IRS × dependente 2020 | De Mãe para Mãe

IRS × dependente 2020

Responda
29 mensagens
_Pan_ -
Offline
Desde 23 Mar 2019

Olá
Alguém me pode ajudar a perceber o que preciso ter em conta para o IRS de 2020, tendo em conta que tenho um dependente desde Outubro deste ano e que o vou incluir no meu IRS.
Para já, ele já tem NIF e pedi acesso ao portal das finanças.

Há vantagens em colocar o NIF dele nas faturas? É necessário separar compras de supermercado com as nossas despesas?
Por exemplo na aquisição de vacinas que será uma despesa de saúde é indiferente colocar o meu NIF ou o dele?

Agradecida 🙂

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Olá.
Não tem que fazer nada de especial.
As vacinas peço sempre me nome do bebé assim como as despesas dele de farmácia.
Mas claro que metade não é dedutível como despesa de saúde.
Vai quase tudo para despesas gerais.
As compras de supermercado ia separar o que?
Tanto eu como o namorado já esgotamos as despesas gerais para este ano então agora damos o do bebé até esgotar o limite dele.
Mas de resto.. As despesas deles contam muito pouco nesta fase e não tem grande relevância quando for feito o apuramento do imposto

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Leticia _29 escreveu:
Olá.
Não tem que fazer nada de especial.
As vacinas peço sempre me nome do bebé assim como as despesas dele de farmácia.
Mas claro que metade não é dedutível como despesa de saúde.
Vai quase tudo para despesas gerais.
As compras de supermercado ia separar o que?
Tanto eu como o namorado já esgotamos as despesas gerais para este ano então agora damos o do bebé até esgotar o limite dele.
Mas de resto.. As despesas deles contam muito pouco nesta fase e não tem grande relevância quando for feito o apuramento do imposto

Ter só atenção à morada fiscal de ambos e não esquecer em 2021, logo no início do ano tem que declarar a composição do agregado familiar, assim como validar as faturas no e. Faturas.

Mia. -
Offline
Desde 12 Set 2013

As despesas gerais só são dedutíveis para os sujeitos passivos, não para os dependentes. Piscar o olho Escusam de pedir facturas com o NIF dos bebés no supermercado, porque serve para zero.

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

soniamst escreveu:
de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

As despesas de saúde também têm limite de dedução.

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Mia. escreveu:
As despesas gerais só são dedutíveis para os sujeitos passivos, não para os dependentes. Escusam de pedir facturas com o NIF dos bebés no supermercado, porque serve para zero.

O art °78 do CIRS diz o contrário 🤔

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

Leticia _29 escreveu:

Mia. escreveu:As despesas gerais só são dedutíveis para os sujeitos passivos, não para os dependentes. Escusam de pedir facturas com o NIF dos bebés no supermercado, porque serve para zero.

O art °78 do CIRS diz o contrário 🤔


Em que ficamos, alguém sabe? Sempre pensei que dependentes também descontavam despesas gerais.

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

O limite são 250€ por sujeito passivo (adultos).
As despesas dos dependentes só são contabilizadas se as dos sujeitos passivos não atingir o limite.
https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tribu...

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

guialmi escreveu:

Leticia _29 escreveu:
Mia. escreveu:As despesas gerais só são dedutíveis para os sujeitos passivos, não para os dependentes. Escusam de pedir facturas com o NIF dos bebés no supermercado, porque serve para zero.

O art °78 do CIRS diz o contrário 🤔

Em que ficamos, alguém sabe? Sempre pensei que dependentes também descontavam despesas gerais.

Aqui fica parte do artigo 78 relativo às deduções à colecta

Artigo 78.º
Deduções à coleta

1 - À coleta são efetuadas, nos termos dos artigos subsequentes, as seguintes deduções relativas:

a) Aos dependentes do agregado familiar e aos ascendentes que vivam em comunhão de habitação com o sujeito passivo;

b) Às despesas gerais familiares;

c) Às despesas de saúde e com seguros de saúde;

d) Às despesas de educação e formação;

e) Aos encargos com imóveis;

Fica também o resumo do CIRS para quem tiver interesse em ver.

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

Leticia _29 escreveu:

soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

As despesas de saúde também têm limite de dedução.


O limite também é por agregado familiar. É indiferente em que NIF estão, a não ser no caso de pais separados

rosafrmar -
Offline
Desde 19 Jul 2012

guialmi escreveu:

Leticia _29 escreveu:
Mia. escreveu:As despesas gerais só são dedutíveis para os sujeitos passivos, não para os dependentes. Escusam de pedir facturas com o NIF dos bebés no supermercado, porque serve para zero.

O art °78 do CIRS diz o contrário 🤔

Em que ficamos, alguém sabe? Sempre pensei que dependentes também descontavam despesas gerais.

As despesas gerais são atribuídos por contribuinte, e não ao agregado familiar, logo o limite é 250 por contribuinte, ou seja 500 por casal(penso que as famílias monoparentais é 325).
As despesas gerais, do agregado só terá algum efeito prático se o contribuinte não atingir o limite nas suas despesas gerais, o que não acontece, pois é muito fácil atingir.
Não sei se me fiz entender 😋

Sobre rosafrmar

Rosamar

Mais uma mamã babada...

Desde 31 Jan 2020

soniamst escreveu:
de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

Ines.Ferreira.19903 escreveu:

soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora


Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

Desde 31 Jan 2020

Teresa.A escreveu:

Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.


O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

Ines.Ferreira.19903 escreveu:

Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim


E vocês os 2 não têm rendimentos em 2020?

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

Ines.Ferreira.19903 escreveu:

Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~

Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

soniamst escreveu:

Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?


Sónia, como a Inês não tem rendimentos não está dispensada de apresentar IRS?

_Pan_ -
Offline
Desde 23 Mar 2019

Leticia _29 escreveu:
Olá.
Não tem que fazer nada de especial.
As vacinas peço sempre me nome do bebé assim como as despesas dele de farmácia.
Mas claro que metade não é dedutível como despesa de saúde.
Vai quase tudo para despesas gerais.
As compras de supermercado ia separar o que?
Tanto eu como o namorado já esgotamos as despesas gerais para este ano então agora damos o do bebé até esgotar o limite dele.
Mas de resto.. As despesas deles contam muito pouco nesta fase e não tem grande relevância quando for feito o apuramento do imposto

Fraldas, roupa, tanta coisa. Neste momento gasto mais dinheiro com ele que comigo 🤭

_Pan_ -
Offline
Desde 23 Mar 2019

Mia. escreveu:
As despesas gerais só são dedutíveis para os sujeitos passivos, não para os dependentes. Escusam de pedir facturas com o NIF dos bebés no supermercado, porque serve para zero.

Era esse o meu ponto. Paras as despesas gerais é, então, indiferente. As de saúde é indiferente ser o meu NIF ou o dele?

_Pan_ -
Offline
Desde 23 Mar 2019

Teresa.A escreveu:

Leticia _29 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

As despesas de saúde também têm limite de dedução.

O limite também é por agregado familiar. É indiferente em que NIF estão, a não ser no caso de pais separados

Então na prática não há vantagem alguma em pedir faturas com NIF do dependente. Assumindo que os sujeitos passivos atingem o máximo das despesas gerais...

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

_Pan_ escreveu:

Leticia _29 escreveu:Olá.
Não tem que fazer nada de especial.
As vacinas peço sempre me nome do bebé assim como as despesas dele de farmácia.
Mas claro que metade não é dedutível como despesa de saúde.
Vai quase tudo para despesas gerais.
As compras de supermercado ia separar o que?
Tanto eu como o namorado já esgotamos as despesas gerais para este ano então agora damos o do bebé até esgotar o limite dele.
Mas de resto.. As despesas deles contam muito pouco nesta fase e não tem grande relevância quando for feito o apuramento do imposto

Fraldas, roupa, tanta coisa. Neste momento gasto mais dinheiro com ele que comigo 🤭

Normal... Acho que gastamos todas..
Mas isso são despesas que a nível fiscal não interessam para nada. Não lhe faz rigorosamente diferença nenhuma ir ao supermercado e pedir para separar fraldas para colocar o contribuinte do bebé

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

_Pan_ escreveu:

Teresa.A escreveu:
Leticia _29 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

As despesas de saúde também têm limite de dedução.

O limite também é por agregado familiar. É indiferente em que NIF estão, a não ser no caso de pais separados

Então na prática não há vantagem alguma em pedir faturas com NIF do dependente. Assumindo que os sujeitos passivos atingem o máximo das despesas gerais...


Pois, e como esse limite é muito fácil de atingir, dificilmente vale a pena pedir em nome do bebé.
Cá em casa a maior fatia das despesas gerais são as faturas de eletricidade, gás, água e TV.
Mais algumas compras de supermercado e está o limite atingido

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

guialmi escreveu:

soniamst escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

Sónia, como a Inês não tem rendimentos não está dispensada de apresentar IRS?


Também julgava que sim, sem rendimentos não precisa de entregar IRS

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

Teresa.A escreveu:

guialmi escreveu:
soniamst escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

Sónia, como a Inês não tem rendimentos não está dispensada de apresentar IRS?

Também julgava que sim, sem rendimentos não precisa de entregar IRS


Está dispensada de fazer IRS, no entanto pode e deve fazer na mesma pois assim evita ter de ir âs finanças buscar uma declaração para por exemplo apresentar no centro de saude para estar isenta de taxas moderadoras, se quizer increver a bebé na creche/infantário, etc... è sempre mais simples obter a declaração de IRS embora a zeros. No entanto deve sempre manter actualizado o agregado familiar (devia ser automático quando registamos um filho mas não é, temos de dizer novamente às finanças que tivemos um filho)

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

soniamst escreveu:

Teresa.A escreveu:
guialmi escreveu:
soniamst escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

Sónia, como a Inês não tem rendimentos não está dispensada de apresentar IRS?

Também julgava que sim, sem rendimentos não precisa de entregar IRS

Está dispensada de fazer IRS, no entanto pode e deve fazer na mesma pois assim evita ter de ir âs finanças buscar uma declaração para por exemplo apresentar no centro de saude para estar isenta de taxas moderadoras, se quizer increver a bebé na creche/infantário, etc... è sempre mais simples obter a declaração de IRS embora a zeros. No entanto deve sempre manter actualizado o agregado familiar (devia ser automático quando registamos um filho mas não é, temos de dizer novamente às finanças que tivemos um filho)


Ok. Faz sentido.

Mia. -
Offline
Desde 12 Set 2013

soniamst escreveu:

Teresa.A escreveu:
guialmi escreveu:
soniamst escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

Sónia, como a Inês não tem rendimentos não está dispensada de apresentar IRS?

Também julgava que sim, sem rendimentos não precisa de entregar IRS

Está dispensada de fazer IRS, no entanto pode e deve fazer na mesma pois assim evita ter de ir âs finanças buscar uma declaração para por exemplo apresentar no centro de saude para estar isenta de taxas moderadoras, se quizer increver a bebé na creche/infantário, etc... è sempre mais simples obter a declaração de IRS embora a zeros. No entanto deve sempre manter actualizado o agregado familiar (devia ser automático quando registamos um filho mas não é, temos de dizer novamente às finanças que tivemos um filho)

Actualmente, não se pode fazer um IRS a zeros, porque como são feitos online, o sistema não permite entregas sem rendimentos. Se colocar nem que seja 1 cêntimo, terá de declarar de onde veio e, claro, isso não é possível.
Portanto, não entrega IRS e depois solicita uma declaração de dispensa de entrega de IRS. A isenção de taxas moderadoras é automática (feita por cruzamento com as Finanças),mas a declaração é sempre útil, para comprovar ausência de rendimentos (por exemplo, para ter desconto no passe).

Kyaralm -
Offline
Desde 12 Nov 2020

soniamst escreveu:

Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

Segundo o que percebi também lá vivem os sogros,logo para todos os efeitos também pertencem ao agregado familiar e não adianta omitir que eles cruzam dados.

Desde 31 Jan 2020

Kyaralm escreveu:

soniamst escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
Teresa.A escreveu:
Ines.Ferreira.19903 escreveu:
soniamst escreveu:de 1 de Janeiro de 2021 a 15 de Fevereiro de 2021 deverá comunicar a composição do seu agregado familiar às finanças, desde que tenha a senha de todos é um processo simples (atenção que as morada dos elementos a declarar tem de ser a mesma que a sua). Despesas de saude é um pouco indiferente qual o contribuinte a que associa pois não existe limite nas deduções, já com as despesas gerais existe um limite máximo de 250,00€ de dedução por cada adulto que integre o agregado familiar (cerca de 1.000,00€ de despesa de cada um).

Temos que colocar todos de casa ou só os a bebe e eu ? Tem o pai da bebê e os sogros , sendo que eles já cá estavam, eu e ela é que nós juntamos agora

Para o irs o agregado familiar não tem de ser o mesmo que para o abono da SS.
No seu caso, o(s) sogro(s) e o pai da bebé trabalham, certo?
Seria portanto os sogros um agregado e a Inês, o pai e a bebé outro.

O pai de momento não está a trabalhar , os sogros sim

~
Inês se não está casada com o pai da bebé, coloque a sua filha no seu agregado familiar, para isso terão de ter as duas a mesma morada fiscal. Se decidirem oficializar a relação (seja por união de facto ou casamento) é só comunicar o seu namorado como pertencente ao vosso agregado. Para efeitos de abono è que contam os rendimentos de todas as pessoas que tenham a mesma morada (mesmo que não tenham qualquer grau de parentesco). No vossop caso com não tem rendimentos (oficialmente) não devem sequer pedir facturas com NIF (como comprovam de onde vem o dinheiro?

Segundo o que percebi também lá vivem os sogros,logo para todos os efeitos também pertencem ao agregado familiar e não adianta omitir que eles cruzam dados.


Na segurança social sim, nas finanças não, nem o namorado poderia pois não há união de facto há mais de dois anos na mesma morada

Outros tópicos relacionados

quando introduzir o peixe?
Tenho outra questão mamas Quando posso introduzir o peixe? Uns dizem aos 7 meses, outros so aos 8… contem as vossas experiencias! E já agora, qual o primeiro peixe a introduzir?
Sopa para bebe
Bom dia mamas E que tal partilharmos dicas de sopinhas para os bebecas?? Sinto q ando sempre a repetir as mesmas sopas.. não é que ela não coma, mas queria variar um cadinho! Eu faço sempre assim: 1 batata 1 pedaço de abobora 1 cenoura Depois coloco...
alimentação bebe 9 meses
Ola mamas Qual o plano dos vossos bebecas de 9 meses?? A minha de manha quando acorda bebe LM (7h+-) As 9 come um iogurte mini iogolino As 12h come sopa + fruta As 15h papa ou iogurte com bolacha As 18h ou mama ou um iogurte mini iogolino As 20h...
sopa. ajuda
Mamas Podem dizer me como fizeram a primeira sopa dos vossos filhos? Eu aos 4 meses viu fazer a de batata e cenoura, mas n sei como se faz!! Não soou propriamente um às na cozinha!!! Se poderem ajudar, agradeço Ah, e k quantidade fazer!
sopas- quais?
Quais as primeiras sopas q se fazem aos bebes? - batata e cenoura - batata cenoura e abóbora E mais???? E frutas? Pêra, maçã e mais???
plano alimentar bebe 6 meses
mamas de fevereiro o q comem os vossos bebes? A minha Alexa é: 7h30- maminha 11h30- sopa + fruta 15h- papa + fruta ou iogurte mini Iogolino O resto é tudo maminha! Quanto a quantidades, é +/- uma concha e meia de sopa e um boião de fruta, e a papa...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?