Relatos de partos sem epidural | De Mãe para Mãe

Relatos de partos sem epidural

Responda
23 mensagens
jkel -
Offline
Desde 29 Abr 2012

Olá mamãs!
Sei que ainda é cedo mas tenho pensado bastante no parto.
Da minha primeira filha tive 19h de trabalho de parto. Foi um parto normal com epidural, mas na hora H tive alguma dificuldade em fazer força porque não tinha percepção de onde devia fazer força e que força deveria fazer. Há quem diga que a epidural atrasa a dilatação quando dada antes do devido tempo, o que creio que foi o meu caso que quase não tinha dilatação, mas as contrações registadas no CTG eram muito fortes.
Além disso tenho informação de pessoas próximas que ficaram com problemas por causa da epidural, o que me leva a pensar que desta vez devia optar por fazer sem epidural. Mas tenho vários receios...
Por isso gostaria que me falassem das vossas experiencias, se optaram com ou sem epidural, e sobretudo para quem não quis a epidural como correu?

Agradeço desde já as vossas resposta.
Beijinhos e tudo a correr bem.

Tinker_Bell -
Offline
Desde 04 Set 2015

Olá mamã. Posso contar como foi o meu primeiro parto. Entrei em trabalho de parto às 35 semanas, cheguei ao hospital de manhã tinha 1 dedo de dilatação e o médico disse-me que não valia a pena internar logo porque ia demorar, para ir andar e tal que possivelmente ainda voltaria nesse dia. E assim foi, por volta das 19 ja sentia contrações fortes e ritmadas e tinha 3 dedos de dilatação. Fui internada e por volta da meia noite chamaram a anestesista que vinha a dormir praticamente... Enfim.. Deu-me epidural mas enganou-se e teve de tirar e voltar a picar. Nas horas seguintes não sentia contrações mas sentia uma comichão horrível nas pernas e sentia-me a ferver. Aparentemente fiz uma infecção e aos 7 dedos de dilatação tiveram de me tirar tudo, estava cheia de febre. Passei de um estado sem dor para dor extrema, a tensão subiu, ainda demorei umas belas horas a dilatar o que faltava e por volta das 11 e tal senti vontade de fazer força, mas estava tão desgastada e dorida e em sofrimento que não consegui fazer força e tiveram de usar a ventosa e cortar-me toda. Às 11:45 nasceu o meu pimpolho,levei imensos pontos a sangye frio e Estivemos 7 dias internados porque a minha infecção foi complicada e tive de tomar antibiótico intravenoso. Resumindo e concluindo, o nosso corpo está preparado para parto sem epidural,a dilatação é um processo doloroso mas progressivo, a dor vai aumentando e assim torna-se mais fácil controlar a respiração. o meu problema foi ter tido epidural e me terem tirado,não consegui acompanhar o progresso da dor e quando a senti "a sério" já era demasiado intensa e já tinha febre e etc... Agora não sei se vou querer epidural,não consigo deixar de pensar que se não me tivessem dado a epidural, o parto poderia ter sido diferente. Doloroso na mesma, mas diferente..

Abençoada mais uma vez <3

Positivo - > 25 de Agosto 2016
DPP - > 26 de Abril 2017

Andreia FR -
Offline
Desde 20 Set 2016

Que medo..é o primeiro filho mas nao imagino nao ter epidural.
E ja agora como é isso da força? Sei que temos que fazer força lol mas ha algum sitio e altura especifica para a fazermos?

Andreia R.

Baby2010 -
Offline
Desde 23 Abr 2009

Olá,

Bem isto é uma partilha de experiências mas é bom ter-se sempre em conta que cada parto é unico e cada experiência é sempre diferente de mulher para mulher até porque o nosso corpo não responde de maneira igual.

Eu tenho as duas experiências,e o que te posso dizer é que do parto do meu primeiro filho só guardo boas recordações,foi um parto calmo onde eu me mantive sempre calma e consegui ter sempre o "controle" do meu corpo o que ajudou e muito em todo o processo.Dei entrada ao 12h00 na Mac e o meu Rodrigo nasceu ás 19h36 de parto normal com epidural.

Já o parto da minha filha foi uma experiência totalmente diferente,começando por ser induzido ás 38 semanas,foram 48h a induzir sem epidural,sem nada porque a dilatação não avançava,até que de um momento para o outro avançou só que as contrações começaram nos rins e não acusavam na máquina do ctg há qual estava ligada e as Srªs enfermeiras em vez de ouvirem as minhas "queixas" guiavam-se por a máquina do ctg,conclusão por questão de minhutos que a minha filha não nascia na enfermaria ou no elevador porque quando me descem para o bloco de partos já a minha filha estava a nascer Confuso tive dores horriveis não consegui ter "controle" algum sobre o que quer que seja pois estava ezausta e felizmente a minha filha nasceu saudavel e não houve nenhuma complicação!

Estas são as minhas experiências e sim a epidural pode deixar mazelas nomeadamente nas costas mas há muita mulher que levou epidural e não ficou com queixas em nada lá está cada organismo responde de maneira diferente.
É verdade que o nosso corpo está preparado para um parto e que as dores por mais insuportáveis que sejam nós aguentamos mas na minha opnião hoje em dia não há necessidade de se sofrer tanto para ter um filho,o parto é um momento unico na nossa vida deve ser vivido na sua plenitude.

Desejo-te que corra td bem e um mini-quarto de hora Piscar o olho

Sobre Baby2010

20 De Julho 2011 conheci o meu bem mais precioso NASCEU o meu Rodrigo*
01 De Fevereiro 2014 conheci a princesa dos meus sonhos NASCEU a minha Diana*

aries23 -
Offline
Desde 18 Jul 2016

Ainda não passei pelo parto mas pelo que li, cada caso é um caso e é muito difícil generalizar o uso de epidural ou outras coisas quanto à sua eficácia. Por exemplo já li casos em que uma mamã nem conseguia controlar a força por causa das dores e o bebé estava em sofrimento por ser empurrado à força antes da dilatação suficiente, e assim que levou epidural ajudou. Outros casos eram casos onde passaram horas no parto e com a epidural conseguiram descansar o suficiente sem terem estado completamente esgotadas e sem forças para empurrar.

Por isso acho que é importante irmos para um hospital onde possamos sentir mais confiantes quanto à forma como lidam com os partos. Nada melhor que especialistas que saibam do que estão a fazer e que saibam lidar com cada caso com o melhor julgamento possível.

jkel -
Offline
Desde 29 Abr 2012

Percebo bem o que dizem, cada organismo reage de forma diferente e a mesma mulher pode engravidar várias vezes e dessas vezes todas resultarem partos muito diferentes. Eu acredito que a epidural veio ajudar em muito a tornar os partos mais fáceis de suportar. Por outro lado é sempre um procedimento que não é isento de riscos, e aqui que eu preciso de fazer um balanço e perceber se os riscos são maiores ou menores que as dores. Porque dores, mal ou bem aguentam-se enquanto que ficar com sequelas já não é bem assim.
Infelizmente conheço quem esteja em coma por epidural mal dada e isso para mim é um risco demasiado alto.
Por outro lado, tenho noção que um parto com demasiadas dores durante muitas horas pode ser desgastante e complicar o momento da expulsão e isso também pode trazer complicações. Enfim, são várias as duvidas...daí querer ouvir mais relatos, positivos ou negativos Sorriso

Alnp -
Offline
Desde 02 Set 2015

Eu so tenho a dizer bem da epidural. O anestesista foi muito competente e nem me doeu. Ele ia avisando o que ia fazendo e ate dores que supostamente eu podia sentir, nao senti. Depois de aplicada a anestesia ele voltou ao quarto passados 10min para saber se ainda sentia dor. Adorei o cuidado dele. No caso levei a epidural logo que atingi os 3cm (a minha medica é super a favor da epidural) e passadas 2h tinha os 10cm mas com 1h 30min o efeito ja tinha passado e quando pedi reforço a enfermeira dizia para eu tentar aguentar mais 30min pk como sou mae de primeira viagen o parto ia demorar e tinha que controlar as doses. Quando me viram passado esses 30min pois ja tava ali a Alice a porta kkkk ou seja nao levei reforço, senti tudo e foram dores horriveis junto com o cansaço e a fome pois entrei no hospital as 7h da manha con bolsa rota e sem comer, nem tinha jantado no dia anterior, e ela so nasceu as 20h. Ainda por cima ela tinha o cordao no pescoço e tava a puxa-la para cima, por isso teve que ir de forceps e uma bela duma episio que passadas 2 semanas ainda me doi imenso Triste mas no geral, correu bem e nao fiquei traumatuzada ou arrependida de levar a epidural. Fiquei arrependida sim de nao ter insistido para me darem o reforço quando pedi. Numa proxima vou querer epidural sim! Bjinhos e tudo a correr bem Sorriso

JoanaCFF -
Offline
Desde 04 Jan 2017

Olá a todas,

Sou alérgica à morfina pelo que não posso levar epidural. No hospital de Santarém não têm nenhum substituto, alguém sabe se existe?

Obrigada Sorriso

anitas.paula -
Offline
Desde 17 Jan 2011

Minha querida, eu tive o meu 2º filho sem epidural e, sofri muito menos do que da minha filha que foi com epidural. Para terem ideia, provocaram-me o parto às 41 semanas e dia, como pelas 15h50m a dilatação tinha estaganado e, estava com 5/6 dedos de dilatação, a enfermeira que me seguiu perguntou se me podia rebentar a bolsa da água e, perante o positivo, assim o fez. Eram 17 horas o meu filho estava a nascer com 3990 kg, 51,5 cm e 35 ou 37 cm de perímetro cefálico - fizeram episio onde fizeram a 1ª e, depois da brico lá em baixo, amamentei e, levantei-me Sorriso Se procurarem conseguem ver o meu relato e, já faz um aninho agora Sorriso Foi uma experiência linda e, se tivesse mais filhos, para além de ser sem epidural, também queria ver se não era provocado como os meus dois partos mas, os meus filhos eram/são grandes e, não queriam nascer por eles. Boa sorte Beijinho

A princesa nasceu a 5/8/12 (40s+3d), com 3760 kg e 51 cm Amamos-te princesa
O príncipe nasceu a 21/1/16 (41s+1d), com 3990 kg e 51.5 cm. Amamos-te príncipe
Esposa e mãe babada Sorriso

Marlene Pires A... -
Offline
Desde 23 Set 2016

Colada ao debate!

Ariel Ab

JL11 -
Offline
Desde 10 Jan 2017

Olá mamas, bem cada caso é um caso mas vou relatar também a minha experiência Sorriso
Tive uma gravidez muito ativa, andei sempre muito a pé e tive uma alimentação saudável, correu tudo bem. Cheguei às 41 semanas e 2 dias e nada de contrações nem dilatação, dei entrada na MAC dia 8 de Agosto para induzirem o parto, e assim foi, mas a medicação demorava a fazer efeito e só comecei a ter contrações fortes dia 10 de manhã começando logo a fazer dilatação, fui para o bloco às 2:30 e passado 1 h depois já tinha 3cm e pedi a epidural, porque eu estava cheia de medo das dores(vivi este medo a minha gravidez toda :p) e assim foi, deram me a epidural, e realmente durante 40 minutos melhorei muito, mas depois voltei a sentir tudo de novo, deram me mais uma dose mas não me fez nada.. fiquei logo em pânico, chamei o enfermeiro e expliquei que não estava a fazer efeito a epidural, até que ele me disse que não adiantava eu estar a receber a anestesia pois não ia fazer efeito. Passei muitas dores mesmo, e na hora de fazer força ele é que tinha de me dizer pois as dores que sentia na bacia e nas costas era bem superior às contrações, mas é como se diz, depois assim que eles estejam cá fora melhora logo Sorriso levei só anestesia no períneo para a episiotomia Sorriso Basicamente temos de fazer força assim que começa uma nova contração.. Sem epidural dói muito mesmo mas cada corpo suporta dores diferentes Sorriso vai correr bem

Sobre JL11

Meu amor mais lindo

JL11 -
Offline
Desde 10 Jan 2017

O meu bebé nasceu com 3.650 kg e 53 cm Sorriso

Sobre JL11

Meu amor mais lindo

Desde 11 Jan 2017

Oh meu deus!!! Ainda nem vou a meio da gravidez e ja tenho medo do fim!!!! Choque!
E muito dificil na hora do parto?
Eu tenho um problema, sou muito sensivel a dor, ou seja se a dor for forte desmaio, sera que a minha médica tomara as devidas providências ou terei uma hora dificil?
Ha alguem que seja assim tambem?

Elisabete @ Sousa -
Offline
Desde 11 Jan 2017

Olá mamã!
Eu já sou mamã de 4,e posso dizer que cada parto é diferente e na minha experiência pessoal a nossa capacidade de controlo, o nosso estado de espírito no momento e o pessoal médico que nos estiver a assistir influência o momento em tudol!
Da minha 1a filha eu levei epidural e posso dizer que foi a pior experiência que passei na vida, foi horrível durante o parto, não por causa das dores mas porque não tinha qualquer percepção do que se passava, resumindo, rasguei, levei imensos pontos que depois infectaram, tive de ser lancetada e cheguei a dar de mamar em pé, só quando a minha bebé tinha quase 2 meses é que consegui começar a tomar conta dela normalmente!
Dos outros 3 decidi não usar epidural e foi a melhor coisa que fiz, a experiência é dolorosa, não vou mentir mas compensa em tudo, não sei mas acho que como temos a percepção de tudo o que se está a passar, a ligação com o bebé, quando finalmente o sentimos sair e é colocado em cima de nós, é muito maior, é como se fosse a compensação por todo o esforço e sofrimento, torna o momento único!
Posso dizer que conheço 3 maternidades, hospital de Cascais, Amadora-Sintra e Caldas da Rainha e para mim a das Caldas da Rainha é de longe a melhor, fui tratada com um carinho imenso, super humano e isso fez toda a diferença, a minha princesinha mais nova veio ao mundo lá e eu fiquei internada 5h antes de ter o meu marido ao pé de mim, e como estive sozinha elas tiveram sempre preocupadas com o meu bem estar! O parto foi complicado, foi de longe o mais doloroso dos 4 mas nunca em momento algum perdi a confiança, simplesmente porque as enfermeiras foram super carinhosas e humanas comigo, isso deu me confiança para não aceitar a epidural e suportar!
Eu não aconselho a epidural mas acho que também depende da capacidade de cada uma de suportar a dor, só posso dizer que eu sou muito picuinhas e suportei, por isso o melhor conselho que acredito poder dar é mesmo que escolha uma maternidade onde se sinta confortável e tenha total confiança no pessoal médico e pense que aquela dor vai passar e quando passar vai ter um anjinho lindo ao seu colo!
Boa sorte e muitas felicidades!

Andreia FR -
Offline
Desde 20 Set 2016

O problema é escolher uma maternidade de confiança e que nos de segurança. E a primeira gravidez e so sou seguida num hospital. Gosto da ob que me segue mas nao faço ideia de como sera a equipa que me vai fazer o parto. Isso é sempre uma incógnita.

Beijinho

Andreia R.

espinhas -
Offline
Desde 03 Fev 2015

cada parto é diferente e depende muito da capacidade do corpo de cada uma. Do meu primeiro filho levei epidural e não sabia como fazer força porque não sentia nada, levei vários reforços de epidural, porque entrei as 9h da manha e só nasceu as 22h30. O meu segundo filho comecei a sentir as contracções e aguentei até ter 5 minutos de intervalo, cheguei ao hospital com 7 dedos de dilatação e em pouco tempo nasceu, tudo sem epidural, custou muito, mas foi mágico, foi tudo tão natural. Se tiver um terceiro filho adorava que fosse sem epidural. Fiquei com dores nas costas devido a epidural e aguento pouco tempo com as costas dobradas. Mas cada caso é um caso.

Andreia FR -
Offline
Desde 20 Set 2016

Eu sinceramente nao sei o que quero.
Tenho horror a dores mas ao mesmo tempo ja li tantas coisas más da epidural Confuso

Andreia R.

Gabe -
Offline
Desde 11 Nov 2010

Olá mamãs,

Como todas já sabem, cada caso é único, mesmo a mesma mulher pode ter partos diferentes e por várias razões... mesmo as dores das contracções pode depender do grau de sensibilidade de cada uma, mas também da posição do bebé, por exemplo... há mamãs que só sentem as contrações na barriga, e outras sentem também na zona dos rins, outras têm dores fortes na bacia...etc...
A minha experiência no meu 1º parto foi com epidural, e só posso dizer maravilhas Espertalhão até levar epidural, com 2/3 dedos de dilatação, tinha contrações fortes que apanhavam essencialmente o fundo da barriga e a zona dos rins, tive durante bastante tempo de 5 em 5 min. e só depois fui para o hospital e cheguei lá e ainda só tinha 2/3 dedos de dilatação, fui logo para a sala de partos e perguntaram se queria epidural, nem hesitei Espertalhão a anestesista foi uma querida e não me doeu absolutamente nada, nem fiquei com qualuer sequela... depois foi um sossego, eu não sentia as contrações o que de facto leva a que tenham de te dizer quando deves fazer força porque vêem através do ctg quando tens uma... mas eu prefiro assim, acho que ajudei muito mais sem sentir aquelas dores do que se tivesse a senti-las, mas isso sou eu... no entanto não fiquei totalmente insensível, tanto que a minha filhota lembrou-se, durante o parto, de encaixar a cabeça do lado direito da anca... e embora eu não sentisse a dor das contrações sentia uma dor ( não muito forte ) nessa zona. quando ela nasceu, senti perfeitamente ela a sair mas sem dor Sorriso a sensação foi maravilhosa, porque embora tivesse anestesiada na zona senti perfeitamente quando ela saiu. Fizeram episiotomia e eu nem senti também, tanto que tive de perguntar se tinham feito...lol...
Resumindo, sou fã da epidural e desta vez, sendo parto normal novamente, como está previsto, vou querer novamente Piscar o olho
Ah, claro que, a equipa que se apanha é muito importante... infelizmente nem sempre podemos escolher, e nem todos os profissionais têm o mesmo amor à profissão e a mesma sensibilidade...

Felicidades a todas

Sobre Gabe

POSITIVO A 11/01/2011 Sorriso
DPP: 06/09/2011 Sorriso Vem aí a nossa Beatriz Sorriso Amo-te filhota Sorriso
Já nasceu a minha Beatriz a 1/9/2011 Sorriso

JL11 -
Offline
Desde 10 Jan 2017

Ana Rita Jorge Diogo escreveu:
Oh meu deus!!! Ainda nem vou a meio da gravidez e ja tenho medo do fim!!!! Choque!
E muito dificil na hora do parto?
Eu tenho um problema, sou muito sensivel a dor, ou seja se a dor for forte desmaio, sera que a minha médica tomara as devidas providências ou terei uma hora dificil?
Ha alguem que seja assim tambem?

Sobre JL11

Meu amor mais lindo

JL11 -
Offline
Desde 10 Jan 2017

Eu também sou muito sensível à dor mas acredite que quando é preciso, ganhamos forças que nem sabemos que as temos :), eu tive o meu bebé na MAC e foram 5 estrelas desde o início ao fim

Sobre JL11

Meu amor mais lindo

LiJo -
Offline
Desde 14 Jan 2014

Olá mamã, gostaria de lhe deixar também a minha experiência. Infelizmente sei como é um parto com e sem epidural. Digo infelizmente porque sempre fui a favor da anestesia, mas no segundo parto não tive opção. O meu primeiro parto foi com epidural e só tenho boas memórias dele. Estive sempre bem, sem dores traumatizantes, quando tinha de fazer força as enfermeiras diziam para puxar. Enfim, foi um parto muito bom. Do segundo, tudo aconteceu muito rápido e não tive sequer tempo de levar epidural. O meu trabalho de parto foi de apenas 1h e na altura na expulsão apenas 10m, mas foram os piores 10m da minha vida no que toca às dores. A dor era insuportável, senti tudo que a médica parteira me estava a fazer (que provocava ainda mais dor), tive uma laceração de 3o grau que estou ainda a recuperar (o bebé nasceu maior). Claro que o momento em que ele sai e te colocam em cima é único, mas do parto em si, a única memória que ficou foi dor e sofrimento. Penso que não há necessidade de ser assim depois de termos opção de um parto quase sem dores. E até tenho alguma tolerância à dor.
Independentemente do parto que escolher desejo-lhe uma hora pequenina, que tudo corra bem tanto para si como para o seu bebé e que fique só com boas memórias desse momento. Felicidades.

Sobre LiJo

Positivo a 12/10/2014

FilipaPBC -
Offline
Desde 17 Abr 2016

Acho que há duas coisas fundamentais para esta discussão: ocitocina sintética provoca mais dores do que um parto totalmente natural (isto inclui partos provocados); se querem um parto o mais natural possível, preparem-se ao longo da gravidez para isso, a preparação é suuuper importante (psicológica e física).

Sol_87 -
Offline
Desde 28 Dez 2011

Como outra mamã já aqui disse (a Espinhas) com epidural perdemos um pouco a sensibilidade na hora H. DO meu filho a expulsão foi sem epidural, doeu mas sabia quando fazer força, da minha filha tinha epidural no auge.. tive que pedir à enfermeira que me dissesse quando fazer força, ou seja, tinha uma enfermeira pronta p receber a miuda e outra com a mao na barriga p saber qd tinha a contração. Foi um parto santo pk n tive dor nenhuma mas perde-se um pouco a essência do parto se é que me faço entender. Sorriso

Sobre Sol_87

Mãe de um belo príncipe muito amoroso Sorriso <3

Votação

Como é que conheceu a marca Nunex?