Pêlo de cao e bebe ajudem 😔 | De Mãe para Mãe

Pêlo de cao e bebe ajudem 😔

Responda
26 mensagens
Anarbd -
Offline
Desde 25 Abr 2020

Ola meninas espero que esteija tudo bem com os vossos bebes...bem eu tenho uma bebe com 5 meses e meio o tempo voa e daqui a nada ela começa andar mas eu estou muito preocupada pois tenho um cao de porte medio ele e um fofo nao faz nada em casa e é super calminho mas larga tanto tanto pêlo e muito mesmo eu tou sempre aspirar lavar tento sempre manter tudo limpo mas e dificil eu ando exausta para tentar ter tudo limpo eu tou a pensar como vais ser quando ela andar para que ela nao coma nem va pelo nariz nenhum pêlo meninas ajudem me tem animais?? Como foi com os vossos bebes?? E se têm digas de limpeza para ajudar a reduzir os pêlos em casa..eu adoro o meu cao mas temo pela segurança da minha filha mas so mesmo pela questao dos pêlos porque de resto ele e como um segundo filho e uma fofura mas que larga demasiado pêlo ajudem me meninas por favor porque isto ta me a dara volta ha cabeça parece que ja veijo pêlos em todo o lado enquanto era so eu e o meu marido que por sinal e doido por caes ja salvou muitos animais era facil mas com um bebe que leva tudo ha boca nao e facil aii meninas ajudem me podem me dar ideias por favor .

Isabelamartinho -
Offline
Desde 17 Jan 2018

Durante o primeiro ano de vida do meu filho , tinha um pastor alemão preto, era meu companheiro de ha 15 anos, ora o que fazia era ele ir a tosquia, aspirar 3 vezes a casa ao dia, nas idas a rua escovava o pêlo, mas honestamente o meu filho agarrava-se a ele para dar abraços ou encostar acabava por ficar com pêlos, sei que foi graças a este cão que o meu filho andou, gatinhou, colocou-se de pé, sempre agarrado a ele, é paciência e um aspirador potente 😂

Vânia Moreira1 -
Offline
Desde 25 Out 2019

Olá eu ainda não tenho nenhum bebe mas tenho uma cadela de porte grande que me deixa pelo por todo lado, todos os dias aspirava a casa era uma canseira. A solução que arranjei foi comprar um aspirador roomba desde aí nunca mais pensei em pelos, apenas ao fim de semana dou um jeito num ou outro canto mas no geral a casa está sempre limpa! Obviamente não é um aspirador barato mas se não tiveres a possibilidade de comprar de uma vez existe a hipótese de comprar as prestações e sempre custa menos. Apesar do preço para mim foi o melhor investimento de casa Sorriso

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Não vejo nenhum perigo no pêlo de um cão que ande sempre limpinho. Aliás, só vejo pontos positivos no convívio do bebé com o animal, incluindo o pêlo. O melhor conselho que lhe posso dar é se puder compre um aspirador tipo rumba que vai aspirando sozinho e arrume com tapetes e carpetes, verá que fica logo com a vida facilitada porque vai tendo a casa aspirada sempre.

Leonor2018 -
Offline
Desde 21 Out 2018

Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

Amor minha vida meu marido duas filhas lindas

Mia. -
Offline
Desde 12 Set 2013

Não vejo problema algum também, pelo que já foi dito em cima. Há aspiradores desses em conta (à volta dos 150 euros) e igualmente funcionais.
Outra dica que posso deixar é falar com o veterinário, e confirmar se a ração que o cão está a comer é a indicada. Por vezes, não é, e basta isso para o cão perder mais pêlo!

TA2020 -
Offline
Desde 23 Set 2019

Olá.
Eu ainda estou grávida e não tenho cães mas sim gatos e, tal como referiram acima, uma das soluções para o controlo dos pelos constantes foi um aspirador robot, do género do Roomba.
O meu é um muito simples, comprado numa promoção do Lidl e cumpre perfeitamente a sua função. Passa uma vez por dia a casa toda, quando a bebé nascer talvez passe a ligá-lo duas.
Não substitui uma limpeza semanal mais funda, mas no dia-a-dia é uma ajuda preciosa para não ter tufos de pelo a rolar pela casa.

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Leonor2018 escreveu:
Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Leticia _29 escreveu:

Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.


Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

DianaES escreveu:

Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Leticia _29 escreveu:

DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.

DianaES -
Offline
Desde 08 Out 2013

Leticia _29 escreveu:

Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.


Infelizmente é o que mais se vê... Se o cão é grande na gravidez têm medo que se atire e magoa a barriga (foda-se, mas é mesmo verdade), se é mais pequeno é o pêlo e nem se sabe se existem sequer alergias mas já se assume que sim... Se são gatos são desconfiados e podem fazer mal à criança... Já ouvi de tudo... As pessoas querem um animal a sério mas queriam que tivesse off tipo cão de pelúcia... Dá trabalho introduzir um bebé a um animal mais arisco, dá, mas acho que é algo que merece dedicação, digo eu.

TA2020 -
Offline
Desde 23 Set 2019

Leticia _29 escreveu:
/>
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Por aqui foi a primeira pergunta que a minha família fez quando contámos que estou grávida (o Natal estava a ser aqui em casa) e já perdi a conta às muitas "sugestões" que muita gente fez "Para o meu bem" de que talvez fosse melhor dá-los (como se tivesse perguntado a opinião a alguém).
Fico furiosa e respondo sempre o mesmo: aqui em casa ninguém tira o lugar a ninguém, dá para todos. E, por isso, ninguém vai a lado nenhum. Já fomos 2, passámos a 3 com o primeiro gato, depois a 4 com a segunda e, agora, a 5 com a chegada da bebé. Sem atropelos nem hierarquias de importância.

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

TA2020 escreveu:

Leticia _29 escreveu: />
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Por aqui foi a primeira pergunta que a minha família fez quando contámos que estou grávida (o Natal estava a ser aqui em casa) e já perdi a conta às muitas "sugestões" que muita gente fez "Para o meu bem" de que talvez fosse melhor dá-los (como se tivesse perguntado a opinião a alguém).
Fico furiosa e respondo sempre o mesmo: aqui em casa ninguém tira o lugar a ninguém, dá para todos. E, por isso, ninguém vai a lado nenhum. Já fomos 2, passámos a 3 com o primeiro gato, depois a 4 com a segunda e, agora, a 5 com a chegada da bebé. Sem atropelos nem hierarquias de importância.

Também acredito que há sempre lugar para todos.
Foi das coisas que mais me chateou ao longo da gravidez, a insistência das pessoas para eu resolver o "problema" dos gatos.
Todos achavam que era um problema que tinha que ser resolvido menos eu e o meu homem.

Ana Maria Costa1 -
Offline
Desde 01 Fev 2019

Leonor2018 escreveu:
Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

Que tristeza e insensibilidade, isto não se faz a um animal habituado a estar dentro de casa!

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

DianaES escreveu:

Leticia _29 escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.

Infelizmente é o que mais se vê... Se o cão é grande na gravidez têm medo que se atire e magoa a barriga (foda-se, mas é mesmo verdade), se é mais pequeno é o pêlo e nem se sabe se existem sequer alergias mas já se assume que sim... Se são gatos são desconfiados e podem fazer mal à criança... Já ouvi de tudo... As pessoas querem um animal a sério mas queriam que tivesse off tipo cão de pelúcia... Dá trabalho introduzir um bebé a um animal mais arisco, dá, mas acho que é algo que merece dedicação, digo eu.

Sim. Os meus por acaso o gato é muito calminho, só quer é mimo e que o deixem dormir. A gata é muito brincalhona e está sempre a correr e a brincar, é mais ativa.
Mas são ambos meigos.
Tanto a veterinária deles, como a minha médica de família e obstetra não vêm mal nenhum em tê-los perto do bebé, deram nos várias recomendações e dicas para que a adaptação seja pacífica e já vamos pondo algumas em prática e o resto iremos fazer quando o bebé nascer.
E acredito que vá correr bem mas estamos preparados para caso seja mais complicado procuramos ajuda de profissionais.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

DianaES escreveu:
Não vejo nenhum perigo no pêlo de um cão que ande sempre limpinho. Aliás, só vejo pontos positivos no convívio do bebé com o animal, incluindo o pêlo. O melhor conselho que lhe posso dar é se puder compre um aspirador tipo rumba que vai aspirando sozinho e arrume com tapetes e carpetes, verá que fica logo com a vida facilitada porque vai tendo a casa aspirada sempre.

Exato

Sansa -
Online
Desde 18 Jan 2018

Leticia _29 escreveu:

DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.

Infelizmente é o que mais se vê... Se o cão é grande na gravidez têm medo que se atire e magoa a barriga (foda-se, mas é mesmo verdade), se é mais pequeno é o pêlo e nem se sabe se existem sequer alergias mas já se assume que sim... Se são gatos são desconfiados e podem fazer mal à criança... Já ouvi de tudo... As pessoas querem um animal a sério mas queriam que tivesse off tipo cão de pelúcia... Dá trabalho introduzir um bebé a um animal mais arisco, dá, mas acho que é algo que merece dedicação, digo eu.

Sim. Os meus por acaso o gato é muito calminho, só quer é mimo e que o deixem dormir. A gata é muito brincalhona e está sempre a correr e a brincar, é mais ativa.
Mas são ambos meigos.
Tanto a veterinária deles, como a minha médica de família e obstetra não vêm mal nenhum em tê-los perto do bebé, deram nos várias recomendações e dicas para que a adaptação seja pacífica e já vamos pondo algumas em prática e o resto iremos fazer quando o bebé nascer.
E acredito que vá correr bem mas estamos preparados para caso seja mais complicado procuramos ajuda de profissionais.


Aqui na Holanda, devem ser poucas as famílias que não têm um ou mais gatos, e as crianças crescem saudáveis.
Os meus vizinhos da rua perpendicular à minha, têm 2 persas (um deles prateado com olhos cor de mel, o raio do bicho é mesmo lindo). Tiveram gémeos (os humanos, não os gatos 😝), e puseram o trocador das fraldas junto a uma das janelas da cozinha, pois os gatos passam a vida a lá dormir 😅 Não há dia que não veja um dos gatos todo refastelado em cima do trocador.

moon_star -
Offline
Desde 10 Jul 2008

Que saudades tenho eu de ter um animal em casa, dentro de casa. Tive uma gata arisca muito mesmo. Tanto que quando foi adoptada, a veterinária acompanhou-me a casa preparada com uma injeção calmante com medo da reação da gata. Demorou umas duas semanas até ela se vir roçar nas minhas pernas...aí percebi que a tinha conquistado Sorriso Compreendo que neste caso, com um bebé e m gato assim, não fosse fácil, mas com cuidado, atenção e dedicação, até isto se conseguiria. Infelizmente, ao fim de dois anos faleceu com um problema nos pulmões...
Atualmente estou grávida e penso muitas vezes no quanto gostava que o meu filho tivesse um contacto próximo com animais, mas por muita pena nossa, o meu atual companheiro é super alérgico a pêlos e basta estar 10min com um animal que começa a espirrar como se não houvesse amanhã. às vezes falamos em adotar, mas chegamos sempre à conclusão que não seria justo para o animal ter que ser "despachado" por causa de alergias já conhecidas...
Quanto à autora do tópico, pense na possibilidade de um aspirador robot, iria ajudar muito na eliminação de pêlos em casa. Mas não despache o animal seja para onde for, eles fazem parte da família e sentem quando são "despachados". Além disso, com o animal limpo, essa criança só vai ser feliz, ganhar mais defesas e ficar com as melhores recordações da vida Sorriso

Sobre moon_star

Abril 2017- queremos ser pais
Outubro 2017- início de treinos
Novembro 2018- encaminhamento consultas de infertilidade
Março 2019- 1ªconsulta de infert.
Maio 2019- 2ªconsulta de infert.: baixa mobilidade de espermatozóides. Encaminhamento FIV.
Dezembro 2019- 1º atraso em 30 ciclos. Será?

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Sansa escreveu:

Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.

Infelizmente é o que mais se vê... Se o cão é grande na gravidez têm medo que se atire e magoa a barriga (foda-se, mas é mesmo verdade), se é mais pequeno é o pêlo e nem se sabe se existem sequer alergias mas já se assume que sim... Se são gatos são desconfiados e podem fazer mal à criança... Já ouvi de tudo... As pessoas querem um animal a sério mas queriam que tivesse off tipo cão de pelúcia... Dá trabalho introduzir um bebé a um animal mais arisco, dá, mas acho que é algo que merece dedicação, digo eu.

Sim. Os meus por acaso o gato é muito calminho, só quer é mimo e que o deixem dormir. A gata é muito brincalhona e está sempre a correr e a brincar, é mais ativa.
Mas são ambos meigos.
Tanto a veterinária deles, como a minha médica de família e obstetra não vêm mal nenhum em tê-los perto do bebé, deram nos várias recomendações e dicas para que a adaptação seja pacífica e já vamos pondo algumas em prática e o resto iremos fazer quando o bebé nascer.
E acredito que vá correr bem mas estamos preparados para caso seja mais complicado procuramos ajuda de profissionais.

Aqui na Holanda, devem ser poucas as famílias que não têm um ou mais gatos, e as crianças crescem saudáveis.
Os meus vizinhos da rua perpendicular à minha, têm 2 persas (um deles prateado com olhos cor de mel, o raio do bicho é mesmo lindo). Tiveram gémeos (os humanos, não os gatos 😝), e puseram o trocador das fraldas junto a uma das janelas da cozinha, pois os gatos passam a vida a lá dormir 😅 Não há dia que não veja um dos gatos todo refastelado em cima do trocador.

Eu também cresci com gatos e sempre fui saudável.
Será que é uma coisa cultural? Eu vejo que aqui há muita desconfiança em relação à convivência de gatos com bebés /crianças.

Sansa -
Online
Desde 18 Jan 2018

Leticia _29 escreveu:

Sansa escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.

Infelizmente é o que mais se vê... Se o cão é grande na gravidez têm medo que se atire e magoa a barriga (foda-se, mas é mesmo verdade), se é mais pequeno é o pêlo e nem se sabe se existem sequer alergias mas já se assume que sim... Se são gatos são desconfiados e podem fazer mal à criança... Já ouvi de tudo... As pessoas querem um animal a sério mas queriam que tivesse off tipo cão de pelúcia... Dá trabalho introduzir um bebé a um animal mais arisco, dá, mas acho que é algo que merece dedicação, digo eu.

Sim. Os meus por acaso o gato é muito calminho, só quer é mimo e que o deixem dormir. A gata é muito brincalhona e está sempre a correr e a brincar, é mais ativa.
Mas são ambos meigos.
Tanto a veterinária deles, como a minha médica de família e obstetra não vêm mal nenhum em tê-los perto do bebé, deram nos várias recomendações e dicas para que a adaptação seja pacífica e já vamos pondo algumas em prática e o resto iremos fazer quando o bebé nascer.
E acredito que vá correr bem mas estamos preparados para caso seja mais complicado procuramos ajuda de profissionais.

Aqui na Holanda, devem ser poucas as famílias que não têm um ou mais gatos, e as crianças crescem saudáveis.
Os meus vizinhos da rua perpendicular à minha, têm 2 persas (um deles prateado com olhos cor de mel, o raio do bicho é mesmo lindo). Tiveram gémeos (os humanos, não os gatos 😝), e puseram o trocador das fraldas junto a uma das janelas da cozinha, pois os gatos passam a vida a lá dormir 😅 Não há dia que não veja um dos gatos todo refastelado em cima do trocador.

Eu também cresci com gatos e sempre fui saudável.
Será que é uma coisa cultural? Eu vejo que aqui há muita desconfiança em relação à convivência de gatos com bebés /crianças.


Talvez seja. E aqui também não se pode abandonar animais sem mais nem menos. Os holandeses gostam muito de animais, e até acolhem animais vindos de outros países (não faço ideia dos custos mas não deve ser barato). Uma vizinha minha fez isso com uma cadela resgatada na Hungria, ou lá que país foi (não sei precisar).
Em Portugal ainda existe muita ignorância em relação aos gatos durante a gravidez. As pessoas associam os gatos à toxoplasmose, e nem fazem ideia de como é que o contágio é feito. E a própria mentalidade das pessoas também é diferente. As pessoas aí não têm compaixão para com os animais. Aqui existem leis a protegê-los.
E por exemplo, se encontrares um pássaro ferido, chamas a ambulância para animais, e eles vão tratar dele. E em certos casos, podes levar o animal ao veterinário (se for um animal selvagem, não de estimação) e eles tratam deles sem custos.

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Sansa escreveu:

Leticia _29 escreveu:
Sansa escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leticia _29 escreveu:
DianaES escreveu:
Leticia _29 escreveu:
Leonor2018 escreveu:Vou ser sincera eu tinha quando estava gravida e tenho inda hoje um.gato que e todo felpudo e preto...ele ficava dentro de casa .quando soube que estava gravida arranjei solução comprei casota grande e ele foi para a rua...vou ser sincera a mim faz me muita confusão e não e critica para ninguém nem nada ter um cão dentro de casa e a casa estar limpa.se e que ha pessoas que não tem quintal e não vao abandona los...isso compreendo perfeitamente. Bem que já entrei em casa de algumas pessoas e casa estava realmente limpa... Mas pronto e paranoia minha.gosto muito de animais mas nao deixava mesmo o cao dentro de casa....Dai se o gato foi...que custou me imenso não só ao gato como mim.... Mas primeiro esta a saúde da minha filha bem que animais fazem bem tbem as criança s....eu também tenho alergia pelo cão.... Bjs

A mim o que me faz confusão e não é crítica a ninguém, é pôr um animal na rua, seja em que circunstâncias for, ainda mais quando está mais que provado que a convivência de animais com crianças é muito benéfica.

Também não percebo a ideia de se ter um animal dentro de casa e depois o despachar cá para fora... Quem tem um animal dentro de casa sabe que dá trabalho, e conheço quem tenha e se calhar têm a casa mais limpa que a minha que não tenho animal, precisamente porque estão sempre a limpar...
Há quem de facto opte por ter por exemplo o cão na garagem ou anexos a dormir ou se ficar sozinho em casa e depois estando em casa o cão acede a certas zonas também lá dentro, até aí, ok nem sempre se consegue fazer de outro modo. Agora ter o animal habituado a estra dentro e depois porque se tem um filho despachar por causa do pêlo, não em faz sentido...é pêlo não é veneno.

Eu tenho dois gatos pretos, dois irmãos, adotados. Foram encontrados num poço num parque de estacionamento, eu estava a estacionar o carro quando uma associação os estava a recolher.
Eu amo animais e gatos então e o meu namorado igual então não conseguimos ficar indiferentes, ficamos logo com os dois
Na altura a formalizar a adopção o que mais me perguntaram foi se tinha filhos ou se queria ter, segundo eles a quantidade de animais que são devolvidos depois de adotados, justamente por causa de bebés ou crianças é enorme.
Isto vai há um ano e meio, já na altura sabia que queria ser mãe e já andava em preparação para isso.
O que faço agora é o que vou fazer quando o bebé nascer continuar a aspirar a fundo uma, duas vezes por semana e usar o aspirador robot todos os dias. E é o suficiente.
Não é por ter gatos ou animais em casa que se tem a casa suja, e o pêlo também não é esse bicho de sete cabeças.
Mas é engraçado que desde que engravidei perdi a conta à quantidade de pessoas que me pergunta o que vou agora fazer com os gatos?! Ainda hoje me perguntam porque não os dou. E ficam todos muito chocados quando eu digo que não vou fazer nada, que passaremos de uma família de 4 para uma família de 5.

Edit : só corrigir para não haver lugar para má interpretação porque não me expliquei bem, não é por causa dos bebés ou crianças que são devolvidos mas sim por inconsciência de quem os adota.

Infelizmente é o que mais se vê... Se o cão é grande na gravidez têm medo que se atire e magoa a barriga (foda-se, mas é mesmo verdade), se é mais pequeno é o pêlo e nem se sabe se existem sequer alergias mas já se assume que sim... Se são gatos são desconfiados e podem fazer mal à criança... Já ouvi de tudo... As pessoas querem um animal a sério mas queriam que tivesse off tipo cão de pelúcia... Dá trabalho introduzir um bebé a um animal mais arisco, dá, mas acho que é algo que merece dedicação, digo eu.

Sim. Os meus por acaso o gato é muito calminho, só quer é mimo e que o deixem dormir. A gata é muito brincalhona e está sempre a correr e a brincar, é mais ativa.
Mas são ambos meigos.
Tanto a veterinária deles, como a minha médica de família e obstetra não vêm mal nenhum em tê-los perto do bebé, deram nos várias recomendações e dicas para que a adaptação seja pacífica e já vamos pondo algumas em prática e o resto iremos fazer quando o bebé nascer.
E acredito que vá correr bem mas estamos preparados para caso seja mais complicado procuramos ajuda de profissionais.

Aqui na Holanda, devem ser poucas as famílias que não têm um ou mais gatos, e as crianças crescem saudáveis.
Os meus vizinhos da rua perpendicular à minha, têm 2 persas (um deles prateado com olhos cor de mel, o raio do bicho é mesmo lindo). Tiveram gémeos (os humanos, não os gatos 😝), e puseram o trocador das fraldas junto a uma das janelas da cozinha, pois os gatos passam a vida a lá dormir 😅 Não há dia que não veja um dos gatos todo refastelado em cima do trocador.

Eu também cresci com gatos e sempre fui saudável.
Será que é uma coisa cultural? Eu vejo que aqui há muita desconfiança em relação à convivência de gatos com bebés /crianças.

Talvez seja. E aqui também não se pode abandonar animais sem mais nem menos. Os holandeses gostam muito de animais, e até acolhem animais vindos de outros países (não faço ideia dos custos mas não deve ser barato). Uma vizinha minha fez isso com uma cadela resgatada na Hungria, ou lá que país foi (não sei precisar).
Em Portugal ainda existe muita ignorância em relação aos gatos durante a gravidez. As pessoas associam os gatos à toxoplasmose, e nem fazem ideia de como é que o contágio é feito. E a própria mentalidade das pessoas também é diferente. As pessoas aí não têm compaixão para com os animais. Aqui existem leis a protegê-los.
E por exemplo, se encontrares um pássaro ferido, chamas a ambulância para animais, e eles vão tratar dele. E em certos casos, podes levar o animal ao veterinário (se for um animal selvagem, não de estimação) e eles tratam deles sem custos.

Mesmo... Aqui o que mais há é gatos e cães abandonados.
Todos os dias se vê animais atropelados nas estradas.
Tenho um irmão a viver em Inglaterra e de todas as vezes que lá vou não se vê animais abandonados ou atropelados.
Acho que Portugal ainda tem muito a aprender com outros países no que diz respeito aos animais.
Mas a mentalidade das pessoas conta muito realmente.

Melinha -
Offline
Desde 16 Fev 2010

Bom, aqui em casa temos um cão de porte médio/grande que solta algum pêlo..
Resultado? Varrer a casa todos os dias e limpar mais a fundo com aspirador de 3 em 3 dias. (Antes tínhamos senhora a dias 1x por semana, mas devido ao covid ainda não voltamos a chamar).
Não vivemos obcecados com isso, e os pêlos acabam por fazer parte.
Ele já cá vivia antes dela nascer, já sabíamos que ele soltava pêlo e que isso não ia mudar só porque ela ia nascer.

Cat_R -
Offline
Desde 19 Jun 2020

Quem me dera ter o meu gatinho comigo, largava algum pelo... mas acho que a menos que haja alguma alergia, só traz benefícios.
Infelizmente o meu gatinho morreu pouco tempo antes de eu saber que estou grávida, e tenho pena que o meu baby nunca o vá conhecer, fazer festinhas ou brincar com ele.
Até imagino que seja bom para criar defesas...

Beijinhos*

Leonor2018 -
Offline
Desde 21 Out 2018

Cada um com a sua....eu não abandonei o gato apenas passou para alpendre tenho CA fora na minha casa.... E também vim comentar um tópico... Não ataquei ninguém disse o que me propus a fazer... Somos livres de falar ....e também não vim para aki para estares a dizer anaclara que eu sou insensível porque não me conheces de lado nenhum....portanto e bom que mecas as palavras boa tarde a todas.

Amor minha vida meu marido duas filhas lindas

Anarbd -
Offline
Desde 25 Abr 2020

Eu ja comprei um aspirador da rowenta e o meu melhor amigo 😂o meu cao tem 7 anos ele sempre foi cao de casa ela adora o sofa de inverno🤣ele e um fofo acerio eu adoro ele so e muito dificil a perda do pêlo o meu marido tem uma estima muito grande pelo cao nem lhe passa pela cabeça em mete lo na rua ou na varanda ele e um apaixonado por animais ja se enfiou no lixo para salvar gatos 😍so que eu tenho medo quando ela andar e levar as maos ha boca cheias de pêlo faz me impressao mas com paciencia e força de vontade tudo se ade conseguir ne eu tambem considero o meu çao um segundo filho e um dia quando ele se for vou sentir falta ate dos pêlos😭as vezes e dificil desculpem meninas e obrigado por tudo .

Outros tópicos relacionados

Ritmo cardiaco fetal acelerado
Olá! Hoje fui fazer ctg, estou de 36+5 e foi detetado que a minha bebé estava com ritmo cardíaco acelerado. Antes de entrar não me estava a sentir bem, calores, má disposição... E quando fui fazer o ctg mandaram me colocar de lado e estava com dores...
Ritmo cardíaco do bebé
Hello meninas. Ontem fui fazer registo e fiquei preocupada (mãe sofre), o ritmo cardíaco do meu bebé não estava "normal". e a médica mandou-me repetir à tarde no fim do almoço fiquei logo alarmada e com receio, á tarde repeti e o médico disse-me que...
41semanas colo útero fechado e sem contrações
Olá, Hoje fui hospital fiz ctg e nem uma contração, o colo do útero médico disse esta fechado, fez um toque mt doloroso a tentar abrir colo do útero mas diz q está mt fechado. Amanhã faço 41s e médico disse agr pronto a partir das 41 a qualquer...
O meu parto no S.Bernardo
Olá Venho cá rapidamente deixar o meu testemunho porque sempre gostei de ler e pelo que vi não existem muitos sobre o Hospital de Setúbal. O meu parto foi induzido, fui ao hospital fazer o ctg e como já tinha 41 semanas e 1 dia a equipa médica...
Proteína na Urina
Olá a todas,como anteriormente referi,tive pré-eclampsia na gravidez anterior,tendo sido internada às 31semanas e o parto foi induzido às 36 semanas.Na altura não tinha bem a noção da gravidade que essa doença implica,e como estava internada nunca...
Papanicolau na gravidez
Olá, O meu último papanicolau foi em dezembro de 2012, após o meu filho mais novo ter nascido, deu grau 2, médico passou uns ovos para colocar mas disse para não me preocupar. Já devia ter feito novamente mas passou-me e agr grávida, fui ao hospital...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?