Mitos e verdades sobre o sono do bebé | De Mãe para Mãe

Está aqui

Mitos e verdades sobre o sono do bebé

Para os pais de primeira viagem: certamente que já ouviram imensos conselhos e opiniões vindos de familiares e amigos.

Provavelmente já ouviu muitos conselhos de familiares e amigos sobre o sono do bebé, mas será tudo verdade? Ou serão apenas mitos?

Vê aqui o que a nossa especialista do sono tem a dizer relativamente ao sono do bebé! De uma vez por todas, vamos esclarecer o que é mito e o que é facto – para que possa adormecer o bebé sem complicações, claro!

Mito: Dormir é natural para os bebés.

Facto: Ao contrário do que pensamos, dormir não é tão fácil como parece. Tal como na amamentação, os bebés necessitam de ser ensinados a dormir. Na amamentação, o bebé nasce com o instinto de sucção, porém, nos primeiros dias necessita de ajuda e orientação para que a amamentação se torne eficaz. O sono não é diferente, mas de um modo literal, ninguém pode colocar um bebé a dormir. O máximo que os pais podem fazer é cuidar e zelar o sono do seu filho. Cuidar do ambiente, criar horários e garantir o conforto para favorecer um sono de qualidade são ações essenciais.

Mito: Cansar o bebé durante o dia para dormir melhor de noite.

Facto: Esta é uma ideia bastante popular, mas acontece exatamente o oposto quando é colocada em prática. Quanto mais tempo o bebé estiver acordado, mais dificuldade terá em dormir um bom sono. Isto acontece porque, quando o intervalo de tempo entre dois sonos ultrapassa o tempo usual, ocorre uma descarga de cortisol e adrenalina – as hormonas do stress. No momento de adormecer o bebé, este ainda estará sob a influência destas hormonas e terá maior resistência à hora de dormir. Inicia-se, assim, um ciclo vicioso, também chamado de “efeito vulcânico”: o bebé não consegue dormir, acumula cansaço e mais hormonas são libertadas, ampliando o processo e gerando mais tensão até “explodir” - irritação, choro incontrolável e insónias durante toda a noite. Cuide do seu bebé de dia, respeitando o seu cansaço, para uma noite ainda melhor.

Mito: Silêncio extremo para o bebé dormir

Facto: Os bebés tendem a ter um sono mais leve durante o dia, mas não há necessidade de ter a casa em silêncio extremo para não acordar o bebé. Ainda no útero, o bebé experienciou diversos sons e alguns desses até lhe podem parecer familiares e reconfortantes. Segundo especialistas, os bebés conseguem dormir com algum barulho de fundo, especialmente durante o primeiro terço do sono. O uso de canções de embalar e música de relaxamento pode ajudar o bebé a dormir, porém deve ter cuidado para o bebé não se tornar dependente destes sons para adormecer. Quanto mais o bebé se habituar aos ruídos típicos de casa, melhor dorme com a sua presença.

Mito: Alimentar bem o bebé antes de dormir

Facto: Diversos estudos defendem que alimentar bem o bebé antes de dormir não favorece o seu sono. Tal como acontece depois de nós, adultos, comermos bem, o bebé pode adormecer mais facilmente. No entanto, a qualidade do seu sono diminui, pois poderá ter mais gases e despertar mais durante a noite. Até para prevenir o excesso de peso, o ideal é alimentar o bebé, brincar um pouco e adormecê-lo.

Mito: Nas sestas, o bebé deve dormir com luz para aprender a distinguir a noite do dia.

Facto: Depende. A luz, geralmente, inibe a produção de melatonina, uma substância que nos faz dormir. Deste modo, a presença de luz pode enviar mensagens ao cérebro para despertar. As luzes de presença costumam ter uma luz quente ou “dim” que não interferem tanto com a produção de melanina, mas mesmo essas não devem estar acesas durante todo o sono.

Mito: É normal os bebés ressonarem.

Facto: 15 a 25% dos bebés costumam ressonar, por isso pode até não ser nenhum problema grave. Contudo, ressonar pode também indicar um problema mais sério como a apneia obstrutiva do sono, uma doença que pode desencadear dificuldades em dormir e problemas mais tarde. Estudos conduzidos nos EUA descobriram que bebés com distúrbios do sono não tratados, como o ressonar, a apneia do sono ou a respiração bucal aos 6 meses, eram significativamente mais propensos a desenvolver comportamentos como a hiperatividade, a depressão, a agressão e a TDAH aos 7 anos. Embora alguns ruídos respiratórios durante o sono sejam normais, se tal acontecer com bastante frequência ou se lhe parecerem especialmente altos, o melhor é gravar os sons do bebé enquanto ele está a dormir e partilhar a gravação com o seu pediatra.

Mito: Deixar o bebé chorar até adormecer sozinho cria sentimentos de abandono com consequências no seu crescimento.

Facto: O instinto paternal diz-nos para responder ao bebé cada vez que ele chora. Portanto, ignorar o choro de bebé no berço pode ser intolerável para alguns pais. Contudo, especialistas defendem que, quando os pais tentam alterar os hábitos de sono do seu bebé, é normal este chorar e oferecer alguma resistência ao início. Estudos defendem que este método não tem qualquer impacto no comportamento e personalidade do bebé mais tarde. Durante os primeiros 3 meses, é normal dar colo e embalar o bebé para adormecer, mas, à medida que o bebé vai crescendo, é importante que este desenvolva a capacidade de adormecer sozinho. O conselho é simples: os pais devem aplicar os métodos e técnicas com que melhor se identificam e se sentem mais confortáveis.

Mito: O bebé deve dormir na cama dos pais por causa da “morte do berço” ou SMSI.

Facto: O berço não causa SMSI (Síndrome de Morte Súbita Infantil). No entanto, o ambiente em que o bebé dorme é um fator importante no Síndrome de Morte Súbita Infantil. A morte por SMSI ocorre sem aviso ou sintomas e é improvável que qualquer adulto ouça algum problema capaz de impedir a morte. Infelizmente, não se pode prevenir esta doença. Contudo, é possível minimizar os riscos de a desenvolver. Colocar o bebé a dormir juntamente com os pais pode aumentar o risco de sufocação e outras causas de morte infantil relacionadas com o sono. Em vez de partilhar a cama, o recomendado é a partilha de quarto - manter a área de sono do bebé separada da área de sono dos pais, ainda que no mesmo quarto. Superfícies macias e fofas, peluches e muitas mantas também devem ser evitadas para reduzir o risco de SMIS.

Almofada Emma
Uma só almofada com infinitas possibilidades. Ajuste o seu tamanho e firmeza para dormir confortavelmente durante toda a noite, em qualquer posição. Porque o conforto deve ser vivido em família.
Capa Protetora Emma
Uma proteção máxima para o seu colchão. Durma descansada com o seu bebé e previna possíveis acidentes. Esta capa é impermeável, respirável e antibacteriana. O complemento perfeito para noites entre pais e filhos.
Colchão Emma Original
Este é o membro que falta à sua família. Distinguido com o selo “O melhor do teste” pela DECO PROTESTE. Experimente o colchão Emma Original. 100 noites de teste e usufrua da entrega grátis. Porque os nossos filhos só estão bem quando nós estamos bem!