Apresentação | De Mãe para Mãe

Está aqui

Apresentação

Responda
10 mensagens
Angie_AM -
Offline
Desde 19 Jun 2017

Olá a todas Sorriso
Sou nova por aqui (registada) mas costumava já seguir muitos dos vossos debates em off!
Então sou a Angie casei no final de Maio e tenho 27 anos.
Em Abril fui à médica de família e falei-lhe da probabilidade de me preparar para tentar engravidar...A médica sorriu e disse-me: "Ah vai casar daqui a um mês é tão nova e quer já ter um bebé?"
Eu sorri e disse talvez não sei...
Mas bem passou-me as análises mas agora depois da pausa da pílula vou as fazer e em princípio esse novo ciclo será o meu último com pílula.
Eu nem sei se quero partir para isso já Espertalhão mas quero muito ser mãe...
A verdade é que já estamos um com o outro há 7 anos embora só agora estejamos a viver juntos sempre fizemos tudo em conjunto já há uns 4 anos...
Nem sei se é cedo, se é a altura certa, se deva esperar, mas tenho problemas de tiróide (está regulada) temos casa nossa (fica paga no final de 2019) queremos ter 2 filhos, estamos empregados já há 6/7 anos...ou seja acho que estamos numa boa altura!
Qual a vossa opinião?
Muita gente (amigas e uma cunhada apenas) me diz para esperar até aos 30 anos que dá tempo e tal, mas eu não queria Triste
E pelo marido já nem tomava mais pilula, ele diz ah agora não faz sentido estamos a morar juntos o que for será Sorriso
O que acham?

Beijinho grande

Sobre Angie_AM

Angie*

PequenaGrandeEs... -
Offline
Desde 24 Jul 2014

Penso que somente o casal sabe o certo, opiniões há muitas e todas variadas em diferentes perspetivas ou interesses. Se querem, acham certo, bora para isso, pode acontecer em 2 meses ou em 4, nunca se sabe, ainda terá 9 meses de gestação, muita preparação e tempo útil para conseguirem planear tudo. Uma grande força e coragem!

Submetido por PequenaGrandeEs... em Seg, 19/06/2017 - 13:27
PaulaANP -
Offline
Desde 08 Jul 2016

Olá, pelo que descreve têm a vossa vida profissional e financeira estável. Também me parece que têm a cabeça no lugar caso contrário não tinham ponderado todas as questões que descreve antes de tomar a decisão.
Estão a viver juntos apenas desde o casamento? Ou já viviam?
Viver em conjunto é diferente....existe um processo de adaptação...mas se já têm as vossas rotinas e gerem bem a vossa convivência diária em conjunto.
Agora, a vida depois de um filho não volta a ser a mesma e durante muitos meses deixam de ter tempo para vocês enquanto casal, pelo menos esta foi a minha experiência.A única recomendação que posso dar é que se sentem e falem sobre o que gostavam de fazer na vossa vida em conjunto para além de ter um filho, por exemplo, uma determinada viagem...sei lá...e pensem se o querem fazer antes do filho. No meu caso adiamos alguns anos até decidir ter filhos. Mas nem todos temos as mesmas prioridades se para vocês o prioritário é o filhote então embarquem na maravilhosa aventura de ser pais!

Submetido por PaulaANP em Seg, 19/06/2017 - 14:35
[email protected] -
Offline
Desde 28 Dez 2013

Ter ou não filhos é uma decisão muito pessoal, só vocês podem decidir o que é melhor para vocês. Não há uma idade certa e uma altura ideal, o ideal é que ocorra quando vocês decidirem que é a altura.
Pelo que percebi vocês não viviam juntos. Tomarem decisões em conjunto e fazerem as coisas juntos mas cada ir para sua casa no fim do dia, é muito diferente de partilhar a casa e a vida. Eu aconselhava a habituarem-se a viver juntos, a partilhar o dia-a-dia em comum primeiro, pois quando os filhos chegam a vida muda e nunca mais volta a ser a mesma.
E peço desculpa por dizer isto, mas parece que pelo seu marido apenas foram viver juntos para ter filhos, não para viverem e partilhar a vida a dois como casal.
Mas claro, é uma decisão pessoal, desde que a tome com consciência de certeza que será a melhor para vocês.

Submetido por [email protected] em Seg, 19/06/2017 - 16:10

À procura da minha 2ª estrelinha ♡ ♡ ♡ é difícil seres tão desejada e ao mesmo tempo tão difícil de alcançar...

Minha pipoquinha linda, amor maior da minha vida ♡ ♡ ♡ primeiro dia do resto das nossas vidas 26/09/2013

Angie_AM -
Offline
Desde 19 Jun 2017

Obrigada a todas pelas respostas...
A verdade é que ter um filho não é uma coisa para levar na brincadeira...é muito engraçado mas é um ser vivo que precisa muitos cuidados...
Embora eu esteja muito desejosa para ser mãe Sorriso penso que vou esperar pelo menos 1 ano...talvez não chegue a esse tempo todo...mas para me organizar melhor antes de embarcar nessa aventura de ter um mini nós Espertalhão
Beijos grandes a todas Grande abraço

Submetido por Angie_AM em Seg, 19/06/2017 - 17:34
Sobre Angie_AM

Angie*

Ana Svensson -
Offline
Desde 23 Abr 2017

Olá Angie. Eu casei-me menos de um ano depois de acabar o mestrado e engravidei acidentalmente nessa altura. Tinha 24 anos e foi um choque enorme, apesar de sempre ter querido ter 2 filhos. Na minha cabeça não era a altura certa porque estava a começar a construir uma carreira (posso dizer-lhe que em nada foi afectada pela maternidade, embora com bastante sacrifício pessoal da minha parte). Hoje, com 29 anos acabados de fazer, dou graças a Deus por isso ter acontecido. Assim, vou ter todos os filhos antes dos 30, o que para mim tem muitas vantagens, tanto em termos físicos (maior facilidade em engravidar, recuperação pós-parto muito fácil, maior facilidade em acompanhar as brincadeiras deles,...), como em termos de tempo que vamos passar com eles, ao termos filhos cedo aproveitamos muito mais anos com eles do que se os tivéssemos mais tarde. Obviamente, o facto de estarmos bastante bem financeiramente também ajudou. Noutras circunstâncias talvez fosse melhor esperar.
Pelo que descreve do seu caso, parecem ter as condições certas para criar uma criança e vontade já vi que também não falta. O único senão que eu vejo é o casamento ser tão recente. Pela minha experiência, o primeiro filho afecta muito o casamento e o meu esteve por um fio depois do nascimento da Bia. Sempre achei que, se tivéssemos estado mais tempo casados antes de ter filhos, para podermos crescer como casal, poderia ter sido tudo mais fácil. Daí ter esperado 3 anos até voltar a engravidar. Quis ter a certeza de que o casamento era suficientemente sólido para aguentar outro filho. Dito isto, a minha relação só durava há 2 anos, o que não é o mesmo que os seus 7 anos. Talvez isso também possa fazer diferença.
Falem com calma um com o outro. Esta é uma decisão muito importante.
Beijinho e boa sorte

Submetido por Ana Svensson em Ter, 20/06/2017 - 00:47
RBSilva -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Olá,

Acho que não existe um momento CERTO para engravidar... é tudo muito subjectivo. O momento que é certo para um casal pode não ser para outro.

Eu, por exemplo, sempre quis esperar para engravidar (tenho 35 anos e estou gravida de 34 semanas), mas confesso que ser mãe era um projecto a longo prazo, porque sempre quis fazer outras coisas antes... Por outro lado, tenho algumas amigas da minha idade que já têm filhotes com 10 anos e são perfeitamente felizes com a opção que tomaram!

Concordo com algumas das opiniões acerca de morar juntos algum tempo - é saudável para estabelecer a cumplicidade de um casal. Como já disse a algumas amigas, é quando se acorda de mau humor pela manhã, atrasados para ir trabalhar e nos lembramos que não comprámos leite/pão para o pequeno almoço que as relações são testadas! Sorriso Na fase inicial, da "lua de mel", as coisas correm bem... as pequenas rotinas e hábitos irritantes que todos temos, só se começam a mostrar com o tempo e muitas vezes esses é que desgastam uma relação.

De qualquer forma, e pensando racionalmente, nenhuma das opções - engravidar já ou adiar - é garantia ou impedimento para que o vosso casamento resulte! No tempo dos nossos pais/ avós, o mais normal era casar muito cedo (sem ter vivido juntos antes) e engravidar logo a seguir, e, na pratica, os casamentos eram mais sólidos e duravam mais tempo do que agora. Sei bem que há outros fatores socio-económicos envolvidos, e não estou a querer simplificar demasiado a questão, mas não deixa de ser uma realidade. Não há razão para que o mesmo não se possa aplicar agora!

Como disse, só vocês é que sabem qual o momento certo! Aparentemente têm uma vida profissional estável, o que é uma grande ajuda! Se, depois de pensarem bem e equacionarem os prós e os contras ainda acharem que é a melhor opção, vão em frente!

Bjinhos,

Submetido por RBSilva em Ter, 20/06/2017 - 13:09
Angie_AM -
Offline
Desde 19 Jun 2017

Olá novamente Sorriso
Agradeço mesmo muito todas as vossas respostas Sorriso
Mas dado a nossa situação, e como nunca vai ser o momento CERTO, ou agora porque é isto ou amanhã porque é aquilo etc...
Não vou, claro, por a carroça à frente dos bois mas falamos e o certo é que decidimos não tomar mais a pílula e sem stress ou pressões de quem quer que seja ou mesmo nossa vamos levando assim e quando quiser aparecer será muito bem vindo.
A verdade é que financeiramente não podemos esbanjar dinheiro (e acho que atualmente ninguém o pode fazer Espertalhão ) mas estamos controlados!

Submetido por Angie_AM em Qua, 21/06/2017 - 15:06
Sobre Angie_AM

Angie*

Ana Svensson -
Offline
Desde 23 Abr 2017

Depois da primeira filha, que não foi planeada, também optámos por fazer sempre assim sem stress, sem pressa e sem controlar as datas de ovulação. Para nós, talvez por sermos novos, sempre fez mais sentido assim do que colocar uma pressão enorme em cima de nós e controlar como é quando as tentativas devem acontecer. Simplesmente, continuámos a ter a nossa vida íntima normal, mas sem protecção. E não é que engravidei sempre no primeiro mês? Boa sorte! Vai correr tudo bem. E quando esse bebé resolver aparecer, vai ser com certeza muito bem recebido.

Submetido por Ana Svensson em Qua, 21/06/2017 - 15:32
Angie_AM -
Offline
Desde 19 Jun 2017

Ana Svensson escreveu:
Depois da primeira filha, que não foi planeada, também optámos por fazer sempre assim sem stress, sem pressa e sem controlar as datas de ovulação. Para nós, talvez por sermos novos, sempre fez mais sentido assim do que colocar uma pressão enorme em cima de nós e controlar como é quando as tentativas devem acontecer. Simplesmente, continuámos a ter a nossa vida íntima normal, mas sem protecção. E não é que engravidei sempre no primeiro mês? Boa sorte! Vai correr tudo bem. E quando esse bebé resolver aparecer, vai ser com certeza muito bem recebido.

Sem dúvida Ana Svensson,
Muitas vezes penso que há casais em piores condições que nós que sem querer engravidaram e tiveram os seus bebés e correu tudo bem porque é que nós com esse desejo, com condições não haveremos de tentar?
Mas acredita que no meio da ansiedade tenho sempre uma pontinha de medos, mas acho normal.

Submetido por Angie_AM em Qua, 21/06/2017 - 15:43
Sobre Angie_AM

Angie*

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?