Quando a sogra não respeita a opinião dos pais | De Mãe para Mãe

Quando a sogra não respeita a opinião dos pais

Responda
19 mensagens
Sofiasbc -
Offline
Desde 19 Fev 2019

Olá meninas! Ainda faltam umas semaninhas para a minha pequena nascer, mas tenho pensado em algumas coisas que deixam preocupada..
Já decidi que não quero, pelo menos até aos dois anos, dar açúcar à minha filha. Eles têm tempo depois e esta mais que provado que em idades tão pequenas só lhes faz mal, em vários aspectos.
A questão é que desconfio que a minha sogra não vai respeitar essa decisão e vai dar nas minhas costas.. ela faz isso com osnmeus sobrinhos, incluindo com uma que por tomar medicação para a hiperactividade, não pode de todo consumir açúcar..
Eu vou avisando..mas tenho algumas preocupações em relação ao assunto. Se a decisão dos pais em relação s uma filha "doente" não são respeitadas, comigo não será diferente...

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Acho que a solução mais simples, dado a falta de confiança, é não deixar a neta sozinha com os avós. De qualquer forma pode sempre ter uma conversa séria com ela, explicar quais as suas convicções e dizer-lhe que gosta muito que a neta passe tempo a sós com a avó mas que não havendo confiança, tal não será possível. A minha sogra não é o mesmo tipo de sogra para mim que é para a minha cunhada porque temos as duas feitios diferentes, agimos de maneira diferente e esclarecemos as coisas de outra forma.
Depois também depende da quantidade de vezes que está com os avós. Se se passarem meses sem se ver, não é uma ou duas bolachas por ano quando ela tiver 1 ano que a vão viciar em açúcar e se calhar evita-se uma guerra familiar.

Sofiasbc -
Offline
Desde 19 Fev 2019

Nós moramos todos relativamente perto, por isso os convívios são frequentes. Se calhar tenho mesmo que ter uma conversa séria e diretissima com ela. Não quero arranjar problemas, até porque gosto mesmo muito da minha sogra, mas tenho percebido que nestes aspectos ela desvaloriza a opinião dos pais..ela própria é viciada em açúcar, acha que uma goma,
Um gelado, uma bolacha, um chocolate..nunca fazem mal.
Já percebi que vou ter que ter muito jogo de cintura para nao entrar numa terceira guerra mundial

sphiren -
Offline
Desde 04 Set 2011

Estou no mesmo barco mas com um pormenor que é uma benção por um lado e menos bom por outro: vivo noutro país. Mas sim, também eu sinto que poderei dizer que não quero beijos no bébé que sinto que essa regra pode não ser respeitada. Os meus sogros queriam ficar em minha casa não menos de 20 dias assim que o bébé nascesse. Já passei por bruxa por ter dito que não queremos visitas assim que o bébé nasça. Mesmo sendo o filho deles a dizer primeiro que não quer e para virem daí a uns 4 meses quando eu apenas só pedia 1 mês ou 2.

Acho que irá passar por não os deixar a sós com a criança porque mesmo não a conhecendo, acho que se a deixar ir a um passeio com a sogra, ela provavelmente vai dar-lhe algum gelado, bolachas ou outros pelo meio.

Boa sorte e paciencia!

MariaRNeves -
Offline
Desde 11 Mar 2019

Bom a solução será mesmo ter uma conversa séria com ela e dizer que proíbe outras pessoas de darem açúcar a sua filha , que quando for altura a própria mãe é que dará. Se vir que não respeitam a sua opinião não deixe a sua filha sozinha com os avós. É uma solução drástica mas terá de ser .

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Converse com calma, mas na altura, agora não vai ter qualquer efeito. Quando diz dar açúcar, é guloseimas? Ou está a incluir papás, iogurtes do tipo yogulino, etc?
Se for guloseimas acho que consegue com uma conversa se for qualquer açúcar...acho muito difícil. As avós vão logo aos nestum, iogurtes, tudo que parece de bebé e tem toneladas de açúcar.

Sofiasbc -
Offline
Desde 19 Fev 2019

MisaL escreveu:
Converse com calma, mas na altura, agora não vai ter qualquer efeito. Quando diz dar açúcar, é guloseimas? Ou está a incluir papás, iogurtes do tipo yogulino, etc?
Se for guloseimas acho que consegue com uma conversa se for qualquer açúcar...acho muito difícil. As avós vão logo aos nestum, iogurtes, tudo que parece de bebé e tem toneladas de açúcar.

Guloseimas, papas e as "inocentes" bolachas Maria. Não digo que vou impedir a miúda de comer essas coisas até aos 18 anos, mas enquanto são pequeninos e o cérebro está em formação, acho mesmo desnecessário dar estas coisas. É a minha opinião..mas sei que vou ter uma luta grande pela frente

Sofiasbc -
Offline
Desde 19 Fev 2019

MariaRNeves escreveu:
Bom a solução será mesmo ter uma conversa séria com ela e dizer que proíbe outras pessoas de darem açúcar a sua filha , que quando for altura a própria mãe é que dará. Se vir que não respeitam a sua opinião não deixe a sua filha sozinha com os avós. É uma solução drástica mas terá de ser .

Pois..eu pela forma de agir que vejo com os filhos dos outros, já imagino comp será com a minha. Nao queria ser radical, mas se calhar é mesmo não deixar estar sem supervisão, é triste mas não me parece que haja outra solução

Andreissse -
Offline
Desde 13 Nov 2015

Eu sinceramente acho isso um exagero. O corpo humano também precisa de açúcar nem 8 nem 80, sei que a glicose está presente em outros alimentos sob outra forma mas n é uma bolacha maria de vez em quando que vai fazer um mal terrível... Guloseimas e afins de forma continuada, tudo bem ... Agora de vez em quando eu pessoalmente n comprava uma guerra assim por algo tão drástico.

Andreissse -
Offline
Desde 13 Nov 2015

Eu sinceramente acho isso um exagero. O corpo humano também precisa de açúcar nem 8 nem 80, sei que a glicose está presente em outros alimentos sob outra forma mas n é uma bolacha maria de vez em quando que vai fazer um mal terrível... Guloseimas e afins de forma continuada, tudo bem ... Agora de vez em quando eu pessoalmente n comprava uma guerra assim por algo tão drástico.

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Eu acho que depende da idade. Há avós que antes dos 6 meses já começam a dar mousse de chocolate e afins aos netos. Mal eles começam a conseguir mastigar antes dos 12 meses já lhes dão bolo de chocolate, bolachas, e outros doces. Eu também não acho que seja uma bolacha Maria que mata alguém mas depende da frequência e da idade do bebé.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Andreissse escreveu:
Eu sinceramente acho isso um exagero. O corpo humano também precisa de açúcar nem 8 nem 80, sei que a glicose está presente em outros alimentos sob outra forma mas n é uma bolacha maria de vez em quando que vai fazer um mal terrível... Guloseimas e afins de forma continuada, tudo bem ... Agora de vez em quando eu pessoalmente n comprava uma guerra assim por algo tão drástico.

Tudo o que seja hidratos de carbono já contém a frutose necessária para fornecer energia ao organismo, incluindo as frutas, fonte natural de açúcar. Não há necessidade de estar a dar outros alimentos com quantidades ridículas de açúcar adicionado.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

ClaraMiguel escreveu:
Eu acho que depende da idade. Há avós que antes dos 6 meses já começam a dar mousse de chocolate e afins aos netos. Mal eles começam a conseguir mastigar antes dos 12 meses já lhes dão bolo de chocolate, bolachas, e outros doces. Eu também não acho que seja uma bolacha Maria que mata alguém mas depende da frequência e da idade do bebé.

Eu também concordo que depende da quantidade, frequência e idade, mas se moram perto, presumo que irão visitar semanalmente. Pessoalmente, já acho muito.
Eu sei logo quando dão chocolate à minha filha, não é preciso ninguém dizer, que a miúda fica completamente possuída com a sugar rush.

Anete Silva -
Offline
Desde 06 Fev 2019

Olá! Quanto ao açucar eu sou da mesma opinião com a Andreissse mas isso sou eu e acho que todas as mães devem fazer o que acham melhor, cada qual sabe de si...
Irás ter dificuldade sim, pelo que descreves da sogra e porque estas ideias modernas e muito extremistas são vistas com muita relutância pelas gerações mais antigas, existe sempre essa luta e é bem provável que dê às escondidas sim...
O primeiro que tens a fazer é explicar, claro... com calma e dizer que queres que até aos 2 anos a criança não ingira esses alimentos e que é a tua opinião, a tua postura e é para respeitar... se vires que ela não fica receptiva a hipótese que terás é não deixar a criança nunca sozinha com a avó... a terceira ideia é mesmo descomplicares...
A verdade é que quando não somos mães é muito fácil ter n teorias mas depois o descomplicar acho que é palavra de ordem para uma maternidade saudável... tenho amigas sem filhos que têm n teorias dessas, não vai comer isto e aquilo, só vai comer doces a partir dos 5 anos, não vai ver tv, não vai mexer no telemóvel, não vai usar chucha, vai comer a sopa toda, vai dormir num quarto sozinha desde os 4 meses... bla bla bla... muitas teorias acabamos por largar e temos que descomplicar, por isso também te diria que se um dia acontecer a tua sogra dar uma bolacha maria não vai cair nenhum mal ao mundo, podes manter as tuas ideias e continuar a seguir a tua linha mesmo com uma excepção de vez em quando...

MariaRS27 -
Offline
Desde 07 Maio 2018

Olá, Sofia! Acho que o mais importante é não sofrer por antecipação. Da minha curta experiência as coisas correm melhor do que imaginamos, mesmo com os avós. Pessoalmente também acho um exagero esta preocupação do acúcar e muito menos me identifico com definir um limite de idade, parece que depois dos 2 anos é uma bandalheira :D. Mas acho ótimo restringir um pouco açúcar em geral, que de facto é excessivo. Só acho que a proibição completa não é solução. Quanto aos avós, no dia em que vir que a avó passou o limite conversa com ela acerca das vossas decisões sobre alimentação (e outras que hão-de surgir, q a meu ver, até serão mais desafiantes q a alimentação...). Aproveite a gravidez Sorriso

chiclete -
Offline
Desde 23 Jan 2016

Olá, os meus sogros também amuaram com o não poderem dar açúcar mas aceitaram outras opções (fruta, coisas de compra ou para fazer que não tenham açúcar refinado, etc). Eu não acho exagero porque eu própria não como, tirando ocasiões especiais e se me apetecer.

[email protected] -
Offline
Desde 28 Dez 2013

O bebé ainda não nasceu, tenha calma e aproveite a gravidez, não sofra por antecipação.
Por vezes as coisas não vão ser exatamente como nós imaginamos e queremos que sejam, e depois de sermos mães por vezes a nossa visão vai-se alterando com o crescimento da criança.
Pessoalmente, acho que a proibição de comer açúcar até aos 2 anos não faz muito sentido, quer dizer que depois dos 2 anos vai poder empanturrar-se de açúcar? Muitas vezes a proibição funciona ao contrário do que pretendemos, como é proibido os miúdos assim que puderem irão tentar ter aquilo que não têm.
A minha filha é um pisco a comer, é a minha maior preocupação pois as horas da refeição são sempre horríveis (tanto em casa como no colégio, a miúda nunca tem fome). Só come bem o pequeno almoço, pelo que nunca me pude dar ao luxo de ser demasiado intransigente (tanto bebe uma caneca de leite com pão como uma papa cerelac, eu só quero mesmo que coma).
De comum acordo com a pediatra, eu nunca a proibi de comer nada (excepto alimentos que não eram adequados à idade e os alimentos a que tem intolerância). A minha filha tem 5 anos e já provou quase tudo o que é doce, o que não provou foi porque não quis. Ela sabe que pode comer (com moderação como é óbvio) mas simplesmente não quer. Não gosta de doces, de sobremesas, não come bolos e bolachas muito poucas, mas é perdida por gelado e panquecas. São duas coisas que eu faço em casa facilmente de forma saudável, e que ela adora.
Não sei como são os outros miúdos, mas às vezes nas festas de aniversário vejo algumas crianças a atirarem-se aos doces, bolos e chocolates como se não houvesse amanhã e fico a pensar se efetivamente só comem doces nas festas. A minha filha vai a uma festa e nem liga porque aquilo não é uma novidade para ela, tem em casa e se pedir um doce normalmente damos (depois de dar 2 lambidelas a um chupa chupa já não quer mais e a mãe tem de comer).

Tenha calma e preocupa-se com as coisas quando elas surgirem, não sofra por antecipação nem crie guerras com ninguém ainda antes de saber o que vai acontecer.

À procura da minha 2ª estrelinha ♡ ♡ ♡ é difícil seres tão desejada e ao mesmo tempo tão difícil de alcançar...

Minha pipoquinha linda, amor maior da minha vida ♡ ♡ ♡ primeiro dia do resto das nossas vidas 26/09/2013

Marina4 -
Offline
Desde 15 Maio 2016

deves sem dúvida começar já a impor limites, antes que seja tarde. eu não tenho limitações quanto ao açúcar, acho que não se deve diabolizar alimentos porque só estamos a fazer com que a criança depois não se consiga controlar porque o fruto proibido é o mais apetecido. Mas quanto ao resto, o melhor conselho que eu posso dar é não dar informação que os outros vão usar contra si, ou vão usar para criticar. Acho que muitas mães se poem a jeito: fazer conversa sobre se o bebé dorme assim ou assado, se mama assim ou assado, etc....e depois ouvem opiniões não solicitadas. Eu não faço conversa dessa, respondo só ao que me perguntaram e mudo de assunto.

Sofiasbc -
Offline
Desde 19 Fev 2019

Obrigada a todas pelas respostas!
Como disse esta questão é a minha opinião em relação ao que quero para a minha filha, tenho lido imenso sobre o assunto, para além disso sou da área Dr saúde, pelo que tenho plena consciência dos perigos do açúcar para um organismo de um bebê com menos de dois. Depois também faz mal obviamente , mas até aos dois anos é crítico em vários aspectos.
Não é ser extremista, é querer o melhor para ela..até porque não disse que não darei uma papa de aveia ou uma bolacha feita em casa, com coisas boas!
De qualquer forma obrigada pelos aconselhamentos Piscar o olho vou aproveitar as 7 semanas que faltam e volto a ter a conversa quando a menina nascer

Outros tópicos relacionados

Férias bebé 4 meses
Olá a todas, em Julho próximo vou de férias com o meu filhote que terá, na altura, 4 meses e meio.Vamos para Canárias, férias de papo para o ar Ando já a pensar na mala dele e confesso que ando às voltas com a tralha toda que me parece essencial...
Creche vs Amamentação
Olá mamãs, o meu bebé está com quase 4 meses e já ando a pensar no regresso ao trabalho que será em setembro, altura em que o meu pulguinha vai para a creche. O meu bebé é alimentado exclusivamente com LM. Tenho lido aqui no forum que muitas mamãs...
Bebés 2012 - ilha da Madeira
Olá a todas, sou uma futura mamã de Março de 2012! Moro no Funchal. Já venho a este forum desde que soube da minha gravidez mas não "encontro" muitas mamãs da ilha! Achei interessante criar este tópico para podermos juntar as mamãs da ilha da...
3 meses e rejeita mama esquerda
Olá a todas, o meu bebé anda, à cerca de dois ou trÊs dias, a rejeitar (ou qd mama é muito pouco) uma mas maminhas, a esquerda. Falta de leite não é porque já tive de esvaziá-la um pouco,já tentei várias posições... ~mas confesso que não faço a...
4 meses sono agitado e chora muito ao mamar
Olá mamãs, o meu pulguinha está com 4 meses e meio. Até agora, salvo algumas situações pontuais, dormia as noites inteiras (desde 1 mes e meio).Mas de há uns dias para cá anda com o sono agitado, mais leve e acorda-me durante a noite e fica duas a...
Como fazer primeiras sopas??
Olá mamãs, o meu piolho está com 5 meses e meio e daqui a nada vai começar a comer sopinha Já tenho a lição estudada, ingredientes base e ir adicionando um legume de cada vez. Mas tenho uma dúvida, como fazer quantidades tão pequeninas de sopa? Não...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?