Imaturidade de uma criança de 2 anos e meio | De Mãe para Mãe

Imaturidade de uma criança de 2 anos e meio

Responda
86 mensagens
AndreiaSPA -
Offline
Desde 28 Maio 2012

Olá mamãs boa tarde,
Hoje venho-vos colocar uma questão ligeiramente diferente!
Então é o seguinte, ontem quando fui buscar o pequeno à cresce, perguntei à educadora se estava tudo bem com ele, ao que oiço de resposta, "mãe ele é muito imaturo, muito bebezão"!!! E desafiador, ok, isso lá em casa também acontece, e depois ri-se porque sabe que está a fazer "brincadeira"...
Agora eu pergunto o que é que se espera de uma criança/bebé de 2 anos e meio que faça (neste caso não faz ou faz de mais)?!??!!?
Fiquei tão embasbacada que não tive acção para perguntar absolutamente nada...Fiquei aparvalhada! Estou obviamente triste...É claro que ele é um menino com muito mimo...mas daí ser bebezão e imaturo.. O quererá dizer com isto?
Alguém consegue ajudar?
Obrigada

2 IIU no HSM; A caminho da FIV-IVI(exatamente 5 anos depois, será agora?- SIM FOI AGORA!!!!!! )
Porque o que não nos destrói, torna-nos mais FORTES!

Anete Silva -
Offline
Desde 06 Fev 2019

Hum... a primeira coisa que me ocorre é que essa educadora é burra, acho que só consigo ajudar com isso mesmo porque acho o comentário dela sem sentido sinceramente... cada criança é como é, cada criança tem o seu ritmo e sinceramente a minha filha tem uma idade próxima e é mesmo a idade de ser teimosa, desafiadora e isso é como uma criança saudável deve ser... imaturo? diz-se com cada coisa!

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Náo sei qque te diga porque eu também fico pasma quando as palavras 2 anos e meio e imaturo entram na mesma frase.
O que é uma crianca imatura? Isto é quase como dizer que aquele pássaro voa... uuuuuhhhh náo é suposto? Está-me a escapar alguma coisa?

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

Pode querer dizer muita coisa, mas se ficou triste ou preocupada com o comentário, o melhor é marcar uma hora com a educadora para que ela lhe explique melhor a forma como avalia o comportamento do seu filho.

Desde 13 Set 2012

Olá!

É lá, pensei que já tinha lido de tudo! Imaturo? É que ainda voltei a trás para verificar a idade! Se esse comentário viesse do pré-escolar aos 5 anos, vá lá, podia ter ponta por onde se lhe pegasse, agora aos 2 anos e meio! Olhe, esqueça mas é isso! Foi mesmo a educadora ou foi uma auxiliar metida a esperta? Bebezão? Se me dissessem isso sobre o meu filho aos 2 anos e meio eu ficava era muito contente! Claro que aos 2 anos e meio ele era um bebezão! E ela também, igualzinho! Aliás, foram até bem tarde e eu não me preocupei mesmo nada! mas o que pretende essa educadora? faz parte do programa dela dar funções matemáticas, teorias filosóficas e tabela periódica? Ó god! Não valorize... faça como diz a minha filha: sorri e acena! Há com cada uma!

Tudo de bom

SMSantos

AndreiaSPA -
Offline
Desde 28 Maio 2012

Meninas...também não sei o que eide dizer...
Fiquei atónita, então mas é suposto o quê? O que é que ele faz de mal para ser imaturo e os outros não?! Ainda por cima é o mais novinho da sala....
Há e depois ainda completa que lhe diz para ele que se continuar assim não passa para a sala dos 3 anos e que fica retido!!!!A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar... Fiquei completamente asparvalhada.....Não consigo dizer de outra forma!!!
Ele já não é bebé, certo, mas também ainda não é uma "criança", ainda não tem "tato" para perceber certas coisas, acho eu! Estarei errada???
Fui para casa a pensar...mas o que é que eu faço de mal?!?
Não posso simplesmente "desprezá-lo"!! Obvio que quando pede colo em demasia também evito, mas isso é sinal de imaturidade? Bebezão? Então eu tenho 33 anos e gosto de colo, não mo dão porque já lá não caibo!
Estou mesmo aborrecida!

2 IIU no HSM; A caminho da FIV-IVI(exatamente 5 anos depois, será agora?- SIM FOI AGORA!!!!!! )
Porque o que não nos destrói, torna-nos mais FORTES!

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

Você fez uma pergunta e a educadora respondeu e agora parece aborrecida com a resposta.
Acho que ela não teve intenção de ofender, no entanto dá a entender que o seu filho é muito mimado. E mimado neste contexto não é excesso de afecto, o que ela certamente quis dizer é que é preciso puxar mais pelo seu filho, saber dizer não quando tem que ser, não deixar o menino fazer tudo o que quer, ensinar a criança a ser mais autónoma. Tente falar com a educadora para analisarem situações a melhorar.
Não se esqueça que estamos a criar os jovens de amanhã...

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

AndreiaSPA escreveu:
Meninas...também não sei o que eide dizer...
Fiquei atónita, então mas é suposto o quê? O que é que ele faz de mal para ser imaturo e os outros não?! Ainda por cima é o mais novinho da sala....
Há e depois ainda completa que lhe diz para ele que se continuar assim não passa para a sala dos 3 anos e que fica retido!!!!A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar... Fiquei completamente asparvalhada.....Não consigo dizer de outra forma!!!
Ele já não é bebé, certo, mas também ainda não é uma "criança", ainda não tem "tato" para perceber certas coisas, acho eu! Estarei errada???
Fui para casa a pensar...mas o que é que eu faço de mal?!?
Não posso simplesmente "desprezá-lo"!! Obvio que quando pede colo em demasia também evito, mas isso é sinal de imaturidade? Bebezão? Então eu tenho 33 anos e gosto de colo, não mo dão porque já lá não caibo!
Estou mesmo aborrecida!

Mas assim como? Näo percebi a que tipo de comportamentos se refere.
Eu dou imeeeeensooooooo colo ä minha filha e é uma miúda toda despachada, super autónoma, independente.
E näo, pedir colo näo é sinal de imaturidade, claro que näo.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

soniamst escreveu:
Você fez uma pergunta e a educadora respondeu e agora parece aborrecida com a resposta.
Acho que ela não teve intenção de ofender, no entanto dá a entender que o seu filho é muito mimado. E mimado neste contexto não é excesso de afecto, o que ela certamente quis dizer é que é preciso puxar mais pelo seu filho, saber dizer não quando tem que ser, não deixar o menino fazer tudo o que quer, ensinar a criança a ser mais autónoma. Tente falar com a educadora para analisarem situações a melhorar.
Não se esqueça que estamos a criar os jovens de amanhã...

E qual é o problema em ser mimado?

AndreiaSPA -
Offline
Desde 28 Maio 2012

Soniamst,
Eu perguntei se esteve tudo bem no dia na escola, e a resposta que me deu foi esta!
Sim fiquei aborrecida com uma resposta destas...não ficaria se me dissesse que se portou mal, ou foi desobediente, ou não fez as tarefas, foi agressivo, andou a bater nos amigos, não se comporta devidamente, isto são críticas que uma pessoa consegue compreender (aceitáveis em crianças da idade dele, e trabalháveis), mas agora o seu filho é bebezão, imaturo?!?? Espera lá...
Se não estou em erro tem uma conotação muito mais incisiva e desviante de uma comportamento equilibrado! Ou estarei novamente errada?!
Não quero que me dêem razão, só quero tentar perceber...
Nem pensar que ele faz tudo o que quer...JAMAIS!Puxar mais por ele como? Digo-lhe:" agora vais prepara o teu leite sozinho, tomas banho sozinho e depois veste-te sozinho?!?!?
Sinceramente não estou a perceber!!!

2 IIU no HSM; A caminho da FIV-IVI(exatamente 5 anos depois, será agora?- SIM FOI AGORA!!!!!! )
Porque o que não nos destrói, torna-nos mais FORTES!

AndreiaSPA -
Offline
Desde 28 Maio 2012

Sansa,
Não percebi a pergunta:"Mas assim como? Não percebi a que tipo de comportamentos se refere."

2 IIU no HSM; A caminho da FIV-IVI(exatamente 5 anos depois, será agora?- SIM FOI AGORA!!!!!! )
Porque o que não nos destrói, torna-nos mais FORTES!

AndreiaSPA -
Offline
Desde 28 Maio 2012

Há já percebi!
Se continuar assim, imaturo e bebezão!

2 IIU no HSM; A caminho da FIV-IVI(exatamente 5 anos depois, será agora?- SIM FOI AGORA!!!!!! )
Porque o que não nos destrói, torna-nos mais FORTES!

AndreiaSPA -
Offline
Desde 28 Maio 2012

Como uma mãe atrás referiu, aceitaria o comentário, se ele estivesse à beira de ir para a 1ª classe, e realmente ainda fosse muito "bebezão", ainda não tivesse estrutura para outra etapa...Mas agora com 2 anos?!??! Aplica-se, para mim tem uma conotação negativa!! Eu é que se calhar não estou a ver bem as coisas!

2 IIU no HSM; A caminho da FIV-IVI(exatamente 5 anos depois, será agora?- SIM FOI AGORA!!!!!! )
Porque o que não nos destrói, torna-nos mais FORTES!

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

soniamst escreveu:
Você fez uma pergunta e a educadora respondeu e agora parece aborrecida com a resposta.
Acho que ela não teve intenção de ofender, no entanto dá a entender que o seu filho é muito mimado. E mimado neste contexto não é excesso de afecto, o que ela certamente quis dizer é que é preciso puxar mais pelo seu filho, saber dizer não quando tem que ser, não deixar o menino fazer tudo o que quer, ensinar a criança a ser mais autónoma. Tente falar com a educadora para analisarem situações a melhorar.
Não se esqueça que estamos a criar os jovens de amanhã...

Não me diga que é a educadora?? É que até parece... Pelo discurso...

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Olhe eu não sou mãe(ainda) então a minha opinião vale o que vale.
Mas a criança tem 2 anos! Como é que se consegue dizer que é imatura? Ou que é bebezao? Pode não ser bebé mas tem dois anos.
A educadora não devia ter dito o que disse, não há justificação possível.
E para mim há uma diferença grande entre dar mimo e ser mimado. E pela descrição não me parece que sejá uma criança mimada.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

AndreiaSPA escreveu:
Soniamst,
Puxar mais por ele como? Digo-lhe:" agora vais prepara o teu leite sozinho, tomas banho sozinho e depois veste-te sozinho?!?!?
Sinceramente não estou a perceber!!!

hahahahaha Gargalhadas Gargalhadas e que näo se esqueca de ter o jantar pronto e pagar o IMI

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

Bem, se isto fosse há 14 anos e a educadora das minhas filhas dissesse que elas eram muito bebezonas, eu seria a primeira a concordar. Falavam perfeitamente, contavam histórias simples, seguiam jogos com regras, mas eram muito imaturas na parte da autonomia - comer, por exemplo. Eram mais dependentes do adulto do que o suposto para a idade. Ouvi sempre essa avaliação quase até ao fim da pré e nunca me senti ofendida, pelo contrário.
Não veja o comentário da educadora como uma afronta, mas se calhar como um alerta (provavelmente não feito da melhor forma) para algumas coisas que ambos, creche e família, podem melhorar. Peça para falar com a educadora com calma, num horário em que não haja interferências. Não fique tão defensiva, é o meu conselho.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Depende, mas quais são os comportamentos? A que se refere exatamente?
Pode ter ou não razão. Há níveis de imaturidade para todas as idades.

Desde 26 Out 2019

Na minha opinião, acho que deve falar com a educadora de infância do seu filho e tentar perceber o porquê de ela dizer isso acerca do seu filho.A educadora pode apenas estar a dizer-lhe com o intuito de melhorar a maturidade do seu filho com o apoio dos pais também( ou seja ,haver em casa a mesma motivação que há na escola) no aspecto de melhorar a maturidade/independencia em pequenas coisas como por exemplo: comer sozinho, conseguir brincar sozinho uns bocadinhos durante o dia,etc.

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

Olha, eu ouvi o mesmo agora do mais velho. Tb não estava à espera e tb não gostei. Aliás, defrontei-me com um tema que a mim me incomoda que é: o não ouvir sempre bem sobre os nossos filhos! Custa imenso 😓
Aos 2 anos tb me disse algo que achei descabido que era , tem baixa auto-estima, qd é uma criança com muita auto-estima e super sociável ( até demais!)

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Princesa com brilho escreveu:
.A educadora pode apenas estar a dizer-lhe com o intuito de melhorar a maturidade do seu filho com o apoio dos pais também( ou seja ,haver em casa a mesma motivação que há na escola)

E que melhor forma de o fazer do que dizer: A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar.
Realmente säo óptimos conselhos e ajudam imenso a tornar as criancas independentes.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Se a educadora da minha filha comentasse o mesmo comigo, eu näo ficaria minimamente afrontada, ficaria era seriamente preocupada se aquela educadora seria o melhor para ela.
E atencäo que a educadora já falou comigo relativamente a algumas questöes e comportamentos menos positivos e säo coisas que encaro com a maior naturalidade e agradeco que seja dado esse feed back. Agora ouvir que uma crianca de dois e anos e meio é imatura, enfim...

carlaper -
Offline
Desde 11 Out 2011

Por vezes nem é o que é dito, mas a forma e o tom com que é dito (,.. aquele tom agudo e estridente que alguns educadores sabem fazer tão bem lol parece que estou a ouvir)
Ao longo do percurso escolar dos nossos filhos vamos ouvindo algumas coisas menos positivas, é normal e acho que até é saudável, não andamos todos em rebanho.
Não fique melindrada com a situação e se possível, amanhã, esclareça pessoalmente.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

A pediatra disse algo parecido do meu com 9 meses 😅
Sinceramente, não me chateou nada nem vi como crítica, é a realidade e nem sempre é algo que possamos mudar.
Por exemplo, o meu se estiver sentado e tombar para o lado deixa-se cair, já devia ter a maturidade para a apoiar a mão.
Os bebés recém nascidos podem ser mais ou menos imaturos.
Tem é de perceber ao que se refere e depois analisar.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Da minha também já disseram: anda sempre atrás de mim para obter a minha aprovação.
Surpreendeu-me porque é o oposto em casa e daquilo que esperava. Mas nunca devemos interpretar como "é mentira, não sabe o que diz". A não ser que sejam pessoas doidas, é sempre verdade. Temos de tentar ver ou compreender porque que em alguns contextos eles mudam ou têm outras atitudes ou não se sentem tão à vontade para agir de determinada maneira...

.

Ansha escreveu:
Olha, eu ouvi o mesmo agora do mais velho. Tb não estava à espera e tb não gostei. Aliás, defrontei-me com um tema que a mim me incomoda que é: o não ouvir sempre bem sobre os nossos filhos! Custa imenso 😓
Aos 2 anos tb me disse algo que achei descabido que era , tem baixa auto-estima, qd é uma criança com muita auto-estima e super sociável ( até demais!)

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Também pode ser: não apanhar-lhe os objetos do chão ou não dar os objetos se apontam, sem que digam a palavra quando já sabem ou não dar-lhe o iogurte à boca se já consegue sozinho...
E as vezes que assisto no infantário a miúdos que querem levar a própria mochila e à choradeira porque os pais não deixam.
Depende muito...nem tudo tem de estar mal, nem tudo tem de estar certo.
E há imensas situações que não dependem de nós, nem deles, são circunstâncias, feitios, maneiras de ser.

Sansa escreveu:

Princesa com brilho escreveu:.A educadora pode apenas estar a dizer-lhe com o intuito de melhorar a maturidade do seu filho com o apoio dos pais também( ou seja ,haver em casa a mesma motivação que há na escola)

E que melhor forma de o fazer do que dizer: A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar.
Realmente säo óptimos conselhos e ajudam imenso a tornar as criancas independentes.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

MisaL escreveu:
Também pode ser: não apanhar-lhe os objetos do chão ou não dar os objetos se apontam, sem que digam a palavra quando já sabem ou não dar-lhe o iogurte à boca se já consegue sozinho...
E as vezes que assisto no infantário a miúdos que querem levar a própria mochila e à choradeira porque os pais não deixam.
Depende muito...nem tudo tem de estar mal, nem tudo tem de estar certo.
E há imensas situações que não dependem de nós, nem deles, são circunstâncias, feitios, maneiras de ser.

Sansa escreveu:

Princesa com brilho escreveu:.A educadora pode apenas estar a dizer-lhe com o intuito de melhorar a maturidade do seu filho com o apoio dos pais também( ou seja ,haver em casa a mesma motivação que há na escola)

E que melhor forma de o fazer do que dizer: A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar.
Realmente säo óptimos conselhos e ajudam imenso a tornar as criancas independentes.


Ó Misal, desculpa lá o tom mais áspero, mas estamos as duas a falar a mesma língua? Mas o que é que dar colo e não deixar um filho a chorar tem a ver com isso que acabaste de enumerar? Eu estou a falar em batatas e tu vens-me falar em feijões..
Os exemplos que tu indicaste são tudo comportamentos que obviamente todas nós tentamos incentivar, e se for esse o caso, tudo bem, mas nunca deveria dizer a ma mãe que não deve dar colo e que deve deixar chorar. Primeiro porque o colo não torna as crianças dependentes nem imaturas, e segundo não é da conta dela.

Videl86 -
Offline
Desde 18 Jul 2014

Eu acho que estão a fazer uma tempestade num copo de água, pelo menos sem saber mais do que o que é dito aqui. Eu passo a vida a dizer que os meus filhos são imaturos e bebezões. Digo exatamente essas duas coisas, e já disse às educadoras dos dois. E como devem calcular eu amo os meus filhos mais que tudo. Mas eles são imaturos para a sua idade, cada um de uma forma. A minha filha é um turbilhão, faz 30 por uma linha, faz imensas coisas só mesmo para nos ver desesperar, eu às vezes sinto que estou num circo com ela e estamos a fazer um ato de palhaços, a sério, eu sou o palhaço que está a tentar fazer com que a tenda não caia. O meu filho tem atitudes muito infantis para a sua idade, não para quieto um segundo, só não vê televisão a fazer o pino porque eu não deixo, por exemplo, senão até isso! Mas eu não acho estas características más, apenas são características deles, que têm aspetos positivos e negativos. E por acaso as educadoras nunca concordaram comigo Gargalhadas se calhar eu é que sou demasiado exigente na minha cabeça, não sei. A educadora do mais velho concorda que em termos emocionais ele é muito imaturo para um miúdo tão desenvolto noutras áreas. Mas apenas isso...a educadora da minha filha acha que ela é super tranquila colaborativa...porque claramente ela é outra pessoa quando está lá! Cair ao chão de tanto rir
O que acho mais estranho nesta história é a mãe ouvir isso e não fazer perguntas, porque se me tivessem dito isso eu teria feito perguntas para perceber o que a levou a dizer isso. Se forem só coisas como referiu, que tem de dar menos colo e não fazer as vontades...quer dizer, eu não ligaria muito, porque também não acho que isso cause crianças imaturas. Mas se falarem de coisas mais específicas, tipo (como já referiram) promover a autonomia, já acho pertinente. Por exemplo, incentivar que coma com os talheres sozinho, encorajar o menino a que arrume os brinquedos depois de os usar, que deite ao lixo o que é do lixo, que escove os dentinhos (mesmo que com ajuda), etc são coisas que eu tento fazer com a minha filha.
Atenção, se a justificação da educadora for parva, aí já ignoraria...ou se fosse parva ao quadrado talvez já me questionasse sobre as suas competências. Mas não sabendo a justificação, acho precipitado pintá-la da forma como a estão a pintar neste tópico.

Sobre Videl86

08 de dezembro de 2014 <3 49,5 cm e 2,920 de amor e doçura <3
13 de dezembro de 2017 <3 47 cm e 2,815 de fofurice e amor <3

Desde 26 Out 2019

Sansa escreveu:

Princesa com brilho escreveu:.A educadora pode apenas estar a dizer-lhe com o intuito de melhorar a maturidade do seu filho com o apoio dos pais também( ou seja ,haver em casa a mesma motivação que há na escola)

E que melhor forma de o fazer do que dizer: A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar.
Realmente säo óptimos conselhos e ajudam imenso a tornar as criancas independentes.


Claro que poderia ser dito por outras palavras e acho que ninguém consciente irá deixar um filho a chorar sem ir verificar o motivo do choro e até acalmar o filho.
Mas também temos que ter noção que há crianças mais fáceis de lidar do que outras, umas chora quase "por tudo e por nada" ,como se costuma dizer, enquanto outras raramente choram . E a educadora de infância pode não ter usado as palavras mais adequadas , mas talvez viu que tinha que alertar a mãe para esses comportamentos , porque o menino no infantário pode até pedir várias vezes colo e chorar por não lhe darem , por terem mais crianças e claro não podem dar colo a todas duma vez ou se duas ou três crianças pedirem ao mesmo tempo colo .
O sentido de ganhar mais maturidade pode ser em coisas básicas como por exemplo: ficar uns bocados a brincar sozinho ,conseguir comer sozinho, não chorar quando lhe dizem que não pode ter colo imediatamente e tem que esperar um pouco.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Então se calhar sou eu que sou muito pouco exigente com as crianças. Para mim, é normal que as crianças sejam imaturas e tenham comportamentos imaturos (afinal são crianças), e não gostaria mesmo nada que me dissessem para não dar tanto colo à minha filha, ou para deixá-la chorar, de maneira a torná-la menos imatura.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Princesa com brilho escreveu:

Sansa escreveu:
Princesa com brilho escreveu:.A educadora pode apenas estar a dizer-lhe com o intuito de melhorar a maturidade do seu filho com o apoio dos pais também( ou seja ,haver em casa a mesma motivação que há na escola)

E que melhor forma de o fazer do que dizer: A mãe não lhe pode dar tanto colo, deixa-lo à vontade, se chorar deixa chorar.
Realmente säo óptimos conselhos e ajudam imenso a tornar as criancas independentes.

Claro que poderia ser dito por outras palavras e acho que ninguém consciente irá deixar um filho a chorar sem ir verificar o motivo do choro e até acalmar o filho.
Mas também temos que ter noção que há crianças mais fáceis de lidar do que outras, umas chora quase "por tudo e por nada" ,como se costuma dizer, enquanto outras raramente choram . E a educadora de infância pode não ter usado as palavras mais adequadas , mas talvez viu que tinha que alertar a mãe para esses comportamentos , porque o menino no infantário pode até pedir várias vezes colo e chorar por não lhe darem , por terem mais crianças e claro não podem dar colo a todas duma vez ou se duas ou três crianças pedirem ao mesmo tempo colo .
O sentido de ganhar mais maturidade pode ser em coisas básicas como por exemplo: ficar uns bocados a brincar sozinho ,conseguir comer sozinho, não chorar quando lhe dizem que não pode ter colo imediatamente e tem que esperar um pouco.


Uau! Estou maravilhada! É possível ensinar uma criança de 2 anos e 5 meses, que está aborrecida, ou triste, a não chorar quando lhe dizem que não pode ter colo imediatamente e tem de esperar um pouco? A comunidade científica sabe dessa proeza?

Outros tópicos relacionados

Licença de maternidade
Olá mamãs! Tenho uma duvida sobre a licença... Entrei em licença de maternidade no dia 6 de Dezembro e agora em Janeiro recebi apenas 1 cheque de 448 euros porque pus os 5 meses. A minha dúvida é nao deveria receber 2 cheques? 1 dos mês de Dezembro...
Baixa (de risco)
Já há algum tempo que estou de baixa, por opção.o meu trabalho é demasiado pesado e tenho uma barriga enorme desde cedo e muitas dores de baixo da barriga e nas costas quando fico mais de 1 hora de pé. Pedi baixa e como não tenho médico de família...
Dor ciatica
Ola!Diagnosticaram-me uma dor ciatica na zona lombar que afecta a perna esquerda ao andar,sentar,etc. Já alguma de vocês teve durante a gravidez? Disseram-me que é muito comum nas grávidas e que não há muito a fazer... mas a dor é insuportável e...
Lençóis térmicos
Olá futuras mamãs! Estou de 28 semanas + 2 dias e já comecei a montar o quarto da minha bebé. Entretanto queria perguntar a vossa opinião sobre os lençóis térmicos porque como a menina vai nascer no Inverno a minha sogra diz que me quer oferecer...
Chicco Trio Sprint
Alguma de vocês tem este carrinho? Se sim,goatava de saber se é normal depois da alcofa ou o ovo estarem encaixados, abanarem tanto? Tenho medo da bebé cair, é que abana mesmo muito porque fica só preso num encaixe de cada lado... Estou a ficar um...
Rolhão mucoso
Olá mamãs e futuras mamãs! Estou grávida de 33 + 5 semanas e depois de uma discussão com o meu marido à cerca das tarefas domésticas, que me andam a custar e preciso de ajuda mas ele parece que não percebe, quando fui à casa de banho saiu tipo uma "...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?