Pré - escolar ou 1°ano | De Mãe para Mãe

Pré - escolar ou 1°ano

Responda
21 mensagens
olynda -
Offline
Desde 13 Jan 2014

Olá
Tenho uma dúvida a minha filha faz os 6 anos no dia 29 de Setembro de 2021, a minha questão é faço a matrícula para a pré ou faço para o 1°ano numa escola a minha escolha ou secalhar faço nos dois e se devo também fazer a renovação no jardim infantil onde ela anda?
Conselhos sfr
Obrigada

Sobre olynda

Minha princesa a mãe ama-te

Muguet -
Offline
Desde 26 Jul 2020

Eu escreveria no 1°ano Sorriso
Está na idade disso. Colocar na pré escola é atrasar um ano. Ela só terá a ganhar se for para o 1°ano.

Joana vieira de... -
Offline
Desde 05 Fev 2014

Olá. Eu escreveria no 1 ano, mas pela regra os meninos nascidos após 15 ou 21 de Setembro sao condicionados, isto é, so entram se as turmas nao ficarem preenchidas e tiver vagas.

Ana Maria Costa1 -
Offline
Desde 01 Fev 2019

Também tem a ganhar em ficar mais um ano na pré, brinca mais e começam as responsabilidades mais tarde. Como é condicional só entrará se na escola pretendida houver vagas, tem de ver.

Driiicosta -
Offline
Desde 22 Set 2020

Olá, a minha filha nasceu logo no inicio de Outubro, e sinceramente aquilo a que me foi aconselhado por duas docentes: 1ª por a educadora de infância, 2ª quando já andava no 1º ano da pré escolar, é que ela só iria beneficiar se ficasse mais um ano no pré- escolar, obviamente não é obrigatório (nem o pré escolar, nem ficar mais um ano).
Ao inicio admito que fiquei reticente (com receio de ela ficar para trás, e que por ela ser a 2ª mais idade nas turmas que de algum modo fosse prejudicial), mas ao longo destes anos acabei por me aperceber que sinceramente foi a melhor decisão.
Isso já vai da opinião de cada pai, mas tirando o caso da minha filha, conheço varias crianças que beneficiaram, a inúmeros a níveis tais como, social e cognitivo ficarem mais um ano na pré.

SandyAndy -
Offline
Desde 27 Ago 2014

Tem de se ver caso a caso, mas nenhuma criança fica atrasada por não entrar para o primeiro ciclo. Há inclusive países onde só entra quem faz os 6 anos até agosto e não há cá essa história de condicionais e de depender de vagas. Conheço casos em que correu bem, outros em que correu muito mal. Não pela questão da aprendizagem, mas pela maturidade da criança. É claro que há crianças do início do ano que são muito imaturas, mas essas não têm escolha. Na minha opinião até deviam entrar no primeiro ciclo já com os 7 anos feitos.

Maria_Papoila -
Offline
Desde 06 Fev 2015

Ficar na pré sem dúvida, só tem a ganhar. Sou prof de primeiro ciclo e já para os que não são condicionais a transição não é fácil, quanto mais para os mais novinhos...

♥ Abril 2015 - Diagnóstico Falência Ovárica Precoce (29 anos - AMH 0,1)
♥ Julho 2015 - Inscrição p/DO
♥ Outubro 2015 - TEC (-)
♥ Dezembro 2015 - TEC (+)
♥ Maio 2018 - TEC (-)
♥ Dezembro 2018 - TEC (+)

Driiicosta -
Offline
Desde 22 Set 2020

SandyAndy escreveu:
Tem de se ver caso a caso, mas nenhuma criança fica atrasada por não entrar para o primeiro ciclo. Há inclusive países onde só entra quem faz os 6 anos até agosto e não há cá essa história de condicionais e de depender de vagas. Conheço casos em que correu bem, outros em que correu muito mal. Não pela questão da aprendizagem, mas pela maturidade da criança. É claro que há crianças do início do ano que são muito imaturas, mas essas não têm escolha. Na minha opinião até deviam entrar no primeiro ciclo já com os 7 anos feitos.

Exatamente é tudo uma questão de maturidade da própria criança, admito que a minha filha não estava nada preparada para entrar no 1º ano, e sim ela beneficiou bastante (mais do que eu estava a espera, e quando ingressou para o 1º ciclo estava um criança bastante diferente, mais madura, mais responsável ..), tal como tantas outras crianças, mas também conheço de perto casos de crianças que nasceram apos Outubro, fizeram tudo desse o inicio (cresce, jardim de infância, um ano na pré escolar e etc. etc.) que quando ingressaram no 1º ciclo (foi muito mais difícil a adaptação, a nível de aprendizagem foi péssimo (os pais não acharam nada correto ficar mais um ano na pré), por isso vai de caso para caso.

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Maria_Papoila escreveu:
Ficar na pré sem dúvida, só tem a ganhar. Sou prof de primeiro ciclo e já para os que não são condicionais a transição não é fácil, quanto mais para os mais novinhos...

Sempre defendi que os professores do 1º ciclo deviam ser ouvidos. Os professores do pré escolar são todos a favor de avançar, estão todos super preparados e blá, blá só não vão aos 4 anos, porque não permitem...
Eu também os vejo por lá e já por os mais velhos é difícil.

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Nos últimos anos generalizou-se a ideia que quem não vai "é mais atrasado" e o seu oposto, quem vai "está muito preparado". Mesmo para as educadoras não é fácil sugerir não entrar no 1º ciclo. Os de setembro, início de outubro acho que se deve analisar bem, a partir daí ninguém tem a ganhar. Por mais preparados que estejam falta-lhes viver, não viveram o mesmo tempo dos outros, o cérebro não teve o mesmo tempo, etc.
Não sei se fui que interpretei mal, mas pareceu-me que a sua dúvida não era se deve ir para o 1º ciclo ou não, mas como se processa a matrícula.

Driiicosta -
Offline
Desde 22 Set 2020

MisaL escreveu:
Nos últimos anos generalizou-se a ideia que quem não vai "é mais atrasado" e o seu oposto, quem vai "está muito preparado". Mesmo para as educadoras não é fácil sugerir não entrar no 1º ciclo. Os de setembro, início de outubro acho que se deve analisar bem, a partir daí ninguém tem a ganhar. Por mais preparados que estejam falta-lhes viver, não viveram o mesmo tempo dos outros, o cérebro não teve o mesmo tempo, etc.
Não sei se fui que interpretei mal, mas pareceu-me que a sua dúvida não era se deve ir para o 1º ciclo ou não, mas como se processa a matrícula.

Exatamente a autora do tópico tem duvidas como se procede a matricula..
E concordo que ao longo destes anos generalizou-se imenso se fica ou não mais 1 ano no pré escolar

Margarida_2017 -
Offline
Desde 31 Jul 2019

MisaL escreveu:

Maria_Papoila escreveu:Ficar na pré sem dúvida, só tem a ganhar. Sou prof de primeiro ciclo e já para os que não são condicionais a transição não é fácil, quanto mais para os mais novinhos...

Sempre defendi que os professores do 1º ciclo deviam ser ouvidos. Os professores do pré escolar são todos a favor de avançar, estão todos super preparados e blá, blá só não vão aos 4 anos, porque não permitem...
Eu também os vejo por lá e já por os mais velhos é difícil.

Não é bem assim ..
nem todos os professores do pre escolar aconselham a passar ... está a por todos os profissionais o mesmo saco , e basicamente está a dizer que os educadores não querem saber do bem estar da crianças.

Mas aqui vai a minha opinião .
Ok . A criança é condicional, mas é de setembro, é das mais velhas. Neste caso a avaliação tem de ser bem feita . Depois vai ser das mais velhas . Será que vai ter mais amigos da mesma idades .
O que diz a educadora e auxiliar da sala da criança?
A mãe e o pai o que acham ?
É uma criança imatura ? É uma criança que já se interessa pelas letras e números ?? Ou o que quer é brincar brincar brincar ??
Como está a vossa estabilidade em casa ? Estão preparados se tivermos de confinar novamente para o ano para ajudar a mais de 200% para aprender/ serem professores sem o serem !?!

Responda as perguntas e já vai preceder onde deve de inscrever a criança

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Não é tanto isso, o que quero dizer é que se tornou tão difícil, que dizer para ficar só mesmo em casos extremos, porque para os pais é tido "como algo negativo", como "o meu filho está mais atrasado". Há educadores que me pedem ajuda para terem esta conversa com os pais. Dificilmente um educador irá dizer aos pais que só tem a ganhar ficar mais um ano, mesmo estando super preparado. Mais depressa tentam colmatar alguma imaturidade e colocá-los a par dos restantes do que dizerem para não irem para a primária.
Claro que não é 100%, como é óbvio, mas ando por muitos sítios e vou tendo uma visão média-geral.
Para os professores do 1º ciclo é mais fácil, porque é dizer aos pais "o que vêm", "o que vivem", "o que sentem", "o que passam algumas crianças"...é mais fácil de entrar e ser assimilada esta opinião.

Margarida_2017 escreveu:

MisaL escreveu:
Maria_Papoila escreveu:Ficar na pré sem dúvida, só tem a ganhar. Sou prof de primeiro ciclo e já para os que não são condicionais a transição não é fácil, quanto mais para os mais novinhos...

Sempre defendi que os professores do 1º ciclo deviam ser ouvidos. Os professores do pré escolar são todos a favor de avançar, estão todos super preparados e blá, blá só não vão aos 4 anos, porque não permitem...
Eu também os vejo por lá e já por os mais velhos é difícil.

Não é bem assim ..
nem todos os professores do pre escolar aconselham a passar ... está a por todos os profissionais o mesmo saco , e basicamente está a dizer que os educadores não querem saber do bem estar da crianças.
Mas aqui vai a minha opinião .
Ok . A criança é condicional, mas é de setembro, é das mais velhas. Neste caso a avaliação tem de ser bem feita . Depois vai ser das mais velhas . Será que vai ter mais amigos da mesma idades .
O que diz a educadora e auxiliar da sala da criança?
A mãe e o pai o que acham ?
É uma criança imatura ? É uma criança que já se interessa pelas letras e números ?? Ou o que quer é brincar brincar brincar ??
Como está a vossa estabilidade em casa ? Estão preparados se tivermos de confinar novamente para o ano para ajudar a mais de 200% para aprender/ serem professores sem o serem !?!
Responda as perguntas e já vai preceder onde deve de inscrever a criança

olynda -
Offline
Desde 13 Jan 2014

Obrigada a todas pelas dicas muito obrigada

Sobre olynda

Minha princesa a mãe ama-te

Mama do Martim -
Offline
Desde 29 Mar 2010

O meu filho mais velho faz anos em novembro e foi para a primária com 5 anos,decisão tomada tendo em conta a opinião dele,da educadora e do pediatra. Correu super bem,anda no 7°ano e foi todos os anos para o quadro de honra.
O meu filho do meio faz anos em dezembro,foi para a primária com 6 anos a fazer 7. A educadora dizia que ele estava preparado,eu,ele e o pediatra achavamos que não... e foi a decisão mais acertada. Está actualmente no 1°ano,adoraaa a escola e tira muito boas notas.

Tanto num como no outro foi a decisão mais acertada apesar de terel sido decisões diferentes. Se nem 2 irmãos são iguais que fará 2 crianças totalmente diferentes.
Apesar de muita gente não concordar tente ver a opinião da sua filha,se gostava de ficar mais 1 ano na pré ou não. Ir motivado é meio caminho andado

* Martim * 11-11-2008* 3190g e 49,5cm *
* Valentim * 01-12-2013 * 2160g e 43cm *
* Francisca * 15-07-2016 * 2760g e 46,5cm *

XanaCD -
Offline
Desde 13 Jan 2013

A educadora do meu filho é a primeira a aconselhar aos miúdos não entrarem com 5 anos. Não tem problema nem receio de dizer isso aos pais. Já são muitos anos como educadora.
No caso da sua filha como ainda é de Setembro talvez fosse bom ser avaliada com mais calma.
Para além das perguntas q já colocaram e bem, perguntem se tb se a acham com capacidade p estar algum tempo sentada e atenta.
Como lida com a frustração (isto acho muito importante)
Se o prof levantar um pouco a voz será q aguenta sem ficar com receio/assustada. (Esta sei q não é regra. Mesmo com 7 anos como é natural há miúdos q vêm a chorar p casa com medo mas a prof só falou mais alto)
Se gosta de brincar com crianças mais velhas ou mais novas
Em relação à matrícula desconfio q não dá p inscrever ao mesmo tempo no 1o ciclo e no infantário... Pergunte na sede do agrupamento Talvez esclareçam

marlene1987 -
Offline
Desde 13 Out 2019

XanaCD escreveu:
A educadora do meu filho é a primeira a aconselhar aos miúdos não entrarem com 5 anos. Não tem problema nem receio de dizer isso aos pais. Já são muitos anos como educadora.
No caso da sua filha como ainda é de Setembro talvez fosse bom ser avaliada com mais calma.
Para além das perguntas q já colocaram e bem, perguntem se tb se a acham com capacidade p estar algum tempo sentada e atenta.
Como lida com a frustração (isto acho muito importante)
Se o prof levantar um pouco a voz será q aguenta sem ficar com receio/assustada. (Esta sei q não é regra. Mesmo com 7 anos como é natural há miúdos q vêm a chorar p casa com medo mas a prof só falou mais alto)
Se gosta de brincar com crianças mais velhas ou mais novas
Em relação à matrícula desconfio q não dá p inscrever ao mesmo tempo no 1o ciclo e no infantário... Pergunte na sede do agrupamento Talvez esclareçam

Na minha opinião todos devem entrar no ano correspondente. Somos 4 primos e todos nós teríamos de entrar com 5 anos no 1 ano. Eu tive uma educadora na pré que foi falar com a minha mãe a dizer que era imatura e devia ficar mais um ano na pré. A minha mãe colocou me na mesma no 1 período adaptação mas depois sempre tirei boas notas e sempre gostei de estudar. A minha prima apanhou a mesma educadora mesmo discurso o meu tio adiou foi uma miúda que detestava estudar e com notas medianas. Os outros dois tbm entraram com 5 anos e sempre gostaram de estudar e com boas notas... Uma coisa e não saberem e aí tem que ficar retidos agora nessa situação não concordo nada. Até porque as crianças tem uma capacidade de adaptação incrível

surceror -
Offline
Desde 10 Ago 2016

Bom dia

Também sou mãe de um menino condicional mas que vou optar por manter mais um ano no pre escolar pois ainda não tem maturidade para ingressar e a educadora partilha da mesma opinião! Acho que não faz mal nenhum não entrar se não estiver preparado! Depende mesmo da criança! O que a educadora me disse é que quem quiser inscrever na primária deve faze lo mas mesmo assim renovar a matrícula no pre escolar caso não entre por falta de vagas. Espero ter ajudado. Bjs

moomis -
Offline
Desde 01 Out 2017

XanaCD escreveu:

Como lida com a frustração (isto acho muito importante)
Se o prof levantar um pouco a voz será q aguenta sem ficar com receio/assustada. (Esta sei q não é regra. Mesmo com 7 anos como é natural há miúdos q vêm a chorar p casa com medo mas a prof só falou mais alto)

Há falar mais alto e há gritar de forma histérica e descontrolada constantemente... Andava o meu filho na pré e eu ia buscá-lo sempre em horários onde habitualmente nenhum pai ia e ouvia uma professora da primária sempre aos gritos e berros, completamente descontrolada.
Chamei à atenção várias vezes à auxiliar, perguntei quem era a professora, falei até com o responsável da escola... a ladainha de sempre: "é muito boa professora, os alunos gostam muito dela, ela não grita (mesmo a ouvir-se a mulher a gritar como pano de fundo)"... Obviamente tirei o meu filho daquela escola e apresentei queixa.

Depois acabei por saber que cerca de 20 alunos daquela sala tinham transferido de escola por causa da professora mas por algum motivo a escola sempre a defendeu com unhas e dentes.
E sei que não é caso único.

Não sei porque é que em pleno sec XXI as pessoas ainda acham normal que se grite com crianças todos os dias. Eu se tivesse um patrão a gritar comigo todos os dias ou alguém em minha casa a fazer o mesmo tinha um gosto do caraças para trabalhar ou para estar naquele espaço com aquela pessoa...

marlene1987 escreveu:

Na minha opinião todos devem entrar no ano correspondente.

Em Portugal o ano correspondente é aquele onde supostamente já têm 6 anos completos... mas por aquilo que eu percebi é que, na sua opinião, deviam entrar na escola apenas consoante o ano em que nasceram. Eu pessoalmente discordo.

Na minha opinião, as crianças já entram extremamente cedo na primária em Portugal.
A capacidade para o raciocínio abstrato habitualmente só se encontra desenvolvido por volta dos 7 anos, por exemplo, e os programas de matemática são exagerados para a capacidade cognitiva das crianças para a faixa etária à qual estão a ser aplicados (não faltam pessoas muito mais entendidas do que eu nesta matéria a dizer isto há anos). Coloquem uma criança ainda mais nova a aprender o mesmo e é muito mais provável que dê asneira.

Além disso, honestamente não percebo a pressa. São crianças. As crianças também aprendem (e muito) a brincar, com os colegas, com as educadoras e com a exploração do mundo ao seu redor sem a pressão dos resultados. Deixá-los mais tempo na pré é dar-lhes mais tempo para desenvolverem outras competências e outras aprendizagens, é deixá-los ter tempo para o cérebro desenvolver e é retirar a pressão dos resultados mais cedo e diminuir os níveis de stress e ansiedade que muitas vezes as crianças mais novas sentem quando têm que se esforçar muito mais para atingir os mesmos resultados.

Ainda por cima hoje em dia, em que os miúdos não reprovam e muitos acabam por estar na turma do 2º ou 3º ano a fazer trabalhos de 1º ou 2º ano, o que depois tem impacto na autoestima, autoconceito e na forma como encaram o seu progresso.
E muitas vezes só porque os pais queriam que ficassem logo despachados como se não fossem andar pelo menos 12 anos na escola, independentemente de quando entram.

moomis -
Offline
Desde 01 Out 2017

Eu falaria com os profissionais que estão a acompanhar o seu filho, perguntava-lhe aquilo que ele prefere e também faria uma reflexão sobre aquilo que considera mais adequado para ele.

Em caso das dúvidas persistirem, também pode recorrer a um psicólogo e fazerem avaliação psicológica para tentar perceber se se encontra pronto para entrar para a primária ou não.

Eu tive uma situação um pouco diferente com o meu filho pois tivemos a oportunidade de o colocar mais cedo na primária devido ao seu desenvolvimento cognitivo precoce e também já teve a oportunidade de saltar um ano depois disso.

Nós optamos por não o fazer e sentimos que foi o melhor para ele pois encontra-se "em velocidade de cruzeiro". Não perdeu etapas, não o apressamos, não se encontra sob stress, nem está constantemente a ter de "correr atrás do prejuízo" para alcançar aquilo que para os outros mais velhos é mais fácil. Encontra-se confortável e motivado e tem forma de desenvolver outros interesses em paralelo...

XanaCD -
Offline
Desde 13 Jan 2013

moomis escreveu:

Na minha opinião, as crianças já entram extremamente cedo na primária em Portugal.
A capacidade para o raciocínio abstrato habitualmente só se encontra desenvolvido por volta dos 7 anos, por exemplo, e os programas de matemática são exagerados para a capacidade cognitiva das crianças para a faixa etária à qual estão a ser aplicados (não faltam pessoas muito mais entendidas do que eu nesta matéria a dizer isto há anos). Coloquem uma criança ainda mais nova a aprender o mesmo e é muito mais provável que dê asneira.
Além disso, honestamente não percebo a pressa. São crianças. As crianças também aprendem (e muito) a brincar, com os colegas, com as educadoras e com a exploração do mundo ao seu redor sem a pressão dos resultados. Deixá-los mais tempo na pré é dar-lhes mais tempo para desenvolverem outras competências e outras aprendizagens, é deixá-los ter tempo para o cérebro desenvolver e é retirar a pressão dos resultados mais cedo e diminuir os níveis de stress e ansiedade que muitas vezes as crianças mais novas sentem quando têm que se esforçar muito mais para atingir os mesmos resultados.
Ainda por cima hoje em dia, em que os miúdos não reprovam e muitos acabam por estar na turma do 2º ou 3º ano a fazer trabalhos de 1º ou 2º ano, o que depois tem impacto na autoestima, autoconceito e na forma como encaram o seu progresso.
E muitas vezes só porque os pais queriam que ficassem logo despachados como se não fossem andar pelo menos 12 anos na escola, independentemente de quando entram.

Concordo Concordo !!
E é muito conhecido (se calhar não...) que as crianças e jovens têm saltos de desenvolvimento de 7 em 7 anos. E que só por volta dos 7 conseguem ter o essa capacidade de raciocínio adequada à entrada na escola.
No tempo dos meus pais só se entrava mesmo com os 7 anos completos. Depois passado uns anos já deixavam entrar com 7 anos a fazer até Dezembro.
Eu há alguns anos que dou explicações a crianças e jovens e vejo bem que os conteúdos programáticos estão muita vezes desajustados. Até me "assusto" com certas coisas que os miúdos têm de entender hoje em dia.

Outros tópicos relacionados

Eco 3º Trimestre- Quociente cerebro-placentar baixo
Boa tarde, Na passada sexta-feira fiz a eco do terceiro trimestre (32s+6 dias) e há 2 valores que estão no limite inferior: o IP da artéria cerebral média e o quociente cerebro-placentar (1,43). O obstetra não valorizou, no entanto gostaria de saber...
Atraso na fala - update 24-10
Boa noite, Tenho um menino que fez recentemente 3 anos e encontra-se extremamente atrasado na fala. Diz algumas palavras simples (mãe, pai, mamã, papá, avô, mala, mão, pá, olá, até amanhã) e pouco mais. Não contrói frases. No entanto a nível...
Lista de maternidade - HSB
Olá mamãs, Alguém tem a lista atualizada do Hospital S Bernardo em Setúbal? o meu bebé nasce em Agosto e queria começar a orientar já algumas coisinhas. Obrigada!
Abono Pré-Natal - Monoparentalidade
Olá. Recebi a carta da SS a indicar que o abono pré-natal foi diferido e que estou no 3º escalão, sendo o valor da prestação de 95,08€. No entanto, sou solteira e vivo sozinha pelo que deveria receber os 35% de majoração pela monoparentalidade, mas...
Eco 5D.. alguém já fez?
Olá, gostaria de saber se alguém já fez eco 5 D, com quanto tempo e se realmente vale a pena comparando com a 3D/4D. obrigada
será surdo?
Bom dia mamãs, A questão pode ser um bocadinho parva, mas enfim... uma pessoa nestas alturas pensa em tudo... Passa-se o seguinte: já por duas vezes que acontece assustar-me bastante com barulhos muito fortes, mas o meu bebé nem se mexe. Parece que...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?