Abono pré-natal | De Mãe para Mãe

Abono pré-natal

Responda
21 mensagens
Ana Banana 33 -
Offline
Desde 07 Ago 2020

Mamãs, estou com uma dúvida em relação ao que é considerado agregado familiar para efeitos de qualificação para receber o abono pré-natal a partir das 13 semanas de gravidez. Estou a viver com o meu namorado vai fazer para o mês que vem 1 ano... ou seja, ainda não fizemos os 2 anos de habitação comum que caracterizam legalmente as uniões de facto. Assim sendo, ele deverá ser considerado agregado familiar? Não somos casados, não temos vínculo de casamento, legalmente não somos considerados unidos de facto ainda por isso.... ele influencia o rendimento declarado para efeitos de obtenção de abono pré-natal? Estou na dúvida.

Desde 12 Dez 2020

Na segurança social o agregado é toda a gente que viva na mesma casa

Desde 12 Dez 2020

E os rendimentos contam de todos que vivem consigo

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Joana.Santos.Pereira escreveu:
Na segurança social o agregado é toda a gente que viva na mesma casa

É isso, vão buscar todos que tenham a mesma morada. Imagine que é uma casa arrendada e o senhorio tem lá a sua morada, vai contar também.

Ana Banana 33 -
Offline
Desde 07 Ago 2020

Na segurança social, nas perguntas frequentes acerca do abono pre-natal, eles avançam esta definição de agregado familiar:

"Quem faz parte do agregado familiar?São consideradas elementos do agregado familiar as pessoas que vivam em economia comum e que tenham entre si os seguintes laços:•Cônjuge ou pessoa com quem viva em união de facto há mais de dois anos•Parentes e afins maiores em linha reta e em linha colateral, até ao 3º grau: Pais; Sogros; Padrasto, Madrasta, Filhos, Enteados, Genro, Nora, Avós, Netos, Irmãos, Cunhados, Tios, Sobrinhos, Bisavós, Bisnetos.•Parentes e afins menores em linha reta e linha colateral (não têm limite de Grau de parentesco)•Adotados restritamente e os menores confiados administrativamente ou judicialmente a algum dos elementos do agregado familiar"

Daqui eu ter percebido que para serem considerados agregado familiar, as pessoas, além de viver em economia comum têm de ter um daqueles vínculos...pelo texto esses requisitos são cumulativos. Caso contrário não fará sentido chamar "agregado familiar", porque não haverá qualquer laço familiar. Então e quem vive sozinho num quarto, em casa divida com estranhos, que nem sabe os rendimentos dos vizinhos nem com eles tem qualquer laço? A situação do senhorio também não faz sentido nenhum... essas presunções não serão passiveis de prova em contrário ou seja, ilidiveis?

Ana Banana 33 -
Offline
Desde 07 Ago 2020

Acho que até está previsto na lei uma excepção quando existam vinculos contratuais, como seria o caso de um arrendatário e um senhorio...ai não se considera agregado familiar.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Acho que há uma diferença entre quem nós dizemos que é o agregado e a quem vão buscar os rendimentos. Quando fazem os cálculos para o abono eles inserem todos que tenham a mesma morada e vão contabilizar esses rendimentos. Diga o que disser no preenchimento dos papéis.
Os senhorios não deviam ter as mesmas moradas, mas muitas vezes acontece, deve estar tudo o mais direito possível. É o dia a dia IRS recusados por causa disso.
Já nas finanças funciona de outra forma.

Claudi P -
Offline
Desde 25 Dez 2015

e vocês já fizeram o IRS em conjunto? Se não, aproveite pedir o abono! Se tem direito por ter baixos rendimentos, então peça. Infelizmente compensa ser "mãe solteira". Agora e quando for para a creche. É o país que temos.
Eu que depois de pagar o colégio IPSS do meu primeiro filho, fico com o equivalente ao ordenado minimo, mas sou "rica" porque ganho mais de 10mil euros ao ano a dividir por 14 meses e claro que nem posso pensar em pedir o abono pré-natal..já estou fora do escalão.

Ana1416 -
Online
Desde 29 Mar 2019

Se vive com o seu namorado ele faz parte do seu agregado esteja em união de facto ou não.
Deve coloca lo também no pedido de abono, nem faz sentido de outra maneira.

Ana1416 -
Online
Desde 29 Mar 2019

Claudi P escreveu:
e vocês já fizeram o IRS em conjunto? Se não, aproveite pedir o abono! Se tem direito por ter baixos rendimentos, então peça. Infelizmente compensa ser "mãe solteira". Agora e quando for para a creche. É o país que temos.
Eu que depois de pagar o colégio IPSS do meu primeiro filho, fico com o equivalente ao ordenado minimo, mas sou "rica" porque ganho mais de 10mil euros ao ano a dividir por 14 meses e claro que nem posso pensar em pedir o abono pré-natal..já estou fora do escalão.

Fazer o IRS em conjunto não tem nada a ver... Nem é isso que determina se tem direito ao abono ou não.
O conceito de mãe solteira é engraçado... Para ir buscar apoios e isto e aquilo não faltam "mães solteiras" infelizmente é o país que temos...

FB2020 -
Offline
Desde 01 Out 2020

Claudi P escreveu:
e vocês já fizeram o IRS em conjunto? Se não, aproveite pedir o abono! Se tem direito por ter baixos rendimentos, então peça. Infelizmente compensa ser "mãe solteira". Agora e quando for para a creche. É o país que temos.
Eu que depois de pagar o colégio IPSS do meu primeiro filho, fico com o equivalente ao ordenado minimo, mas sou "rica" porque ganho mais de 10mil euros ao ano a dividir por 14 meses e claro que nem posso pensar em pedir o abono pré-natal..já estou fora do escalão.

Reveja essa situação... porque, com esses rendimentos...tem direito ao pré-natal... pode é não ser no primeiro escalão Piscar o olho

FB2020 -
Offline
Desde 01 Out 2020

Ana1416 escreveu:

Claudi P escreveu:e vocês já fizeram o IRS em conjunto? Se não, aproveite pedir o abono! Se tem direito por ter baixos rendimentos, então peça. Infelizmente compensa ser "mãe solteira". Agora e quando for para a creche. É o país que temos.
Eu que depois de pagar o colégio IPSS do meu primeiro filho, fico com o equivalente ao ordenado minimo, mas sou "rica" porque ganho mais de 10mil euros ao ano a dividir por 14 meses e claro que nem posso pensar em pedir o abono pré-natal..já estou fora do escalão.

Fazer o IRS em conjunto não tem nada a ver... Nem é isso que determina se tem direito ao abono ou não.
O conceito de mãe solteira é engraçado... Para ir buscar apoios e isto e aquilo não faltam "mães solteiras" infelizmente é o país que temos...

Para o conceito de mãe solteira, muitas pessoas o que fazem é manter a morada fiscal do pai do bebé em casa dos sogros e na residência do casal fica apenas a da mãe e a do bebé. É a única forma.

São opiniões... e formas de contornar o sistema que... enfim.

Ana Banana 33 -
Offline
Desde 07 Ago 2020

A intenção da minha pergunta era o esclarecimento, não a censura. Nem a minha, nem a de ninguém que responda à minha dúvida. É possivel responder discordando ou oferecer um esclarecimento sem moralismos. Obrigada a todos os que responderam.

Ana1416 -
Online
Desde 29 Mar 2019

Ana Banana 33 escreveu:
A intenção da minha pergunta era o esclarecimento, não a censura. Nem a minha, nem a de ninguém que responda à minha dúvida. É possivel responder discordando ou oferecer um esclarecimento sem moralismos. Obrigada a todos os que responderam.

Vou falar por mim, em momento algum a julguei. Quanto muito julguei as mães que praticam este tipo de atos, até porque em lado nenhum a Ana diz que vai omitir dados, mentir a segurança social para ter direito ao abono, não sei porque terá se sentido tão ofendida 🤔
Apenas referia minha opinião sobre "mães solteiras" que omitem dados, mentem, para ir buscar apoios o que no fundo é fraude é crime. Não é questão de moralismos. Ou quem não concorda com o violar de leis é moralista?

Ana Banana 33 -
Offline
Desde 07 Ago 2020

Ana1416 escreveu:

Ana Banana 33 escreveu:A intenção da minha pergunta era o esclarecimento, não a censura. Nem a minha, nem a de ninguém que responda à minha dúvida. É possivel responder discordando ou oferecer um esclarecimento sem moralismos. Obrigada a todos os que responderam.

Vou falar por mim, em momento algum a julguei. Quanto muito julguei as mães que praticam este tipo de atos, até porque em lado nenhum a Ana diz que vai omitir dados, mentir a segurança social para ter direito ao abono, não sei porque terá se sentido tão ofendida 🤔
Apenas referia minha opinião sobre "mães solteiras" que omitem dados, mentem, para ir buscar apoios o que no fundo é fraude é crime. Não é questão de moralismos. Ou quem não concorda com o violar de leis é moralista?

Não me senti ofendida, apenas acho que é possivel responder sem envolver a resposta em moralismos, principalmente no que toca a abonos e apoios a familias...porque a verdade é que há muita gente que oficialmente não se qualifica para os apoios e realmente precisa deles... na maioria das vezes considera-se que "nao passar fome" já é viver bem e não é verdade... quase que as pessoas precisam de ser mendigas para lhes ser dada qualquer tipo de ajuda... a lei não deve ser violada, mas há leis tão mal feitas que a censura está na forma como a lei está feita e não na pessoa que a contorna para ter direito a algo que já pagou 1000x cada vez que desconta o balurdio que desconta ao fim do mês... sei lá, eu trabalho nos tribunais e vejo coisas que é de jogar as mãos à cabeça. Há muita gente que contorna porque é chico esperto, mas há tanta gente que contorna porque não consegue colocar a cabeça à tona de água se não for assim... não é no abono pré natal que a malandragem se concentra. Não é por os abonos pre natais serem mal concedido que os pobres morrem à fome. É mm porque os grandes roubam milhoes e milhoes com uma só golpada. Eu não me senti ofendida por mim... eu sinto-me triste porque ate ter visto algumas coisas também era rápida em classificar as pessoas entre "as que cumprem a lei" e as que "não cumprem a lei". Mas as vees não nem tão simples, nem tão preto e branco... apenas isso. Não dirigi o comentário a ninguem em especifico, até porque não o fiz em resposta directa a ninguem. Relembro apenas que a vida é cheia de nuances e nem tudo o que parece é.

Posto isto, agradeço os contributos e esclarecimentos que me deram.

Claudi P -
Offline
Desde 25 Dez 2015

FB2020 escreveu:

Claudi P escreveu:e vocês já fizeram o IRS em conjunto? Se não, aproveite pedir o abono! Se tem direito por ter baixos rendimentos, então peça. Infelizmente compensa ser "mãe solteira". Agora e quando for para a creche. É o país que temos.
Eu que depois de pagar o colégio IPSS do meu primeiro filho, fico com o equivalente ao ordenado minimo, mas sou "rica" porque ganho mais de 10mil euros ao ano a dividir por 14 meses e claro que nem posso pensar em pedir o abono pré-natal..já estou fora do escalão.

Reveja essa situação... porque, com esses rendimentos...tem direito ao pré-natal... pode é não ser no primeiro escalão

Mas eu não tenho direito porque sou casada e apesar de estar no 4º escalão do abono do meu filho, mas para a candidatura ao abono pré-natal acho que teria q ser menos

Claudi P -
Offline
Desde 25 Dez 2015

Peço desculpa se gerei aqui falsos moralismos. O que me chateia é que existem apoios para tanta gente e para as grávidas e para os filhos parece sempre um grande crime!! Custa-me saber que quem contribui anos seguidos para a segurança social (seja com o ordenado minimo ou médio) muitas vezes não tenha direito a nada e depois pessoas que nunca contribuiram sequer com 1€ para o estado, usufruam de abonos, RSI entre outros.
Eu não estou a sugerir que enganem o estado (até porque eu não o faço) mas se a rapariga puder juntar algum dinheirinho até o filho nascer para comprar todas as coisas necessárias que um bebé precisa, não vejo mal nisso... nem toda a gente tem familia que ajude.

Ana1416 -
Online
Desde 29 Mar 2019

Claudi P escreveu:
Peço desculpa se gerei aqui falsos moralismos. O que me chateia é que existem apoios para tanta gente e para as grávidas e para os filhos parece sempre um grande crime!! Custa-me saber que quem contribui anos seguidos para a segurança social (seja com o ordenado minimo ou médio) muitas vezes não tenha direito a nada e depois pessoas que nunca contribuiram sequer com 1€ para o estado, usufruam de abonos, RSI entre outros.
Eu não estou a sugerir que enganem o estado (até porque eu não o faço) mas se a rapariga puder juntar algum dinheirinho até o filho nascer para comprar todas as coisas necessárias que um bebé precisa, não vejo mal nisso... nem toda a gente tem familia que ajude.

Há apoios para grávidas e para os filhos.
Serão os adequados? Talvez não.
Mas eu se não tivesse condições para ter filhos não os tinha pois não conto com o estado para os sustentar nem com a família.
Uma mulher que engravide que tenha o companheiro a ajudar e vai dizer no abono que é sozinha para mim é uma ilegalidade, é desonesto.
Quem é realmente mãe solteira e não tem ajuda do pai ou da família é que deve receber mais nesse tipo de apoio.
Não é o caso da autora do tópico que faz vida com o namorado, pai da criança e de certeza que os dois vão contribuir para o bebé. Acha normal a pessoa arranjar artimanhas para receber mais dinheiro? Eu não acho. E o abono não serve, ou não devia servir para as pessoas juntarem dinheiro. Serve para ajudar mães e bebés que têm realmente dificuldades.

Ana1416 -
Online
Desde 29 Mar 2019

Ana Banana 33 escreveu:

Ana1416 escreveu:
Ana Banana 33 escreveu:A intenção da minha pergunta era o esclarecimento, não a censura. Nem a minha, nem a de ninguém que responda à minha dúvida. É possivel responder discordando ou oferecer um esclarecimento sem moralismos. Obrigada a todos os que responderam.

Vou falar por mim, em momento algum a julguei. Quanto muito julguei as mães que praticam este tipo de atos, até porque em lado nenhum a Ana diz que vai omitir dados, mentir a segurança social para ter direito ao abono, não sei porque terá se sentido tão ofendida 🤔
Apenas referia minha opinião sobre "mães solteiras" que omitem dados, mentem, para ir buscar apoios o que no fundo é fraude é crime. Não é questão de moralismos. Ou quem não concorda com o violar de leis é moralista?

Não me senti ofendida, apenas acho que é possivel responder sem envolver a resposta em moralismos, principalmente no que toca a abonos e apoios a familias...porque a verdade é que há muita gente que oficialmente não se qualifica para os apoios e realmente precisa deles... na maioria das vezes considera-se que "nao passar fome" já é viver bem e não é verdade... quase que as pessoas precisam de ser mendigas para lhes ser dada qualquer tipo de ajuda... a lei não deve ser violada, mas há leis tão mal feitas que a censura está na forma como a lei está feita e não na pessoa que a contorna para ter direito a algo que já pagou 1000x cada vez que desconta o balurdio que desconta ao fim do mês... sei lá, eu trabalho nos tribunais e vejo coisas que é de jogar as mãos à cabeça. Há muita gente que contorna porque é chico esperto, mas há tanta gente que contorna porque não consegue colocar a cabeça à tona de água se não for assim... não é no abono pré natal que a malandragem se concentra. Não é por os abonos pre natais serem mal concedido que os pobres morrem à fome. É mm porque os grandes roubam milhoes e milhoes com uma só golpada. Eu não me senti ofendida por mim... eu sinto-me triste porque ate ter visto algumas coisas também era rápida em classificar as pessoas entre "as que cumprem a lei" e as que "não cumprem a lei". Mas as vees não nem tão simples, nem tão preto e branco... apenas isso. Não dirigi o comentário a ninguem em especifico, até porque não o fiz em resposta directa a ninguem. Relembro apenas que a vida é cheia de nuances e nem tudo o que parece é.
Posto isto, agradeço os contributos e esclarecimentos que me deram.

Esse argumento de já terem descontado, logo terem direito nem faz sentido. Quem desconta mais são as pessoas que normalmente têm rendimentos mais altos, são aqueles que normalmente não precisam de apoios nem têm direito a eles. Muitas vezes pessoas que nunca descontaram sequer são as tais qie pedem apoios. Pessoas com salários ditos normais não descontam um balúrdio..
Para mim roubar centenas ou milhares é igual, se é de direito percebe que o crime é o mesmo.
E não é bem assim, ao atribuir abonos a pessoas que não precisam, que enganaram o sistema é dinheiro de nós todos que vai para onde não era suposto e que podia ser usado para quem realmente precisa.
As pessoas usam muito o argumento dos Ricardos salgados desta vida para culparem a pobreza do país e para muitas vezes justificarem os seus atos. A questão é que este povo que omite dados, que arranja maneira de contornar o sistema para ir buscar mais uma trocos não é melhor que os Ricardos salgado que há por aí.. São iguais so ainda não tiveram foi oportunidade de roubar tanto como ele teve

Ana Banana 33 -
Offline
Desde 07 Ago 2020

Ana1416 escreveu:

Ana Banana 33 escreveu:
Ana1416 escreveu:
Ana Banana 33 escreveu:A intenção da minha pergunta era o esclarecimento, não a censura. Nem a minha, nem a de ninguém que responda à minha dúvida. É possivel responder discordando ou oferecer um esclarecimento sem moralismos. Obrigada a todos os que responderam.

Vou falar por mim, em momento algum a julguei. Quanto muito julguei as mães que praticam este tipo de atos, até porque em lado nenhum a Ana diz que vai omitir dados, mentir a segurança social para ter direito ao abono, não sei porque terá se sentido tão ofendida 🤔
Apenas referia minha opinião sobre "mães solteiras" que omitem dados, mentem, para ir buscar apoios o que no fundo é fraude é crime. Não é questão de moralismos. Ou quem não concorda com o violar de leis é moralista?

Não me senti ofendida, apenas acho que é possivel responder sem envolver a resposta em moralismos, principalmente no que toca a abonos e apoios a familias...porque a verdade é que há muita gente que oficialmente não se qualifica para os apoios e realmente precisa deles... na maioria das vezes considera-se que "nao passar fome" já é viver bem e não é verdade... quase que as pessoas precisam de ser mendigas para lhes ser dada qualquer tipo de ajuda... a lei não deve ser violada, mas há leis tão mal feitas que a censura está na forma como a lei está feita e não na pessoa que a contorna para ter direito a algo que já pagou 1000x cada vez que desconta o balurdio que desconta ao fim do mês... sei lá, eu trabalho nos tribunais e vejo coisas que é de jogar as mãos à cabeça. Há muita gente que contorna porque é chico esperto, mas há tanta gente que contorna porque não consegue colocar a cabeça à tona de água se não for assim... não é no abono pré natal que a malandragem se concentra. Não é por os abonos pre natais serem mal concedido que os pobres morrem à fome. É mm porque os grandes roubam milhoes e milhoes com uma só golpada. Eu não me senti ofendida por mim... eu sinto-me triste porque ate ter visto algumas coisas também era rápida em classificar as pessoas entre "as que cumprem a lei" e as que "não cumprem a lei". Mas as vees não nem tão simples, nem tão preto e branco... apenas isso. Não dirigi o comentário a ninguem em especifico, até porque não o fiz em resposta directa a ninguem. Relembro apenas que a vida é cheia de nuances e nem tudo o que parece é.
Posto isto, agradeço os contributos e esclarecimentos que me deram.

Esse argumento de já terem descontado, logo terem direito nem faz sentido. Quem desconta mais são as pessoas que normalmente têm rendimentos mais altos, são aqueles que normalmente não precisam de apoios nem têm direito a eles. Muitas vezes pessoas que nunca descontaram sequer são as tais qie pedem apoios. Pessoas com salários ditos normais não descontam um balúrdio..
Para mim roubar centenas ou milhares é igual, se é de direito percebe que o crime é o mesmo.
E não é bem assim, ao atribuir abonos a pessoas que não precisam, que enganaram o sistema é dinheiro de nós todos que vai para onde não era suposto e que podia ser usado para quem realmente precisa.
As pessoas usam muito o argumento dos Ricardos salgados desta vida para culparem a pobreza do país e para muitas vezes justificarem os seus atos. A questão é que este povo que omite dados, que arranja maneira de contornar o sistema para ir buscar mais uma trocos não é melhor que os Ricardos salgado que há por aí.. São iguais so ainda não tiveram foi oportunidade de roubar tanto como ele teve

Certo. Boa sorte para si, tudo de bom.

FB2020 -
Offline
Desde 01 Out 2020

Claudi P escreveu:

FB2020 escreveu:
Claudi P escreveu:e vocês já fizeram o IRS em conjunto? Se não, aproveite pedir o abono! Se tem direito por ter baixos rendimentos, então peça. Infelizmente compensa ser "mãe solteira". Agora e quando for para a creche. É o país que temos.
Eu que depois de pagar o colégio IPSS do meu primeiro filho, fico com o equivalente ao ordenado minimo, mas sou "rica" porque ganho mais de 10mil euros ao ano a dividir por 14 meses e claro que nem posso pensar em pedir o abono pré-natal..já estou fora do escalão.

Reveja essa situação... porque, com esses rendimentos...tem direito ao pré-natal... pode é não ser no primeiro escalão

Mas eu não tenho direito porque sou casada e apesar de estar no 4º escalão do abono do meu filho, mas para a candidatura ao abono pré-natal acho que teria q ser menos

Pré-natal, 4º escalão tem direito. Abono julgo que só até aos 36 meses.

Outros tópicos relacionados

Fraldas Descartáveis VS. Ecológicas
Mamãs, help Ando indecisa! Já falei com o meu namorado sobre isto mas não conseguimos chegar a uma conclusão, então decidi ouvir as vossas opiniões, porque mais que tudo a experiência fala por si, não é? Quais compraram? Gostaram ou arrependem-se do...
Ácido fólico VS Ferro
Olá mamãs! A minha médica disse-me para parar de tomar o Folicil às 20 semanas e começar a fazer só o Folifer. É suposto? Não é que não confie nela, mas pensei que o ácido fólico se tomasse toda a gravidez, embora depois ache que talvez seja um...
Espreguiçadeira VS. Cadeira da papa
Olá mamãs, Venho perguntar-vos o seguinte. Como normal ando a ver coisinhas para o bebé e estou com dúvidas. Existem as espreguiçadeiras "só", aquelas assim mais baixinhas e existem as espreguiçadeiras que mais tarde se transformam em cadeira de...
Óleo Árvore do Chá
Olá meninas, Bem recentemente fiquei fã das fraldas reutilizáveis e sei que na Bebenatur se vende o óleo da árvore do chá para nós usarmos umas gotinhas uma vez por mês na lavagem das fraldas, para desinfecção. Mas eu comprei as fraldas na...
Rabo maior na gravidez?!?
Meninas... há algo que me anda a complicar com o sistema nervoso! Eu dantes via-me ao espelho e não tinha muito rabo, eu gostava assim. Agora com 21 semanas, olho-me de lado e de repente tenho um rabo enorme!!! Há aqui alguém a quem também aconteceu...
É menino!!!
Mamãs, queria só partilhar convosco a minha alegria, soube ontem que vou ter um menino! Aguentei a espera até às 21 semanas e está tudo bem. Queria partilhar convosco para agradecer a ajuda que muitas me deram em variadíssimas questões... mas ainda...

Votação

Qual destas bebidas consome no dia-a-dia?