Opinião sincera pfv | De Mãe para Mãe

Opinião sincera pfv

Responda
12 mensagens
AlexaManarte -
Offline
Desde 08 Abr 2021

Olá mamas, moro em Inglaterra com o meu companheiro pai dos meus filhos, estamos juntos a quase 8 anos e vivemos em Inglaterra a 3 anos. A nossa relação está tóxica, estou no ponto em que se eu pudesse estalar os dedos para ele desaparecer, faria. Quero por fim a isto, mas ainda não o fiz pelos meus filhos, mas cada dia e mais difícil e eu não tou a conseguir. Estar a ir pra Portugal com 2 crianças realmente vai ser um grande filme, desde escolas creches etc o meu primeiro filho já tem a “vida” aqui tem 6 anos, mas fala fluentemente inglês (mais que português) tem os amigos, tem o quarto dele etc falou se na possibilidade de eu ir com a minha bebé e de ele ficar com o pai aqui, confesso que essa ideia faz me chorar mas não sei até que ponto é que eu estar a levar os 2 comigo só porque o meu coraçao não aguenta não sei se é correcto ou egoista da minha parte. Por um lado sinto que estaria abandonar um filho uma vez que eu não sei quando é que podia vir velo nem vice versa, mas por outro lado levar os 2 comigo assusta me um bocado. Queria pedir a vossa sincera opinião, e do que fariam na minha situação. Obrigada

Positivo - Setembro 2015
15-06-16 as 21:30 nasceu o meu príncipe as 40+4 com 3.580kg 💙
Positivo - Abril 2021
17-12- 21 as 03:29 nasceu a minha princesa as 40+5 com 3.160kg 💗

Mama do Martim -
Offline
Desde 29 Mar 2010

Faça o que fizer nunca deixe um dos seus filhos para trás, inevitavelmente ele vai se sentir abandonado.
Eu separei me com 3 filhos,a mais nova era recém nascida,o do meio tinha 2 anos e meio e o mais velho 7 anos e fiquei com todos,muito sinceramente foi bem mais fácil do que imaginava

* Martim * 11-11-2008* 3190g e 49,5cm *
* Valentim * 01-12-2013 * 2160g e 43cm *
* Francisca * 15-07-2016 * 2760g e 46,5cm *
* Benjamim * 14-08-2021 * 3112g e 47,5cm *

AlexaManarte -
Offline
Desde 08 Abr 2021

Mama do Martim escreveu:
Faça o que fizer nunca deixe um dos seus filhos para trás, inevitavelmente ele vai se sentir abandonado.
Eu separei me com 3 filhos,a mais nova era recém nascida,o do meio tinha 2 anos e meio e o mais velho 7 anos e fiquei com todos,muito sinceramente foi bem mais fácil do que imaginava

O que me faz pensar numa hipótese dessa, e não saber bem o que me espera em Portugal, sim tenho família, sim tenho casa para onde ir, mas não sei, tar com 2 crianças em cima quando nem trabalho tenho nem nada assusta me imenso e depois ficar com um enorme peso na consciência em que estraguei a vida deles, principalmente do mais velho que já estava no bom caminho. E é só disso que tenho medo, da consciência

Positivo - Setembro 2015
15-06-16 as 21:30 nasceu o meu príncipe as 40+4 com 3.580kg 💙
Positivo - Abril 2021
17-12- 21 as 03:29 nasceu a minha princesa as 40+5 com 3.160kg 💗

Filipa2014 -
Offline
Desde 06 Fev 2014

Olá,

Não há a possibilidade de ficar em inglaterra mesmo se separando do seu companheiro? O seu companheiro não quer também regressar para portugal?
É difícil conseguir dar uma opinião ou um conselho porque só tu é que sabes o que estas a passar.
Sem estar na tua situação, e pensado rapidamente eu faria um esforço para não ter de “deixar” um filho e especialmente priva-lo da relação com a irmã.
Apesar de hoje em dia ser fácil ter contacto diário via internet, não é igual.
Desejo que tudo corra bem e que consigas chegar a uma boa decisão para ti e para os teus filhotes.

Em busca do sonho desde Julho/2018
Mar 2019 (+) - gravidez anembrionária
Set 2020 - IIU (-) Jan 2021 - IIU (-)
Mar 2021 - IIU (-) Jul 2021 - FIV (+) 🙏🏻🙏🏻
08/04/2022 chegada da minha bebé. Melhor dia da minha vida❤️

olynda -
Offline
Desde 13 Jan 2014

Oiii e porque ir embora de Inglaterra visto que esta preucupada com o mais velho não pode tentar refazer a vida onde está?
Até mesmo pedir ajuda e um apoio aí?
Assim não teria que deixar ninguém para trás. E fique com o menino onde quer que vá porque depois poderá ser difícil recupera-lo.
Boa sorte tudo a correr bem e veja o que é melhor para si.

Sobre olynda

Minha princesa a mãe ama-te❤️❤️
Luta pela segunda maravilha 💙💜 HSM
No dia 15/02/2022 colocada na lista de espera
para a FIV.
Entretanto: 1°IIU(-) 21/7/2022, mês 9 pausa do ciclo mês 10 escapou nos a ovulação 😢 2°IIU 07/11/2022
A tua procura ❤️💙

Andreissse -
Offline
Desde 13 Nov 2015

Muito sinceramente iria sentir muito mais peso na consciência em deixar um filho para trás. Penso que já tinha criado um topico destes ou pelo menos lembro.m de uma historia identica. Se tem casa, família em Portugal ja tem 2 bases muito importantes.. O seu filho de 6 anos adaptasse bem. Se ha pessoas que emigram para paises que as crianças nunca lidaram com a língua e se adaptaram, muito mais o seu filho se adaptaria a a Portugal. Agora estragava-lhe a vida, sim, eu o deixar para trás. As marcas psicologicas nunca seriam apagadas. Eu pessoalmente nem conseguia conceber essa ideia, levar um ou outro, preferia nem levar nenhum.. Seria mais compreensível (vale o que vale) sentir que o irmão também ficou e depois a mãe vem buscar os dois do que sentir que a mãe escolheu o irmão.

RoxyGirl -
Offline
Desde 27 Jan 2016

Opinião sincera? Se não está feliz com o seu companheiro, pode e de de mudar de.vida, mas tem necessariamente de voltar para Portugal?
Da mesma forma que não se imagina deixar um filho "para trás " também não se deve imaginar afastar um filho do pai (isto se ele for um bom pai é óbvio).

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Tenho ideia de já ter lido este tópico há uns tempos.
Em relação à adaptação do seu filho, ele ainda é novo. Pode custar ao início mas com certeza que se vai habituar. Conheço outras crianças que se mudaram do estrangeiro para Portugal e todas elas acabaram por gostar até porque os portugueses são pessoas mais dadas que noutros países e é mais fácil fazer amigos.
Quanto à sua mudança, entendo os motivos. Também vivo no estrangeiro e em caso de divórcio regresso imediatamente a Portugal onde tenho a minha família e a minha rede de apoio. Aqui não teria ninguém para além do pai da minha filha. E sim, ia custar-me muito separar a minha filha do pai que é um excelente pai e iriam ter imensas saudades um do outro. Mas nós sempre soubemos que se a vida nos levasse para esse caminho, a decisão era esta. O que não tenho a certeza que seja o seu caso porque tenho a impressão que o pai não está de acordo em ficar sem os filhos e que até foi ele a propor ficar com o menino, não?

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Bem, que situação complexa. E dolorosa.
Eu não conseguiria deixar um filho.
Mas não haveria possibilidade de refazer a vida aí?

ana_cmagalhaes -
Offline
Desde 18 Out 2019

Não deixe um filho para trás mamã, por favor...

A rede de apoio aí, é inexistente? Apenas tem o pai dos seus filhos? E aqui em Portugal, quem teria? Por favor tente colocar tudo numa balança e medir prós e contras. Mas não separe os seus filhotes nem deixe para trás o menino. Tenho a certeza de que não conseguirá viver com essa ''culpa''. Acho que deve refazer a sua vida se não está feliz mas os seus filhos são parte de si. Não corte assim o cordão umbilical....

Ana Cláudia Magalhães

AlexaManarte -
Offline
Desde 08 Abr 2021

Foi o pai que sugeriu essa ideia, em base do “se tu não consegues ficar sem eles, porque é que eu haveria de conseguir?” Entao ele deu essa sugestão, a princípio recusei de imediato, mas ele com as suas conversas sabe como colocar peso na consciência e eu fiquei na dúvida é vim procurar a vossa opinião. Para as mães que perguntam, não eu não tenho nem quero ficar em Inglaterra, não tenho aqui ninguém para além do pai dos meus filhos, teria que depender sempre do pai deles para ficar com eles etc até no mesmo sítio trabalhamos, e basicamente seria uma vida igual, sem vivemos na mesma casa. Obrigado a todas, eu não vou sem o meu menino, sera difícil mas tudo será possível

Positivo - Setembro 2015
15-06-16 as 21:30 nasceu o meu príncipe as 40+4 com 3.580kg 💙
Positivo - Abril 2021
17-12- 21 as 03:29 nasceu a minha princesa as 40+5 com 3.160kg 💗

ana_cmagalhaes -
Offline
Desde 18 Out 2019

Mamã, tenho a certeza de que tomará uma boa decisão e em prol do bem estar de ambos os filhotes. Compreendo que ficando aí seja difícil mas o pai dos seus filhos também tem a sua razão e não é justo para nenhum dos dois ficar sem os filhos. Certo? Não sei se é o caso ou não mas não lendo nada em contrário, creio que será um bom pai e um pai presente senão não me parece que pusesse sequer essa possibilidade. Não têm amigos aí? No início vai custar-lhe mamã mas por favor agarre-se ao bom que tem para poder dar um rumo à sua vida e começar de alguma forma....

Ana Cláudia Magalhães

Votação

Quanto tempo, em média, dura uma consulta com o seu filho no pediatra?