Malformação uterina - útero bicorno ou septado | De Mãe para Mãe

Malformação uterina - útero bicorno ou septado

Responda
7 mensagens
IsabelMI -
Offline
Desde 16 Set 2020

Olá meninas vou partilhar convosco a minha historia. Com 15 anos o meu GO disse-me que poderia ter uma malformação no útero mas que so me deveria preocupar com isso quando quisesse engravidar. Pois bem, faz um ano que casei e o que mais queríamos era o nosso bebe. Falei com a minha médica de família sobre esta vontade e vermos então como agir perante esta malformação. Passei por uma histerossalpingografia que deu inclusiva, de seguida fiz uma histeroscopia e a médica só me disse que não havia nada a fazer que tinha um útero bicorne ou sentado e que se quisesse engravidar teria de ir a um médico de infernalidade. O meu mundo desabou nesse momento, infertelidade? Nunca me tinham falado disso! Veio a pandemia e eu e o meu marido falamos em tentarmos, nunca tínhamos tentado eu tomava a pílula a 11 anos, deixei em março e em maio ja estava grávida. Bem que felicidade! Apesar de sabermos que tinha uma gravidez de risco, tivemos o cuidado de so contar após o primeiro trimestre aos amigos e familiares, mas desde o dia que descobri que nós ja vivíamos tanto este bebe. O nosso dia era acordar e deitar a pensar nela. Estava a correr tudo tão bem, até ao dia que com 20 semanas tudo começou a correr mal. Acordei de manha com algumas dores e uma ligeira hemorragia, dirigi-me as urgências de imediato e foi me dito que o colo do útero estava encurtado. Mandaram-me para casa em repouso e com medicação, no dia a seguir voltei a ir as urgências porque comecei a ter dores e a perder liquido. Apos ter sido vista foi me dito que o colo do útero tinha encurtado ainda mais mas que a bebe estava bem e que não era liquido amniotico e que não me podiam internar porque o bebe se nascesse não teria hipótese de sobreviver. A noite voltei a dirigir-me as urgências com dores terríveis, internaram-me e na manha seguinte a minha bebe nasceu, ja sem vida. Foi muito duro, tive-a completamente sozinha no quarto, so deixaram entrar o meu marido a tarde. Apesar de todo o sofrimento que senti por te-la sozinha, sinto-me privilegiada por ter tido oportunidade de a ver. Era linda e perfeita a minha MI. Passaram 8 dias disto tudo acontecer, e eu so me consigo levantar todos os dias porque sinto que ela não se foi embora, sinto que devemos voltar a tentar e que ela vai voltar para nós!
Vejo muitos relatos de abortos espontâneos e tardios, mas não vejo ninguém a falar de malformações uterinas. Alguma menina que tenha algo desse género?
Estou a espera da autopsia a placenta e a bebe para saber se se passou algo, mas se não detetarem provavelmente terá sido a falta de espaço no útero. So quero voltar a ter a minha menina de volta, e saber se alguma de vocês passou pelo mesmo.

Desde 31 Jan 2020

Eu não consigo ajudar, mas desejo lhe as maiores felicidades, estou a torcer muito por si❤️❤️

guialmi -
Online
Desde 13 Jul 2013

Abres de mais, lamento muito a vossa perda. A sua médica de família tem razão, deve ser encaminhada para a consulta de infertilidade, onde saberão ajudá-la. Não tenho conhecimentos aprofundados sobre o assunto, mas poderão optar por uma cirurgia corretiva. O meu conselho é que não volte a engravidar antes de ser vista por especialistas com experiência neste tipo de problema. Com muita vigilância certamente conseguirá realizar o seu sonho. Desejo tudo de bom!

guialmi -
Online
Desde 13 Jul 2013

*antes de mais

Diana Isabel Silva -
Offline
Desde 28 Set 2014

Olá!
Lamento imenso a sua perda! Nunca passei por tal situação e, por isso, não imagino a sua dor e o seu sofrimento.
Tenho uma amiga que também nasceu com útero bicorno. Apesar de algumas dificuldades para engravidar, ao fim de alguns meses conseguiu naturalmente. Infelizmente, o feto tinha trissomia 21 e, dada a malformação uterina, os pais decidiram interromper a gravidez. Alguns meses após este procedimento, os médicos aconselharam a minha amiga a fazer uma cirurgia para remoção do septo. Como o septo era bastante comprido (incluía a vagina), teve que fazer 2 cirurgias. 6 meses após as cirurgias, voltou a engravidar e correu tudo bem. Hoje tem um menino com 2 anos e está grávida novamente.
Procure ajuda médica. Não tenha receio da cirurgia, caso esta lhe seja indicada. Se não estou errada, 2 meses após a cirurgia pode começar a tentar engravidar.
Muita força!
Beijinho

EstrelinhaGabi -
Offline
Desde 13 Set 2019

Antes de mais lamento muito a tua perda e desejo te as melhores felicidades do mundo.
Vou te contar a história da minha mãe tal como tu tinha o útero septado, espero que ajude.
A mae tinha o útero septado e funcionavam de forma independente, podia ter menstruação duas vezes num mês. À 44 anos engravidou da minha irmã e tudo bem até ao parto a minha irmã nasceu de pés não tinha dado a volta, na altura não havia ecos não se sabia o porquê de não dar a volta. A minha mãe tentou ter o segundo filho mas tinha sempre abortos as 15/20 semanas. Só passados 10 anos conseguiu engravidar de mim e ter uma gravidez de termo. Mas no parto mais uma vez eu ia sair de pés. Na altura a minha mãe nem de mim tinha feito ecos. Só depois do parto e até de acusarem a minha mãe de ter feito abortos clandestinos e policia envolvida e dizerem que havia alterações no colo do utero . Então lá fizeram as ecos e descobriram o utero septado. Se a gravidez fosse para o útero direito a minha conseguia levar uma gravidez de termo pois tinha espaço para desenvolver mas não tinha espaço para darmos a volta dai nascermos de pés. Se engravida se do lado esquerdo não tinha espaço para o bebe desenvolver para além das 15/20 s. Caso a minha mãe quisesse ter um terceiro melhor era fazer FIV para por logo no útero direito. Não sei se pode ajudar à tua situação mas saberes que há mais casos e com sucesso.
Beijinhos

ElsaH -
Offline
Desde 20 Abr 2014

Olá. Eu também tenho o útero bicorneo. Isto depois vai depender do tamanho da divisória do útero e onde se situa. Deverá consultar sim um genecologista obstetra. Há cirurgias que podem reverter esta situação. No meu caso não fui sujeita a nenhuma cirurgia nem qualquer tratamento também me disseram que tinha o útero bicorneo aos 16 anos e tal como a si q só me devia preocupar quando quisesse engravidar. Pois bem eu engravidei logo a segunda tentativa foi sempre uma gravidez de risco devido a possibilidade de um parto prematuro. O problema do útero bicorneo é o colo do útero e o facto do bebé poder nascer prematuro. A minha gravidez correu normalmente tive um descolamento da placenta mas isto n está relacionado diretamente ao problema do útero, qualquer mulher o pede ter, o descolamento passou e eu tive o meu bebé às 40 semanas e 4 dias e contra todas as probabilidades ele deu a volta e nasceu de parto normal sem qualquer tipo de complicações. Ele hoje tem 5 anos e eu estou grávida novamente de quase 12 semanas e engravidei a primeira tentativa e por enquanto está tudo a correr normalmente. Isto para dizer que há sempre esperança e que para algumas mulheres está malformação e um verdadeiro pesadelo é para outras não tanto más para que tudo corra bem nas próximas gravidezes deves ser vista por um especialista. Tu não és infértil esta condição não te impede de engravidar mas torna mais complicado que o bebé nasça a termo e de parto normal. Se puderes corrigir este problema acho q o deves fazer. Beijinhos muita força para esta perda horrível e procura ajuda de um especialista! Abraço apertado e esperança sempre!

Outros tópicos relacionados

Sessões fotográficas grávida - Cascais, Oeiras ou Lisboa
Olá, alguém me recomenda algum fotógrafo para fazer uma sessão durante a gravidez nas zonas de Cascais, Oeiras ou Lisboa? Fizeram a sessão com mais ou menos quantas semanas? Obrigada!!
Escolinha da Ana - Cascais
Bom dia, ALguém tem feedback para me dar da Escolinha da Ana em Cascais? Sugestões de outras creches comb erçário na zona? Obrigada.
Pilates para grávidas - Cascais
Olá, alguém conhece algum sítio em cascais ou oeiras com aulas de pilates para grávidas? Andei a pesquisar mas não encontro nada. Obrigada!
Escolher hospital público para parto
Olá! Preciso da vossa ajuda para me esclarecerem uma dúvida pois já ouvi n respostas diferentes! Estou grávida de 16 semanas e é certo que vou ter o meu bébé no público... Neste momento estou a viver em Cascais, mas tenho a médica de família em...
Referenciação - Consulta de obstetrícia no hospital público
Olá, hoje fui apresentar a minha referenciação no Hospital de Cascais para proceder à marcação da consulta de obstetrícia para perto das 36 semanas. Disseram-me que depois seria contactada por carta ou telefone para me indicarem a data/hora da...
Temperatura rectal abaixo 36º
Olá a todas, O meu filho tem estado com febres altas desde domingo à noite... primeiro detectou-se gastroentrite, depois ontem , como a febre não passava fomos para as urgências e detectou-se também uma infecção pulmonar e sapinhos (viva a creche...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?