Ciúme com a possibilidade da vinda de um irmão, aos cinco/seis anos de idade | De Mãe para Mãe

Ciúme com a possibilidade da vinda de um irmão, aos cinco/seis anos de idade

Responda
7 mensagens
Desde 14 Abr 2021

Boa noite. Tenho uma filhota com cinco anos de idade e descobri recentemente uma gravidez (bem planeada) surpresa, que me faz sentir ambivalente: se pudesse escolher não teria acontecido é o sentimento que surge primeiro. Acho que tenho perfil de mãe de filha única, temo não sentir este amor por mais uma criança, e sinto culpa, como se estivesse a fazer mal à mais velha, tirar lhe alguma coisa, pr judicá-la, se avançar com a gravidez. Quando a questiono ela não quer manos. Ou melhor, não se importa desde que seja ela a filha mais nova. Não quer um bebê e reconhece que se tiver um bebê em casa vai ter as atenções só para ele. Tem já nitidamente ciúme e assume. Rejeita a hipótese de ter um mano. Fica zangada e sinto a triste / agitada / desafiante / rebelde. Até parece que sente 😔 com isso, penso, que se o tempo é tão pouco, e já não consigo dar lhe a atenção que me pede diariamente (ela não quer brincar sozinha, quer sempre companhia), o que será com mais um. E como irei lidar com isso? Neste momento o sentimento é de culpa e angústia, ambivalência. Confesso que já liguei para um hospital e questionei como se processa consulta para ivg. Mas também não tive até agora coragem de marcar, e receio de me arrepender. Sinto me depois culpada por ter estes pensamentos e estou nisto.
Como reagiram vossos filhos nesta faixa etária (cinco/seis anos) à chegada de um mano? Como deram a volta aos ciúmes?
Mais alguém se sentiu assim temerosa, triste,. ambivalente, assustada, culpada, numa segunda gravidez?
Para (não) ajudar na primeira gravidez desenvolvi depressão no pós parto.
Até agora prevalece o medo. De fazer sofrer a mais velha, essencialmente, e de não dar conta do recado.
Que turbilhão...
Como conseguir lidar com a tristeza ou agitação da mais velha?

juh10001 -
Offline
Desde 21 Maio 2012

Bom dia, revejo me nas suas palavras, tenho uma menina com 8 que nunca quis irmãos mas aceitou muito bem a gravidez e até está sempre a perguntar quando a mana nasce, eu não faria aborto, o amor não se divide, multiplica se. Só para acrescentar que também tive depressão pós parto da primeira mas não significa que venha a ter novamente.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

A minha tinha 4 anos e nunca (desde sempre) quis ter irmãos, dizia mesmo que nãããooooo e tinha pena dos que tinham.
Para mim nunca foi questão, nós queríamos 3 (2 no mínimo), nunca esteve nas mãos dela esta decisão e não éramos nós a perguntar se queria ou não.
Quando soube ficou em choque, ficou branca, sem reação, tenho pena de não ter filmado, porque acho que nunca vi uma criança a ter esta reação.
Não foi fácil, não foi um mar de rosas, mas foi bem mais simples do que aquilo que eu imaginei.
Tinha várias vezes o pensamento se gostaria igual do mais novo ou se passaria a gostar mais do mais novo...andava um pouco aflita com estes pensamentos, mas nunca senti que traía a mais velha. Hoje em dia pergunta-me várias vezes, porque não tem primos ou porquê que a amiga que quer muito irmãos não os tem. Eu digo-lhe que alguns parentescos não dependem de nós, de querermos ou não, os irmãos, os primos, não podemos decidir, temos ou não, mas não dependem das nossas vontades.
Quando ele nasceu reagiu lindamente, foi super compreensiva e tornou fácil a fase inicial, mais ou menos 2 meses depois começou a sintomatizar os ciúmes. Fez terapia com uma psicóloga e passou, hoje em dia têm uma relação normalíssima. Não aceita a história do dia do filho único, para ela o irmão tem de estar. Há momentos de ciúmes, se me vê a tirar uma fotografia ao irmão vem logo colocar-se ao lado, etc, mas nada que ultrapasse o razoável.
O mais importante é pensar que vai amar os dois que nunca vai deixar de amar a mais velha e não se sentir culpada.

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

As crianças adaptam-se bem, primeiro pode não reagir bem mas depois vai adorar.
Não coloque em cima da sua filha a decisão de ter ou não um irmão, pois essa decisão cabe aos pais.
Pelo que entendi escreveu gravidez (bem planeada), quando queria dizer não planeada. A unica questão aqui é se os pais querem ter esse novo bebe. A decisão de abortar será apenas vossa e não o que a vossa filha quer ou não (é apenas uma criança), não podem querer fazer um aborto e pois dizer que o fizeram porque ela não queria um irmão.

Silvia Alexandr... -
Offline
Desde 22 Ago 2018

Minha querida, os meus têm 5 anos de diferença! Ao inicio, no 1º mês teve um pouco de ciúmes e fazia birras para chamar a atenção, depois passou! Adora o irmão! E é normal pensar que se calhar não vai amar da mesma maneira, pois afinal de contas só conhece a 1ª filha. Mas vai ver, o amor multiplica-se e você vive por 2. Não deixe a menina decidir nada, pois ela não conhece a realidade! E a depressão pós parto até pode não surgir, afinal de contas você provavelmente já não terá as inseguranças que teve. Vai ter o seu peito mais carregado de amor, vai ver!

koalaMB -
Offline
Desde 02 Set 2020

O meu tem 7 Anos. Sempre desejou ter um irmão .
Está mto contente. Mas oscila entre o desejo e o ciúme e a repulsa da ideia de ter um irmão. Anda mais sensível o que é normal pois outro elemento vai ocupar espaço nas nossas vidas e ele deixará de ser central, como já o é na gravidez. Mas acredito que com amor e compreensão as coisas se integrem .
O amor de irmãos também será forte ☺️
Um bjinho

anacatp -
Offline
Desde 31 Out 2011

Eu no primeiro também tive depressão pós parto mas sempre quis o 2° filho...mas tive de ficar melhor e agora o mais velho tem 5 anos e ele foi para a escola dizer que ia ter um mano mesmo antes de eu saber que estava grávida 🤣🤣🤣🤣🤣🤣 Mas o meu é super independente e querido e protector aceitou mais que bem. Agora eu é que só me vejo como mãe de meninos .. vamos ver o que calha na rifa .

Outros tópicos relacionados

Voltou o pesadelo de novo...A Maria Inês está internada de novo :( :(
Pois é meninas infelizmente aminha princesa Maria Inês está de novo internada.... Tadinha desde k nasceu ainda não teve sossego... A Mónica não me explikou mt bem a situação mas dixe k ela ta a fazer exames e k se for o k os médikos desconfiam terá...
Sexo e as suas precauções, na adolescência
Ola. Axo k este é um tema k intressa a toda a gente. E tb é um tema falado por toda a gente e em todo o lado. Todos os dias este tema é abordado em casa pelos pais, na escola com os colegas, na tv, na net, resumindo em todo o lado. Nos centros de...
Uma ajuda sff :)
Meninas preciso de uma ajuda, tenho que fazer o fato de carnaval do rodrigo mas tem k ser com materiais reciclados, o tema é primavera/verão alguem tem sugestões?
O primeiro Internamento
Olá a todas! Gostava de introduzir um tema não muito agradável mas que se calhar outras mães como eu têm necessidade de partilhar: o primeiro internamento do nosso bebé! A Inês foi internada com 18 dias com o diagnóstico mais improvável: Tosse...
O Rafinha e a Inês...k lindo par..eheheh
Pois é tias, hoje eu e a minha mamã fomos ao porto passear e então tivemos kom a tia Isabel e kom a princesa Inês... Eu adorei, a tia Isabel é muito simpatica e muito kerida. A Inês ui ui nem vos digo, é uma princesa, linda linda linda, muito...
Reviver momentos de amizade e cumplicidade deste cantinho
Olá keridas... Hoje tou muito lamexas eheh e deu-me para reviver o passado... Ás meninas mais recentes isto nao vai dizer nada so se lerem td, mas as antigas lembram-s bem de tds estes momentos... Momentos bons e maus k vivemos smp juntas a apoiarmo...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?