Muitas birras aos 3anos | De Mãe para Mãe

Muitas birras aos 3anos

Responda
10 mensagens
celicarol -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Olá mamas. Estou com bastante difículdade em lidar com o meu mais novo. Tem 3 anos e meio, entrou este ano para o infantário, lá portasse muito bem e cumpre tudo. Nunca quer ir, mas também quando o vou buscar, nunca quer vir embora. O problema é que ele em casa passa o tempo a fazer burras, diz não a tudo e quer fazer tudo sozinho. Se eu digo não, ele diz sim, se digo para tomar banho faz birra, chora o banho todo. Se não lhe dou, por exemplo, a sexta ás vezes deixo-o brincar e não lhe dou banho, dou sábado de manhã, e ele ao deitar pergunta porque não lhe perguntei se queria. Quando o chamo para a mesa, diz sempre que não tem fome, depois acaba por vir e come tudo.
Enfim, parece aquelas crianças do contra e mal comportadas. É muito desgastante.
Para além disso tenho um adolescente com déficit de atenção, que também não facilita a vida.
O problema é que acabei por entrar em desgaste, porque eles dão muito trabalho, não tenho 5 minutos para mim, e estou com uma depressão e não estou a conseguir lidar com o mais novo.
Alguém tem ideias de como posso ajudá-lo a não fazer tantas birras e a colaborar mais comigo?

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Olá,
antes de mais acho que tem que procurar ajuda para a depressão, é prioridade. Depois, talvez o marido possa ser de muita ajuda, no quesito do comer, dos banhos... Para não ter que estar sempre a mesma pessoa a sofrer o desgaste.
Para mim há dois possíveis caminhos: ignorar as birras, há de cair a ficha de que não importa o quanto berre, não adiantará de nada... Ou jogar com um incentivo, se não fizer birra recompensa-lo de algum modo. Mas no fundo no fundo acho que é uma fase, talvez pela mudança de rotinas com a ida para o infantário... Muita paciência!

Desde 24 Maio 2017

As birras são normais da idade. Se o contrariar e mostrar quem manda pode ser passageiro se deixar fazer tudo o que ele quer é como ele quer tende a piorar e vai chegar ao ponto de não o conseguir controlar.
Não tenho nenhuma sugestão nem conheço nenhum método milagroso até porque cada pai é diferente assim como qualquer criança também é diferente.
A minha filha também andou uma fase a contariar o que eu dizia e não fazia o que lhe mandava e tinha castigos. Caso houvesse hesterismo a mais levava uma surra. (uma palmada no rabo)
A pior birra que ela me fez foi no supermercado. Estava habituada a ir com a avó, a menina pedia e a avó dava... Comigo nem sequer pedia porque sabia e sabe perfeitamente que se ela tiver que ter alguma coisa eu e o pai damos não tem que pedir. Mas, naquele dia, não sei que raio lhe deu, cismou que queria um brinquedo eu quando lhe disse que não ela parecia o diabo em forma de gente. Começa a gritar deitada no chão a bater os pés. Eu chamei à atenção e ela nada... Não tenho mais nada e faço exatamente o mesmo que ela. Ela nem mais um minuto se manteve assim. Parou de berrar, levantou-se e veio ter comigo a pedir para parar com aquilo e ir embora. Nunca mais fez o semelhante.

janew -
Offline
Desde 18 Jun 2016

É normal na idade (2- 5 anos). Além disso é muito provável que esteja cansado ao final do dia e isso piora as birras.
Tente escolher as batalhas. Se achar ridículo, deixe-o "embirrar" sozinho, afaste-se para não se irritar, mas quando tiver de ser não seja firme.
Para evitar as birras ofereça sempre opções (que lhe convenham a si). Ele fica com a ideia que foi ele que escolheu.
Para as refeições tente intregrá-lo (os meus adoram provar a comida)
Claro que isso não irá impedir as birras, mas pode ajudar.
De resto é ter paciência. Lá para os 30 anos passa.
Quem me dera ter a solução milagrosa... os meus fins de dia são uma aventura com os dois!

Desde 13 Set 2012

Olá!

As birras fazem parte do processo normal de desenvolvimento; elas mostram que a criança começa a diferenciar-se dos outros, embora ainda o faça numa perspetiva muito egocêntrica. Contrariar o que lhe é dito dá-lhe uma noção de controlo da situação; quando percebe que isso desespera os seus cuidadores, ó, tanto mais atraente a birra se torna! Receitas? Pois, não temos porque não existem! Cada família tem a sua dinâmica e cada criança os seus motivos preferidos de birras. Há também que ter em conta o nível de cansaço e saturação em que a criança está ao final do dia.

Mamã, cuide-se para poder cuidar. Ninguém consegue controlar seja o que for se não estiver bem física e emocionalmente falando. Como já aqui foi referido, não compre todas as batalhas da guerra que é o processo educativo. Escolha as batalhas certas que quer enfrentar e sobre as quais não está disposta a ceder. Por exemplo, não lhe pergunte se quer tomar banho ou não lhe ordene que vá tomar banho; em vez disso, aborde esta questão numa perspetiva mais negocial, fazendo com que ele acredite que está a liderar mas, na verdade, vai fazer exatamente o que tem que ser feito que é apenas e só tomar banho. Diga-lhe algo do tipo, olha, temos que tomar banho e jantar. O que queres fazer primeiro? Pode resultar! Se ele escolher o banho, diga-lhe então: olha, vamos então tentar que hoje ponhas o champô no cabelo, queres? Já estás a ficar crescido! para o jantar, convide-o a por a mesa e a ser ele que vai chamar os outros para a mesa. Muitas vezes resulta! Depois, no final do serão, encontre tempo e espaço para criar um momento para a ternura, para o mimo, para a cumplicidade entre vocês. Sabemos que há coisas que têm mesmo que ser feitas, mas se pudermos contornar em vez de confrontar, talvez nos sintamos todos melhor no final. Quando ele estiver mesmo descontrolado no meio de uma birra, ou não fale com ele, ou fale-lhe no tom mais baixo e tranquilizador que for capaz. Gritar com ele irá gerar apenas uma competição de decibéis em que ninguém se escuta.

Sei que é difícil, já passei pelo mesmo, e a boa notícia é que, se formos firmes quando tivermos que ser, isto passa. O meu mais novo tem 5 anos e há muito que já deixou as birras. A mais velha também as fez, mas aos 4 anos estavam já esquecidas. O perigo de se deixar correr solto sem impor filtros nem travões é a criança chegar aos 10 aos 10 anos sem conseguir ouvir um não sem desatar aos berros; sem capacidade alguma para lidar com a frustração e a contrariedade. É o que acontece com um dos netos da minha irmã e osso dizer-lhe que é algo terrível de lidar. Tem um enorme impacto na vida familiar e social de todos nós.

Espero ter ajudado

Beijinhos e tudo de bom

SMSantos

celicarol -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Obrigada a todas.
Eu sei que as birras sao normais para a idade. Mas com o meu filho mais velho tudo foi mais fácil. Com o mais novo já tentei de tudo, negociação, chamá-lo para me ajudar, dar recompensa... Enfim... Não sei que mais fazer. Ele parece apenas querer fazer sempre o contrário do que lhe dizem. E tem o mesmo comportamento com toda a gente ( pai, avós...)
O problema é que nem com castigos quando se porta mal, nem com uma palmada no momento certo, isto resolve.
E é constante, não é apenas uma ou duas vezes por dia.
O problema é que muitas vezes as birras sao por coisas que o põem em risco, tipo querer subir aos móveis para chegar onde quer... É demasiado cansativo...
Quanto a mim, já estou em tratamento, mas como devem imaginar esta situação não ajuda...

celicarol -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Obrigada a todas.
Eu sei que as birras sao normais para a idade. Mas com o meu filho mais velho tudo foi mais fácil. Com o mais novo já tentei de tudo, negociação, chamá-lo para me ajudar, dar recompensa... Enfim... Não sei que mais fazer. Ele parece apenas querer fazer sempre o contrário do que lhe dizem. E tem o mesmo comportamento com toda a gente ( pai, avós...)
O problema é que nem com castigos quando se porta mal, nem com uma palmada no momento certo, isto resolve.
E é constante, não é apenas uma ou duas vezes por dia.
O problema é que muitas vezes as birras sao por coisas que o põem em risco, tipo querer subir aos móveis para chegar onde quer... É demasiado cansativo...
Quanto a mim, já estou em tratamento, mas como devem imaginar esta situação não ajuda...

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Vou lhe dar o exemplo do banho aqui em casa.
Eu nunca falo em ir tomar banho.
Digo sempre que vamos brincar com a agua, que vamos abrir a torneira, que vamos brincar com algo dos bonecos que ha na banheira.
Regra geral, levanta-se e vai a minha frente ate a banheira. Outras vezes ate vamos de mao dada, como que se tratasse de um passeio entre mae e filho ate ao WC.
Quando ele esta a brincar e nao quer deixar o que esta a fazer, dou-lhe a volta e digo-lhe para trazer os brinquedos com que esta a brincar.
Qd la chega, as vezes esquece-se dos brinquedos e foca-se na torneira, banheira, etc, ao mesmo tempo que tb vou falando no assunto e comeco logo a despi-lo.

Na semana passada, pedi ao pai para o trazer para o WC para tomar banho.
O pai nao faz mais nada: arranca-o do que ele estava a fazer, diz "vamos tomar banho" e vêm para o WC.
Conclusao: berreiro total (e ele ate nem é de birras).
Depois eu é que tive que o aturar e acalmar.
La voltamos ao que ele estava a fazer e fiz o processo normal.
Veio comigo para o WC tranquilamente

(mais tarde o pai ouviu sermao e missa cantada..... se volta a fazer o mesmo, atura-o ele!)

isto para dizer..... negoceie as tarefas, "batalhas"!

mas primeiro.... TRATE DE SI!
Se voce nao estiver bem, os seus filhos nao vao estar bem.
E adiar esse tratamento so vai piorar tudo.

e o pai das criancas? Onde entra? colabora nas tarefas de casa, pelo menos?

janew -
Offline
Desde 18 Jun 2016

celicarol escreveu:
Obrigada a todas.
Eu sei que as birras sao normais para a idade. Mas com o meu filho mais velho tudo foi mais fácil. Com o mais novo já tentei de tudo, negociação, chamá-lo para me ajudar, dar recompensa... Enfim... Não sei que mais fazer. Ele parece apenas querer fazer sempre o contrário do que lhe dizem. E tem o mesmo comportamento com toda a gente ( pai, avós...)
O problema é que nem com castigos quando se porta mal, nem com uma palmada no momento certo, isto resolve.
E é constante, não é apenas uma ou duas vezes por dia.
O problema é que muitas vezes as birras sao por coisas que o põem em risco, tipo querer subir aos móveis para chegar onde quer... É demasiado cansativo...
Quanto a mim, já estou em tratamento, mas como devem imaginar esta situação não ajuda...

Coisas típicas de menino... se o mais velho não fez isso teve sorte. Sorriso
Sei bem o que é isso.
O meu filho mais velho foi um bebé fácil e comilão, o irmão tem carita de malandreco que me tira do sério às refeições.
O irmão começou a pedir atenção e o mais velho precisou de se afirmar. Têm sido dias duros com os dois. Acredito que se fosse filho único seria mais sossegado.
Por aqui há saltos nos sofás, bancos a ser arrastados pela casa, bolas que "voam" (em cheio para a minha cara), gritos, choradeiras mas muitos risos e miminhos...
Os meus pais têm 5 filhos e só ao 4º é que souberam o que é receber uma chamada da PSP a meio da noite (mas ele não teve culpa). O primeiro era um anjo, o segundo rebelde, eu bem comportada, o quarto um "vai com todos" e a quinta "assim assim".
Quando um dos meus irmãos gaba a única filha (que é melhor que os primos e bla bla bla) a minha mãe manda-o ter outro filho para ver o que é "bom". Espertalhão
Cada filho é único, com personalidades distintas, nunca sabemos o que nos reserva.
O importante é que sejam felizes.
Força!! Estamos na mesma luta!
Felicidades!

mo-duarte -
Offline
Desde 23 Jan 2013

O meu tem 4 anos, um dia destes perguntei no infantário como é que ele se andava a portar e a resposta foi: Coitadinho! Se fossem todos como ele....
Lá é um santinho!
Quando o vou buscar, logo ao sair da porta começa logo a correr e a gritar! Também faz imensas birras, ou porque não quer ir para mesa,ou porque não quer aquela comida, não quer ir para a banheira mas depois nunca quer sair da banheira, não quer aquela colher, ou aquele prato... Enfim, tudo é motivo para uma birra.
Eu acho que também depende muito do nosso estado de espirito, nos dias em que estou com menos paciencia, principalmente ao fim do dia parece que ainda é pior. Às vezes ignoro, outras vezes tento dar a volta ao assunto... Por exemplo de manhã pergunta-me todos os dias se vai para a escola e eu digo que sim, mas como já sei que vai logo começar a chatear que não quer ir mudo logo de assunto e a maior parte das vezes funciona. Na realidade ele gosta muito de ir para a escolinha, depois vai sempre todo contente.
É muito desgastante, eu não tenho um adolescente mas tenho uma pequenita que fez agora 2 anos e que me dá cabo da cabeça. Ainda por cima ele gosta muito dela mas passa a vida a irritá-la! E volta e meia é uma gritaria que não se aguenta.
Mas também temos imensos momentos bons e de muita alegria! Claro que se a mamã não anda bem tudo se torna mais complicado.
Ao final do dia ficamos sempre um bocadinho no sofá juntinhos a ver tv, quando a mana já foi dormir, É pouquinho tempo porque ele tem de ir para cama mas ele gosta muito e nós também.
Efetivamente não há formulas mágicas e o que funciona com uns não funciona com os outros.

Outros tópicos relacionados

Hospital de S. Teotónio em Viseu
Olá mamãs Há por aqui alguém que tenha tido parto recente no Hospital de S. Teotónio em Viseu e que queira partilhar? Em princípio o meu filhote vai nascer lá e gostava de conhecer opiniões sobre o hospital. Beijinhos.
Hospital S Teotónio - Viseu
Olá Mamãs! Alguém já teve os seus filhos no Hospital de S. Teotónio? O que acharam da equipa médica, do tratamento que tiveram, etc? Sabem se há alguma lista das coisas que temos que levar para o parto, nesse hospital? Beijos Kikas
Mala maternidade S. Teotónio Viseu
Olá mamãs... Sou nova nestes assuntos e o meu principe vai nascer no mês que vem na maternidade do hospital S. Teotónio. Alguém me sabe dizer com algum rigor o que é necessário levar quer para mim quer para ele? Já vi que as coisas diferem imenso de...
alguma mamã que tenha tido o seu filhote de 5 de abril a 10 de abril de 2011 no hospital sao teotónio em Viseu??
partilhem a vossa experiência
Consultas são teotonio
Bom dia, Alguma mãe que tenha sido acompanhada em Viseu que me possa dizer como funciona as consultas no s Teotônio a partir das 30 semanas ? Até agora so fiz lá as 2 ecos morfológicas. E agora o meu médico de família encaminhou me para ter consulta...
Ajuda Mala de Maternidade Hospital de Viseu
Bom dia mamas preciso de ajuda para fazer a mala! alguem sabe o que é necessario para mim e para a boneca? Ja li que de hospital para hospital varia, se houver mamas que tenham tido os filhotes no hospital sao teotonio e q possam ajudar, agradecia!...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?