Operação aos adenóides | De Mãe para Mãe

Operação aos adenóides

Responda
27 mensagens
BagaLaranja -
Offline
Desde 02 Abr 2014

Olá. Podem partilhar comigo experiências de quem já operou os adenóides (crianças), porque o fez e se o resultado foi o esperado? E quem tinha indicação para operar e resolveu não o fazer, porquê e qual foi o resultado? Obrigada!

CatiaS_S -
Offline
Desde 30 Set 2016

Só posso dar a minha experiência pessoal, era para ter sido operada em criança mas depois na altura o pediatra verificou que tinham diminuído e que não havia necessidade. No entanto a verdade é que sou um bocado fanhosa e ando muitas vezes entupida

Sobre CatiaS_S

Agosto 2016: Vamos tentar ter um filhote!
Set-Out 2016: Consultas, exames, análises; Folicil e Yodafar
Novembro 2016: Começam os treinos
10 Maio 2017: Positivo ao 5º ciclo Espertalhão
DPP: 11 Janeiro.....e se não quiser nascer, indução marcada para dia 17...
http://outroblogsobrematernidade.blogspot.pt/

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

☺️ Baga! Aindaa anteontem pensei em ti. Como está a tua menina?

BagaLaranja -
Offline
Desde 02 Abr 2014

Obrigada CatiaS_S!
Olá Sansa. A menina está como sempre... Careta Tenho de decidir se lhe deixo tirar os adenoides... Preocupado

mo-duarte -
Online
Desde 23 Jan 2013

Olá, eu posso partilhar o caso do meu filho. Tirou adenóides e amígdalas porque fazia apneia, estava constantemente doente, era um miúdo super parado, acordava sempre mal disposto, apenas respirava pela boca, estava constantemente de boca aberta, cansava-se muito rápido e engasgava-se muito a comer.
Depois da operação, que foi no ano passado, ficou outro. Muito mais ativo, acorda sempre bem disposto e logo pronto para brincar, nunca mais se engasgou e posso dizer que nunca mais teve doente até hoje.
A única coisa que não ficou resolvida foi o respirar pela boca mas o pediatra diz que ele tem os canais que ligam ao nariz muito estretinhos e isso só mesmo com a idade é que vai ao sítio!
O otorrino na altura disse-nos que a operação não era caso de vida ou morte, mas que iria melhorar muito a qualidade de vida dele .
E assim foi...
Beijinhos e tudo de bom

mo-duarte -
Online
Desde 23 Jan 2013

Olá, eu posso partilhar o caso do meu filho. Tirou adenóides e amígdalas porque fazia apneia, estava constantemente doente, era um miúdo super parado, acordava sempre mal disposto, apenas respirava pela boca, estava constantemente de boca aberta, cansava-se muito rápido e engasgava-se muito a comer.
Depois da operação, que foi no ano passado, ficou outro. Muito mais ativo, acorda sempre bem disposto e logo pronto para brincar, nunca mais se engasgou e posso dizer que nunca mais teve doente até hoje.
A única coisa que não ficou resolvida foi o respirar pela boca mas o pediatra diz que ele tem os canais que ligam ao nariz muito estretinhos e isso só mesmo com a idade é que vai ao sítio!
O otorrino na altura disse-nos que a operação não era caso de vida ou morte, mas que iria melhorar muito a qualidade de vida dele .
E assim foi...
Beijinhos e tudo de bom

mo-duarte -
Online
Desde 23 Jan 2013

Olá, eu posso partilhar o caso do meu filho. Tirou adenóides e amígdalas porque fazia apneia, estava constantemente doente, era um miúdo super parado, acordava sempre mal disposto, apenas respirava pela boca, estava constantemente de boca aberta, cansava-se muito rápido e engasgava-se muito a comer.
Depois da operação, que foi no ano passado, ficou outro. Muito mais ativo, acorda sempre bem disposto e logo pronto para brincar, nunca mais se engasgou e posso dizer que nunca mais teve doente até hoje.
A única coisa que não ficou resolvida foi o respirar pela boca mas o pediatra diz que ele tem os canais que ligam ao nariz muito estretinhos e isso só mesmo com a idade é que vai ao sítio!
O otorrino na altura disse-nos que a operação não era caso de vida ou morte, mas que iria melhorar muito a qualidade de vida dele .
E assim foi...
Beijinhos e tudo de bom

Mama do Martim -
Offline
Desde 29 Mar 2010

O meu filho tirou os adenoides com 8 anos. Tinha rinite,fazia apneias,ressonava muito,sempre com o nariz obstruido.
Foi uma cirurgia super simples,20 minutos,foi em ambulatório(chegou as 8h,foi operado as 13h e teve alta às 19h). O pós operatório foi espectacular,nunca se queixou de dores.
Desde esse dia que nunca mais teve nada do que tinha,melhorou muito a qualidade de vida dele

* Martim * 11-11-2008* 3190g e 49,5cm *
* Valentim * 01-12-2013 * 2160g e 43cm *
* Francisca * 15-07-2016 * 2760g e 46,5cm *

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

Baga, vais ao ouvir aqui maravilhas, de mães cujos filhos melhoraram imenso após a cirurgia.
O único senão dessa operação é o facto de se perder um órgão importante de defesa imunológica futura. Mas o futuro ninguém sabe 🤷‍♀️
Tb há casos em q se resolve por si só, com o crescimento das estruturas anatómicas e fisiológicas
Tens q ponderar bem e ver o que neste caso compensa mais.
Casos como o filho da mo-duarte ( lembro-me dela desabafar por aqui) acho q não são de pensar 2x. Ag tens q ver em q é q isso afecta o dia a dia da tua filha
Beijinhos

Mia. -
Offline
Desde 12 Set 2013

Em criança, tive indicação do médico de família para ir ao otorrino e o objetivo era tirar, e o otorrino disse-me que nem pensar. No meu caso, tinha (e tenho) amígdalas de um tamanho consideravelmente maior do que o normal, que em caso de inflamação (e tive algumas!) praticamente colavam uma à outra e davam-me um terrível mal-estar. O otorrino disse-me que do ponto de vista imunológico era um erro retirá-las, e por isso o que fiz na altura foi um qualquer tratamento preventivo e de SOS para amigdalites, e tudo tranquilo! Sorriso

Marina4 -
Offline
Desde 15 Maio 2016

o meu foi operado aos 5 anos. Nunca mais teve nada, nem ranhoca nem nenhuma "ite".

xa12 -
Offline
Desde 10 Set 2020

Olá,
o meu fez raspagem de adenoides e colocou os tubinhos aos 3 anos e meio. A cirurgia e recuperação foram bastante simples.
Tinha otite serosa e tossia muito durante a noite e, como consequência, falava muito mal.
Nesse inverno, ainda antes da operação, começou a falar mais (e mal) e mal ficou doente. Mas ainda teve timpanogramas alterados o ano passado.
Com quase 7 anos continua a ser seguido no OTL e tem um longo caminho a percorrer na terapia da fala.
Melhorou por causa da operação ou porque cresceu? Nunca iremos saber.
Se valeu a pena? Não sei.

Sara_R -
Offline
Desde 02 Dez 2014

Boa tarde Baga,
tenho ideia que és do Algarve, não sei se estou a fazer confusão.
De qualquer maneira há um otorrino aqui no Hospital Particular em Alvor que tem evitado muitas cirurgias em crianças que até já tinham data marcada para operação.
Não sei qual é o vosso caso em concreto, mas acho que vale a pena uma 2ª opinião médica. O nome do médico é Armin Moniri e tem acordo com alguns sistemas de saúde e sei que é bastante solicitado e até vêm do resto do país para o consultar.
Tudo a correr bem!

BagaLaranja -
Offline
Desde 02 Abr 2014

Obrigada mo-duarte! A minha respira pela boca e fala pelo nariz mas o resto, desde que nao esteja constipada, nao tem.

Obrigada Mama do Martim!

Obrigada Ansha! Nós também pensamos assim, por isso é que estamos muito na dúvida. Quando ela está constipada obviamente fica muito entupida, ressona, dorme mal. Depois fica com pressao negativa nos ouvidos, fica com liquido e ouve mal. A última vez demorou quase 9 meses a resolver-se o liquido nos ouvidos, por isso é que marcaram a operacao, porque parecia que já nao ia passar. Também era para colocar tubinhos mas entretanto o problema dos ouvidos resolveu-se e o líquido desapareceu! E eu pensava que a médica ia desmarcar a operacao, mas nao. Agora diz que lhe dá uma qualidade de vida melhor, evita dores de cabeca na escola, faz com que se concentre melhor na escola... Mas eu sei lá se ela vai ter dores de cabeca... A médica aconselha mas já nem percebo bem porque. Nao é ela que vai operar, pelo que nao tem interesse em especial. E a miúda agora constipou-se outra vez e está novamente com pressao negativa, pelo que em breve deve estar com líquido outra vez...

Obrigada Mia., Marina4, xa12 e Sara_R!

Nao somos do Algarve, mas já temos agendada uma 2. opiniao e também vamos falar com o pediatra e a educadora. Eventualmente desmarcamos a operacao e no futuro logo se ve... Claro que se fosse mesmo para operar era melhor agora no infantário e nao quando já estivesse na escola...

É difícil decidir! Nao é nada que seja óbvio que tem de ser operado, mas a médica aconselha e nós estamos perdidos na decisao.

Cat Chloé -
Offline
Desde 30 Mar 2011

Hoje em dia as indicações médicas são para retirar parte dos adenóides e não a totalidade. O meu filho foi operado aos ouvidos e adenóides e correu tudo bem.

pinkpeonies -
Offline
Desde 04 Mar 2008

Nem de propósito. O meu filho há um ano atrás ganhou líquido nos ouvidos com perda auditiva, adenóides aumentadas e amígdalas de grau IV. Entre setembro e Março, teve 4 otites e duas amigdalites. O otorrino mandou fazer dois ciclos de tratamento com singular, avamys, lavagens nasais. Se não melhorasse íamos marcar cirurgia, raspar adenóides e amígdalas e colocar tubos nos ouvidos. Veio a pandemia e o melhor remédio. Voltamos lá em junho, o líquido tinha desaparecido, as adenóides estavam com um tamanho normal. Só as amígdalas continuam enormes, se começar a fazer novamente amigdalites pondera se a cirurgia.
Agora em outubro vai ter consulta no são João e vou receber uma segunda opinião.
O nosso otorrino diz que a tendência é normalizar com o Crescimento. Até aos 7 anos é a fase crítica

Cuquiti -
Online
Desde 09 Fev 2015

Olá mamã Baga ☺️ O meu pequeno foi operado em março deste ano, nas vésperas do confinamento mesmo. Ele tinha amígdalas enormes, adenóides enormes e fazia apneias de sono muito grandes, ressonava imenso, estava sempre a acordar, engasgava-se muito, etc. Como no caso dele tanto as amígdalas como os adenóides eram enormes ele acabou por tirar tudo na totalidade. Além da retirada dos adenóides e das amígdalas fez também fez também uma turbinectomia que consiste na retirada dos cornetos nasais porque ele não tinha mesmo como respirar. Passados alguns meses posso afirmar que foi a melhor decisão que podíamos ter tomado. As noites melhoraram muito, já não ressona, não se engasga, não se baba, tem um sono tranquilo, come muito melhor notando até que aumentou de peso ( antes da cirurgia vestia roupa de 18/24 e já tinha 3 anos) e à partida parece que o ranho também melhorou, apesar de ter ficado em casa desde março e só ter regressado à escola no final de agosto noto melhorias, mas vamos ver como será o inverno. A recuperação a nível do nariz foi super tranquila, ainda apanhei um susto porque ao fim de uns dias caiu em casa e bateu com o nariz, a garganta custou mais a sarar mas correu tudo bem. ☺️
Se puder consulte outra opinião e sossegue o coração. ❤️ As melhoras da menina!

xa12 -
Offline
Desde 10 Set 2020

Tem de ver qual o impacto na qualidade de vida da sua filha.
A recuperação da cirurgia é simples. Uma semana a comer comida mole e gelada (é gradual).
Este ano iremos ver qual o impacto da audição na escola primária. Por enquanto está a correr bem. Até já se esforça para corrigir a fala.
Já vimos tantos OTL... todos com a mesma conversa (tratamento e, se não melhorar, cirurgia).
Até eu fiz uma visita a um OTL graças a uma otite externa. A água no Algarve este ano estava tão boa que entrou no ouvido e infetou.

Suze -
Offline
Desde 12 Set 2008

pinkpeonies escreveu:
Nem de propósito. O meu filho há um ano atrás ganhou líquido nos ouvidos com perda auditiva, adenóides aumentadas e amígdalas de grau IV. Entre setembro e Março, teve 4 otites e duas amigdalites. O otorrino mandou fazer dois ciclos de tratamento com singular, avamys, lavagens nasais. Se não melhorasse íamos marcar cirurgia, raspar adenóides e amígdalas e colocar tubos nos ouvidos. Veio a pandemia e o melhor remédio. Voltamos lá em junho, o líquido tinha desaparecido, as adenóides estavam com um tamanho normal. Só as amígdalas continuam enormes, se começar a fazer novamente amigdalites pondera se a cirurgia.
Agora em outubro vai ter consulta no são João e vou receber uma segunda opinião.
O nosso otorrino diz que a tendência é normalizar com o Crescimento. Até aos 7 anos é a fase crítica

Por acaso não foi por causa da pandemia mas antes disso, foi por causa da greve dos enfermeiros do bloco que a cirurgia da minha filha foi cancelada. Ia colocar tubinhos e raspar adenoides, por causa de otite serosa com perda da audição. A lista de espera na altura no Santa Maria era muito pequena, mas veio a greve. Com isso quando voltou à fazer os exames para a cirurgia, já não tinha critérios para operação porque tinha melhorado muito, já não havia quase líquido nenhum. Na verdade, costumam melhorar muito com o crescimento, portanto penso que além dos critérios médicos, temos que avaliar o bem estar da criança (se está constantemente doente, se ressona e não descansa...). Continuamos a ir de 6 em 6 meses avaliar.

Sobre Suze

Suze

xa12 -
Offline
Desde 10 Set 2020

Olá Suze,
pelo que vejo a sua filha teve (ou tem) o mesmo problema que o meu filho.
Por curiosidade, afetou a linguagem? Quais eram os sintomas?
O meu começou a falar por volta dos 3 anos (até aí eram palavras soltas), anasalado e com os sons trocados. Também tinha muita tosse deitado (acordava imenso!).
Ainda anda a tentar melhorar o "r", os tempos verbais, além de posicionar mal a lingua.
Mas parece-me que a otite serosa não justifica todo este atraso na linguagem (troca de sons sim, o resto não).
O irmão (3 anos e meio) fala quase tão bem como ele (7 anos).
Tudo de bom para a sua princesa!

Suze escreveu:

pinkpeonies escreveu:Nem de propósito. O meu filho há um ano atrás ganhou líquido nos ouvidos com perda auditiva, adenóides aumentadas e amígdalas de grau IV. Entre setembro e Março, teve 4 otites e duas amigdalites. O otorrino mandou fazer dois ciclos de tratamento com singular, avamys, lavagens nasais. Se não melhorasse íamos marcar cirurgia, raspar adenóides e amígdalas e colocar tubos nos ouvidos. Veio a pandemia e o melhor remédio. Voltamos lá em junho, o líquido tinha desaparecido, as adenóides estavam com um tamanho normal. Só as amígdalas continuam enormes, se começar a fazer novamente amigdalites pondera se a cirurgia.
Agora em outubro vai ter consulta no são João e vou receber uma segunda opinião.
O nosso otorrino diz que a tendência é normalizar com o Crescimento. Até aos 7 anos é a fase crítica

Por acaso não foi por causa da pandemia mas antes disso, foi por causa da greve dos enfermeiros do bloco que a cirurgia da minha filha foi cancelada. Ia colocar tubinhos e raspar adenoides, por causa de otite serosa com perda da audição. A lista de espera na altura no Santa Maria era muito pequena, mas veio a greve. Com isso quando voltou à fazer os exames para a cirurgia, já não tinha critérios para operação porque tinha melhorado muito, já não havia quase líquido nenhum. Na verdade, costumam melhorar muito com o crescimento, portanto penso que além dos critérios médicos, temos que avaliar o bem estar da criança (se está constantemente doente, se ressona e não descansa...). Continuamos a ir de 6 em 6 meses avaliar.

Suze -
Offline
Desde 12 Set 2008

xa12 escreveu:
Olá Suze,
pelo que vejo a sua filha teve (ou tem) o mesmo problema que o meu filho.
Por curiosidade, afetou a linguagem? Quais eram os sintomas?
O meu começou a falar por volta dos 3 anos (até aí eram palavras soltas), anasalado e com os sons trocados. Também tinha muita tosse deitado (acordava imenso!).
Ainda anda a tentar melhorar o "r", os tempos verbais, além de posicionar mal a lingua.
Mas parece-me que a otite serosa não justifica todo este atraso na linguagem (troca de sons sim, o resto não).
O irmão (3 anos e meio) fala quase tão bem como ele (7 anos).
Tudo de bom para a sua princesa!

Suze escreveu:

pinkpeonies escreveu:Nem de propósito. O meu filho há um ano atrás ganhou líquido nos ouvidos com perda auditiva, adenóides aumentadas e amígdalas de grau IV. Entre setembro e Março, teve 4 otites e duas amigdalites. O otorrino mandou fazer dois ciclos de tratamento com singular, avamys, lavagens nasais. Se não melhorasse íamos marcar cirurgia, raspar adenóides e amígdalas e colocar tubos nos ouvidos. Veio a pandemia e o melhor remédio. Voltamos lá em junho, o líquido tinha desaparecido, as adenóides estavam com um tamanho normal. Só as amígdalas continuam enormes, se começar a fazer novamente amigdalites pondera se a cirurgia.
Agora em outubro vai ter consulta no são João e vou receber uma segunda opinião.
O nosso otorrino diz que a tendência é normalizar com o Crescimento. Até aos 7 anos é a fase crítica

Por acaso não foi por causa da pandemia mas antes disso, foi por causa da greve dos enfermeiros do bloco que a cirurgia da minha filha foi cancelada. Ia colocar tubinhos e raspar adenoides, por causa de otite serosa com perda da audição. A lista de espera na altura no Santa Maria era muito pequena, mas veio a greve. Com isso quando voltou à fazer os exames para a cirurgia, já não tinha critérios para operação porque tinha melhorado muito, já não havia quase líquido nenhum. Na verdade, costumam melhorar muito com o crescimento, portanto penso que além dos critérios médicos, temos que avaliar o bem estar da criança (se está constantemente doente, se ressona e não descansa...). Continuamos a ir de 6 em 6 meses avaliar.


Não, a minha filha nunca teve problemas com a fala, foi detetado um pouco por acaso, queixou-se de um ouvido, fui a um clínico geral que viu que tinha um tampão de cera, daí fui a um Otorrino que o tirou e pediu exames e falou logo de cirurgia. Como achei super rápido o diagnóstico fui a outro que mandou fazee tratamento e como não estava muito satisfeita com o privado (parecia que só queria operar), pedi a médica de família para passar para o hospital.
Aí gostei muito do seguimento, fez novo tratamento prolongado (Avamys) e passado um tempo, a cirurgia parecia mesmo a melhor opção. Com aquilo da Greve que já contei, não se deu, continuamos a ir por ganha sempre cera (não sai). Vamos novamente em outubro, fazemos sempre audiograma e timpanograma para verificar a audição (tinha recuperado quase tudo da última vez).
Confesso que a perda de audição era visível nos exames mas eu nunca notei, nem a educadora, nem a professora agora. Pedi para ser vista por uma terapeuta da fala, não por causa da fala, mas por causa das consequências de respirar mal sobre os dentes e os maxilares.
Portanto no meu caso, não teve consequências nenhumas na fala.
Se é seguida no hospital, peça o mesmo, a ORL, terapia da fala e a maxilofacial estão muito ligadas, no privado, não consigo articular essas componentes cada um diz uma coisa, no Santa Maria tenho conseguido.

Sobre Suze

Suze

mo-duarte -
Online
Desde 23 Jan 2013

O meu teve consequências na fala, tem 5 anos e ainda anda na terapia da fala.
Também fez tratamento com avamys mas não melhorou.
Cada caso é um caso mas existem critérios específicos para operação, por norma não se opera só porque sim.
O meu filho devia descansar mesmo mal de noite, nós é que já estávamos tão habituados a acordar n vezes durante a noite que nunca pensamos que fosse por causa disso. E o mau feitio de manhã também... Depois da operação é que percebemos que realmente era falta de descanso, pois ele agora acorda sempre bem disposto.
Mas no caso da sua menina seria apenas para retirar adenóides e colocar tubinhos?
A recuperação da cirurgia por norma é mais complicada quando se retira também as amígdalas, acho eu.
Se fosse eu, pedia segunda opinião mas se ambos aconselhassem a cirurgia não duvidava, se ainda por cima refere que a médica não tinha qualquer interesse nisso é porque ela acha mesmo que é o melhor para o bem estar da menina.
Acho que faz bem também falar com o pediatra, às vezes tem outro ponto de vista.

xa12 -
Offline
Desde 10 Set 2020

Os meus também tomaram avamys (agora só no inverno). Um para a otite serosa o outro para prevenir otites supurativas.
Nunca tinha pensado no mau feitio. Acordava imenso durante a noite (tossia) e acordava muito birrento. Passei noites a acordar à vez (mau feitio de um e um bebé para amamentar).
Em relação à audição nunca notei que não ouvisse, mas o mais provavel é que percebesse mal os sons, afinal tinha os ouvidos tapados (ainda o mês passado passei por isso, custa mesmo a perceber alguns sons).
Já foi visto pela pediatra do desenvolvimento (acha q ele está dentro do esperado) e pela terapeuta do hospital. Dizem que é uma questão de tempo (e treino, muito treino).

BagaLaranja -
Offline
Desde 02 Abr 2014

A minha tem um mau feitio... se a operacao resolvesse isso era já! Espertalhão Ahah, mas acho que nao, que ela até dorme bastante e acho que bem (excepto quando está constipada, obviamente). No caso dela, como o problema era num só ouvido, nao me parece que tenha feito diferenca nenhuma na fala. Era para por tubinho nesse ouvido, mas como se resolveu já nao é preciso. Agora era só os adenoides. Amanha vamos ao privado.

mo-duarte -
Online
Desde 23 Jan 2013

Fazes bem. Depois dá notícias!
Quanto ao dormir o meu supostamente dormia a noite toda, excepto quando estava doente que acordava imensas vezes. Nós pensávamos que ele dormia bem mas na realidade não devia dormir. Realmente ele agora ao acordar é outro!
Mas só resolveu o mau feitio ao acordar, o resto não!!! 😃
Eu acho que o que realmente piorava a situação eram as amígdalas gigantes e não propriamente os adenóides.

BagaLaranja -
Offline
Desde 02 Abr 2014

Hoje fomos a um otorrino novo. Nao viu nada de especial. Os ouvidos estavam normais, o nariz também, as amigdalas estavam ligeiramente aumentadas. Disse que com o que via no momento nao via indicacao para operar.
A educadora do infantário também disse que nunca tinha reparado que ela respirasse de maneira diferente.
Quando tivermos tempo ainda falamos com o pediatra, mas em principio vamos mesmo desmarcar a operacao.
Obrigada pelos comentários! Vi que em alguns casos as queixas eram bastante maiores, logo fazia mais sentido operar nesses casos.

mo-duarte -
Online
Desde 23 Jan 2013

Ainda bem! Fico feliz por vocês!

Outros tópicos relacionados

Colicas de inicio gravidez desapareceram?
Ola queridas, Queria perguntar vos algo que me tem preocupado, para variar... Comecei a tomar progeffik ha uma semana porcausa das perdas de sangue..e no semprew tive mtas colicas, q dizem ser normal..assim q comecei a tomar a progesterona notwei q...
Sangue após relações pós parto
Meninas, Faz amanhã 5 semanas que fiz cesariana, e sinto me óptima. Já deixei de perder sangue há algum tempo, durou cerca de 3 semanas. Só tenho consulta de revisão pós parto daqui a uma semana, e eu e o meu marido não conseguimos aguentar a espera...
Sangue após lavagem nasal - 29m
Olá mamãs, O meu menino tem estado muito ranhoso, e disseram no médico para fazer lavagem nasal.. Com uma seringa colocar 5ml de soro numa narina de forma a sair na outra. Fiz 2/3 vezes e realmente sai montes de ranhoca.. Contudo há dias tenho...
Adoro a mha GO mas...
Ola meninas, boa tarde.. Tou a ser seguida pela Dra Lina Fernandes, e gostava de saber se alguem foi seguedia por ela e a opiniao.. Eu estou com uma gravidez de risco, tou c 9 semanas, e sinto me desamparada.. Tive perdas de sangue vermelho, e so...
Aborto retido - alguem q tenha aguardado expulsao natural?
Boa tarde queridas.. Ontem fiquei a saber q o meu bebe deixou d ter batimentos e ficou retido..talvez por tar a tomar progesterona, nao houve expulsao.. Fiquei em choque e decidi q queria esperar mais uma semana que o meu corpo trata se da expulsao...
Bhcg antes do atraso - 14 dias apos Pregnyl
Meninas alguem fez BHCG antes do atraso? Faz hoje 14 dias que levei a injecao de pregnyl.. Hoje devia aparecer o red. No entanto fiz um teste de tirinha à urina, e deu uma risca taoooooo clarinha, que nao aguentei e fui fazer analise ao sangue!! (So...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?