Ansiedade | De Mãe para Mãe

Ansiedade

Responda
10 mensagens
Isabel T. Vieira -
Offline
Desde 18 Jul 2015

Olá mamãs estou em modo desesperada, alguma mamã Aui com filhos c ataques de ansiedade ? Precisa se testemunhos, tenho um menino de 9 anos que tem sido demais à 3 dias hoje desabei à chorar a frente dele eu n queria mas n aguento mais vê lo assim temos 1 consulta c a psicologa segunda, ele n tem motivo para estar assim

miriam_flores -
Offline
Desde 15 Dez 2021

Mama tenha calma que tudo se vai compor, fez bem marcar consulta
Para nós uma coisa que não é motivo de ansiedade, para quem tem ansiedade mesmo pode ser
Algo não se passa na escolinha por exemplo?
Ou os assuntos "COVID" deixarem a criança preocupada e portanto levá-la a ter ataques de pânico? Já tentou conversar? O que ele lhe diz?

Mia. -
Offline
Desde 12 Set 2013

O menino tem motivos para estar assim, caso contrário, não estaria. Piscar o olho São os motivos dele, que podem aparentemente ser inofensivos para os que estão à volta, mas não para ele!
Procurem passar-lhe conforto, segurança e compreensão nos momentos mais difíceis, e tentem fazer uma linha cronológica: quando aconteceu, o que mudou (se é que algo mudou) na vida dele ou na escola. Se vos preocupar muito até 2.ª feira, procurem uma opinião junto do pediatra ou da Saúde 24!

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Olá mãe Isabel!
Primeiro que tudo, um abraço e força porque a ansiedade é um tema complexo. Talvez também a Isabel precise de um apoio para si.
Depois, ele terá os seus motivos. Haverá uma raiz, ou várias, talvez não claras e evidentes (geralmente não o são).
Procure alguém que possa construir uma relação de confiança e abertura com o seu filho, um psicólogo/a de que ele goste, e integre-se no processo. Acredito que só conseguimos apoiar quando estamos bem, e estar bem neste momento deverá ser um desafio.
Muita força e um abraço!

Isabel T. Vieira -
Offline
Desde 18 Jul 2015

Vou responder a todas em conjunto à muito que não uso o forum estou desatualizada, aparentemente n tem motivo, eu é o pai entendemo-nos super bem, temos as nossas coisas obvio mas nunca à frente deles discutimos, na escola vai tudo aparentemente bem até já alerte o professor, ele teve com o covid é a segunda vez, só ele tentou positivo mas não o isolamos pois todos tinhamos os mesmo sintomas, eu segunda a noite não aguentei e numa crise dele comecei a chorar desalmadamente n devia eu sei perfeitamente não preciso julgamento, mas sabem que acho que lhe deu ali um click ele ficou género em estado de choque e agora vêm a diminuir as crises e muito mais controladas, só espero que a psicologa ajudo a desbloquer algo na sua cabeça tenho tanto medo do futuro não imaginam, e sim sinto muito tabu pois por mais que procure aqui e num grupo de mamãs no Facebook não vejo nada e de certeza que o meu filho não é o único, uma pena não se tratar e falar da saúde mental como da física

Isabel T. Vieira -
Offline
Desde 18 Jul 2015

Vou responder a todas em conjunto à muito que não uso o forum estou desatualizada, aparentemente n tem motivo, eu é o pai entendemo-nos super bem, temos as nossas coisas obvio mas nunca à frente deles discutimos, na escola vai tudo aparentemente bem até já alerte o professor, ele teve com o covid é a segunda vez, só ele tentou positivo mas não o isolamos pois todos tinhamos os mesmo sintomas, eu segunda a noite não aguentei e numa crise dele comecei a chorar desalmadamente n devia eu sei perfeitamente não preciso julgamento, mas sabem que acho que lhe deu ali um click ele ficou género em estado de choque e agora vêm a diminuir as crises e muito mais controladas, só espero que a psicologa ajudo a desbloquer algo na sua cabeça tenho tanto medo do futuro não imaginam, e sim sinto muito tabu pois por mais que procure aqui e num grupo de mamãs no Facebook não vejo nada e de certeza que o meu filho não é o único, uma pena não se tratar e falar da saúde mental como da física

[email protected] -
Offline
Desde 13 Fev 2014

Ola Sorriso

Primeiro calma, marcou uma consulta ao menino e foi o melhor que poderia fazer. Segundo a ansiedade tem sempre um motivo, algo que as vezes nem nós sabemos de onde vem. Assim que nao desvalorize, algo que para um é sem importancia para outro é um monstro de preocupaçao.
Sou ansiosa, crises de ansiedade e de panico desde sempre. Convivo com ela toda a minha vida. Levo anos de trabalho interno e é muito duro ouvir "nao tens motivos para estar assim" "ah mas tens uma vida tao boa". Sabes o que optei por fazer? Nao falar, nao mostrar, viver para mim as minhas dores.
Hoje em dia sou mae e sei o quanto é dificil nao desesperar quando o nosso maior bem nao está bem. Mas tenta manter-te calma, nao te mostres desesperada. Aproveita e pede a psicologa que te ensine ferramentas para lidar com as crises, para ajudar.
Ah e muito importante é que o teu filho tenha uma boa conexao com a psicologa, que se sinta a vontade para se expor. Levei alguns anos para encontrar "O" medico e isso é algo que muita gente tambem nao fala.
Beijinhos e espero que tudo corra bem.

Espero que tudo corra bem

Isabel T. Vieira -
Offline
Desde 18 Jul 2015

Obrigado, acho que até eu estava a precisar deste apoio, claro que eu sei que mesmo ele "não tendo motivos" existe sim motivos, também sei que é importante a conexão com a psicologa espero que consiga, à tanto tabu para a doença mental e elas estão cada vez a existir mais, coragwm para si e um bjinho obrigada pelo seu depoimento

[email protected] -
Offline
Desde 13 Fev 2014

De nada, que ao menos a minha experiencia ajude a alguem Sorriso Eu com a idade do seu filho ja tinha imensas crises, mas claro que se ainda é tabu hoje em dia imagina há quase 30 anos.

Como correu a consulta?
Beijinhos

Isabel T. Vieira -
Offline
Desde 18 Jul 2015

Lia, já aqui se vê o tabu pois tanto aqui como no Facebook não encontrei uma mamã c testemunho do seu filho e o meu n é unico concerteza, à psicologa adieu uma semana para 31 pois apanhou o covid, depois conto como correu Sorriso ele tem andado até bem à controlar se muito bem, ainda bem pois vê lo desesperado estava a desesperar me a mim também Chorão