Pressão da Família | De Mãe para Mãe

Está aqui

Pressão da Família

Responda
4 mensagens
Yarasantos -
Offline
Desde 06 Dez 2017

Olá, boa noite

São 6 da manhã e estou acordada desde as 4 da manhã porque não arranjo posição para dormir, estou na 39 semana e ando um pouco ansiosa.
A minha mãe às vezes quer tanto ajudar que explicando as coisas e como quero as coisas acaba por entender e respeita.
No entanto no que toca aos meus sogros torna-se complicado, não pela minha sogra mas mais pelo meu sogro. A minha sogra tem capacidade de entender a barreira de privacidade mas o meu sogro é demasiado intrometido tanto em assuntos nossos como em tudo o que o meu marido decide fazer. Contudo eu sempre fui muito independente e choca me às vezes o meu marido ter uma paciência de santo para tanta intromissão quando ele nem gosta. No entanto tenho tido também paciência e tentado agilizar da melhor forma e às vezes ignoro mas no que toca às coisas que me dizem respeito e são minhas começo a criar um estado de ansiedade principalmente que estou próxima de ter a minha filha. Neste momento estou na casa dos meus sogros de baixa mas está sexta eu e o meu marido vamos pra a nossa casa para estarmos os dois a espera do grande dia e termos a nossa provacidade, mas o meu sogro já mandou a dica q a partir de dia 12 vai ter connosco e eu tenho quase a certeza que é bem capaz de ficar em casa até a minha filha nascer, uma pressão enorme na minha cabeça e no meu estado de espírito que nem posso estar a vontade pois se arrebentam as águas tenho os meus sogros a porta do quarto se for preciso, se sairmos às escondidas para o hospital vão ouvir e vão querer ir tb, eu quero estar sozinha com o meu marido neste momento, mesmo com a minha mãe ela sabe q caso lhe conte q estou na maternidade não vem a correr que nem uma doida a causar pressão, vem nas calmas.
Faz me imensa confusão isto, depois de sair da maternidade pelo menos já sei que o meu marido aviso os de uma forma inteligente que queremos estar sozinhos, e espero mesmo que assim seja.
Mas sinceramente não fico descansada estando a última semana com os meus sogros na minha casa. Q sugerem ?

renatabeat -
Offline
Desde 15 Dez 2013

Bom dia.
Sinceramente sugiro que se imponham, que se imponha! Vocês já são adultos e independentes e se não colocar limites quanto antes, quando nascer o bebé vai ser pior.
Se continuar a deixar que se intrometam nas vossas vidas, fá-lo-ão sem grande pudor - e assim é porque vocês deixam.
De uma forma calma, mas assertiva, imponha-se e explique que para já não quer ninguém em vossa casa.
É um concelho.
Um abraço e uma hora pequenina!

Submetido por renatabeat em Qua, 06/12/2017 - 10:49
LSL -
Offline
Desde 28 Out 2010

Na nossa casa só entra e fica quem nós deixamos. Se não os quer em casa nessa semana, muito simples, diz-lhes isso é ponto. Pode ferir susceptibilidades, podem fazer birra, mas pelo menos você vai estar sossegada. E isso é o mais importante.
Explique ao seu marido que quer estar embolas e sossego e sem intromissões. Se ele entender óptimo, se ele não entender, olhe, neste caso a última palavra é sua. Você é a grávida, você é que vai pé está criança no mundo, você é que tem de estar sossegada.
E como a outra menina disse acima, se vocês não gostam da intromissão mas não se impõem cada vez vai ser pior. E com netos então, ui ui! Os avós viram coisinhas estranhas! Imponham-se já, limitem já! E lembre-se as pessoas só se impõem ou intrometem na medida em que deixamos que o façam.

Boa sorte.

Submetido por LSL em Qua, 06/12/2017 - 11:08
suagomes -
Offline
Desde 19 Set 2017

LSL escreveu:
E lembre-se as pessoas só se impõem ou intrometem na medida em que deixamos que o façam.
Boa sorte.

Ora nem mais! Não tenha receios de "chatear" o outro lado, porque o outro lado também não tem de nos "chatear"! Quer seja consciente ou inconscientemente...regra geral quem tem este tipo de comportamento "abusivo", não tem qualquer pudor em fazer aquilo que quer sem pensar no bem estar da mãe, no sossego e calma que tanto precisa nesta altura, pois só está a pensar no seu umbigo. Óbvio que aconselho a lidar com a situação de uma forma calma e assertiva, mas sem grandes sentimentos de culpa "aih que é o neto/a, têm direito a estar presente neste momento", "aih que não fazem por mal, é excitação do momento", tudo verdade! Mas lembre-se que nesta fase passamos por um turbilhão de coisas e sensações, e precisamos do nosso espaço para nos adaptarmos à nova realidade, para lidarmos com as novidades, para podermos desfrutar do momento, as outras pessoa hão de ter também o seu tempo na devida altura, e com peso, conta e medida. Primeiro pense no bem estar de si, do seu companheiro e do bebé, sempre. Quando as pessoas sabem respeitar o nosso espaço, podemos partilhar um pouco mais porque sabemos que do outro lado não vão ultrapassar os limites, mas quando não é assim, temos que ser nós a desenhar a fronteira e evitar certas coisas pois já sabemos que pode correr mal...

Submetido por suagomes em Qua, 06/12/2017 - 11:39

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?