6 dicas para poupar no regresso às aulas | De Mãe para Mãe

Está aqui

6 dicas para poupar no regresso às aulas

De Mãe para Mãe 6 dicas para poupar no regresso às aulas

Um artigo Doutor Finanças


Com as férias de verão a chegar ao fim e o regresso às aulas a bater à porta, é importante começar a fazer contas e elaborar um orçamento para este fim.

Uma vez que esta é uma das fases mais dispendiosas do ano para muitas famílias portuguesas, é fundamental saber exatamente quanto é que vai gastar, mas, também, onde é que pode cortar e poupar. Este planeamento, para além de poder trazer a tal poupança, vai permitir evitar surpresas desagradáveis e não comprometer o orçamento familiar (até porque as restantes despesas mantêm-se).

Para ajudar toda a família preparámos algumas dicas para passar este regresso às aulas com nota máxima.


1. Não deixe as compras para a última hora

Preparar-se antecipadamente e fazer um orçamento familiar, vai permitir tomar decisões mais conscientes e procurar soluções mais adequadas à sua carteira.

Deixar as compras para a última hora, pode levá-la a gastar mais dinheiro do que era suposto. Por isso, o segredo é: planear, planear, planear. Só assim também vai ter tempo para analisar as despesas que já tem, as que estão por vir com o início do ano letivo e, assim, fazer escolhas.


2. Faça uma lista e priorize as necessidades

Para a auxiliar no ponto anterior, é importante que faça uma lista com tudo o que o seu filho vai precisar. Para além de facilitar o processo de compra, vai conseguir perceber quais as prioridades e evitar compras desnecessárias. Até porque, no caso de não conseguir comprar tudo neste momento, pode comprar apenas o que é mais importante nesta fase inicial, deixando o restante para ir adquirindo gradualmente (e até aproveitar algumas promoções que possam surgir).

Por isso, aconselhamos a sentar-se com o seu filho e, juntos, fazerem uma lista de tudo o que vai precisar para o novo ano letivo. Aqui deve incluir todo o tipo de materiais, desde livros, mochilas, material escolar, roupa e até equipamentos tecnológicos.

Depois da lista feita, é importante também olhar para o que já tem em casa.

De Mãe para Mãe 6 dicas para poupar no regresso às aulas


3. Verifique o que já tem e que pode reutilizar ou vender

Depois da lista feita, procure ver se pode cortar algum dos tópicos ao reutilizar material de anos anteriores.

Faça um levantamento de tudo o que ainda está em condições de ser usado. Verifique quais as canetas que ainda escrevem, e os cadernos que ficaram por estrear ou por terminar. Perceba ainda que materiais pode reutilizar junto dos seus amigos e familiares com filhos.

Seja criativa. Dê uma nova vida às mochilas e estojos com uns remendos originais, por exemplo. As folhas que ficaram por gastar dos cadernos do ano passado, coloque-as num dossier e ganhe um novo bloco de notas.

Tem coisas em bom estado, mas já não servem ou não são úteis ao seu filho? Aproveite para vender e utilizar esse dinheiro para auxiliar na compra de material novo. Seja material tecnológico, de desenho, roupa ou acessórios, tudo pode ser vendido. Reúna o material que está em condições, tire fotografias, atribua um preço justo aos produtos e coloque nas plataformas online disponíveis para o efeito.

Envolva os seus filhos nestas atividades e promova a sua consciência para a reciclagem e para a poupança. Explique a importância destes pequenos gestos e do seu impacto no mundo e que o planeta terra agradece.


4. Recorra aos manuais escolares gratuitos

Os livros escolares podem ser a maior fatia do orçamento no regresso às aulas. Mas, este peso no orçamento familiar, pode agora ser reduzido com o programa de aquisição de manuais escolares da Direção-Geral da Educação.

Para aceder a este programa deve efetuar o seu registo na plataforma MEGA e, aí, terá acesso à lista de manuais correspondentes ao ano letivo em vigor, aos vouchers que lhe permitirão adquirir os manuais e à lista de livrarias aderentes. Depois, é só dirigir-se às livrarias com os vouchers e adquirir os manuais (se preferir manuais novos). Caso opte por manuais usados, é à escola que se deve dirigir.


5. No momento de comprar utilize técnicas de poupança

No período que antecede o regresso às aulas, são muitas as lojas que apostam em fazer promoções que podem valer a pena. Esteja atenta às oportunidades e compare preços através dos folhetos das grandes superfícies comerciais. Pode também consultar plataformas online para comparar o preço de determinado produto e perceber onde o pode adquirir mais barato. Mas atenção: verifique sempre se precisa mesmo do produto em promoção, ou se apenas está a comprá-lo porque está mais barato.

Comprar online também pode ser uma boa solução para poupar. Para além de conseguir comparar preços, pesquisar promoções e descontos exclusivos online, vai ainda evitar todas as prateleiras recheadas de tentações para os mais novos. Tudo isto, no conforto de sua casa, enquanto ainda poupa tempo e dinheiro em deslocações.

Considere ainda comprar materiais de marca branca, principalmente materiais de consumo e desgaste rápido, já que, por vezes, não valem um investimento muito avultado. Embora claro, possa vir a ser difícil convencer os mais novos a abdicarem dos lápis que viram na televisão, considere esta como uma oportunidade para começar a incutir hábitos de poupança, para que entendam que nem sempre o produto mais badalado é o melhor. Contudo, é também importante fazer uma ou outra cedência, afinal, a magia do regresso às aulas está também na escolha do material escolar, que ajuda na motivação para o começo do novo ano.

Por outro lado, em materiais que podem ser reutilizados de ano para ano, é importante que também aposte na qualidade dos mesmos, evitando assim comprar num futuro próximo.

De Mãe para Mãe 6 dicas para poupar no regresso às aulas


6. Não se esqueça das atividades extracurriculares

Com o regresso às aulas, arrancam também as atividades complementares. Estas também acabam por representar um elevado custo financeiro e devem estar comtempladas no orçamento familiar. Pode aproveitar para consultar as diversas ofertas de ginásios e associações desportivas para perceber se pode poupar no investimento numa modalidade de interesse do seu filho.


Dica extra: Aproveite o arranque deste ano letivo para rever outras despesas que podem estar a afetar o seu orçamento familiar e a evitar que consiga obter uma poupança no final do mês.


Bom regresso às aulas e boas poupanças! 🙂