Ok, andaste a perder tempo... pois nem uma coisa nem outra", e a verdade é que ainda aguardo a adoção.....
Lembro-me quando ligaram e tinha dadora, quando o meu companheiro foi recolher o esperma, e sim também recordo essa sensação de não contribuir. Eu escrevi uma carta à dadora (infelizmente ela nunca a vai ler) quando tivemos notícia da punção, agradecendo muito a sua dádiva.
Acho que essa sensação passa de imediato quando colocam o embrião no forno, cá dentro. Começa o nosso trabalho, e é a tempo inteiro Espertalhão
Agora quando eles vêm para fora, caneco!, é um ver-se-te-avias de corropio diário, trabalho a sério é agora ahahahahaha.
Patriuxia, sei que vais plantar os teus hoje. Tenho uma vela acesa no peito por ti.
Desejo muitíssimo que se encham de alegria os vossos corações, a todas!

Lili_Anna -
Offline
Desde 26 Out 2020

Mag_M escreveu:
Revejo-me imenso nos vossos sentires! Também eu podia ter decidido mais cedo, também o senti, pois já pelos 40 a minha médica me tinha falado nisso e eu rejeitei por completo, não por ser óvulo de outra mulher mas porque queria muito adotar e achava que era por aí o caminho! E mais tarde quando decidi então começar este processo foi com a sensação de "Ok, andaste a perder tempo... pois nem uma coisa nem outra", e a verdade é que ainda aguardo a adoção.....
Lembro-me quando ligaram e tinha dadora, quando o meu companheiro foi recolher o esperma, e sim também recordo essa sensação de não contribuir. Eu escrevi uma carta à dadora (infelizmente ela nunca a vai ler) quando tivemos notícia da punção, agradecendo muito a sua dádiva.
Acho que essa sensação passa de imediato quando colocam o embrião no forno, cá dentro. Começa o nosso trabalho, e é a tempo inteiro
Agora quando eles vêm para fora, caneco!, é um ver-se-te-avias de corropio diário, trabalho a sério é agora ahahahahaha.
Patriuxia, sei que vais plantar os teus hoje. Tenho uma vela acesa no peito por ti.
Desejo muitíssimo que se encham de alegria os vossos corações, a todas!

Acho que todas nós, umas mais outras menos, temos o nosso processo de aceitação e carregamos as nossas "culpas", pelas mais diversas razões.
O primeiro passo é libertarmo-nos dessas culpas que não fazem sentido e aceitar esta dádiva de ser mãe.

Boa sorte Patruixia, pensei que fosse só na próxima quinta.

Beijocas

SUSANAN77 -
Offline
Desde 20 Ago 2020

Patruxita que corra tudo muito bem, estou contigo no pensamento.. Tu mereces ter um presente de Natal mais cedo, porque sei que sem isso, o nosso Natal não existe.

Muitos bjs

SUSANAN77 -
Offline
Desde 20 Ago 2020

Nós, mulheres depois dos 40 anos, ainda temos que lidar com o preconceito de algumas pessoas, que acham estranho ou não adequado.

Confesso que na adolescência eu própria tinha esses preconceitos, mas as minhas razões eram outras, com as quais me fui reconciliando.

eu amo os meus sobrinhos incondicionalmente, como eu costumo dizer "gosto de ti como se tivesses saído da minha barriga", é lógico que vou amar demais, isto se conseguir.

Ana M Coelho -
Offline
Desde 16 Set 2019

Lua1980 escreveu:

Ana M Coelho escreveu:
SandyVi escreveu:Eu! Tive o positivo aos 47 e agora já tenho 48. 😊 Boa sorte!

Teve o seu positivo com ovo doação ou natural? Eu tenho 45 e tb me foi proposto a doação de ovulos mas mexeu mt comigo e estou a tentar naturalmente.

Não quero ser desmancha prazeres mas com 45 a probabilidade de conseguir de forma natural é muito muito baixa para nao dizer impossível mas vai depender da sua reserva e qualidade naturalmente. Mesmo que consiga engravidar, e espero que consiga, tem de perceber que a probabilidade de abortar é muito grande devido à falta de qualidade normal nessa idade. A ovodoacao é algo natural e abracei a ideia porque era a minha hipótese de ser mãe ou não ser. E eu podia ter optado pelos meus, mas depois de já ter sofrido um aborto retido não quis arriscar. Leia sobre epigenia. Pode ser que a ajude. Boa sorte Seja qual for o caminho que escolher 🙏🏻

Obrigada pelas suas palavras, só vou esperar até no inicio do proximo ano. E depois irei mesmo seguir com OD os vossos testemunhos ajudaram me bastante.
O meu sonho é ser mãe, e só assim me sentirei completa.
As consultas que fui foi na IVI em Lisboa, qual a sua opinião sobre a clínica.

patruixia -
Offline
Desde 05 Jul 2011

Mag_M escreveu:
Revejo-me imenso nos vossos sentires! Também eu podia ter decidido mais cedo, também o senti, pois já pelos 40 a minha médica me tinha falado nisso e eu rejeitei por completo, não por ser óvulo de outra mulher mas porque queria muito adotar e achava que era por aí o caminho! E mais tarde quando decidi então começar este processo foi com a sensação de "Ok, andaste a perder tempo... pois nem uma coisa nem outra", e a verdade é que ainda aguardo a adoção.....
Lembro-me quando ligaram e tinha dadora, quando o meu companheiro foi recolher o esperma, e sim também recordo essa sensação de não contribuir. Eu escrevi uma carta à dadora (infelizmente ela nunca a vai ler) quando tivemos notícia da punção, agradecendo muito a sua dádiva.
Acho que essa sensação passa de imediato quando colocam o embrião no forno, cá dentro. Começa o nosso trabalho, e é a tempo inteiro
Agora quando eles vêm para fora, caneco!, é um ver-se-te-avias de corropio diário, trabalho a sério é agora ahahahahaha.
Patriuxia, sei que vais plantar os teus hoje. Tenho uma vela acesa no peito por ti.
Desejo muitíssimo que se encham de alegria os vossos corações, a todas!

Obrigada minha querida é só na próxima 5a. Nesta foi a ecografia acho que me expliquei mal ahahha mas agradeço muito o vosso apoio 🙏😘

patruixia -
Offline
Desde 05 Jul 2011

Lili_Anna escreveu:

Mag_M escreveu:Revejo-me imenso nos vossos sentires! Também eu podia ter decidido mais cedo, também o senti, pois já pelos 40 a minha médica me tinha falado nisso e eu rejeitei por completo, não por ser óvulo de outra mulher mas porque queria muito adotar e achava que era por aí o caminho! E mais tarde quando decidi então começar este processo foi com a sensação de "Ok, andaste a perder tempo... pois nem uma coisa nem outra", e a verdade é que ainda aguardo a adoção.....
Lembro-me quando ligaram e tinha dadora, quando o meu companheiro foi recolher o esperma, e sim também recordo essa sensação de não contribuir. Eu escrevi uma carta à dadora (infelizmente ela nunca a vai ler) quando tivemos notícia da punção, agradecendo muito a sua dádiva.
Acho que essa sensação passa de imediato quando colocam o embrião no forno, cá dentro. Começa o nosso trabalho, e é a tempo inteiro
Agora quando eles vêm para fora, caneco!, é um ver-se-te-avias de corropio diário, trabalho a sério é agora ahahahahaha.
Patriuxia, sei que vais plantar os teus hoje. Tenho uma vela acesa no peito por ti.
Desejo muitíssimo que se encham de alegria os vossos corações, a todas!

Acho que todas nós, umas mais outras menos, temos o nosso processo de aceitação e carregamos as nossas "culpas", pelas mais diversas razões.
O primeiro passo é libertarmo-nos dessas culpas que não fazem sentido e aceitar esta dádiva de ser mãe.
Boa sorte Patruixia, pensei que fosse só na próxima quinta.
Beijocas


Sim é isso mesmo 😉

patruixia -
Offline
Desde 05 Jul 2011

SUSANAN77 escreveu:
Nós, mulheres depois dos 40 anos, ainda temos que lidar com o preconceito de algumas pessoas, que acham estranho ou não adequado.
Confesso que na adolescência eu própria tinha esses preconceitos, mas as minhas razões eram outras, com as quais me fui reconciliando.
eu amo os meus sobrinhos incondicionalmente, como eu costumo dizer "gosto de ti como se tivesses saído da minha barriga", é lógico que vou amar demais, isto se conseguir.

Susana eu não tenho 40 anos. Estou prestes a fazer 34. Mas o que eu sei é que os sonhos não têm idade! Apoio muito quem luta por eles, por isso não vejo onde há algo errado. A minha avó teve 10 filhotes e a última ela já tinha 45 ❤️ e viveu para conhecer netos e até bisnetos. (pena não ter saído a ela ahahhaha) Eu gostava de ser mãe jovem, mas a vida por vezes tem outros planos. Eu comecei a tentar cedo... Mas se as coisas me continuam a correr mal vou ser mãe aos 40 quase. E daí? Tenho 3 embriões. Se não pegar... Só farei mais tratamentos pelo público e a fila é longa e de que maneira.

Lua1980 -
Offline
Desde 10 Mar 2020

Ana M Coelho escreveu:

Lua1980 escreveu:
Ana M Coelho escreveu:
SandyVi escreveu:Eu! Tive o positivo aos 47 e agora já tenho 48. 😊 Boa sorte!

Teve o seu positivo com ovo doação ou natural? Eu tenho 45 e tb me foi proposto a doação de ovulos mas mexeu mt comigo e estou a tentar naturalmente.

Não quero ser desmancha prazeres mas com 45 a probabilidade de conseguir de forma natural é muito muito baixa para nao dizer impossível mas vai depender da sua reserva e qualidade naturalmente. Mesmo que consiga engravidar, e espero que consiga, tem de perceber que a probabilidade de abortar é muito grande devido à falta de qualidade normal nessa idade. A ovodoacao é algo natural e abracei a ideia porque era a minha hipótese de ser mãe ou não ser. E eu podia ter optado pelos meus, mas depois de já ter sofrido um aborto retido não quis arriscar. Leia sobre epigenia. Pode ser que a ajude. Boa sorte Seja qual for o caminho que escolher 🙏🏻

Obrigada pelas suas palavras, só vou esperar até no inicio do proximo ano. E depois irei mesmo seguir com OD os vossos testemunhos ajudaram me bastante.
O meu sonho é ser mãe, e só assim me sentirei completa.
As consultas que fui foi na IVI em Lisboa, qual a sua opinião sobre a clínica.

A melhor possível. Senti-me tratada como pessoa e não um número. O médico foi muito claro quando viu a minha reserva ovocita e recomendou me ir para Od embora pudesse tentar com os meus, apesar de na opinião dele ser algo difícil. Se me quisessem extorquir dinheiro insistiam para tentar com os meus primeiro... qual é o resultado da sua AMH? E quem é o medico? O meu é o dr Sérgio ❤️

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

Boa noite para todas vós.
Estou a precisar do vosso apoio porque se aproxima o início de todo o processo e estou deveras bastante nervosa. Se puderem ajudar a acalmar este meu coração agradeço.
Tenho 45 anos e nunca estive grávida. Neste momento a minha vida familiar está bastante complicada, o que é no mínimo irónico, porque uma das razões para adiar a maternidade foi esperar estabilidade familiar... Enfim.
O meu companheiro teve que se ausentar do país e eu tenho a difícil tarefa de avançar todo este percurso, de certa forma sozinha. Embora tenha todo o apoio dele, tudo se complicou. Tenho noção de que não devo esperar mais e terei mesmo que ir em frente.
No entanto tenho muito receio porque sou cuidadora do meu pai que, já antes da pandemia tinha bastantes problemas de saúde. Problemas estes que devido ao que se passa se agravaram de tal forma que ficou numa situação de grande dependência. Sou a única cuidadora, algo que e preocupa pois não sei como irão correr as coisas. Tenho receio de deixar de poder cuidar dele.
Digam-me, por favor, se durante a vossa gravidez tiveram que ter restrições nas vossas atividades diárias. Em algum momento vos foi aconselhado repouso parcial ou absoluto?
Sei que engravidar é apenas uma hipótese mas não queria pensar que com todas estas preocupações posso colocar em risco o meu grande projeto de vida.
Obrigada a todas as que deixam por cá palavras de apoio!
Beijinhos

LAMF -
Offline
Desde 07 Abr 2018

Olá, antes de mais muita força para ultrapassar esta caminhada. Talvez seja altura de olhar para si e cuidar de si. Se quer avançar com o tratamento terá de ter consciência que após a transferência deverá fazer vida normal mas sem pegar em pesos e tentar manter-se tranquila. Todo o sucesso deste processo pouco depende de nós, mas o stress não ajuda mesmo. Mta força 😘🙏

Sobre LAMF

Início treinos 2016
Eu endometriose profunda, ele astenospermia
2017-2018 - 2 IIU's (-)
2018 - FIV (0 embriões), 2019- ICSI maio TEF (-), ICSI outubro TEF (-), 2020- TEC fev (-), TEC junho (-)
A esperança é a última a terminar, cada pedra retirada deste caminho torna-nos mais fortes.

Lili_Anna -
Offline
Desde 26 Out 2020

Boa noite para todas vós.
Estou a precisar do vosso apoio porque se aproxima o início de todo o processo e estou deveras bastante nervosa. Se puderem ajudar a acalmar este meu coração agradeço.
Tenho 45 anos e nunca estive grávida. Neste momento a minha vida familiar está bastante complicada, o que é no mínimo irónico, porque uma das razões para adiar a maternidade foi esperar estabilidade familiar... Enfim.
O meu companheiro teve que se ausentar do país e eu tenho a difícil tarefa de avançar todo este percurso, de certa forma sozinha. Embora tenha todo o apoio dele, tudo se complicou. Tenho noção de que não devo esperar mais e terei mesmo que ir em frente.
No entanto tenho muito receio porque sou cuidadora do meu pai que, já antes da pandemia tinha bastantes problemas de saúde. Problemas estes que devido ao que se passa se agravaram de tal forma que ficou numa situação de grande dependência. Sou a única cuidadora, algo que e preocupa pois não sei como irão correr as coisas. Tenho receio de deixar de poder cuidar dele.
Digam-me, por favor, se durante a vossa gravidez tiveram que ter restrições nas vossas atividades diárias. Em algum momento vos foi aconselhado repouso parcial ou absoluto?
Sei que engravidar é apenas uma hipótese mas não queria pensar que com todas estas preocupações posso colocar em risco o meu grande projeto de vida.
Obrigada a todas as que deixam por cá palavras de apoio!
Beijinhos

Boa noite Mipereira,
Concordo com a LAMF.
A verdade é que foi adiando o plano de ser mãe, e agora que tomou a decisão de a concretizar, pensa em todas as possibilidades e os receios aparecem.
Acho que, independentemente do amor que sente pelo seu pai, deve pensar no que quer para si e para a sua vida.
Esperamos sempre que corra tudo bem numa gravidez, mas só podemos fazer o que depende de nós (alimentação saudável, evitar stress, dormir bem, não fazer demasiados esforços, etc...)
Tenho a certeza que se o seu pai soubesse, ou se engravidasse naturalmente, não iria querer que colocasse a sua vida “suspensa”, por uma questão que pode nem sequer se colocar.

Em último caso, e não faço ideia como funciona, mas não poderia pedir apoio domiciliário?
Um beijinho e muita luz para a sua decisão, que é só sua, por muito que demos a nossa opinião.
🥰😘💓

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Mipereira, sei como ser cuidador informal é duro, ainda mais sozinha e nestas alturas. A mim o que me ressalta do teu relato é de facto esse peso da responsabilidade e solidão! Se puderes, pede apoio domiciliário, sim. Dividir esse papel vai ser muito bom para ti.
Depois, em relação à gravidez, é tudo igual à natural. Eu por vezes exagerava no esforço porque, vê lá, me esquecia!
Quando o bebé nascer, aí é que não vais mesmo conseguir levar tudo sozinha. Um bebé dá muito que fazer!
Sou de opinião que deves avançar sim, pois a vida é para a frente e darmos vida a alguém é, para mim, uma forma de honrar quem me deu a minha.

MegiePrincess -
Offline
Desde 09 Jan 2019

Mipereira estás com uma tarefa nada fácil em mãos...eu e as minhas irmãs estamos com o mesmo problema com o meu pai...e então, para as tarefas de maiortrabalho, que é a higiene, contratamos uma empresa...proveito para te informar, caso não saibas, que podes pedir subsidio de cuidador informal...não é muito mas ajuda se tiveres que pagar a alguém...

1ª TEC (04.06.2019) Positivo!! (14.06.2019) Beta 183.5 (16.07.2019) AR às 8 semanas
2ª TEC (04.09.2019) Negativo (16.09.2019)
3ª TEC (07.10.2019) Positivo !! (18.10.2019) Beta 487.2

patruixia -
Offline
Desde 05 Jul 2011

Mi Pereira...percebo que não é fácil acrescentar mais drama ao já enrome que é os tratamentos. Mas pensa na tua vida a longo prazo e não deixes a tua vida passar ao lado sem a agarrares e teres mais a dizer. O tempo passa muito depressa e por vezes perdemos tempo e deixamos passar oportunidade com medo de coisas que não sabemos como vão ser.
O meu conselho segue o teu sonho de ser mãe pois se passa sem tentares vais pensar nisso para sempre e sem volta atras muitas vezes. A gravidez com muitos dizem não é doença e o mais certo é correr tudo normalmente Piscar o olho Como muitas meninas dizem talvez possas conseguir ajuda para as tarefas mais dificeis.
Força Piscar o olho

SUSANAN77 -
Offline
Desde 20 Ago 2020

Mipereira, não adies mais...não tens outras opções para o problema do teu pai? vais por ovodoação?

Lua1980 -
Offline
Desde 10 Mar 2020

Mipereira, subscrevo tudo o que as meninas disseram. Pensa em ti agora e tenta arranjar ajuda com o Pai. Não convém fazer esforços e o ficar de repouso vai depender da gravidez... há mulheres que têm de passar os 9 meses de cama ou parte deles, há outras que fazem uma vida totalmente normal... depende muito. Por isso não adies mais. Um beijinho e boa sorte 🙏🏻❤️

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

Olá a todas!
Muito obrigada pelas vossas palavras. São muito importantes para mim.
De facto a situação não está fácil de enfrentar com a calma necessária. Desde que começou toda esta confusão devido ao aparecimento do novo vírus que tenho procurado alguém para me ajudar com o meu pai. Não é fácil e sei que tê-lo longe de mim, sem o poder visitar seria ainda mais stressante. Hei de encontrar alguma ajuda...
Vou procurar focar-me no meu objetivo e seguir em frente. Avanço com medos mas avanço. Desejo que vocês concretizem os vossos sonhos e aquelas que já são mães sejam muito felizes com eles!
Beijinhos
Apaixonado

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

SUSANAN77 escreveu:
Mipereira, não adies mais...não tens outras opções para o problema do teu pai? vais por ovodoação?

SUSANAN77 as opções com o problema do meu pai ficaram bastante comprometidas. Mas estou a procurar alguma coisa que me ajude a minimizar o problema
Sim vou avançar com ovodoação. E tu? Como está teu processo?
Beijinhos

SUSANAN77 -
Offline
Desde 20 Ago 2020

Olá

Estou na fase da preparação do endometrio, parece que o tempo não passa....Boa sorte para ti, vai dando noticias

[email protected] -
Offline
Desde 29 Out 2020

Olá a todas!
Tenho acompanhado com muita atenção os vossos testemunhos e, mesmo sendo tão recente a minha presença por cá, é bonito ver como vocês se apoiam e dão força umas às outras. Gosto de ler e aprendo convosco. Fico mesmo feliz com os vossos sucessos e muito triste quando tudo corre menos bem.
Estou no início de tudo. Já dei início ao processo. Neste momento tenho três blastocitos de D5 criopreservados. A médica propôs fazer transferência neste ciclo, depois de fazer preparação de endométrio. No entanto, devido à minha situação familiar (sou cuidadora única do meu pai, o meu companheiro teve que se ausentar do país...) não estou nada bem. Sei que não me posso dar ao luxo de adiar, porque com 45 anos está mais que na hora.
Há dias fui ao hospital com o meu pai e depois das coisas não correrem muito bem, senti-me tão mal que tive que ser assistida. Vim embora com o diagnóstico de crise de ansiedade. Nunca me tinha sentido assim... Enfim. Já tive depressão e tomava medicação, mas depois de decidir tentar engravidar parei e as coisas não têm corrido muito bem. O médico que me assistiu disse que mesmo durante a gravidez poderia tomar medicação para controlar estes sintomas. Mas, só de pensar que se o fizer ponho em risco a saúde do bebé fico ainda mais ansiosa. Os riscos inerentes a tomar medicação assustam-me.
Sinto até vergonha de me sentir assim e queria mais que nunca ter firmeza e força para o que se avizinha. Por vezes penso que não vou conseguir.
Fico perdida nestes pensamentos que me desgastam e guardo-os para mim, porque a maioria das pessoas apenas me dá o rótulo de fraca.
Obrigada a todas pela força que demonstram. Desejo que todas alcancem aquilo por que tanto lutam!

Outros tópicos relacionados

Testemunho de um I.V.G.
Sei que este assunto irá gerar grande polémica,que muitas de vós me irão condenar com as vossas palavras, mas antes que isso aconteça, quero que saibam que, com este testemunho, a minha única intenção é elucidar as futuras mamãs do que realmente é...
Uma história que escrevi... para partilhar convosco
Era uma vez um coração que vivia e batia, porque é o que um coração faz. Não era feliz nem infeliz. Ele amava, em especial, dois outros corações. Mas muitas vezes, sentia um vazio dentro de si. Existia um cantinho, um espaço por preencher. Ele...
Ser mãe
Desde miuda que me lembro do meu desejo de ser mãe. Adorava quando alguem proximo tinha bebé...Quando comecei a tentar engravidar, esse sentimento de ser mãe começou a ter uma marca muito forte na minha vida. Foram quase três anos de luta, de choro...
Ser mãe
Desde miuda que me lembro do meu desejo de ser mãe. Adorava quando alguem proximo tinha bebé...Quando comecei a tentar engravidar, esse sentimento de ser mãe começou a ter uma marca muito forte na minha vida. Foram quase três anos de luta, de choro...
A tua missão...
Meu anjinho, acredito que "descobri" qual era a tua missão... Foi por ela que viveste tão pouco tempo comigo. Tinhas de ser amado incondicionalmente, por mim. Foi essa a razão da tua vi(n)da. Acredito que sim. Só precisavas dessas 18 semanas para te...
Preciso desabafar antes que eu não cometa uma loucura 😓😔😓
Estou de 7 semanas e não sei mais o que é ser feliz Estou com tanto ódio de mim por ter engravidado, que já pensei até em mim matar. 7 semanas de sofrimento, enjoo, cuspindo rios e mares, O que eu faço pra parar de cuspir por favor, me ajudem!

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?