Guarda de bebé | De Mãe para Mãe

Guarda de bebé

Responda
8 mensagens
ana.dsilva14 -
Offline
Desde 04 Jul 2022

Bem não há forma fácil de dizer isto: descobri que o meu marido me traiu durante a gravidez e pós parto e obviamente a relação terminou.

O meu bebé tem 4 meses, alguém sabe como são as guardas de bebés tão novos?

Ele é exclusivamente amamentado e tensiono fazê-lo até aos 2 anos

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Nao faço ideia.
Mas parabéns pela coragem! Eu acho que fazia o mesmo. Digo acho, porque so quando passamos pelas coisas é que sabemos o que fazemos.
Força para os proximos tempos!!

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Há acordo ou não há acordo? Se houver é o que acordarem, desde que o pai mantenha o contato com o bebé e seja um acordo sensati. Têm de fazer a regularização do vosso acordo.
Se não chegarem a acordo a amentação deixará de ter um peso assim tão grande na decisão do tribunal a partir dos 6-12 meses.

ana.dsilva14 -
Offline
Desde 04 Jul 2022

[quote=carlabrito]Nao faço ideia.
Mas parabéns pela coragem! Eu acho que fazia o mesmo. Digo acho, porque so quando passamos pelas coisas é que sabemos o que fazemos.
Força para os proximos tempos!![/quote

Muito obrigada! Eu andei muito tempo a evitar e a dar desculpas a mim própria de que era só uma amiga, até ter a prova à minha frente de que não era…
Não me posso continuar a humilhar, já ando há meses a humilhar-me e tentar fazer as coisas resultarem

ana.dsilva14 -
Offline
Desde 04 Jul 2022

MisaL escreveu:
Há acordo ou não há acordo? Se houver é o que acordarem, desde que o pai mantenha o contato com o bebé e seja um acordo sensati. Têm de fazer a regularização do vosso acordo.
Se não chegarem a acordo a amentação deixará de ter um peso assim tão grande na decisão do tribunal a partir dos 6-12 meses.

Em princípio quanto ao tempo que ele está com o menino não vai haver grande problema, algumas horas por dia marcadas sempre na minha companhia, até porque provavelmente teria provas que me dariam guarda completa do bebé por tanto acho que ele não vai por entraves nisso. O problema é o valor que ele me quer dar de pensão que é muito pouco

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Teriam de pedir em tribunal essa fixação. O que fazem é uma tentativa de serem justos os pagamentos, não necessitariamente igualitários, digo isso porque podia dar 200 para um e 600 para outro, caso os rendimentos fossem muito dispares, por exemplo.
Não sei exatamente onde se deve dirigir, mas penso que consegue separar, fazer já o acordo das visitas e depois pedir a fixação do valor da pensão.

ana.dsilva14 escreveu:

MisaL escreveu:Há acordo ou não há acordo? Se houver é o que acordarem, desde que o pai mantenha o contato com o bebé e seja um acordo sensati. Têm de fazer a regularização do vosso acordo.
Se não chegarem a acordo a amentação deixará de ter um peso assim tão grande na decisão do tribunal a partir dos 6-12 meses.

Em princípio quanto ao tempo que ele está com o menino não vai haver grande problema, algumas horas por dia marcadas sempre na minha companhia, até porque provavelmente teria provas que me dariam guarda completa do bebé por tanto acho que ele não vai por entraves nisso. O problema é o valor que ele me quer dar de pensão que é muito pouco

bequinhas_17 -
Offline
Desde 09 Fev 2022

Boa tarde,
Antes demais parabéns pelo bebé e pela coragem num momento tão vulnerável para conseguires dar a volta por cima!
Sei de um caso de separação aos 6 meses, e apenas houve acordo numa conservatória em que a pensão foi fixada nos 150€ e havia acordo consoante o horário do pai para ficar com a criança, mas poderia haver ajustes desde que combinados.
Durou até aos 3 anos, e depois houve novo acordo. Depende sempre da boa vontade.
Agora se ele quer pagar um valor tão baixo, vai te informar numa advogada para saber que passos deves seguir!
Muita força e não desistas de ser feliz e de ti <3

ana.dsilva14 -
Offline
Desde 04 Jul 2022

bequinhas_17 escreveu:
Boa tarde,
Antes demais parabéns pelo bebé e pela coragem num momento tão vulnerável para conseguires dar a volta por cima!
Sei de um caso de separação aos 6 meses, e apenas houve acordo numa conservatória em que a pensão foi fixada nos 150€ e havia acordo consoante o horário do pai para ficar com a criança, mas poderia haver ajustes desde que combinados.
Durou até aos 3 anos, e depois houve novo acordo. Depende sempre da boa vontade.
Agora se ele quer pagar um valor tão baixo, vai te informar numa advogada para saber que passos deves seguir!
Muita força e não desistas de ser feliz e de ti <3

Muito obrigada! É de facto um período muito difícil, acho que ninguém devia ser obrigado a passar por isto na vida. Nenhuma mulher se devia sujeitar a ser traída apenas para não ser mãe solteira que foi o que fiz ainda durante uns meses por estupidez. Vou-me informar legalmente sobre tudo muito em breve.