Não amamentar por opção | De Mãe para Mãe

Está aqui

Não amamentar por opção

Responda
156 mensagens
ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

Boa tarde,
Gostaria de saber opiniões sobre não amamentar por opção, quem já o fez e porquê?
Não quero críticas, nem tão pouco saber os benefícios da amamentação, nem saber que é recomendado, que é um momento lindo, que cria uma ligação etc etc etc, já sei isso tudo.

Quero saber mesmo quem tomou a decisão de não amamentar por livre vontade tendo leite.

Já vi muitos casos de mulheres que inventam histórias porque não têm coragem de assumir que não quiseram dar, agradeço a maior sinceridade e como disse acima dispenso os comentários "cor-de-rosa"...acho que há muita informação sobre os benefícios não há necessidade de os repetir neste tópico.

Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

meninavanessa -
Offline
Desde 20 Jan 2014

Eu conheço quem o tenha feito, a madrinha da minha irmã, já foi mãe 2 x, sendo que não amamentou nenhum dos meninos, por opção Sorriso eu não vejo absolutamente mal nenhum! Primeiro a mãe tem que estar bem, para cuidar do bebé e ele ficar bem também, pra mim faz todo o sentido que a mulher faça aquilo que bem entender com o corpo!
Mas posso-te perguntar o porquê? Se for com medo de dor ou seja o que for, posso-te dizer que a mim não me doeu nada, nunca passei mal por causa das maminhas, nunca tive feridas nem nada do género.. foi tudo um espetáculo, claro que na subida do leite se fica ali tipo parece que se tem silicone e incomoda, mas passa rápido! Espertalhão no meu caso a minha filha perdia peso semana após semana e depressa dei leite de lata (com 1 mês e meio), gostava muito de ter dado, mas se gostássemos todos do amarelo o que seria do azul? As mamocas são tuas! Sorriso

Submetido por meninavanessa em Qua, 10/06/2015 - 20:02
ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Eu vou amamentar mas só e apenas por achar que tenho o dever de pelo menos tentar. Mas não é algo que me seduza, não é algo pela qual estou ansiosa e sempre que me imaginei como mãe, imaginei-me sempre automaticamente a dar biberão e não a amamentar. Não acho "bonita" a imagem de uma mãe a amamentar (também não acho feia, simplesmente não me desperta nenhum sentimento de ternura) e realmente só o farei por achar que posso estar enganada e que até posso vir a gostar (além dos benefícios para o bebê que todas as sabendo e não vale a pena falar). Mas sei e já avisei o marido disso, que não serei daquelas mulheres que até metem toalhas na boca para suportar as dores de amamentação, que ficam com os peitos em ferida, e que insistem porque querem mesmo amamentar. Se eu vir que estou a sofrer, não terei qualquer problema em optar por não amamentar. Prefiro que o meu bebe tenha uma mãe feliz do que uma mãe a sofrer. Mas admito que esta é a minha opinião muito pessoal, até pela maneira como tão pouco me seduz a amamentação.

Submetido por ClaraMiguel em Qua, 10/06/2015 - 20:03
meninavanessa -
Offline
Desde 20 Jan 2014

Olha lembrei-me agora de uma mamã aqui do fórum que por opção não deu mama, ela saiu do fórum por causa de umas confusões com outras raparigas exatamente por esta questão, estava grávida e disse que não ia dar. Entretanto o bebe já nasceu, eu tenho o e-mail dela, se quiseres falar com ela diz Sorriso

Submetido por meninavanessa em Qua, 10/06/2015 - 20:04
meninavanessa -
Offline
Desde 20 Jan 2014

ClaraMiguel pareces eu a falar! Quando estava grávida também não me seduzia nada a ideia de dar mama, não sei porquê mas nunca achei graça, queria a minha liberdade depois da gravidez, fumar, beber, comer o que me apetecesse, e não só isso, como a ideia de dar mama em si simplesmente não me seduzia nada, e achava o biberon muito mais bonito! Quando a minha filha nasceu, deram-lhe 1 biberon sem eu consentir e eu fartei-me de chorar, adorei dar mama, foi simplesmente LINDO, alimentar a minha bebé, nem tenho explicação.. tanto que agora estou a tentar um processo de relatacção (não sei se conhecem... é basicamente voltar a ter leite) uma vez que ela já come de tudo, voltei a tentar, porque agora mesmo que não a sustente, ela tem a comidinha dela e engorda na mesma.

Mas há pessoas, como a madrinha da minha irmã por exemplo, que dizia na gravidez que não ia dar mama, e realmente não deu, e agora já teve outro menino e também não deu, as pessoas criticam-na imenso e ela costumava dizer "se quiser falar sobre eu nao querer dar mama primeiro tem de comprar uma latinha de leite", eu fartava-me de rir LOOL

Submetido por meninavanessa em Qua, 10/06/2015 - 20:17
luarosa -
Offline
Desde 22 Jul 2014

Eu logo desde o inicio que tive para desistir da amamentação. Muitas dores e feridas foram o motivo. Sinceramente amamentar estressa me profundamente por vezes. Acho que por um lado amamento por descargo de consciência... Com o biberão acho tudo mais simples, não divagas quanto leite bebeu, se esta a beber o suficiente ou não...
Eu sou muito estressada e tudo isto são os contras que tenho da amamentação. Se não fosse aquela historia de o nosso leite é o ideal e o melhor e blá blá blá eu já tinha desistido.
Prepara te porque opiniões indesejadas de gente intrometida não te vão faltar.

Submetido por luarosa em Qua, 10/06/2015 - 20:36
Sobre luarosa

Positivo a 19-08-2014 <3
9/9/2014 Ouvimos o teu coração bater pela primeira vez ❤
DPP 21-04-2015
Sem dúvida o maior amor da minha vida <3 ❤
9/11/2015 Primeiro dentinho com 6m e meio Espertalhão

ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

Obrigada meninas.

Ainda não tomei decisão nenhuma, nem tão pouco tenho medo ou receio de amamentar, apenas quando faço alguma pesquisa sobre amamentação só se fala nos benefícios, na ligação, e em mais coisas que não preciso estar a enumerar...e fala-se pouco sobre aquelas que não dão por opção, acho que há um pouco de medo de assumir a nossa vontade, medo de criticas, mesmo aqui no forum quando alguém abre um tópico vem logo os benefícios, e deves tentar, e é um momento único, já para não falar de comentários mesmo a criticar, isso que se a nossa vontade não contasse para nada...
por isso é que gostava de ver depoimentos de mães que não o fizeram por opção, porque certamente não tiveram apoio nenhum e tiveram que inventar uma desculpa qualquer para não amamentar, quando na verdade simplesmente não quis dar...

Um exemplo é a minha cunhada, tentou não gostou, e deixou de dar, sempre entendi, quer eu, quer a minha família, mas do lado dela teve que dizer que não tinha leite, porque caíram-lhe em cima que leões, como se ela não fosse boa mãe, como se não tivesse o direito de opção, como se a partir do momento que teve a filha deixa-se de ser dona do seu corpo...

Vejo muitos casos destes e acho que não se fala do assunto sem aparecer os comentários floreados e benéficos, por isso gostaria de ouvir as opiniões dessas mães, sei que aqui no forum é complicado escrever sobre este tema, mas acho que se tem que respeitar opiniões e o direito de opção.

Como disse não tenho opinião formada, nem sei se vou amamentar ou não, nem medo, nem nada, é mesmo querer ouvir o outro lado...

Eu por exemplo nunca fui amamentada, e nem sei é o que é uma gripe ou febre, a minha mãe teve 5 filhos e não amamentou nenhum, e não foi por isso que foi pior mãe, alias não poderia ter sido melhor, se eu for para o meu filho metade do que ela é para mim serei uma excelente mãe.

É mesmo querer ouvir o outro lado, na altura tomarei uma decisão e farei o que o meu instinto mandar...

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 20:38
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Meninavanessa

E eu nem sequer sou de beber ou fumar nem gosto de coisas que não possa comer por estar a amamentar. Sorriso Para mim, é única e exclusivamente não me seduzir a ideia de ter um bebé agarrado às mamas. Pronto, faz-me confusão. Sorriso Mas sai mais barato que comprar leite. Espertalhão Embora por outro lado não posso ser o pai a levantar-se a meio da noite para alimentar o bebé. E também sou uma pessoa stressada como a Luarosa e sei que vou ficar pior que estragada se o bebé não pegar bem na mama, se tiver de amamentar em público (mesmo que o público seja família), que só quero amamentar em sossego e sozinha (vá, o marido pode estar presente) o que nem sempre será fácil....
Enfim, a ideia não me seduz de todo. Mas estou disposta a tentar porque como nunca amamentei posso mudar de ideias. Mas sei que me recusarei a ceder à pressão "tens de amamentar" se vir que não é definitivamente para mim e que a hora de alimentar o meu bebé passa a ser uma hora de puro stress e dor. Não quero isso para mim nem para ele. Tento mas não insistirei. E até posso vir a ter pena, mas por agora, é esta a minha ideia.

Submetido por ClaraMiguel em Qua, 10/06/2015 - 20:41
KellyPT -
Offline
Desde 05 Abr 2011

Conheço uma pessoa que se recusou a amamentar, porque uma irmã tinha tido um problema de tal modo grave com a amamentação (esteve às portas da morte devido a uma mastite, porque todas as enfermeiras lhe diziam que não tinha outra alternativa senão continuar a amamentar; só não morreu porque foi entretanto examinada por uma médica que proibiu a amamentação) que, quando teve filhos, nem sequer tentou.

Estou a 200% de acordo com as que aqui escreveram até agora. A a amamentação é excelente, não há dúvidas, quando é adequada àquela pessoa e àquela família e se torna uma experiência agradável. Quando não dá, pode tornar-se uma horrível fonte de sofrimento físico e mental, provoca ansiedades imensas (quem ainda não foi mãe nem imagina a angústia que é não se saber se a criança está ou não a alimentar-se correctamente) e, do meu ponto de vista, não vale a pena sofrer tanto.

A primeira mulher do meu marido ficou com a vida simplesmente destruída, porque se recusou a dar biberão quando não tinha leite suficiente. A criança foi defnhando e ela sempre insistindo em não dar biberão...o bebé acabou por ter de ser internado, às portas da morte. Quando teve alta, ela caiu na cama, chorando sem parar, porque não suportava a ideia de não conseguir amamentar o filho. Isto provocou uma depressão, que degenerou mais tarde numa psicose da qual nunca se recuperou até hoje...o casamento acabou e ela perdeu inclusivamente a guarda da criança, porque nunca foi capaz de tomar conta dele.

Cá em casa, somos muito sensíveis às "loucuras" a que a insistência na amamentação a todo o custo leva. É fonte de inúmeros dos problemas pós-parto de que ouvem falar...palavras da minha GO. Compreendo por isso perfeitamente a posição das mulheres que resolvem desde logo não amamentar, porque se a mãe não está bem (e cada uma é que sabe) o bebé também não pode estar.

Eu tive uma experiência de maternidade extremamente feliz, à excepção da amamentação, que foi difícil. Tentei amamentar em exclusivo durante cerca de uma semana. Não deu: eu tinha dores imensas, ele chorava sem parar com fome (não devia ter leite suficiente). Ao fim de uma semana, comecei a dar suplemento. Foi a melhor coisa que fiz: tornou-se imediatamente um bebé muito mais tranquilo e antes dos dois meses de idade já dormia a noite toda. Mamou sempre, acompanhado de suplemento, até aos 6 meses e não rejeitou a mama por causa disso.

Não estou com isto a por minimamente em causa as vantagens da amamentação e, se tiver outro filho, irei sem dúvida tentar amamentar em exclusivo, porque isto tem benefícios inquestionáveis para os recém-nascidos. Mas estou a dizer que temos de estar atentas e saber quais os nossos limites (que não são iguais aos das outras mães) porque os problemas com a amamentação podem ser devastadores e mais vale não passar por eles, quando existe uma alternativa perfeitamente segura. Boa sorte para ti

Submetido por KellyPT em Qua, 10/06/2015 - 20:57
Baltazar -
Offline
Desde 29 Abr 2015

Boa noite meninas Sorriso

O momento mais bonito que tive com a minha bebé foi a 1a vez que dei lhe mamã, foi lindo, depois da violência do meu parto, foi um momento mágico, calmo e sereno! Passado 19 dias confesso que estou quase a desistir de dar mama, isto porque, já no hospital fiquei sem colostro e tive de dar suplemento, pensei que não iria ter leite no entanto tenho, agora a questão é que a minha bebé não fica satisfeita com ele. Tem sempre fome, ela é capaz de estar 30 mn em cada mama e continuar com fome, e por isso dou-lhe suplemento.
Esta situação começa-me a cansar, porque depois nem sempre ela bebe a quantidade que devia de suplemento, porque esteve a mamar, e ás tantas não sabemos o quanto ela bebe. Já para não falar que é muito mais fácil e simples dar biberon, apesar de não ter dores nem problemas com as mamas. Honestamente não sei o que fazer, por um lado apetece-me desistir por outro penso que vou estar a privar a minha bebé do melhor para ela e não quero isso! Enfim....dúvidas!!!

Submetido por Baltazar em Qua, 10/06/2015 - 21:03
Sobre Baltazar

Patrícia Santos

A minha Princesa está cada vez mais linda <3

MicaelaS2Filipe -
Offline
Desde 31 Jul 2013

Olá mamã.
Vou tentar amamentar sim, porque acho o melhor e poupa-se muito Piscar o olho
Mas sinceramente também não sou fã de dar de mamar e pouco me imagino. Sou fã do biberão como já disseram! Não conheço ninguém que não tenha dado de mamar por opção mas acho que as há mas não admitem por medo ou vergonha!
Sinceramente se não houvesse tantos benefícios para o bebé eu escolhia não amamentar por vários motivos e sim o corpo está na lista!
Mas vou tentar e espero conseguir!

Submetido por MicaelaS2Filipe em Qua, 10/06/2015 - 21:09

DPP 26 Agosto 2015
O meu Martim está a chegar Sorriso <3
♥♥♥♥5♥♥♥♥10♥♥♥♥15♥♥♥♥20♥♥♥♥25♥♥♥♥30♥♥♥♥35♥♥♥
Às 37+7d chegas-te antecipado para os teus papás Sorriso

ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

KellyPT escreveu:
Conheço uma pessoa que se recusou a amamentar, porque uma irmã tinha tido um problema de tal modo grave com a amamentação (esteve às portas da morte devido a uma mastite, porque todas as enfermeiras lhe diziam que não tinha outra alternativa senão continuar a amamentar; só não morreu porque foi entretanto examinada por uma médica que proibiu a amamentação) que, quando teve filhos, nem sequer tentou.
Estou a 200% de acordo com as que aqui escreveram até agora. A a amamentação é excelente, não há dúvidas, quando é adequada àquela pessoa e àquela família e se torna uma experiência agradável. Quando não dá, pode tornar-se uma horrível fonte de sofrimento físico e mental, provoca ansiedades imensas (quem ainda não foi mãe nem imagina a angústia que é não se saber se a criança está ou não a alimentar-se correctamente) e, do meu ponto de vista, não vale a pena sofrer tanto.
A primeira mulher do meu marido ficou com a vida simplesmente destruída, porque se recusou a dar biberão quando não tinha leite suficiente. A criança foi defnhando e ela sempre insistindo em não dar biberão...o bebé acabou por ter de ser internado, às portas da morte. Quando teve alta, ela caiu na cama, chorando sem parar, porque não suportava a ideia de não conseguir amamentar o filho. Isto provocou uma depressão, que degenerou mais tarde numa psicose da qual nunca se recuperou até hoje...o casamento acabou e ela perdeu inclusivamente a guarda da criança, porque nunca foi capaz de tomar conta dele.
Cá em casa, somos muito sensíveis às "loucuras" a que a insistência na amamentação a todo o custo leva. É fonte de inúmeros dos problemas pós-parto de que ouvem falar...palavras da minha GO. Compreendo por isso perfeitamente a posição das mulheres que resolvem desde logo não amamentar, porque se a mãe não está bem (e cada uma é que sabe) o bebé também não pode estar.
Eu tive uma experiência de maternidade extremamente feliz, à excepção da amamentação, que foi difícil. Tentei amamentar em exclusivo durante cerca de uma semana. Não deu: eu tinha dores imensas, ele chorava sem parar com fome (não devia ter leite suficiente). Ao fim de uma semana, comecei a dar suplemento. Foi a melhor coisa que fiz: tornou-se imediatamente um bebé muito mais tranquilo e antes dos dois meses de idade já dormia a noite toda. Mamou sempre, acompanhado de suplemento, até aos 6 meses e não rejeitou a mama por causa disso.
Não estou com isto a por minimamente em causa as vantagens da amamentação e, se tiver outro filho, irei sem dúvida tentar amamentar em exclusivo, porque isto tem benefícios inquestionáveis para os recém-nascidos. Mas estou a dizer que temos de estar atentas e saber quais os nossos limites (que não são iguais aos das outras mães) porque os problemas com a amamentação podem ser devastadores e mais vale não passar por eles, quando existe uma alternativa perfeitamente segura. Boa sorte para ti

Muito bem explicado não dizia melhor...

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 21:09
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

Baltazar escreveu:
Boa noite meninas
O momento mais bonito que tive com a minha bebé foi a 1a vez que dei lhe mamã, foi lindo, depois da violência do meu parto, foi um momento mágico, calmo e sereno! Passado 19 dias confesso que estou quase a desistir de dar mama, isto porque, já no hospital fiquei sem colostro e tive de dar suplemento, pensei que não iria ter leite no entanto tenho, agora a questão é que a minha bebé não fica satisfeita com ele. Tem sempre fome, ela é capaz de estar 30 mn em cada mama e continuar com fome, e por isso dou-lhe suplemento.
Esta situação começa-me a cansar, porque depois nem sempre ela bebe a quantidade que devia de suplemento, porque esteve a mamar, e ás tantas não sabemos o quanto ela bebe. Já para não falar que é muito mais fácil e simples dar biberon, apesar de não ter dores nem problemas com as mamas. Honestamente não sei o que fazer, por um lado apetece-me desistir por outro penso que vou estar a privar a minha bebé do melhor para ela e não quero isso! Enfim....dúvidas!!!

Não te posso ajudar, pois não percebo mesmo nada de amamentação, nem sei quanto um bebé necessita de mamar para ficar satisfeito, pois com a mama não dá para medir...

Deves fazer o que a tua consciência mandar sem culpas, pois mesmo que optes por não amamentar penso que há formulas muito semelhantes ao leite materno, que farão o teu bebé ficar satisfeito e crescer saudável...

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 21:13
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

luarosa -
Offline
Desde 22 Jul 2014

No meu caso amamentar quase me deixou louca.
Tive feridas horríveis, dores insuportáveis, peito encaroçando... Enfim!!
Como já referi sou muito estressada e o facto de querer alimentar a bebe e ela não conseguir pegar, mais as dores que me faziam gritar estavam a dar comigo em doida mesmo. Passava os dias a chorar por não conseguir, por ter dores agudas, já me sentia péssima mãe.
Ate que houve um dia que não consegui mesmo dar e tivemos que ir comprar o pó as pressas com a bebe a berrar de fome... Foi horrível e não desejo a ninguém.
Aconselho todas a terem uma latinha de po em casa só mesmo para prevenir lol

Consegui nem sei como! Tirava leite com bomba e dava lhe mas isso para mim foi igualmente desgastante.
Agora consigo dar o peito mas nem sempre ela pega bem e quando começa a chorar e esperniar eu tenho vontade de mandar a amamentação dar uma curva lol vou faze lo enquanto conseguir e achar que devo.

Não critico quem não o queira fazer porque sei bem como é quando corre mal. Cada uma sabe de si. Hoje em dia nenhum bebe morre por a mãe não lhe dar do seu leite.

Submetido por luarosa em Qua, 10/06/2015 - 21:15
Sobre luarosa

Positivo a 19-08-2014 <3
9/9/2014 Ouvimos o teu coração bater pela primeira vez ❤
DPP 21-04-2015
Sem dúvida o maior amor da minha vida <3 ❤
9/11/2015 Primeiro dentinho com 6m e meio Espertalhão

ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

MicaelaS2Filipe escreveu:
Olá mamã.
Vou tentar amamentar sim, porque acho o melhor e poupa-se muito Piscar o olho
Mas sinceramente também não sou fã de dar de mamar e pouco me imagino. Sou fã do biberão como já disseram! Não conheço ninguém que não tenha dado de mamar por opção mas acho que as há mas não admitem por medo ou vergonha!
Sinceramente se não houvesse tantos benefícios para o bebé eu escolhia não amamentar por vários motivos e sim o corpo está na lista!
Mas vou tentar e espero conseguir!

Se achas que deves experimentar deves fazê-lo, também ficas a saber como é...
Em termos monetários claro que é uma grande poupança, acho que há famílias que grandes dificuldades que nem se coloca a questão da não amamentação precisamente por questões monetárias.

Deves fazer aquilo que achares melhor eu ainda tenho muito tempo para pensar nisso...mas já penso bastante...

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 21:16
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

Outra coisa que me lembrei agora, foi a questão dos médicos, pelos relatos que ouço não somos obrigadas, mas é quase como se fossemos (mas estou a falar sem conhecimento de causa) pois não nos sentimos confortáveis para admitir não quero amamentar, embora lá no fundo seja o desejo, pois mal entramos no consultório vemos logo um cartaz com uma mãe a amamentar, torna-se logo aí difícil manifestar opinião contrária.

Tenho amigas que tiveram filhos no estrangeiro e logo nas consultas pré natal lhe perguntaram se queriam amamentar, dando-lhe liberdade de opção, não sei se aqui se passa o mesmo ou se são as mães que têm que manifestar essa vontade.

Conheço também aquelas que reduziram as mamadas e então foram ficando com pouco leite até terminar, reduzindo assim os incómodos, penso que seja mais natural e menos doloroso.

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 21:23
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

luarosa escreveu:
No meu caso amamentar quase me deixou louca.
Tive feridas horríveis, dores insuportáveis, peito encaroçando... Enfim!!
Como já referi sou muito estressada e o facto de querer alimentar a bebe e ela não conseguir pegar, mais as dores que me faziam gritar estavam a dar comigo em doida mesmo. Passava os dias a chorar por não conseguir, por ter dores agudas, já me sentia péssima mãe.
Ate que houve um dia que não consegui mesmo dar e tivemos que ir comprar o pó as pressas com a bebe a berrar de fome... Foi horrível e não desejo a ninguém.
Aconselho todas a terem uma latinha de po em casa só mesmo para prevenir lol
Consegui nem sei como! Tirava leite com bomba e dava lhe mas isso para mim foi igualmente desgastante.
Agora consigo dar o peito mas nem sempre ela pega bem e quando começa a chorar e esperniar eu tenho vontade de mandar a amamentação dar uma curva lol vou faze lo enquanto conseguir e achar que devo.
Não critico quem não o queira fazer porque sei bem como é quando corre mal. Cada uma sabe de si. Hoje em dia nenhum bebe morre por a mãe não lhe dar do seu leite.

Verdade, fala-me muito da beleza mas não se fala muito quando corre mal, da parte dolorosa.

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 21:25
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

vicass -
Offline
Desde 20 Jul 2014

Olá!
Eu sempre quis amamentar e faço-o em exclusivo há quase 5 meses. Para mim não há nada mais bonito que uma mãe amamentar o seu bebé, e sempre tive completa confiança que o faria (afinal é algo de natural)
Comecei a amamentar porque sei de todos os benefícios, no entanto continuo a amamentar porque: 1.a minha bebé gosta e sempre mamou bem 2.eu gosto e nunca tive dores nem qualquer dificuldade 3.é fácil - tem fome mama de fora e em 5 a 10 minutos temos a coisa despachada. Não há cá ferver água medir leite preparar biberão e depois lavar e esterilizar e bla bla
Portanto se forem preguiçosas como eu pensem nisto também

Concluindo, o que resultar para vocês e o vosso bebé é o melhor! Seja mama ou biberão

Submetido por vicass em Qua, 10/06/2015 - 21:35
ficarla -
Offline
Desde 19 Dez 2014

vicass escreveu:
Olá!
Eu sempre quis amamentar e faço-o em exclusivo há quase 5 meses. Para mim não há nada mais bonito que uma mãe amamentar o seu bebé, e sempre tive completa confiança que o faria (afinal é algo de natural)
Comecei a amamentar porque sei de todos os benefícios, no entanto continuo a amamentar porque: 1.a minha bebé gosta e sempre mamou bem 2.eu gosto e nunca tive dores nem qualquer dificuldade 3.é fácil - tem fome mama de fora e em 5 a 10 minutos temos a coisa despachada. Não há cá ferver água medir leite preparar biberão e depois lavar e esterilizar e bla bla
Portanto se forem preguiçosas como eu pensem nisto também
Concluindo, o que resultar para vocês e o vosso bebé é o melhor! Seja mama ou biberão

Concordo, devemos optar pelo que seja melhor quer para nós quer para o nosso bebé.

Ainda não apareceu ninguém a dizer em primeira pessoa que não quis amamentar e o porquê de tal decisão?

Submetido por ficarla em Qua, 10/06/2015 - 21:38
Sobre ficarla

A treinar desde 21 de dezembro de 2014.
Positivo 3 de abril de 2015

vicass -
Offline
Desde 20 Jul 2014

Ficaria - discordo que não se fale de quando corre mal. Pelo menos neste fórum fala.se mais das dificuldades com a amamentação do que o contrário.
Tanto é que as grávidas que frequentam o fórum parece que têm mais medo da amamentação que do parto

Submetido por vicass em Qua, 10/06/2015 - 21:42
katia araujo -
Offline
Desde 08 Maio 2011

Olá
Cada mamã toma a sua opção, se realmente não te ves a amamentar, completamente normal! Nunca vi com bons olhos a sacar a mama em qualquer sitio e por o bebé a mamar, cheguei a dizer a minhq cunhada que nunca seria capaz porque metia me confusão, ver u, bebé sugar as momocas...simplesmente quando a enfermeira me trouxe a minha filha para a primeira mamada...não reagi...como disse uma mamã foi magico um momento nosso, um amor, oh pá n3m sequer ha palavras para descrever o momento mágico...ainda amamento...a minha princesa viciou da mama, simplesmente aos 2 meses deixou tudo que se parecia com q mama, e negou os plasticos que imitavam a mama (biberão e chupeta), foi difícil, fiz muita resistência a alimentação, passei uns maus tempos, mas lá conseguimos.
Ainda hoje adora a maminha, de noite infelizmente ainda acorda várias vezes, sinto m cansada sim, e muito pk não sei o que é uma noite bem dormida ha imenso tempo, como aguento??? Nem sei, mas vou buscar forças pra me levantar para ir trabalhar nela, olhando para ela e vê la ali sossegada a dormir, dá me um orgulho imenso...e sim vou amamentar até não puder mais
E dizia eu!! Dar de mamar eu??? Jamais...

Submetido por katia araujo em Qua, 10/06/2015 - 21:43
Patricia Alves ... -
Offline
Desde 30 Jan 2015

Olá meninas,

Mal saí da sala de partos a primeira coisa que me perguntaram foi se pretendia amamentar. Deram - me essa opção é eu disse que sim.
O primeiro mês foi duro mas com as taças e o purelan da me dela tudo se passou e amo amamentar. Fico triste de pensar que vou deixar de ter este momento só nosso. Quando ele está aflito, com dores ou muito chorão e basta o meu peito para ele acalmar... O conforto que lhe traz.

No entanto percebo. Tenho uma amiga que não amamentar porque não queria estragar as maminha e tenho de reconhecer tem umas maminha jeitosas ninguém a pode julgar Gargalhadas Gargalhadas

Submetido por Patricia Alves ... em Qua, 10/06/2015 - 21:48

Patricia

*12 Abril 2014 - deu positivo
* 28 Novembro 2014 - nasceu o meu Tiaguinho com 50,5 cm e 2,980kg (PN)

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Ficarla

Infelizmente ainda há muitos temas tabus no que toca à maternidade. Eu sempre achei que não ia gostar de amamentar, depois fiquei grávida e decidi que vou tentar. Sou livre de mudar a minha opinião da mesma forma que sou livre para a manter. Se não quiser amamentar mais, quero acreditar que vou ser capaz de ser sincera e dizer "não amamento porque não quis mais", mas também sei que há coisas da vida em que é muito mais simples inventar qualquer coisa do que termos de ouvir opiniões dos outros que nem sequer pedimos.

Por exemplo, quando oiço mães a dizer que amamentam os filhos de hora a hora, só penso que se o fizer me vou sentir uma vaca em forma humana. Não é pejorativo, não é uma ofensa, é apenas a ideia imediata que me vem à cabeça. Mas se dizes isto em voz alta, há logo mães que acham que as estamos a chamar de animais e revoltam-se.

Da mesma forma não se fala muito sobre o facto de nem todas as mulheres sentirem aquele amor imenso mal vêm o filho pela primeira vez. Muitas vão gostando do filho cada vez mais com o passar dos dias. Não é estranho, mas não se fala muito disto.

Eu gosto de estar grávida mas não sou daquelas grávidas que está sempre agarrada à barriga, que só penso na gravidez. Aliás às vezes até me esqueço que estou grávida e que já não posso estacionar o carro tão perto de uma parede porque preciso de mais espaço para abrir a porta e passar. =P Mas não acho que vá ser má mãe por simplesmente não estar a ser uma grávida emotiva. Sorriso Aliás, sinto que este corpo não me pertence e há alturas em que me estranho quando olho ao espelho. Não desgosto de me ver grávida mas não me sinto linda. Sinto-me estranha. Sorriso

E depois há os "podres" da gravidez/maternidade que hoje começam a ser falados mas mesmo assim encontras muito mais testemunhos de que é tudo muito cor-de-rosa. E esquecem-se as hemorróidas, as estrias, os vómitos, os derrames e varizes, o peito mais descaído, a queda de cabelo após o parto, os pontos, o corpo diferente após o parto, a alteração da pele, as gravidezes de risco, etc, etc....:)

Submetido por ClaraMiguel em Qua, 10/06/2015 - 21:46
ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Há bloggers que falam do assunto. Uma assumiu que não queria amamentar e escreveu sobre isso, outra também não queria mas tentou e acabou por não insistir por o bebé não ficar satisfeito.

Submetido por ClaraMiguel em Qua, 10/06/2015 - 21:55
Baltazar -
Offline
Desde 29 Abr 2015

Não é tudo cor-de-rosa!

Eu adorei estar grávida, no entanto ouve alturas em que não gostei tanto, quando me apetecia beber um vinho e não podia, quando não tinha nada para vestir, quando não me sentia sexy e desejada, quando deixei de sair á noite, dançar etc...quando não podia calçar sapatos altos, fazer alisamento...tantas e tantas coisas menos positivas e algumas delas me levaram a lágrimas, eu queria estar grávida mas puder fazer tudo o que fazia antes!!! Ah....sempre comi sushi....:D
E estamos a falar de uma gravidez desejada e não é por me ter sentido assim que acho que sou menos mãe ou menos digna de ter um bebé!
O Amor? esse vai crescendo todos os dias, não fiquei apaixonada assim que a vi, hoje sou muito mais apaixonada e tenho a certeza que esse Amor vai ser maior amanhã!

Submetido por Baltazar em Qua, 10/06/2015 - 22:04
Sobre Baltazar

Patrícia Santos

A minha Princesa está cada vez mais linda <3

MicaelaS2Filipe -
Offline
Desde 31 Jul 2013

Acho normal já pensares, eu pensei logo!
Vou tentar como disse e quem dera que corra bem mas também não acho que nos devamos massacrar com isso!
Se não me sentir bem com a escolha prefiro parar do que me ver infeliz, sinceramente! Há mães que tentam e sofrem para conseguir (dou valor) para o bem dos filhos mas esquecem-se delas e isso não é bom para ela,nem para o filho e a família! Não podemos esquecer que somos MULHERES e não só apenas mães.
A mãe feliz faz com que o filho seja feliz e isso é o mais importante!

Submetido por MicaelaS2Filipe em Qua, 10/06/2015 - 22:35

DPP 26 Agosto 2015
O meu Martim está a chegar Sorriso <3
♥♥♥♥5♥♥♥♥10♥♥♥♥15♥♥♥♥20♥♥♥♥25♥♥♥♥30♥♥♥♥35♥♥♥
Às 37+7d chegas-te antecipado para os teus papás Sorriso

KellyPT -
Offline
Desde 05 Abr 2011

ClaraMiguel escreveu:
Ficarla
Por exemplo, quando oiço mães a dizer que amamentam os filhos de hora a hora, só penso que se o fizer me vou sentir uma vaca em forma humana. Não é pejorativo, não é uma ofensa, é apenas a ideia imediata que me vem à cabeça. Mas se dizes isto em voz alta, há logo mães que acham que as estamos a chamar de animais e revoltam-se.

E não é só isso. É que para amamentar uma criança de hora a hora (ou mesmo que seja a cada 2 ou 3 horas) não se faz absolutamente mais nada. Durante um período de tempo curto, ainda é suportável. Mas se a coisa se prolonga, a nossa vida fica totalmente reduzida a isso. Eu nunca aguentaria e essa é precisamente uma das razões de muitas das depressões pós-parto de que ouvimos falar (a pessoa não faz mais nada, às vezes não consegue sequer tomar banho; não consegue dormir; não pode dividir a tarefa com ninguém; não pode fazer nada, planear nada, às vezes não tem grande ajuda em casa; não dorme; começa a ter problemas conjugais...)

Mas posso-vos dizer que o preconceito é tal que eu própria já fui vítima de comentários muito desagradáveis nestes mesmos fóruns por ter explicado à mãe de um bebé de vários meses que acordava de noite de 2 em 2 horas para comer (e estava à beira de um colapso por causa disso e vinha pedir ajuda) que quando a criança passasse a tomar biberão a coisa talvez se resolvesse - porque o leite do biberão é mais pesado, logo eles ficam saciados por mais tempo e dormem melhor.

Mesmo dizer isto é mal visto, como se não se quisesse que isto se soubesse, para as mães não se sentirem "tentadas" a recorrer ao biberão...

Submetido por KellyPT em Qua, 10/06/2015 - 22:43
KellyPT -
Offline
Desde 05 Abr 2011

ficarla escreveu:
Outra coisa que me lembrei agora, foi a questão dos médicos, pelos relatos que ouço não somos obrigadas, mas é quase como se fossemos (mas estou a falar sem conhecimento de causa) pois não nos sentimos confortáveis para admitir não quero amamentar, embora lá no fundo seja o desejo, pois mal entramos no consultório vemos logo um cartaz com uma mãe a amamentar, torna-se logo aí difícil manifestar opinião contrária.
Tenho amigas que tiveram filhos no estrangeiro e logo nas consultas pré natal lhe perguntaram se queriam amamentar, dando-lhe liberdade de opção, não sei se aqui se passa o mesmo ou se são as mães que têm que manifestar essa vontade.
Conheço também aquelas que reduziram as mamadas e então foram ficando com pouco leite até terminar, reduzindo assim os incómodos, penso que seja mais natural e menos doloroso.

Não todos os médicos. A minha GO alertou-me para muito do que estou a dizer na minha última consulta antes do parto. Disse-me expressamente que a amamentação, quando corre bem, é óptima; quando corre mal, é uma desgraça. E aconselhou-me a não me angustiar muito com isso, porque os leites artificiais são hoje perfeitamente seguros. E no dia do parto, no hospital, perguntaram-me se eu queria amamentar. Acho que os "leigos" são os piores...

Submetido por KellyPT em Qua, 10/06/2015 - 22:56
neuzaraquel -
Offline
Desde 07 Set 2010

Olá a todas, sou sincera também não conheço ninguém que não tenha amamentado por opção, mas eu quando tive a minha filha mais velha tentei dar peito a ela e mordia muitas vezes um pano para suportar as dores, até que quando a menina tinha 15 dias desisti, já o meu leite não a sustentava mamava de 20 em 20 minutos, o meu peito todo em sangue com feridas e eu a chorar com dores ... disse ao meu marido que não aguentava e que nem eu iria aguentar muito mais tempo naquele sofrimento que só de pensar que estava na hora da mamada quase que chorava ..
Agora desta gravidez irei agir de maneira completamente diferente , vou "experimentar" se conseguir fixe, é dinheiro que poupo e também aos benefícios que faz, se não conseguir nem vou sequer esforçar nem chegar ao ponto que cheguei antes porque se eu adivinhasse que ia ser assim acho que só lhe dava peito no hospital e mal chegasse a casa era logo o artificial ..
Fui muito criticada, diziam que eu é que não tinha preparado bem o peito e que antes do bebé nascer o leite já devia de sair bem, ou então aqueles olhares de " oh coitadinha da bebé" e a minha filha sempre foi saudável e até agora conto pelos dedos das mãos as vezes em que ficou doente...

Submetido por neuzaraquel em Qua, 10/06/2015 - 23:07

O amor de mãe é o combustível que capacita o ser humano comum a fazer o impossível.
A minha vida agora está mais completa.
Matilde&Benedita <3 <3

FaMena -
Offline
Desde 27 Dez 2014

Por acaso nas minhas aulas de preparação para o parto havia uma mãe de segunda viagem que tinha decidido que não ia amamentar. Mas ninguém esmiuçou as razões dela, acho que sentimos todas que perguntar porquê podia ser uma invasão da privacidade. Talvez tivéssemos esmiuçado se ela tivesse posto a questão como uma hipótese mas era notoriamente uma decisão pensada e já tomada, portanto ninguém tinha de se meter nem cabia a mais ninguém fazer comentários.

Mas isso é uma situação diferente de quem vai sem ter a certeza se sim ou se não. Para quem vai tentar a amamentação com alguma insegurança e não muita convicção (e para quem vai com muita convicção também), aquilo que tenho a dizer é que na maior parte das vezes a amamentação não tem de todo de ser um sofrimento: há ajuda especializada, que pode intervir desde o início, para evitar e corrigir muitos problemas. Sofrer sozinha porque só se dá ouvidos a vizinhas e familiares desinformados ou médicos que se estão a marimbar para os contratempos da amamentação é perfeitamente desnecessário e não há mérito nenhum em meses depois vir-se dizer que "ah eu sofri muito mas aguentei tudo" quando se podia ter pedido ajuda e não sofrido tanto.

Claro que mesmo com ajuda há quem tenha realmente sérias dificuldades e aí a pessoa precisa de estar atenta ao ponto em que o seu limiar de tolerância se encontra com a vontade real em amamentar e quando se passa do ponto há que parar sem qualquer remorso ou culpa.

Submetido por FaMena em Qua, 10/06/2015 - 23:19
meninavanessa -
Offline
Desde 20 Jan 2014

Sim nem todos os médicos fazem pressão para amamentar.
No meu caso fizeram pressão para dar leite de lata.
Logo na maternidade perguntaram-me se queria amamentar ou não, e disseram que a decisão era minha, apenas precisavam de saber para trazer os biberons de 3 em 3 h, eu disse que queria.
No entanto a minha filha perdeu peso semana após semana, com 1 mês e meio continuava a perder, e o médico disse-me que se eu não introduzisse o leite adaptado a internaria, ele já andava a insistir para eu dar leite de lata desde a 1a semana de vida, foi aí que dei o leitinho de lata, num instante ela rejeitou a mama.. Ah e antes de dar o leite de lata eu nao saia de casa, porque ficava com ela o dia inteiro na mama, ela tinha fome o dia inteiro, não não era de 1 em 1 h, era 24 h sobre 24h, adormecia na mama e quando a tirava ela acordava e queria mamar outra vez.
Entretanto dei leite da lata e ela passou a nao querer a mama, so queria o biberon por isso passei a tirar com a bomba e daí até deixar de conseguir tirar alguma coisa foi num instante.
Sinceramente, adorava dar mama, e posso-vos dizer que estou no processo de relatação porque ela sem mais nem menos um dia destes se agarrou a minha mama e pos-se a chuchar, por isso voltei a tentar, claro está que ela já come de tudo, mas também não estou em stress, se conseguir ter leite e der boa, se não tudo bem.

Em relação á gravidez odiei estar grávida, não gosto da gravidez, claro que passava por tudo novamente, só para a ter aqui.

Em relação a sentir um amor imenso quando se vê o nosso bebé pela primeira vez, desconheço (já sei que vou ser criticada), eu mal ela saiu, desmaiei, mal a vi, depois de horas, quando a vi, o que senti? Cansaço extremo, ela estava bem não estava? Então agora deixem-me estar, foi assim que me senti, só queria estar quietinha sem sequer me mexer, fui muito cozida (50 pontos no total), e não me aguentava, estava cansada... claro que passado umas horas já não fazia outra coisa se não olhar para ela, claro que no dia a seguir cheia de dores só queria era tê-la ao colo e dar beijinhos. Mas não não foi assim que a vi! Mas é o amor da minha vida, e sou a melhor mãe que posso ser, não lhe falta nada, muito menos amor e carinho, dorme comigo e com o pai desde que nasceu, não vivo sem ela um segundo e sou mãe a tempo inteiro.

Depois há as que dizem que amaram os filhos desde o primeiro instante (minha sogra por exemplo...) e depois os abandonam Piscar o olho portanto..
Gostar da gravidez ou não, amamentar ou não, amor à primeira vista ou não... não podem ser um rótulo para uma mãe, não podem!

Submetido por meninavanessa em Qua, 10/06/2015 - 23:24
FaMena -
Offline
Desde 27 Dez 2014

Quanto às opiniões alheias... prepare-se que qualquer decisão que tome vai ser criticada e posta em questão por alguém. Se amamenta, sem não amamenta, se o bebé chora, se não chora, se come isto, se come aquilo, se dá banho assim, se dá banho assado, se dá chucha, se não dá, se dá colo, se não dá colo... Bardamexila! Se estiver informada e tomar as suas decisões em consciência vai ver que não é difícil borrifar-se para as opiniões dos outros.

Submetido por FaMena em Qua, 10/06/2015 - 23:25
Baltazar -
Offline
Desde 29 Abr 2015

O importante é aquilo que nós pensamos e o que sentimos e não o que os outros falam. Bem podem vir opinar para cima de mim que levam logo comigo Espertalhão

Submetido por Baltazar em Qua, 10/06/2015 - 23:47
Sobre Baltazar

Patrícia Santos

A minha Princesa está cada vez mais linda <3

luarosa -
Offline
Desde 22 Jul 2014

É bom ver tantas opiniões positivas acerca deste assunto. Das vezes que estive para desistir de amamentar sentia me julgada por quem tinha em volta e isso fazia me mal, sentia como se estivesse a falhar.
Só de ler estes testemunhos ate me sinto melhor Sorriso

Submetido por luarosa em Qua, 10/06/2015 - 23:49
Sobre luarosa

Positivo a 19-08-2014 <3
9/9/2014 Ouvimos o teu coração bater pela primeira vez ❤
DPP 21-04-2015
Sem dúvida o maior amor da minha vida <3 ❤
9/11/2015 Primeiro dentinho com 6m e meio Espertalhão

Videl86 -
Offline
Desde 18 Jul 2014

Noutro dia ouvi uma frase acerca da maternidade que era mais ou menos assim: aquilo que fizer vai ser sempre o melhor que pode fazer para alguém, e o pior do mundo para outra pessoa Piscar o olho portanto é melhor fazermos aquilo que achamos que é melhor para nós. Mas decisões informadas têm sempre vantagem, claro.
Quando tive o meu filho, tinha muito medo da amamentação...tinha medo de não conseguir, e eu queria muito amamentar. Tinha medo que fosse muito doloroso e complicado. Tinha esses medos porque se ouvem tantas histórias, então aqui no fórum. Mas também há casos super simples em que tudo corre bem. Foi o meu caso. Foi stressante nos primeiros dias porque o leite só subiu ao fim de 3 dias. Num dos dias o bebé teve uma quebra dos níveis de açúcar e a enfermeira pediu-me autorização para lhe dar 20 ml de LA. Eu autorizei e chorei muito. Mas foi a única vez. Depois o leite subiu Sorriso e mamou até aos 6 meses, praticamente em exclusividade (há quem diga que não foi em exclusivo porque eu dei um bocadinho de banana pelos 5 meses e tal lol para mim foi). Nunca me custou, nunca foi problemático, nunca fiz sangue, nunca doeu, nada. E houve uma altura em que ele ficava quase 24 horas por dia na mama e isso não me incomodava minimamente Sorriso assim tipo...nada...e depois, naturalmente, começou a interessar-se pelo mundo e deixou de mamar o tempo todo (a maioria do tempo ele estava na mama por conforto, mais do que por mamar). Lá pelos 3 meses já só mamava para comer, para dormir ou se estivesse chateadinho com alguma coisa (vacinas)...e eu sinto tanta falta que ele fique a mamar durante horas Triste ah, nasceu no percentil 3 e, estando a LM exclusivo até aos 6 meses, aos 2 meses já estava no percentil 60 e aos 5 no percentil 85 Sorriso para nós foi, sem dúvida, o melhor dos caminhos. Partilho isto para dizer que a amamentação não é complicada para todas as mulheres. E dar mama 24 horas por dia não é um stress para todas as mulheres. Depende de muita coisa, da mulher, do bebé, das circunstâncias, das pressões exteriores, etc. Cada mulher deve decidir aquilo que é melhor no seu caso Sorriso e, acima de tudo, deve estar recetiva a mudar de ideias...porque eu tive de mudar de ideias em relação a muita coisa que tinha planeado antes do Lucas nascer, e ainda bem que estava recetiva a isso, senão teria sido muito complicado (nunca planeei meter o bebé na minha cama...mas olhem, mais de 6 meses e dorme ao meu lado na cama desde as 3 semanas e pouco, sem remorsos e muito bem!).

Submetido por Videl86 em Qui, 11/06/2015 - 01:17
Sobre Videl86

08 de dezembro de 2014 <3
49,5 cm e 2,920 de amor e doçura <3

ivete_ab -
Offline
Desde 25 Jul 2011

Se optar por não amamentar, na maternidade dão-lhe logo uns comprimidos para secar o leite! Se não tiver certezas vão massacra-la pela sua decisão, por isso se for mesmo o que quer, faça-o com toda a certeza!
Boa escolha para si e para o seu bebé!

Submetido por ivete_ab em Qui, 11/06/2015 - 03:50
dfol -
Offline
Desde 23 Jan 2011

No meu caso dei de mamar até aos 4 meses e meio mas desde os 2 que tive pouco leite e tive que juntar LA. Não menti a ninguém, deixei mesmo de ter leite. Mas tb n minto em relação ao que sinto da amamentação. Para mim n era a maravilha que diziam (mas sei de mães que genuinamente gostam), além das dores (que depois passaram) o facto de ter pouco leite n ajudou, a bebe rejeitava a mama, eu suava, ela berrava...enfim...so stress! Mas mesmo quando tinha leite confesso que n achei uma maravilha. Acho bonito, mas mais na teoria que na pratica! Mas dei e darei novamente ao futuro rebento por saber que é essencial principalmente nos primeiros meses. Mas dar de mamar até aos 2 anos? Respeito quem o faz mas isso n o farei com toda a certeza! Outra coisa que nunca consegui foi andar com a bebe na mama a todo o instante! Dava de mamar fora de horas se necessário mas n interpretava cada "ai" como se fosse fome. A cena do "a mama tb é miminho" nunca me convenceu muito, pois para mim é também alimento e n acho muito bem acalmar com alimento.... sempre tive uma menina rechonchudinha, imagino se a cada ai lhe pusesse a mama na boca! Mas como digo, respeito quem o faça mas para mim n dá! Mas volto a dizer, mesmo assim nos primeiros meses acho importante.

Uffa....este topico fez me bem! Sinto que deitei ca para fora umas cenas!

Submetido por dfol em Qui, 11/06/2015 - 06:45
Mama do Martim -
Offline
Desde 29 Mar 2010

Tenho dos filhos, e após o parto de ambos me perguntaram se queria amamentar( não, não é obrigatório e não senti pressões). E de ambos disse sim.

O meu primeiro filho foi amamentado 25 dias, tinha dores terríveis, desisti! Não me senti culpada nem nada do género, até porque existe a lenga lenga que com leite materno são mais saudáveis mas o meu filho tem 6 anos e meio e nunca tomou um antibiótico.

Do mais novo estava decidida a não amamentar, e disse-o aos médicos, ninguém me pressionou novamente( nem eu admitiria). Mas, e como na vida existe sempre um mas, quando ele nasceu, prematuro, tão pequenino o meu instinto disse sim e amamentei-o, 6 meses em exclusivo e 12 meses como complemento da alimentação. Deixou por ele e sinceramente tive pena, apesar de nunca ter gostado de amamentar! Ah, e nunca tive dores nem nada do género no meu segundo filho.

O concelho que dou é, espera para ver, se nunca passaste por isso não sabes se gostas ou não, se é isso que queres ou não e nenhuma experiência é igual.
Gostas melhor, não gostas bola para a frente que ninguém morre por isso nem tem que se sentir culpada

Submetido por Mama do Martim em Qui, 11/06/2015 - 08:05

* Martim * 11-11-2008* 3190g e 49,5cm *
* Valentim * 01-12-2013 * 2160g e 43cm *
* Francisca * 15-07-2016 * 2760g e 46,5cm *

Catarina e Marco -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Olá, amamentar é uma opção e isso é colocado ao teu critério, mal ele nasce até antes te perguntam se o queres fazer. Eu por exemplo, optei por não levar o toque maldoso e muita gente não entendeu. Mas foi opção minha e o meu filho nasceu de parto normal, sem complicações, às quase 42 semanas

Eu sou suspeita para falar sobre este tema, porque amamentar foi e é a coisa que mais gosto de fazer. Estive quase 3 meses a aprender a amamentar, o meu bebé chorava muito, mas como era algo que eu estava determinada a fazer por mim e pelo meu filho, insisti e consegui vencer as dores, os mamilos gretados, os mamilos planos, aprendi a criar métodos de ter mais leite e melhor leite para oferecer ao meu bebé.

Se já conheces as vantagens da amamentação, e se o queres mesmo fazer, no momento nada nem ninguém irá demover-te garanto-te. Nem dificuldades e nem obstáculos.
Acho que o mais importante é o bebé ter uma mãe saudável, se isso te afeta e te põe nervosa ou frustrada, mais vale procurares ajuda junto do pediatra e fome ele não há-de passar. Mas conheço muitas mães que optam por não amamentar por diversos motivos e depois ficam a bater sempre na mesma tecla, porque o tempo não volta atrás... eu poupei imenso em leite, ele só agora começou a comer sólidos depois dos 6 meses, imagina o quanto prático é, eu andar sempre com ele para todo o lado sem ter de me preocupar com as horas da refeição! E o bebé estar ali no peitinho, sossegado, a olhar para nós, pele na pele... nem sei explicar, amo amamentar!

Nos próximos filhos, será opção novamente.

beijinhos e boa sorte Beijinho Apaixonado

Submetido por Catarina e Marco em Qui, 11/06/2015 - 08:40

Mateus - Deus não demora, Ele capricha.
02/12/2014 LM Exclusivo 6 MESES!!! EU AMOOOO AMAMENTAR!!
Parto Normal 41 semanas e 3 dias

Catarina e Marco -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Ah, e o meu bebé ainda mama durante a noite de 3/3h ou menos. Não me sinto cansada e costumo dizer que, se não estivesse apta para abdicar de noite bem dormidas, estrias, pneus, flacidez, rugas, tempo e outras coisas... não tinha feito um filho Espertalhão ficava com 2 gatas, que também amo muito!

Eu habituei-me, francamente dá-me tanto prazer alimentá-lo e não ter de me ralar com nada, que olho para trás e de todas as decisões que tomei sobre o Mateus, esta foi a mais acertada. Mas percebo quem não queira passar pelas coisas menos positivas, desde que sejam felizes com as suas opções. No fórum há sempre fundamentalistas sobre tudo, há as que sabem tudo, há as histéricas, as mal informadas... as minhas decisões tomei-as com profissionais do meu lado, o meu marido e nada mais. Não te deixes influenciar, let it flow Fixe

Submetido por Catarina e Marco em Qui, 11/06/2015 - 08:51

Mateus - Deus não demora, Ele capricha.
02/12/2014 LM Exclusivo 6 MESES!!! EU AMOOOO AMAMENTAR!!
Parto Normal 41 semanas e 3 dias

underthewater -
Offline
Desde 14 Mar 2014

Sem ler os comentarios ja postados, fica aqui mais uma opiniao. Como diz, os beneficios da amamentacao sao mais que conhecidos, logo, as pessoas teem de facto, todas as informacoes necessarias para optarem por dar ou nao dar em consciencia do que estao a fazer!
Eu optei por dar, o inicio foi pura e simplesmente horrivel! Qual mar de rosas! Dores, feridas tipo queimaduras no segundo dia de amamentacao, tirar colostro porque tinha uma bebe pequenina que tinha de ter a certeza que "se alimentava bem", foi um pesadelo 9e nao estou a brincar! o meu marido coitado teve uma noite que nao sabia o que mais fazer para me ajudar!) NO meu caso a coisa resolveu-se com bicos de silicone, o que nao quer dizer que ache maravilhoso amamentar! Se aqueles bicos de silicone nao tivessem aparecido na hora certa, o mais provavel seria eu ter deixado de amamentar! Desde entao dou de mamar, e fi-lo exclusivamente ate aos 6 meses! Se e o momento mais lindo do meu dia? Nao...um biberon e muito mais pratico para sair...eu tenho sempre de estar a ver onde vou porque nao se pode dar de mamar em qualquer sitio...sim, onde vivo amamentar em publico nao e muito bem visto! Para alem de que eu propria nao me sinto bem a amamentar em publico.
Mas vou contar-te que, no meu caso, tinha algumas pessoas que a critica era nos sentido contrario! A critica era sempre...porque ainda nao tinha comecado o leite artificial porque o meu leite nao seria de todo suficiente ( quando fui de ferias chegaram a comprar biberons para a minha bebe!!!). Eu mantive a minha decisao!
Isto tudo para te dizer que, no final de contas, o corpo e teu, o filho e teu e seja qual for a decisao que tomares, desde que seja em consciencia, sera de certeza a melhor decisao para voces!

Submetido por underthewater em Qui, 11/06/2015 - 09:13
Andrucas -
Offline
Desde 18 Nov 2013

Ora é assim eu amamentei, se te disser que me custou mais as primeiras semana a amamentar do que o parto não te estou a mentir... Fiz gretas nas mamas e quando chegava a hora de mamar chorava a minha pequena com fome e eu com dores - foram semanas terríveis - disseram que tinha sido a pega mal feita... talvez... Insisti mesmo com dores e não me arrependo, hoje em dia ainda mama e acho que amamentar (sem dores) é um dos momentos mais bonitos mãe/filha(o)... Adoro e passaria por tudo de novo, já para não falar nos benefícios do leite materno (cria mais defesas, não precisa aquecer, mais económico). Se eu acho que sou "mais" mãe do que uma mãe que desistiu de amamentar porque tem dores ou porque simplesmente não quis?? NÃO! Ser mãe não se reflecte numa decisão como não amamentar mas numa série de outras decisões... Ser mãe é fazer o melhor pela filha(o) se não se sente bem consigo própria nunca conseguirá fazer o melhor pelo seu bebé. Concordo que há uma enorme pressão por parte da família (mais por motivos culturais) e por parte de médicos e enfermeiros para amamentar ... Em parte compreendo, com tanta doença nova que aparece, toda a ajuda imunitária extra que podermos fornecer a par com as vacinas é excelente.. Agora acho que cada mãe deve decidir o que acha melhor... Ser informada dos prós e dos contras e decidir. De um modo geral, as crianças que mamam criam mais defesas, mas as crianças que bebem suplemento também se criam e ás vezes até têem menos doenças que crianças que mamam... É como tudo... O que eu acho um momento lindo e prazeroso não significa necessariamente o mesmo para outra mãe.Também acho que ninguém se deve sentir "forçada" a nada.. Informada sim mas forçada não . Beijinho

Submetido por Andrucas em Qui, 11/06/2015 - 09:26
meninavanessa -
Offline
Desde 20 Jan 2014

Sou só eu que acho que o biberon também é prático? É que eu colocava água dentro do biberon e punha o pó numa caixa e já estava, na hora de dar biberon despejava o pó lá pra dentro e está... era a mesma coisa que no inverno ter que tar a tirar o casaco e levantar blusas todas para dar mama, dava-me exatamente o mesmo trabalho lol! Talvez porque a minha filha bebia o leite à temperatura ambiente.
Agora então ainda melhor é, já quase não bebe biberon, levo sempre 1 iogurte ou bolachas, super prático!

Submetido por meninavanessa em Qui, 11/06/2015 - 10:29
FaMena -
Offline
Desde 27 Dez 2014

Sorriso
Por acaso eu discordo, para mim não há nada mais prático que isto de ter o leite sempre pronto, sempre comigo para qualquer lado, sem mais parafernálias nem esterilizações,nem outras preocupações, excepto a de trazer vestido no inverno um top debaixo da camisola. (Porque é que é preciso tirar o casaco para dar mama? Sorriso )

Submetido por FaMena em Qui, 11/06/2015 - 10:47
KellyPT -
Offline
Desde 05 Abr 2011

meninavanessa escreveu:
Sou só eu que acho que o biberon também é prático? É que eu colocava água dentro do biberon e punha o pó numa caixa e já estava, na hora de dar biberon despejava o pó lá pra dentro e está... era a mesma coisa que no inverno ter que tar a tirar o casaco e levantar blusas todas para dar mama, dava-me exatamente o mesmo trabalho lol! Talvez porque a minha filha bebia o leite à temperatura ambiente.
Agora então ainda melhor é, já quase não bebe biberon, levo sempre 1 iogurte ou bolachas, super prático!

Eu também acho infinitamente mais prático mas, lá está, não me adaptei nada bem à amamentação. Acredito que para quem se adapta o peito se torne mais prático. Para mim, não há nada menos prático do que dar de mamar em público (que não fazia) ou ter de ir procurar um sítio recolhido, toda torcida de dores para conseguir dar de mamar. O biberão foi uma verdadeira libertação. Cada caso é um caso

Submetido por KellyPT em Qui, 11/06/2015 - 10:57
Catarina e Marco -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Eu no Inverno, nos dias frios, saía de carro e quando tinha de amamentar fazia-o dentro do automóvel ou então nos Centros Comerciais ia para os wc apropriados para os bebés, sabem os que têm fraldários? Usava e uso tops e camisas que possa abrir discretamente, ninguém sabe que estou a amamentar, parece que estou com ele ao colo a dormir - já dei na paragem do autocarro, houve um acidente grave que demorei 3h a chegar a casa, se não desse mama não sei como seria... nesse aspeto, sinto-me muito tranquila mesmo, é assunto que não me chateia! Até mesmo agora com os sólidos, já aconteceu eu ficar na praia além da hora e ele não comeu sopa nesse dia, mamou e pronto nem foi preocupação. Não andar com a tralha atrás, com o meu feitio, é perfeito!
<:P

Submetido por Catarina e Marco em Qui, 11/06/2015 - 11:02

Mateus - Deus não demora, Ele capricha.
02/12/2014 LM Exclusivo 6 MESES!!! EU AMOOOO AMAMENTAR!!
Parto Normal 41 semanas e 3 dias

KellyPT -
Offline
Desde 05 Abr 2011

Catarina e Marco escreveu:
Eu no Inverno, nos dias frios, saía de carro e quando tinha de amamentar fazia-o dentro do automóvel ou então nos Centros Comerciais ia para os wc apropriados para os bebés, sabem os que têm fraldários? Usava e uso tops e camisas que possa abrir discretamente, ninguém sabe que estou a amamentar, parece que estou com ele ao colo a dormir - já dei na paragem do autocarro, houve um acidente grave que demorei 3h a chegar a casa, se não desse mama não sei como seria... nesse aspeto, sinto-me muito tranquila mesmo, é assunto que não me chateia! Até mesmo agora com os sólidos, já aconteceu eu ficar na praia além da hora e ele não comeu sopa nesse dia, mamou e pronto nem foi preocupação. Não andar com a tralha atrás, com o meu feitio, é perfeito!
<:P

Sempre invejei as mães que conseguem fazer isso. Eu nunca consegui. Não me sentia nada confortável a dar de mamar e tinha de por a mama toda para fora. Não tinha "jeito" e não conseguia fazê-lo discretamente (mesmo já ele tendo 6 meses, tendo já deixado de ter dores há muito tempo e estando habituada a amamentar - com suplemento)

Submetido por KellyPT em Qui, 11/06/2015 - 11:09
Catarina e Marco -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Oh KellyPT Triste eu percebo, tenho uma amiga que se queixa do mesmo. Eu tenho umas mini mamas lol se calhar é por isso. Na praia parece que estou a adormece-lo nem se vê onde ele tem a boca e o bikini já está desviado, por exemplo. Também desde os 3 meses que não tenho dores ou dificuldades a amamentar, até aí foi dificil, muito dificil. Eu sou muito prática e descontraída, se soubesses quantas vezes me esqueço do biberon da água porque simplesmente "não faz parte" do kit aliementação dele Espertalhão

Todas nós falamos da mesma e exata experiencia, de formas tão opostas já repararam?

Submetido por Catarina e Marco em Qui, 11/06/2015 - 11:18

Mateus - Deus não demora, Ele capricha.
02/12/2014 LM Exclusivo 6 MESES!!! EU AMOOOO AMAMENTAR!!
Parto Normal 41 semanas e 3 dias

FaMena -
Offline
Desde 27 Dez 2014

Não é das mini-mamas, que as minhas nunca foram mini e agora muito menos. Espertalhão E já dei mama em todo o tipo de sítio, sem qualquer problema e sem estar toda exposta. Acho que a descontração com que se o faz é meio caminho andado. E o facto de desde pequena sempre me lembrar de ter visto mães a amamentar em público, contribui para a descontração e naturalidade com que o faço.

Submetido por FaMena em Qui, 11/06/2015 - 11:38
KellyPT -
Offline
Desde 05 Abr 2011

Catarina e Marco escreveu:
Oh KellyPT eu percebo, tenho uma amiga que se queixa do mesmo. Eu tenho umas mini mamas lol se calhar é por isso. Na praia parece que estou a adormece-lo nem se vê onde ele tem a boca e o bikini já está desviado, por exemplo. Também desde os 3 meses que não tenho dores ou dificuldades a amamentar, até aí foi dificil, muito dificil. Eu sou muito prática e descontraída, se soubesses quantas vezes me esqueço do biberon da água porque simplesmente "não faz parte" do kit aliementação dele
Todas nós falamos da mesma e exata experiencia, de formas tão opostas já repararam?

Eu devo dizer, em homenagem à verdade, que não estou convencida de ter tido o melhor apoio possível na amamentação. Achei que o hospital, que foi fantástico em tudo o resto, não me ajudou muito nisso (tinha umas enfermeiras muito novinhas, que se limitavam a empurrar a cabeça dele contra o meu peito; ele fartava-se de chorar e eu também). Resultado: ele nunca pegou bem, magoava-me imenso, comia mal, demorava muito, perdeu demasiado peso, eu não tinha posição para estar...diziam que eu tinha de lhe dar de mamar mais vezes, quando eu já nem aguentava as que estava a dar...

Com um segundo filho, vou tentar precaver-me e ter alguém que me ajude com a pega. Mas que ajude estando ali comigo nos primeiros dias. Conheço grupos de apoio à amamentação mas, no caos que são os primeiros dias de vida de um recém-nascido, às vezes não é fácil sair de casa com hora certa para os procurar. De qualquer forma, também é verdade que as minhas amigas que amamentaram dizem que o meu peito não parecia ter muito leite, por isso não sei se teria verdadeiramente adiantado alguma coisa.

O meu princípio mantém-se: se der, excelente. Se não der, o LA foi inventado para isso mesmo

Submetido por KellyPT em Qui, 11/06/2015 - 11:47
meninavanessa -
Offline
Desde 20 Jan 2014

Eu não vejo assim tanta diferença, acho que muita gente faz parecer mais prático do que é, isto porque já dei mama e biberon portanto sei os dois lados, e dar biberon é quase a mesma coisa em termos de ser prático, quando falam em trazer coisas atrás, quais coisas? um doseador minusculo e um biberon? Pra quem já tem de levar mala com fraldas e toalhitas atrás não me parece que faça assim tanta diferença! Eu também sempre dei biberon em qualquer lado, nunca precisei aquecer, sempre foi rápido, fácil e prático.

Submetido por meninavanessa em Qui, 11/06/2015 - 12:19

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?