Como lidar com a sogra? | De Mãe para Mãe

Como lidar com a sogra?

Responda
41 mensagens
fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

Olá meninas,
Gosto de vir aqui debater diversos assuntos convosco, conhecer a visão e opinião de quem está de fora.
Ora então, o assunto hoje é: a sogra!
Eu e a minha sogra temos uma relação cordial e de respeito, nunca houve chatices. Acho-a prestável e gosto dela. Temos feitios muito diferentes e existe um choque geracional. Eu sou uma pessoa completamente desapegada a dinheiro e bens materiais, preocupo-me com o essencial. Ela é daquele tipo de pessoas que fala muito em dinheiro, em poupança, em juntar, chega a roçar no ridículo mas eu e meu marido levamos essa forma de ser com humor.
Felizmente os meus sogros tem uma vida financeira estável, o meu sogro tem um bom salário, tem património e poupanças. O meu sogro diz muita vez que ela não precisava trabalhar e é aí que tudo começa.
Quando a minha filha nasceu o meu marido achou que a mãe iria parar de trabalhar e tomar conta da nossa filha mas isso não aconteceu, o tempo passou e o assunto morreu.
No início da pandemia eu vim para casa em teletrabalho e fiquei estes dois meses em casa com a menina, a loja onde ela trabalha fechou e ela veio também para casa. Lá no trabalho dela financeiramente é complicado, há ordenados em atraso, subsídios pagos pela metade, etc (Já antes do covid). O meu marido viu nesta situação uma oportunidade dela ficar com a menina e mantermos a menina mais resguardada do vírus. Não aconteceu outra vez e já regressamos todos ao trabalho e a menina à ama. Eu tenho-me mantido calada e sossegada no meu canto mas já estava farta de tanta confusão e um dia meio passada da cabeça disse ao meu marido para parar de insistir, que jamais quero a minha filha aos cuidados de uma pessoa contrariada, que só ele não consegue ver que a mãe prefere trabalhar de borla a cuidar da neta de 2 anos e resguarda-la de um vírus. Saiu-me! Isto passou mas já é por duas vezes que ela vem aqui a casa de cara no chão e nem para mim olha, está um ambiente estranho. Tenho evitado falar no assunto e não acredito que o meu marido lhe tenha contado. Já pensei em deixar morrer o assunto mas depois tenho de levar com ela amuada. No meu lugar o que fariam? Desculpem o texto longo.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Pode ser só coincidiu ou sugestão sua porque sabe que se passou aquilo. Ela pode estar só triste ou zangada com qualquer coisa e nem saiba desse episódio.
Acho que deve dar tempo e deixar passar ou perguntar ao seu marido se lhe contou, mas falar com ela não acho que seja necessário.
Quanto ao que disse, eu não vejo grande mal na opção dela. Acho legítimo que não queira ficar com a neta, que queira trabalhar, que lhe apeteça manter a sua vida. Nem toda a gente tem feitio e quer ficar em casa com os netos e isso não tem nada de mal. Se fizesse muita questão, era bom, mas se não quer também não tem não nenhum.
Pelo o que entendi a sua questão é ela agora estar zangada, eu no seu lugar não faria nada. Deixava passar, também não disse nada escandaloso, ofensivo, acho que não vale a pena andar a mexer no assunto. Se sabe, sabe, há-de passar-lhe.

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

O meu marido ficou com ela em casa até aos quatro anos, ela depois foi trabalhar e deixava-o com a sogra, depois entrou para a escola primária mas quando as aulas acabavam ia para casa da avó. Parece que quer obrigar a mãe a ser igual à avó. Para agravar temos tido alguns desentendimentos com a ama da menina (falta-lhe alguma sensibilidade para entender que as coisas já não são iguais ao antes covid) e tudo isto tem detriorado a harmonia familiar.

Leticia _29 -
Online
Desde 12 Set 2019

Olá.
Eu cá acho que o problema não é a sogra, o problema é o marido.
Os avós não têm obrigação nenhuma de cuidar dos netos e se preferem trabalhar nem que seja de borla, ou a fazer voluntariado a vida é deles e eles é que sabem.
O seu marido nem devia sequer forçar a mãe nesse sentido e se calhar devia aceitar que não é isso que a mãe dele quer da vida e é totalmente legítimo.
Se não estão contentes com a ama e não der para resolver tem sempre outras opções que não os avós.
Em relação a sentir que o ambiente está diferente, se o seu marido não lhe contou nada é possivel que ande aborrecida com outra coisa qualquer que pode não ter nada a ver com a vossa vida.
Eu não dava muita importância.

Teresa.A -
Offline
Desde 28 Nov 2019

Também me parece que o problema é o marido e não a sogra.
Acho que devia falar com o marido para saber se lhe contou. Se o fez não devia. Não é que tenha dito nada de escandaloso, mas não acho de bom tom contar esse tipo de comentários irrefetidos. E já agora, se contou, aproveitar para lhe disser as conversas que têm não é para ir contar assim.
Quanto à sogra, é prefeitamente legitimo que queira trabalhar e não ficar em casa a tomar conta de uma criança. Nem toda a gente tem feitio para isso.
Eu não me imagino a mim a ficar em casa com o meu filho, muito menos a minha mãe e a minha sogra que são super independentes e têm as vidas delas organizadas fora de casa, apesar da minha sogra não trabalhar. Nunca seria capaz sequer de lhes pedir tal coisa.
Ficar um dia ou outro com o neto quando for preciso, sim. Ficar a tempo inteiro com ele, nunca!
E não falaria com ela sobre o assunto. Se souber, paciencia. Com o tempo passa.

Lili79 -
Offline
Desde 12 Dez 2016

Ai esses assuntos de sogras.... Algumas não querem tomar conta dos netos e as noras até queriam, outras insistem em tomar conta deles quando as noras não querem! Eu faço parte das que não querem e tenho uma sogra que me fez a vida num inferno porque sempre achou que seria ela a tomar conta dos netos...
Neste seu caso, tem de falar com o marido para perceber se ele lhe contou e acho que é com ele que tem de falar já que é ele que insiste no assunto

Desde 26 Out 2019

Boa tarde... Não vejo mal nenhum em a sua sogra querer continuar a trabalhar mesmo sendo quase de borla , está no direito dela ... Se a sua sogra tivesse vos dito que iria ficar com a menina e não estivesse a cumprir o que disse, aí a situação seria outra, porque não estava a cumprir a sua palavra ...Mas pelo que percebi, a sua sogra não disse nada disso ... Por isso, o seu marido não devia estar com a "esperança" de que a mãe irá abdicar da sua vida profissional para ficar com a neta.
Eu sou da opinião , que quando pensamos em ter filhos ,não devemos tê-los a pensar que iremos ter ajuda de familiares no sentido de ficarem a tomar conta das crianças.
Quanto a você sentir que a sua sogra está diferente pode perguntar ao seu marido se lhe contou alguma coisa e assim você ficará a saber se é mesmo por esse motivo ou nao... se esse não for o motivo da sua sogra andar diferente pode sempre falar com a sogra e perguntar o que se passa, por exemplo: pode dizer-lhe que sente que ela anda um pouco diferente ...porque até pode ser por outro motivo qualquer que a sua sogra ande assim .

Desde 26 Out 2019

Boa tarde... Não vejo mal nenhum em a sua sogra querer continuar a trabalhar mesmo sendo quase de borla , está no direito dela ... Se a sua sogra tivesse vos dito que iria ficar com a menina e não estivesse a cumprir o que disse, aí a situação seria outra, porque não estava a cumprir a sua palavra ...Mas pelo que percebi, a sua sogra não disse nada disso ... Por isso, o seu marido não devia estar com a "esperança" de que a mãe irá abdicar da sua vida profissional para ficar com a neta.
Eu sou da opinião , que quando pensamos em ter filhos ,não devemos tê-los a pensar que iremos ter ajuda de familiares no sentido de ficarem a tomar conta das crianças.
Quanto a você sentir que a sua sogra está diferente pode perguntar ao seu marido se lhe contou alguma coisa e assim você ficará a saber se é mesmo por esse motivo ou nao... se esse não for o motivo da sua sogra andar diferente pode sempre falar com a sogra e perguntar o que se passa, por exemplo: pode dizer-lhe que sente que ela anda um pouco diferente ...porque até pode ser por outro motivo qualquer que a sua sogra ande assim .

CristinaalSantos -
Offline
Desde 06 Abr 2020

Boa tarde Sorriso

A minha mãe é a melhor mãe do mundo (para mim claro), mas apesar de ter disponibilidade nunca na vida ficaria em casa a tomar conta da neta... ja lhe bastou os filhos dela e agora é altura dela fazer a vida dela e descansar. Nunca fiquei chateada ou triste por não ser de outra forma... sempre fui educada a saber que se um dia tivesse filhos ela estaria presente para tudo e está, mas os filhos são nossas responsabilidades e não devemos incutir isso aos avós. Se for preciso uma vez ou outra tudo bem... mas ficar em casa todos os dias a tomar conta de uma criança não é tao simples assim... se calhar o melhor é conversar com o marido e explicar que não devem por essa pressão na mãe... a senhora tem o direito de não querer ficar com a menina e isso não quer dizer que goste menos dela...

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

Obrigada a todas pelas opiniões. Eu já lhe disse que a filha é nossa, que é uma responsabilidade nossa mas isto para ele é uma desilusão. No outro dia disse-me mesmo que se não fosse mãe dele deixaria de falar com ela. Que ela não sabe dar o valor às preocupações dele nem o entendia porque teve a sorte da avó dele cuidar dele enquanto era pequeno. Já lhe perguntei, disse-me que não tinha contado nada, em princípio o mau estar deve ser das coisas que ele próprio lhe diz. Vou continuar neutra no assunto.

Andreissse -
Offline
Desde 13 Nov 2015

O seu marido não tem razão nenhuma. O filho é vosso e como tal da vossa responsabilidade. Se a avô dele cuidou dele, excelente mas não pode obrigar a mãe a fazer algo para o qual não tem motivação. Eu sinceramente, um dia mais tarde, vejo-me a ser avô e adorarei estar com os meus netos mas não pretendo tomar conta deles diariamente. Ficarei nas férias escolares, quando minha filha precisar e sempre que precisar mas mais do que isso não. Também quero usufruir da vida e tomar conta de uma criança não é tão simples quanto isso... E a senhora pode simplesmente não estar para isso nem tem que estar.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Faça ver ao seu marido que por mais que a ele lhe parecesse lógico que ela quisesse ficar com a neta o importante é também ver o que a mãe quer e neste momento a mãe quer ter a sua vida livre. E fazer o que entende da vida dela não é ter menos amor.

fmmartins escreveu:
Obrigada a todas pelas opiniões. Eu já lhe disse que a filha é nossa, que é uma responsabilidade nossa mas isto para ele é uma desilusão. No outro dia disse-me mesmo que se não fosse mãe dele deixaria de falar com ela. Que ela não sabe dar o valor às preocupações dele nem o entendia porque teve a sorte da avó dele cuidar dele enquanto era pequeno. Já lhe perguntei, disse-me que não tinha contado nada, em princípio o mau estar deve ser das coisas que ele próprio lhe diz. Vou continuar neutra no assunto.

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

MisaL escreveu:
Faça ver ao seu marido que por mais que a ele lhe parecesse lógico que ela quisesse ficar com a neta o importante é também ver o que a mãe quer e neste momento a mãe quer ter a sua vida livre. E fazer o que entende da vida dela não é ter menos amor.

fmmartins escreveu:Obrigada a todas pelas opiniões. Eu já lhe disse que a filha é nossa, que é uma responsabilidade nossa mas isto para ele é uma desilusão. No outro dia disse-me mesmo que se não fosse mãe dele deixaria de falar com ela. Que ela não sabe dar o valor às preocupações dele nem o entendia porque teve a sorte da avó dele cuidar dele enquanto era pequeno. Já lhe perguntei, disse-me que não tinha contado nada, em princípio o mau estar deve ser das coisas que ele próprio lhe diz. Vou continuar neutra no assunto.

Eu consegui perceber que ela não tinha vontade de ficar com a neta assim que a menina nasceu. A questão é que ela não o diz diretamente, talvez para não ferir o filho e o marido (o meu sogro é um babado) e quando lhe digo para não insistir com a mãe porque é notório que ela não quer, ele ainda se vira contra mim. Lol

Tyta.B -
Offline
Desde 31 Jul 2015

fmmartins escreveu:

MisaL escreveu:Faça ver ao seu marido que por mais que a ele lhe parecesse lógico que ela quisesse ficar com a neta o importante é também ver o que a mãe quer e neste momento a mãe quer ter a sua vida livre. E fazer o que entende da vida dela não é ter menos amor.

fmmartins escreveu:Obrigada a todas pelas opiniões. Eu já lhe disse que a filha é nossa, que é uma responsabilidade nossa mas isto para ele é uma desilusão. No outro dia disse-me mesmo que se não fosse mãe dele deixaria de falar com ela. Que ela não sabe dar o valor às preocupações dele nem o entendia porque teve a sorte da avó dele cuidar dele enquanto era pequeno. Já lhe perguntei, disse-me que não tinha contado nada, em princípio o mau estar deve ser das coisas que ele próprio lhe diz. Vou continuar neutra no assunto.

Eu consegui perceber que ela não tinha vontade de ficar com a neta assim que a menina nasceu. A questão é que ela não o diz diretamente, talvez para não ferir o filho e o marido (o meu sogro é um babado) e quando lhe digo para não insistir com a mãe porque é notório que ela não quer, ele ainda se vira contra mim. Lol


Então não diga mais nada, ignore o assunto. E se a sua sogra e ele andarem às turras por isso o problema também não é seu. Mostre à sua sogra de está de bem com a decisão dela, e simplesmente não dê mais importância a isso. Se o seu marido estiver muito magoado e quiser desabafar sobre isso, ouça, mas não responda.
Eu sei que é difícil, por vezes estamos mal dispostas e sai alguma resposta mais brusca, mas tente mesmo relativizar.

carlaper -
Offline
Desde 11 Out 2011

Numa situação normal diria que a senhora tem todo o direito de querer ter a vida dela e não ter de tomar conta da neta. Atenção que continuo a achar o mesmo, tem de ser uma decisão dela, mas com a situação actual consigo compreender o ponto de vista do seu marido. De qualquer modo, não vale a pena insistir, tinha de ser por iniciativa própria, porque contrariada, não seria de certeza uma boa cuidadora.

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

Eu consigo entender, tomar conta de uma criança exige muito, dá imenso trabalho e não é uma responsabilidade dela. Independentemente de receber ou não ela tem a sua rotina, a sua liberdade. O facto de se deslocar de carro, trabalhar e conviver com as colegas. O meu sogro trabalha fora durante a semana mas como é muito habilidoso na cozinha ao fim-de-semana deixa algumas refeições prontas, ela praticamente não tem de se preocupar com cozinhar, chega do trabalho e está sossegada, sem birras nem choros. Quanto ao filho, vamos ver se lhe passa a desilusão 🙏

Ansha -
Offline
Desde 13 Abr 2016

Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

Ansha escreveu:
Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

A minha mãe, acho que eu ainda devia ser adolescente, já dizia:nunca mais tenho netos para vir para casa tomar conta deles. Depois a minha nasceu...mudou de ideias 🤣
Por acaso ainda não está perto da reforma, mas mesmo que estivesse em casa, não tem feitio. Adora ir buscar mais cedo, ficar um dia ou outro, mas como compromisso não.

fmmartins escreveu:

Ansha escreveu:Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

MisaL escreveu:
A minha mãe, acho que eu ainda devia ser adolescente, já dizia:nunca mais tenho netos para vir para casa tomar conta deles. Depois a minha nasceu...mudou de ideias 🤣
Por acaso ainda não está perto da reforma, mas mesmo que estivesse em casa, não tem feitio. Adora ir buscar mais cedo, ficar um dia ou outro, mas como compromisso não.

fmmartins escreveu:

Ansha escreveu:Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.

A minha mãe gostava de ficar com a neta, ainda trabalha mas há pouco tempo foi fazer simulações de reforma antecipada, tem 60 anos. Entretanto a minha avó adoeceu e provavelmente quando sair do hospital precisará de cuidados.

RoxyGirl -
Offline
Desde 27 Jan 2016

fmmartins escreveu:

Ansha escreveu:Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.

O facto de ser contra lares não tem nada a ver com a situação. Eu sou contra colocar idosos em lares (a não ser quando é mesmo necessário) e para mim, não faz sentido serem os avós a tomarem conta dos netos. Uma coisa é ficarem com eles um fds, irem buscar um pouco mais cedo à escola, etc.
Desde que conheço o meu marido, ele sempre disse que a mãe se via a tomar conta dos futuros netos, no entanto, quando a primeira nta nasceu, acabou por ser o meu sogro, a minha sogra tinha o seu negócio, que na realidade já não lhe dava lucro, mas dava para as despesas. Entretanto a minha sobrinha cresceu e foi para a escola (o tempo passa a correr) resultado : o meu sogro ficou sem saber o que fazer ao tempo, a minha sogra entretanto fechou o seu negócio e agora não sabem bem o que fazer dos dias. Isto para dizer que, no meio disto tudo, quem está "mal" é o seu marido, que no fundo não sabe respeitar a vontade da mãe. Com as nossas idades, não temos muita noção, mas as pequenas rotinas: casa-trabalho-hora de almoço com colegas-trabalho-casa são fundamentais para manter alguma sanidade mental quando tempos 60/70 anos.

RH -
Offline
Desde 29 Abr 2013

A sua sogra está no plano direito de não querer ficar com a neta...e estarem de alguma forma à espera que deixe o seu trabalho, as suas rotinas e a sua forma de vida, para assumir um encargo que não quer, parece me no mínimo absurdo...
Se pensar noutra perspectiva, também o seu marido poderia deixar o trabalho para ficar com a filha, ou então a própria fmmartins, e de certo que não o farão...por isso, creio até ser egoísta, que se crie essa pressão na sua sogra...o seu sogro até pode ganhar muito bem, mas não há nada que pague a independência, e certamente que a sua sogra não quer ter de andar a pedir dinheiro ao marido para as coisas dela, ainda que receba pouco...
No seu lugar, não pensava mais no assunto e geria a vida com a sua filha, ou mudava de ama ou colocava na creche...

Sobre RH

Treinos desde 2014
14 de abril de 2015 encaminhamento para consultas de infertilidade CHMA
1ª consulta 18 de Agosto -2ª 28 de Janeiro
Relatório de psicologia OK oligoastenoteratozospermia e trompas obstruidas
Outubro 2018 cirurgia endometriose profunda hospital da Luz

Tyta.B -
Offline
Desde 31 Jul 2015

fmmartins escreveu:

Ansha escreveu:Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.


Por esta resposta parece que afinal isto não lhe é tão indiferente como me pareceu ao inicio, afinal também gostava que a sogra cuidasse da neta. Aí ainda é mais difícil conseguir não libertar a frustração e dizer alguma coisa que ainda atice mais o marido.
Mas é um direito da senhora, colocando-me no lugar dela, eu também não ia gostar que o meu filho tentasse mudar a minha vida para maior comodidade dele, numa altura em que é suposto os filhos serem independentes.
Vocês tiveram um filho e de repente acham que é a avó que tem de mudar a vida dela em prol da neta? A mim faz-me confusão. Somos todos diferentes e cada um de nós tem direito a viver a vida como quer, aos outros só cabe respeitar.
E se ela não quer, o que ganham em andar a remoer o assunto? Na minha visão a harmonia familiar só volta quando conseguirem ultrapassar isso.

Leticia _29 -
Online
Desde 12 Set 2019

MisaL escreveu:
A minha mãe, acho que eu ainda devia ser adolescente, já dizia:nunca mais tenho netos para vir para casa tomar conta deles. Depois a minha nasceu...mudou de ideias 🤣
Por acaso ainda não está perto da reforma, mas mesmo que estivesse em casa, não tem feitio. Adora ir buscar mais cedo, ficar um dia ou outro, mas como compromisso não.

fmmartins escreveu:

Ansha escreveu:Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.

E o que é que ser contra lares tem a ver com o assunto?
Parece me que o problema aqui não é só o seu marido, também você está ressentida e parece sentir que a sua sogra tem alguma obrigação de cuidar dos netos.
Perceba uma coisa, o facto de agora dizer que cuidaria dos seus netos no futuro nao quer dizer que quando a altura chegar realmente o queira fazer até porque em 30 anos ou mais muita coisa muda. Além disso sendo uma escolha sua tudo bem.
Aqui vocês estão a forçar isso à sua sogra, e ficam sentidos, sem razão nenhuma já agora, pela sua sogra escolher outra coisa para a vida dela.
Percebam os dois que ninguém, principalmente os avós têm obrigação de tomar conta dos netos, essa obrigação é dos pais e só e é mesmo muito injusto ficarem sentidos com alguém por causa disso.

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

A mim parece-me que ambos se ressentem da opção da sogra em preferir continuar a trabalhar e é impossível que ela não se aperceba, daí o ambiente estranho. Acho mesmo que têm os dois de ultrapassar isso e ver o copo meio cheio, que é a disponibilidade dela em vos ajudar quando é preciso, mas sem a obrigatoriedade diária. E também concordo que a questão dos lares não é comparável, são circunstâncias e consequências diferentes.
A minha mãe é uma pessoa extraordinariamente altruísta, que foi uma ajuda preciosa ao longo do crescimento das minhas gémeas. Quando elas nasceram, esteve em minha casa um mês seguido (vivemos a 150km) e em alturas mais complicadas, ou porque estavam doentes, ou porque um de nós tinha de sair em trabalho, saía de sua casa e vinha ajudar alguns dias. Também sempre ficou com elas para passarmos alguns fins de semana ou férias só os 2. Ainda assim, continuou a ter a sua vida (que no caso dela passa por voluntariado, atividades na igreja, coisas desse género) e várias vezes pôs esses compromissos acima de me vir ajudar, ou ficou menos tempo por causa disso. E assim é que está certo, nunca fiquei ressentida, pelo contrário.
Para mais, no vosso caso, uma vez que a criança já tem 2 anos e meio, provavelmente tencionam pô-la no infantário em setembro...ela estaria a despedir-se por meio ano e a partir de setembro ficaria em casa sem ocupação. Compreendo que não o queira fazer e vocês têm mesmo de ultrapassar esse ressentimento.

guialmi -
Offline
Desde 13 Jul 2013

A mim parece-me que ambos se ressentem da opção da sogra em preferir continuar a trabalhar e é impossível que ela não se aperceba, daí o ambiente estranho. Acho mesmo que têm os dois de ultrapassar isso e ver o copo meio cheio, que é a disponibilidade dela em vos ajudar quando é preciso, mas sem a obrigatoriedade diária. E também concordo que a questão dos lares não é comparável, são circunstâncias e consequências diferentes.
A minha mãe é uma pessoa extraordinariamente altruísta, que foi uma ajuda preciosa ao longo do crescimento das minhas gémeas. Quando elas nasceram, esteve em minha casa um mês seguido (vivemos a 150km) e em alturas mais complicadas, ou porque estavam doentes, ou porque um de nós tinha de sair em trabalho, saía de sua casa e vinha ajudar alguns dias. Também sempre ficou com elas para passarmos alguns fins de semana ou férias só os 2. Ainda assim, continuou a ter a sua vida (que no caso dela passa por voluntariado, atividades na igreja, coisas desse género) e várias vezes pôs esses compromissos acima de me vir ajudar, ou ficou menos tempo por causa disso. E assim é que está certo, nunca fiquei ressentida, pelo contrário.
Para mais, no vosso caso, uma vez que a criança já tem 2 anos e meio, provavelmente tencionam pô-la no infantário em setembro...ela estaria a despedir-se por meio ano e a partir de setembro ficaria em casa sem ocupação. Compreendo que não o queira fazer e vocês têm mesmo de ultrapassar esse ressentimento.

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

Tyta.B escreveu:

fmmartins escreveu:
Ansha escreveu:Que engraçado, isso deve depender mesmo do tipo de pessoa. Eu imagino-me a cuidar dos meus netos, pq o que vou pensar é o que agora a minha mãe pensa, ok é cansativo e uma prisão, mas tb é tão passageiro , 1 ou 2 anos... acho que não custa nada e ao mesmo tempo é tão prazeroso ( foi só um à parte )
Em relação à ti, fmmartins, acho que fazes bem em não te meteres e apoiares o teu marido qd ele quiser desabafar

Eu também penso assim Ansha, espero um dia ter netos e que a minha filha permita que cuide deles. Respeito a vontade das pessoas, claro. Não somos todos iguais mas o assunto envolve a minha filha e o meu marido e por mais que me cale toca-me um pouco. No meio disto tudo acho engraçado, é contra os lares e os familiares colocarem os idosos em lares. Uma pessoa tem de se rir.

Por esta resposta parece que afinal isto não lhe é tão indiferente como me pareceu ao inicio, afinal também gostava que a sogra cuidasse da neta. Aí ainda é mais difícil conseguir não libertar a frustração e dizer alguma coisa que ainda atice mais o marido.
Mas é um direito da senhora, colocando-me no lugar dela, eu também não ia gostar que o meu filho tentasse mudar a minha vida para maior comodidade dele, numa altura em que é suposto os filhos serem independentes.
Vocês tiveram um filho e de repente acham que é a avó que tem de mudar a vida dela em prol da neta? A mim faz-me confusão. Somos todos diferentes e cada um de nós tem direito a viver a vida como quer, aos outros só cabe respeitar.
E se ela não quer, o que ganham em andar a remoer o assunto? Na minha visão a harmonia familiar só volta quando conseguirem ultrapassar isso.

A minha ideia era colocá-la no infantário em setembro, quase a fazer os três anos. Acho que lhe faria bem brincar com outras crianças e ter actividades adequadas à idade dela mas veio o covid e ficamos com dúvidas e receio. Como é óbvio não ando a virar o meu marido contra a mãe, nem nunca o fiz.

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

guialmi escreveu:
A mim parece-me que ambos se ressentem da opção da sogra em preferir continuar a trabalhar e é impossível que ela não se aperceba, daí o ambiente estranho. Acho mesmo que têm os dois de ultrapassar isso e ver o copo meio cheio, que é a disponibilidade dela em vos ajudar quando é preciso, mas sem a obrigatoriedade diária. E também concordo que a questão dos lares não é comparável, são circunstâncias e consequências diferentes.
A minha mãe é uma pessoa extraordinariamente altruísta, que foi uma ajuda preciosa ao longo do crescimento das minhas gémeas. Quando elas nasceram, esteve em minha casa um mês seguido (vivemos a 150km) e em alturas mais complicadas, ou porque estavam doentes, ou porque um de nós tinha de sair em trabalho, saía de sua casa e vinha ajudar alguns dias. Também sempre ficou com elas para passarmos alguns fins de semana ou férias só os 2. Ainda assim, continuou a ter a sua vida (que no caso dela passa por voluntariado, atividades na igreja, coisas desse género) e várias vezes pôs esses compromissos acima de me vir ajudar, ou ficou menos tempo por causa disso. E assim é que está certo, nunca fiquei ressentida, pelo contrário.
Para mais, no vosso caso, uma vez que a criança já tem 2 anos e meio, provavelmente tencionam pô-la no infantário em setembro...ela estaria a despedir-se por meio ano e a partir de setembro ficaria em casa sem ocupação. Compreendo que não o queira fazer e vocês têm mesmo de ultrapassar esse ressentimento.

Eu sou apologista de que quando temos condições devemos cuidar dos nossos idosos mas não condeno quem tenha de recorrer aos lares por não ter opção. Não gosto é de ouvir criticas a essas pessoas que não tiveram outra opção, como já ouvi.

SweetBlonde -
Offline
Desde 02 Ago 2012

Adoro crianças e gostava muito de ter netos (não agora mas daqui a uns anos) mas não me estou a ver deixar o meu emprego para cuidar deles.

Ficar um fim de seman, ir buscar mais cedo à creche, ficar um ou dois serões, tudo bem. Mas abdicar da minha vida em prol de netos não me vejo a fazê-lo. Não quer dizer que não mude de ideias entretanto mas para já não me seduz.

A minha mãe criou-me a minha filha dos 3 aos 19 meses. Quando vi que era demasiado para ela e já era sacrifício, foi para uma creche. Por outro lado , a minha sogra que podia ficar com ela, nunca se ofereceu e não lhe imporia isso.

Blonde

************************************

Madrinha e afilhada orgulhosa da Nelia02

fmmartins -
Offline
Desde 14 Dez 2016

Um assunto que nada tem a ver com o tópico. Como lidam com as visitas dos avós aos netos? Guardam para o fim-de-semana? Não querendo parecer picuinhas mas tenho tido os domingos nisto.

Sansa -
Online
Desde 18 Jan 2018

fmmartins escreveu:
Um assunto que nada tem a ver com o tópico. Como lidam com as visitas dos avós aos netos? Guardam para o fim-de-semana? Não querendo parecer picuinhas mas tenho tido os domingos nisto.

Eu mando o meu namorado levar a miúda aos avós para poder ter tempo para mim Segredo Gargalhadas Eu fico em casa Fixe

Outros tópicos relacionados

Baixa de alto risco
Olá a todas.... Sou nova por estas bandas e gostaria que as mamas que já andam nisto a mais tempo me ajudassem. Gostaria de saber se alguma de voces ja teve inspecção da seguranca social com uma gravidez de alto risco clinico? Quais sao a exigências...
Carrinho I Move da Chicco
Ola mamas... Eu sou uma futura mãe que anda a procura de conselhos em relaçao aos carrinhos e a sua utilidade verso preço! Vi o I move da chicco o qual encantou o meu marido mas gostava que me ajudassem. Quem tem o carro vale a pena o preço? é...
Hidroginastica na Zona do Seixal
Ola mamãs... Estou com 22 semanas e ja ando a passar mal muito mal as minhas noites. Sempre gostei muito de fazer nataçao e pratiquei muitos anos seguidos se bem que á 5 anos que não nado. Como tenho alguns problemas de coluna agora com o aumento do...
Pediatra no Seixal
Olá mamãs da zona do seixal, estou gravida de 31 semanas e ja ando na pesquisa de pediatra bom na zona do seixal. Será que alguem me pode aconselhar? De preferencia com acordo da ADM. Obrigado e tudo de bom para os vossos filhotes.
Tirar leite com a bomba electrica
Ola a todas ando com uma diminuiçao na produçao do leite e comprei uma bomba electrica para ajudar a estimular a produçao do leite. No entanto notei que demoro muito para tirar 30ml! Sera normal? quanto tempo demoram a tirar leite com a bomba? A...
Peso dos bebés
Mães estou preocupada com o peso do meu bebé! Nasceu com 3.275kg so esta a alimentar-se com leite materno e na 2f so tinha 3670kg! com 1 mes e 10 dias. sera normal? Quanto pesam os vossos bebés?

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?