Mãe solteira - criança em casa | De Mãe para Mãe

Mãe solteira - criança em casa

Responda
10 mensagens
_mãe_leoa_ -
Offline
Desde 29 Maio 2020

Olá mães
Sou mãe solteira e tenho a guarda do filho. Agora neste tempo difícil o pai está a fazer pressão de tirar a criança da escola privada (mensalidade +/-350€/mês) porque tem dificuldades de pagar a mensalidade. Eu não trabalho e quero ficar em casa com o filho.
Agora temos discussões que o pai só quer pagar 60€ além da pensão de alimentos (150€) que acho muito pouco. O argumento dele é que num infantário publico eu só ia pagar 87€ de mensalidade, assim ele está a ser generoso de pagar mais de 50% deste valor.

Não sei como calcular um valor adequado. Não consigo encontrar trabalho e assim não consigo pagar uma casa que aqui na zona custa o valor de um ordenado mínimo. Por causa disso vivemos na casa do meu pai e partilho nas despesas só.

Agradeço se alguém me pode ajudar como calcular isso.

Obrigada & Bjs
Mãe Leoa

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Olá.
Honestamente, se não tem possibilidades de pagar uma creche privada para mim faz sentido o que o pai da criança diz.
Você não trabalha?
O pai suporta o valor total da creche sozinho? E paga a pensão de alimentos?
Esse tipo de decisão deve ser tomado pelos dois.
E a verdade é que no público, estando desempregada ia pagar realmente bem menos.

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

Qual a idade da da criança? Se já tem mais de 3 anos ficar com ela em casa não deverá ser uma hipótese, é importante frequentar o pré-escolar.
Independentemente do valor da pensão de alimentos, se não tem emprego não consegue arrendar uma casa sozinha. Não vai ser com o que o pai da criança dá que o consegue.

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Pessoalmente, acho que está a misturar alguns assuntos.
1. Uma vez que não tem trabalho e não tem condições para pagar uma escola privada assim como o seu marido, nas faz sentido então o vosso filho manter-se na escola. Acredito que goste muito dela, que o seu filho se sinta bem lá, mas devem viver de acordo com as vossas possibilidades.
Para saber quanto pagariam cada um, porque não contactam alguns infantários públicos?
2. Diz que não trabalha e quer ficar em casa com o filho? Isto se o tirar da escola privada? Mas nesse caso a sua ideia era que o pai lhe pague metade da « mensalidade » que pagaria caso ele andasse na escola? Não sei se isto faz muito sentido sendo uma decisão apenas sua...Até porque como disse a Guialmi, se ele tiver mais de 3 anos deverá ir à escola.
3. O facto de não conseguir trabalhar nem sair de casa do seu pai infelizmente nada tem a ver com o seu ex-companheiro. Ele não tem qualquer responsabilidade sobre si nem tem de pagar mais para poder ir alugar um espaço para si....

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Pessoalmente, acho que está a misturar alguns assuntos.
1. Uma vez que não tem trabalho e não tem condições para pagar uma escola privada assim como o seu marido, não faz sentido então o vosso filho manter-se na escola. Acredito que goste muito dela, que o seu filho se sinta bem lá, mas devem viver de acordo com as vossas possibilidades.
Para saber quanto pagariam cada um, porque não contactam alguns infantários públicos?
2. Diz que não trabalha e quer ficar em casa com o filho? Isto se o tirar da escola privada? Mas nesse caso a sua ideia era que o pai lhe pague metade da « mensalidade » que pagaria caso ele andasse na escola? Não sei se isto faz muito sentido sendo uma decisão apenas sua...Até porque como disse a Guialmi, se ele tiver mais de 3 anos deverá ir à escola.
3. O facto de não conseguir trabalhar nem sair de casa do seu pai infelizmente nada tem a ver com o seu ex-companheiro. Ele não tem qualquer responsabilidade sobre si nem tem de pagar mais para poder ir alugar um espaço para si....

RH -
Offline
Desde 29 Abr 2013

Também não me faz muito sentido que o pai pague metade de uma mensalidade que na prática não existe porque pretende ficar com o seu filho em casa...se fosse para frequentar uma creche fosse ou não pública teria sentido, agora assim acho um pouco absurdo...
E se o pai não tem possibilidades de custear a metade da atual mensalidade da creche, o sensato será mesmo mudar para uma de acordo com as possibilidades que têm...

Sobre RH

Treinos desde 2014
14 de abril de 2015 encaminhamento para consultas de infertilidade CHMA
1ª consulta 18 de Agosto -2ª 28 de Janeiro
Relatório de psicologia OK oligoastenoteratozospermia e trompas obstruidas
Outubro 2018 cirurgia endometriose profunda hospital da Luz

RH -
Offline
Desde 29 Abr 2013

Também não me faz muito sentido que o pai pague metade de uma mensalidade que na prática não existe porque pretende ficar com o seu filho em casa...se fosse para frequentar uma creche fosse ou não pública teria sentido, agora assim acho um pouco absurdo...
E se o pai não tem possibilidades de custear a metade da atual mensalidade da creche, o sensato será mesmo mudar para uma de acordo com as possibilidades que têm...

Sobre RH

Treinos desde 2014
14 de abril de 2015 encaminhamento para consultas de infertilidade CHMA
1ª consulta 18 de Agosto -2ª 28 de Janeiro
Relatório de psicologia OK oligoastenoteratozospermia e trompas obstruidas
Outubro 2018 cirurgia endometriose profunda hospital da Luz

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Não entendi muito bem a questão.
A ideia era ele não ir para a escola, mas o pai pagar e esse valor servir para a casa?
O valor justo é o valor do que a criança precisa e do que os pais ganham. Assim, por alto, 210€ não me parece pouco.
Quem determinou os 150€ de pensão de alimentos? Foi o tribunal? Esse valor é calculado em função do que o pai ganha e as despesas que tem, não dá para ajudar. Os 150 seria o valor fixo, depois o valor variável são despesas que surgem material escolar, óculos, medicamentos...e é a dividir por dois.
Vendo assim pelo o que diz acho que em caso de não se entenderem o pai vai ter razão, é aceitável o que quer dar.

Peach -
Offline
Desde 19 Maio 2020

Acho que não estou a conseguir compreender...
" Eu não trabalho e quero ficar em casa com o filho" - ok. Óptimo. É uma opção sua. No entanto o pai da criança não tem nada a ver com essa decisão! E não tem obrigação nenhuma de lhe dar dinheiro para que fique em casa a tomar conta do vosso filho 🤷
Aliás a mãe_leoa tem exatamente a mesma obrigação em contribuir com 50% das despesas do seu filho, a par com o pai.
Se não consegue suportar essa mensalidade e o valor da renda e tudo o resto porque é que o pai tem o dever de conseguir e ainda de lhe permitir ficar em casa sem trabalhar? Não compreendo...
.

Confesso que o "quero" me caiu um bocadinho mal. Uma coisa é não conseguir encontrar trabalho, outra é não querer trabalhar e considerar que alguém tem a obrigação de lhe dar dinheiro para fazer aquilo que quer. Afinal qual das duas é?

Em relação ao colégio, honestamente acho que o pai da criança tem toda a razão. Não sou advogada mas daquilo que tenho conhecimento, numa mensalidade de 350€ cabe-lhe a si pagar 175€/mensais e ao pai a outra metade e isto quando ambos concordam com a sua frequência.
Sei de uma situação onde a mãe bate o pé com consultas privadas, colégios privados e outras coisas e o pai não está legalmente obrigado a contribuir com nada para essas coisas. Decretado pelo tribunal como sendo uma opção da mãe uma vez que há alternativas paralelas praticamente gratuitas.

SweetBlonde -
Offline
Desde 02 Ago 2012

Eu também quero muita coisa mas como tudo na vida, só tenho aquilo que consigo pagar.

Se preferes ficar com a criança em casa, o pai não tem obrigação de pagar nada mais, além da pensão de alimentos estabelecida por lei.

Ele não tem obrigação de sustentar a mãe. Deve sim, providenciar para que nada falte ao filho e pagar metade das despesas escolares, saúde, etc. pata além da pensão.

Por isso um conselho, se queres o teu filho numa escola privada e um apartmento para ti, o melhor é começares a trabalhar, pois nada cai do céu.

Blonde

************************************

Madrinha e afilhada orgulhosa da Nelia02

Outros tópicos relacionados

Ritmo cardiaco fetal acelerado
Olá! Hoje fui fazer ctg, estou de 36+5 e foi detetado que a minha bebé estava com ritmo cardíaco acelerado. Antes de entrar não me estava a sentir bem, calores, má disposição... E quando fui fazer o ctg mandaram me colocar de lado e estava com dores...
Ritmo cardíaco do bebé
Hello meninas. Ontem fui fazer registo e fiquei preocupada (mãe sofre), o ritmo cardíaco do meu bebé não estava "normal". e a médica mandou-me repetir à tarde no fim do almoço fiquei logo alarmada e com receio, á tarde repeti e o médico disse-me que...
41semanas colo útero fechado e sem contrações
Olá, Hoje fui hospital fiz ctg e nem uma contração, o colo do útero médico disse esta fechado, fez um toque mt doloroso a tentar abrir colo do útero mas diz q está mt fechado. Amanhã faço 41s e médico disse agr pronto a partir das 41 a qualquer...
O meu parto no S.Bernardo
Olá Venho cá rapidamente deixar o meu testemunho porque sempre gostei de ler e pelo que vi não existem muitos sobre o Hospital de Setúbal. O meu parto foi induzido, fui ao hospital fazer o ctg e como já tinha 41 semanas e 1 dia a equipa médica...
Proteína na Urina
Olá a todas,como anteriormente referi,tive pré-eclampsia na gravidez anterior,tendo sido internada às 31semanas e o parto foi induzido às 36 semanas.Na altura não tinha bem a noção da gravidade que essa doença implica,e como estava internada nunca...
Papanicolau na gravidez
Olá, O meu último papanicolau foi em dezembro de 2012, após o meu filho mais novo ter nascido, deu grau 2, médico passou uns ovos para colocar mas disse para não me preocupar. Já devia ter feito novamente mas passou-me e agr grávida, fui ao hospital...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?