Triste com as pessoas | De Mãe para Mãe

Está aqui

Triste com as pessoas

Responda
27 mensagens
RitaMC -
Offline
Desde 28 Mar 2017

Sinto que por vezes ninguém nos compreende, a não ser quem esta a passar pela mesma situação ou já passou. Durante muitos meses tentei não pensar assim, apesar de ter sempre essa sensação. Hoje logo cedo ouvi de uma "amiga" o que nunca pensei ouvir, até agora sempre me apoiou bastante e era até das pessoas que mais me compreendia, ou melhor, parecia. Comentei com ela que estava ansiosa e nervosa com a próxima consulta que é já na próxima 6a feira (consulta de urologia, pois o meu marido infelizmente tem azoospermia) e vamos ficar a saber a causa e se existe ou não alguma hipótese. O melhor que ela teve para me dizer foi, para eu tomar um calmante e para ter calma, que até podemos conseguir naturalmente nem que seja daqui a 10 anos... que a irmã de outra amiga fez vários tratamentos falhados durante anos e depois conseguiram naturalmente, para eu não pensar nisso! Para eu não pensar? Se é possível digam-me por favor como fazer para não pensar no nosso maior sonho, ainda por cima com um diagnóstico tão complexo como este, etc etc. Sinto que ninguém entende mesmo, nem a minha própria família. Serei a única? Estou triste e desiludida, sinto que só me tenho a mim mesma e ao meu marido nesta luta tão difícil e desgastante. E ainda tenho um caminho tão longo a percorrer...

RitaR. -
Offline
Desde 12 Set 2017

Olá RitaMC. Compreendo-te perfeitamente! A conclusão a que chego é que as pessoas não sabem o que dizer nestas situações e depois acabam a dizer as coisas mais parvas, ou que simplesmente nos magoam porque não conhecem e não sabem como é. Gosto de acreditar que a intenção é boa, mas infelizmente o efeito do que dizem nem sempre é o melhor. Por isso é que gradualmente me tenho vindo a proteger e tentar comentar o mínimo possivel com as pessoas. No meu caso acresce o facto de já ter filhos e já ter mais que 40, pelo toda a gente acha que sou parva "e se não foi é porque não tem que ser", "Deus sabe o que faz", etc, etc. Mas eu respondo sempre que "Só quem está dentro do convento é que sabe o que vai lá dentro!". E é verdade, só quem passa pelas situações é que pode entender. Força e ânimo !

Submetido por RitaR. em Seg, 02/10/2017 - 10:01
Sobre RitaR.

Tenho 41. A tentar engravidar do 3º filho desde Fev2016.
5 xDufine dsd 2016. 3 positivos: AR11s+2 bioq
Infertilidade HLL Jun 2017.
Jul e Agos = coito programado (-) Set IIU. (-)
Out FIV (-)

micaela lourenco -
Offline
Desde 31 Dez 2015

Olá
Infrlizmente ouve-se sempre essas histórias, demorei algum tempo a engravidar e muitas das minhas amigas sabiam k eu estava nas consultas "tens de ter calma", "não penses nisso" e eu pensanva exactamente como tu .. tipo não pensar no assunto para mim não dava pk o meu maior sonho era ser mãe.. e toda elas conseguiam e eu não..
Depois também contavam k conheciam pessoas k não conseguiam e depois de deixar de pensar engravidar conseguiam .. e eu pronto não compreendem !

Depois tive amigas k apoivam mesmo , uma delas tb tinha passado por 6 anos de infertelidade ja tinha feito alguns tratamentos.. e na 2°FIV ficou grávida de um menino .. ela era a minha esperança e ajudou-me muito ..

O meu marido suportou muito os meus maus humores ele foi o meu suporte de ter continuado pk muitas vezes quis desistir e ele sempre ao meu lado apoio muito ..

Se o teu marido está ao teu lado é nisso k tens de pensar e que um dia vão conseguir ..

A minha sogra também sabia do processo, e parecia que ela não apoiava muito não sei ,e eu cheguei a pensar bem quando engravidar vai ser uma desilusão para ela !arrenpendo-me tanto de ter esse pensamento! Bem a nenina ainda não nasceu ela comprou-me todas as roupinhas ,os produtos de higiene .. liga-me bué vezes a perguntar como estamos , e como ta a netinha .. acabamos por criar uma ligação tão forte que agora sou eu k ligo quase todos os dias para perguntar como ela está..

Desejo que tudo corra bem , eu sei que o vosso problema é diferente do meu mas que tenhas sempre esperança no teu coração..
?

Submetido por micaela lourenco em Seg, 02/10/2017 - 10:11

1°iiu 8/3/2017
20/3/2017 POSITIVO
1º eco+consulta 13 Abril
próxima eco 19/8/2017

Sonhoadois -
Offline
Desde 28 Ago 2017

Não consigo dizer-vos mais nada a não ser que são uma guerreiras e de uma força invejável.
Felizmente não tive problemas em engravidar até agora, mas infelizmente sofro de perdas gestacionais recorrentes sem qualquer explicação médica e posso assegurar-vos que só quem passa pelas situações consegue relacionar-se um pouco com as nossas dores.
É mesmo assim... Não há nada a fazer.
Só quando nos toca a nós é que sofremos e compreendemos.

Um beijinho para vocês

Submetido por Sonhoadois em Seg, 02/10/2017 - 10:21
Sara.rs.90 -
Offline
Desde 21 Ago 2015

Percebo bem o que dizes.. No início da minha gravidez tive um pequeno sangramento, fui ao hospital e foi me detetada uma ferida no colo do útero possivelmente existente desde o parto da minha filha mais velha. A médica que me vou na urgência pintou-me um cenário de que teria que interromper a gravidez para tratar, questionou-me várias vezes se queria seguir com a gravidez e que se quisesse seguir que era um problema meu (palavras dela) e que seria responsabilidade minha. No dia seguinte em pânico fui ao centro de saúde já a pensar que o aspeto da ferida era canceroso ou algo do género para a médica ter tido aquela reação e tentar ser vista por alguém que me acalmaram logo que sim tenho uma lesão mas nem tem assim tão mau aspeto que justificasse tal aconselhamento da médica no dia anterior. Ainda meia abananada com a situação comentei com uma "amiga" minha (que parece que ficou quase que chateada comigo com esta gravidez não sei, nem deu para perceber bem) ao que me responde com as seguintes palavras "Ai não te querendo assustar mas conheço uma rapariga que a cunhada dela descobriu que tinha uma ferida no colo do útero um tempo depois do parto do primeiro filho e afinal já estava em cancro e acabou por ter que tirar o útero" não querendo ficar assustada mas a sério amiga? Obrigada pelas palavras lol entretanto tenho tido alguns precalços na gravidez, uma semana depois de saber desse ferimento tive um descolamento de placenta de 80% e passado nem uma semana recebo a notícia que o saco gestacional não estava a desenvolver e estava demasiado pequeno para o tamanho do bebe e qu se não começasse a desenvolver até às 9semanas que possivelmente ja nao ia desenvolver e na próxima eco (do rastreio) que se iria ver o embrião morto apertado dentro do saco. Entretanto o mês seguinte a esses episódios têm se marcado com hemorragias constantes e idas ao hospital quase semanalmente. Felizmente que tem se visto o saco a desenvolver e parece estar tudo a correr bem. Mas cada vez que essa "amiga" me perguntava como andavam as coisas e ia metendo-a a par só me respondia "ainda bem que está tudo bem" lol tipo a sério? "olha o saco não está a desenvolver e só daqui a umas semanas se sabe no que dá" "ah ainda bem que está a correr tudo bem" lol acabei por me afastar dela e evito ja falar com ela porque sinceramente com todas estas coisas (que só consegui acalmar na 2f quando tive uma hemorragia enorme e a médica na urgência disse me que estava tudo bem com o bebé o saco e o descolamento e que aquele sangue era restos do descolamento ainda) mas andei um mês de coração nas mãos sem saber qual era a vez que ia para o hospital com hemorragias e me dissessem que não havia nada a fazer. O desvolameto que tive foi devido ao saco estar pequeno e à placenta estar pequena demais para o embrião pois não estavam a ter força para suportar o peso. Ha pessoas que mais vale nos afastarmos. Irrita quando precisamos de uma palavra de apoio apenas um "vai correr tdo bem e se não correr estou aqui" e não, vem falar das primas e das tias e das amigas que aconteceu igual ou melhor ou pior... Lá me vou limpando dessa gente

Submetido por Sara.rs.90 em Seg, 02/10/2017 - 10:30

Paragem da pilula:fevereiro Concepção:março
Dpp:19 de Dezembro 2015
Primeira gravidez e é uma princesa linda.
Nasceu: 2:21h do dia 11/12/15 com 2.720gr e 46cm

Andro -
Offline
Desde 03 Mar 2016

Ola .

Muitas vezes quem está por fora e não está a passar pelo que estamos nós a passar , mesmo nos apoiando , tenta arranjar palavras para nos consolar e confortar e muitas vezes acabam por não ser as melhores ou mesmo aplicadas da melhor forma . O que lhe posso dizer é que , nesta altura , é normal que você esteja anciosa eesperançosa , sobretudo , vá positiva e não se preocupe com estas coisas . Tente ver o outro lado da história e pense o que diria a uma pessoa que não consegue engravidar . Não é fácil escolher as melhores palavras . E sim , a sua amiga tem certa razão, há muitos casais que conseguem engravidar naturalmente depois de anos e anos !! O que não impede que tenha sucesso desde os primeiros tratamentos para conceber !! Penso que foi isso que a sua amiga desejou transmitir . Posto isto , desejo-lhe tudo de bom e que tudo corra bem . Seja positiva.

Submetido por Andro em Seg, 02/10/2017 - 11:22
luazinha23 -
Offline
Desde 24 Nov 2015

Acho que por vezes o que me deixa triste nas pessoas, até acaba por ser em nós mulheres. Não temos solidariedade. Nem pensamos no que se poderá estar a passar do outro lado.
Até hoje e ainda só conto 2 anos desta luta de infertilidade, já passei por situações menos agráveis, mas acho que aquela que mais me incomodou foi com uma amiga.
Falei abertamente sobre a infertilidade, expliquei onde estava a ser seguida e como estavam a correr as coisas, do lado dela ouvi alguns concelhos e experiências de amigas que tinha passado da MAC para Santa Maria por ter um serviço melhor, mas ela não sabia porque já tinha ouvido falar do médico, mas não o conhecia pessoalmente. No fim dessa noite em conversa com o meu marido, diz-me ele que "Olha também falamos disso, mas a XX e o ZZ também andaram a ser seguidos na MAC, tentaram durante 2 anos e só conseguiram com PMA". Nesse instante pensei, que enfim os amigos são quem queremos à nossa volta e aquela pessoa não a quero como amiga. Entendo que não se queira falar do assunto com todas as pessoas, mas quando se vê nitidamente que tens ali uma pessoa que só preciosa do teu apoio, mesmo que não sejamos amigos damos um pouco mais de nós.
Mas concordo com a Andro, nem sempre encontramos as melhores palavras. É fácil felicitar alguém, mas é muito difícil amparar corretamente nos momentos mais difíceis.

Submetido por luazinha23 em Seg, 02/10/2017 - 11:39

Junho 2015 - Começo dos treinos
Janeiro 2017 - 1.ª Consulta infertilidade 2017 MAC
Março 2017 - Histerossalpingografia com trompa direita totalmente obstruída
Em lista de espera para FIV na MAC

FSilsa -
Offline
Desde 08 Abr 2014

Olá, Rita MC, eu nunca tive problemas de infertilidade até agora. E só passei por cá para dizer que realmente nós que não passamos por isso ou que vemos sempre essas coisas nos outros, não sabemos o que dizer. Qualquer coisa que dizem pode ser levada a mal mas não é dita com esse intuito.
Até às vezes já tenho receio de abrir a boca para dizer qualquer coisa a grávidas ou a recém-mães...

Submetido por FSilsa em Seg, 02/10/2017 - 11:52
Sara12345 -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Acho que todas te compreendemos.
Às vezes até quem já passou por isto se esquece de nós (já me aconteceu).
E ainda hoje ... A minha cunhada está grávida e a minha sogra não entende que nos não queiramos assistir ao processo. Que não queremos ver as fotos das ecografias de um embrião de poucas semanas.
Que temos de saber deixa -los ser felizes. Já chorei imenso hoje e para que ? Só quem passa sabe o que se sofre e toda a gente à nossa volta está ou absolutamente nas tintas ou então cheios de pena e sem saber o que dizer ou fazer.
Já basta todo o sofrimento mensal que passamos, não precisamos ainda de constrangimento sociais. Isto é uma fase super difícil da nossa vida e acho que o truque mesmo é proteger-nos e tentar não partilhar muito com quem não entende. Porque só faz com que as pessoas criem juízos de valor sobre um tema que não fazem a mínima ideia do sofrimento que acarreta quase diariamente...

Submetido por Sara12345 em Seg, 02/10/2017 - 15:32
Sobre Sara12345

Abril 15 AR 7 semanas
Julho 16 ectopica (remoção trompa direita)
Março 17 inscrita na MAC - AM 0,38
Maio 17 FIV Lusíadas (-)
Setembro 17 - 2a FIV Lusiadas (+) 18.10.2017

Andro -
Offline
Desde 03 Mar 2016

Sara12345 escreveu:
Acho que todas te compreendemos.
Às vezes até quem já passou por isto se esquece de nós (já me aconteceu).
E ainda hoje ... A minha cunhada está grávida e a minha sogra não entende que nos não queiramos assistir ao processo. Que não queremos ver as fotos das ecografias de um embrião de poucas semanas.
Que temos de saber deixa -los ser felizes. Já chorei imenso hoje e para que ? Só quem passa sabe o que se sofre e toda a gente à nossa volta está ou absolutamente nas tintas ou então cheios de pena e sem saber o que dizer ou fazer.
Já basta todo o sofrimento mensal que passamos, não precisamos ainda de constrangimento sociais. Isto é uma fase super difícil da nossa vida e acho que o truque mesmo é proteger-nos e tentar não partilhar muito com quem não entende. Porque só faz com que as pessoas criem juízos de valor sobre um tema que não fazem a mínima ideia do sofrimento que acarreta quase diariamente...

Desculpe , dependendo da situação eu se fosse sua cunhada ficaria muito triste de estar a ignorar esta fase , que era importante para mim . Tudo bem , temos de entender que quem está na vossa situação sofra e temos de ser solidários e tentar pelo menos compreender ... Mas eu ficaria triste e sentir-me-ia ignorada por vocês. Penso que a sua cunhada ao querer partilhar isso não está a fazer por mal e ninguém tem de pagar pelo que estão a passar e a sua sogra só que que se dêem bem . Como digo , pensamento positivo , esperança e a vida segue , embora com estes dias mais dificeis mas nunca , a meu ver , poderemos ignorar a felicidade dos que nos são proximos .

Submetido por Andro em Seg, 02/10/2017 - 16:06
[email protected] -
Offline
Desde 28 Dez 2013

Como já disseram anteriormente, acho que só quem passa ou passou pelo processo consegue entender. As pessoas às vezes não sabem o que dizer e tentam animar-nos mas não percebem que apenas conseguem magoar-nos mais ou dar-nos desalento...
Andamos há mais de 2 anos a tentar o segundo, somos seguidos nas consultas de infertilidade no hospital da nossa zona e estamos em lista de espera, mas eu já nem falo do assunto com quase ninguém pois não me percebem... Aquilo que me dizem muitas vezes é que já tenho uma filha, e devia esquecer o resto, se não dá é porque não tem que ser... Que devia era agradecer o que tenho em vez de tentar ter mais...
Eu agradeço todos os dias a dádiva que já tenho, a minha filha é o meu mundo, mas é assim tão mau desejar ter um segundo filho? Querer que a minha filha tenha um irmão ou irmã? É um longo caminho, e já desisti de tentar explicá-lo.
Mas nós mulheres também somos más para as outras em vez de nos unirmos. Somos seguidos num hospital público, o início das consultas e tratamentos de 1ª linha são rápidos, mas a lista de espera para os tratamentos de 2ª linha é longa (e também existe a parte da idade), e já ouvi na sala de espera para uma consulta, uma senhora dizer em voz alta que há casais que não deveriam estar ali, pois se já têm um filho deviam estar em casa com ele em vez de estarem a tirar o lugar na lista de espera a quem ainda não tem nenhum... Ouvir isto é cruel, principalmente vindo de outra mulher que não consegue engravidar naturalmente.
É seguir a nossa vida, e esperar que o nosso sonho chegue... sem dar explicações a ninguém.

Submetido por [email protected] em Seg, 02/10/2017 - 16:27

À procura da minha 2ª estrelinha ♡ ♡ ♡ é difícil seres tão desejada e ao mesmo tempo tão difícil de alcançar...

Minha pipoquinha linda, amor maior da minha vida ♡ ♡ ♡ primeiro dia do resto das nossas vidas 26/09/2013

Andro -
Offline
Desde 03 Mar 2016

[email protected] , realmente !! Essa de ja ter uma filha e de ter de se contentar é terrivel . Do meu segundo , tbém demorei mais tempo a engravidar , ja estava stressada e também tive alguém que me disse " se não não conseguires , lembra-te que ja tens um menino".. e então né? Enfim .

Submetido por Andro em Seg, 02/10/2017 - 16:37
shicat -
Offline
Desde 25 Set 2013

Não passei por isso, por isso não, não sei quanto pode ser o sofrimento duma situação dessas. Mas isso não me impede de compreender. O problema é simplesmente que aquilo que dizemos com uma determinada finalidade pode ser interpretado de forma muito errada. E as mesmas palavras podem ser percecionadas de forma muito diferente por pessoas diferentes. Acho que o que a sua amiga estava a dizer era simplesmente «tem esperança». As pessoas não fazem por mal... por estas e por outras é que eu nunca toco no assunto filhos com ninguém. Mas não é por aí que deixo de ser «julgada»: para algumas pessoas isso mostra desinteresse da minha parte.

Submetido por shicat em Seg, 02/10/2017 - 16:37
Sara.rs.90 -
Offline
Desde 21 Ago 2015

[email protected] e Andro, não tendo muito a ver com dificuldades em engravidar mas também ouvi esse gênero de comentários quando foi com o meu descolamento de placenta. A coisa estava presa por um fio e fui me um pouco a baixo e também ouvi comentários de "mas já tens uma filha se não tivesses era pior" quer dizer, como já tenho uma filha posso perder uma gravidez na boa porque no final de contas já estou "servida"? Enfim, nem dá vontade de manter essas pessoas perto

Submetido por Sara.rs.90 em Seg, 02/10/2017 - 17:05

Paragem da pilula:fevereiro Concepção:março
Dpp:19 de Dezembro 2015
Primeira gravidez e é uma princesa linda.
Nasceu: 2:21h do dia 11/12/15 com 2.720gr e 46cm

Sara12345 -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Andro escreveu:

Sara12345 escreveu:Acho que todas te compreendemos.
Às vezes até quem já passou por isto se esquece de nós (já me aconteceu).
E ainda hoje ... A minha cunhada está grávida e a minha sogra não entende que nos não queiramos assistir ao processo. Que não queremos ver as fotos das ecografias de um embrião de poucas semanas.
Que temos de saber deixa -los ser felizes. Já chorei imenso hoje e para que ? Só quem passa sabe o que se sofre e toda a gente à nossa volta está ou absolutamente nas tintas ou então cheios de pena e sem saber o que dizer ou fazer.
Já basta todo o sofrimento mensal que passamos, não precisamos ainda de constrangimento sociais. Isto é uma fase super difícil da nossa vida e acho que o truque mesmo é proteger-nos e tentar não partilhar muito com quem não entende. Porque só faz com que as pessoas criem juízos de valor sobre um tema que não fazem a mínima ideia do sofrimento que acarreta quase diariamente...

Desculpe , dependendo da situação eu se fosse sua cunhada ficaria muito triste de estar a ignorar esta fase , que era importante para mim . Tudo bem , temos de entender que quem está na vossa situação sofra e temos de ser solidários e tentar pelo menos compreender ... Mas eu ficaria triste e sentir-me-ia ignorada por vocês. Penso que a sua cunhada ao querer partilhar isso não está a fazer por mal e ninguém tem de pagar pelo que estão a passar e a sua sogra só que que se dêem bem . Como digo , pensamento positivo , esperança e a vida segue , embora com estes dias mais dificeis mas nunca , a meu ver , poderemos ignorar a felicidade dos que nos são proximos .


Eu ficaria feliz e presente se nos dessemos bem, mas não é o caso. Aliás quando eu tive um aborto e uma gravidez ectópica nem uma mensagem recebi

Submetido por Sara12345 em Seg, 02/10/2017 - 18:35
Sobre Sara12345

Abril 15 AR 7 semanas
Julho 16 ectopica (remoção trompa direita)
Março 17 inscrita na MAC - AM 0,38
Maio 17 FIV Lusíadas (-)
Setembro 17 - 2a FIV Lusiadas (+) 18.10.2017

Andro -
Offline
Desde 03 Mar 2016

Sara12345 escreveu:

Andro escreveu:
Sara12345 escreveu:Acho que todas te compreendemos.
Às vezes até quem já passou por isto se esquece de nós (já me aconteceu).
E ainda hoje ... A minha cunhada está grávida e a minha sogra não entende que nos não queiramos assistir ao processo. Que não queremos ver as fotos das ecografias de um embrião de poucas semanas.
Que temos de saber deixa -los ser felizes. Já chorei imenso hoje e para que ? Só quem passa sabe o que se sofre e toda a gente à nossa volta está ou absolutamente nas tintas ou então cheios de pena e sem saber o que dizer ou fazer.
Já basta todo o sofrimento mensal que passamos, não precisamos ainda de constrangimento sociais. Isto é uma fase super difícil da nossa vida e acho que o truque mesmo é proteger-nos e tentar não partilhar muito com quem não entende. Porque só faz com que as pessoas criem juízos de valor sobre um tema que não fazem a mínima ideia do sofrimento que acarreta quase diariamente...

Desculpe , dependendo da situação eu se fosse sua cunhada ficaria muito triste de estar a ignorar esta fase , que era importante para mim . Tudo bem , temos de entender que quem está na vossa situação sofra e temos de ser solidários e tentar pelo menos compreender ... Mas eu ficaria triste e sentir-me-ia ignorada por vocês. Penso que a sua cunhada ao querer partilhar isso não está a fazer por mal e ninguém tem de pagar pelo que estão a passar e a sua sogra só que que se dêem bem . Como digo , pensamento positivo , esperança e a vida segue , embora com estes dias mais dificeis mas nunca , a meu ver , poderemos ignorar a felicidade dos que nos são proximos .

Eu ficaria feliz e presente se nos dessemos bem, mas não é o caso. Aliás quando eu tive um aborto e uma gravidez ectópica nem uma mensagem recebi


Pronto , nesse caso , parece reciproco , mas temos de fazer a diferença por vezes . Nao por ela mas pelo sobrinho que vem por ai . Assim como ela também deveria ter sido coerente e lhe ter pelo menos enviado uma mensagem , uma palavra . E a sua sogra , espero que ela tenha repreendido tambem a sua cunhada.

Submetido por Andro em Seg, 02/10/2017 - 21:04
Ana Margarida P... -
Offline
Desde 11 Set 2017

Tens que pensar que somos mais fortes e nada e nem ninguém nos vai deitar abaixo!!! Pensamento positivo. Acho que o meu marido terá o mesmo problema que o teu. Nós só vamos em novembro à consulta de urologia!! Estas ser seguida na Mac? Qual é o teu médico/a? Bjinhos grandes e concentra te naquilo que tu mais desejas!!!

Submetido por Ana Margarida P... em Seg, 02/10/2017 - 21:24
Sara12345 -
Offline
Desde 21 Maio 2014

Andro escreveu:

Sara12345 escreveu:
Andro escreveu:
Sara12345 escreveu:Acho que todas te compreendemos.
Às vezes até quem já passou por isto se esquece de nós (já me aconteceu).
E ainda hoje ... A minha cunhada está grávida e a minha sogra não entende que nos não queiramos assistir ao processo. Que não queremos ver as fotos das ecografias de um embrião de poucas semanas.
Que temos de saber deixa -los ser felizes. Já chorei imenso hoje e para que ? Só quem passa sabe o que se sofre e toda a gente à nossa volta está ou absolutamente nas tintas ou então cheios de pena e sem saber o que dizer ou fazer.
Já basta todo o sofrimento mensal que passamos, não precisamos ainda de constrangimento sociais. Isto é uma fase super difícil da nossa vida e acho que o truque mesmo é proteger-nos e tentar não partilhar muito com quem não entende. Porque só faz com que as pessoas criem juízos de valor sobre um tema que não fazem a mínima ideia do sofrimento que acarreta quase diariamente...

Desculpe , dependendo da situação eu se fosse sua cunhada ficaria muito triste de estar a ignorar esta fase , que era importante para mim . Tudo bem , temos de entender que quem está na vossa situação sofra e temos de ser solidários e tentar pelo menos compreender ... Mas eu ficaria triste e sentir-me-ia ignorada por vocês. Penso que a sua cunhada ao querer partilhar isso não está a fazer por mal e ninguém tem de pagar pelo que estão a passar e a sua sogra só que que se dêem bem . Como digo , pensamento positivo , esperança e a vida segue , embora com estes dias mais dificeis mas nunca , a meu ver , poderemos ignorar a felicidade dos que nos são proximos .

Eu ficaria feliz e presente se nos dessemos bem, mas não é o caso. Aliás quando eu tive um aborto e uma gravidez ectópica nem uma mensagem recebi

Pronto , nesse caso , parece reciproco , mas temos de fazer a diferença por vezes . Nao por ela mas pelo sobrinho que vem por ai . Assim como ela também deveria ter sido coerente e lhe ter pelo menos enviado uma mensagem , uma palavra . E a sua sogra , espero que ela tenha repreendido tambem a sua cunhada.


Obviamente que estou mto feliz por eles e nunca vou rejeitar criança alguma só pq eu não sou mãe.
Só fico triste porque as vezes nem as pessoas mais próximas conseguem perceber o nosso sofrimento. Não desejo a ninguém aborto ou infertilidade. Mas também acho que ao fim de 3 anos de sofrimento não precisamos que deste tipo de situação... sobretudo depois de tratamentos falhados e em vias de recomeçar todo o processo.
Só quem passa por isto sabe, desde o sofrimento psicológico, ao planeamento e às frustrações de expectativas mas também ao tormento físico que todos estes processos nos fazem passar. Por muita compreensão que possam tentar ter, quem nunca passou por nada igual não entende a 100%.

Submetido por Sara12345 em Seg, 02/10/2017 - 21:45
Sobre Sara12345

Abril 15 AR 7 semanas
Julho 16 ectopica (remoção trompa direita)
Março 17 inscrita na MAC - AM 0,38
Maio 17 FIV Lusíadas (-)
Setembro 17 - 2a FIV Lusiadas (+) 18.10.2017

Liaddan -
Offline
Desde 18 Abr 2011

É exatamente como já disseram. Só quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro. Se há coisa que ainda hoje me tira do sério é a frase clichê do " tens de ter calma, quando menos esperares acontece. A minha prima também não conseguia engravidar, foi de férias para as Bahamas e engravidou". Eu sei que há casos desses, mas sejamos realistas, na maioria dos casos isso não acontece. Neste momento já não ligo a comentários porque as pessoas têm sempre alguma coisa a dizer. Ainda o mês passado uma amiga que sabe da minha história de infertilidade me perguntava quando mandava vir o próximo. Ahaha! A sério??? Epa, se me pagarem outra ICSI... São só uns tostoezinhos, não é verdade? As pessoas não têm noção, falam para não estarem caladas. Muita fé para todas as meninas que andam na luta! Façam ouvidos moucos.

Submetido por Liaddan em Seg, 02/10/2017 - 23:34
Sobre Liaddan

Fim da pílula Set 2013
Eu: baixa reserva ovárica - Ele: Oligospermia e Teratospermia
H. Lusíadas, abril 2016: 1.ª ICSI +++ gravidez gemelar
junho 2016: gravidez não evolutiva de 1 dos gémeos

RitaMC -
Offline
Desde 28 Mar 2017

Obrigado a todas pelo apoio e carinho. Por vezes também estamos mais sensíveis e levamos logo as coisas para o pior lado, foi um pouco do que me aconteceu ontem. Sei que quem não passa por isto nunca ira compreender, apesar de não ser por mal, e muitas vezes tentam dizer algo para ajudar que acaba por nos magoar ainda mais. Muita força para todas as que estão nesta luta! Não tenho dúvidas de que somos todas umas guerreiras e de que vamos conseguir os nossos tesouros!

Submetido por RitaMC em Ter, 03/10/2017 - 09:25
RitaMC -
Offline
Desde 28 Mar 2017

Olá Ana Margarida, nós estamos a ser seguidos no Hospital de Santa Maria desde Fevereiro. Antes de sermos encaminhados para pma o meu marido fez um espermograma em que deu 0 espermatozóides, foi ai que a nossa médica de família nos encaminhou logo. Em Abril fez um segundo espermograma já no Santa Maria e após centrifugação encontraram 10 espermatozóides, mas desses 10 só 1 bom! Foi encaminhado para urologia. Tivemos consulta só no inicio de Junho e vamos ter agora a 2a consulta na próxima 6a feira, será para ficarmos a saber o resultado de todos os exames e análises que o meu marido fez neste espaço de tempo e a causa da azoospermia e se existe alguma hipótese. O teu marido já fez alguns exames?

Submetido por RitaMC em Ter, 03/10/2017 - 09:31
RitaMC -
Offline
Desde 28 Mar 2017

Olá Ana Margarida, nós estamos a ser seguidos no Hospital de Santa Maria desde Fevereiro. Antes de sermos encaminhados para pma o meu marido fez um espermograma em que deu 0 espermatozóides, foi ai que a nossa médica de família nos encaminhou logo. Em Abril fez um segundo espermograma já no Santa Maria e após centrifugação encontraram 10 espermatozóides, mas desses 10 só 1 bom! Foi encaminhado para urologia. Tivemos consulta só no inicio de Junho e vamos ter agora a 2a consulta na próxima 6a feira, será para ficarmos a saber o resultado de todos os exames e análises que o meu marido fez neste espaço de tempo e a causa da azoospermia e se existe alguma hipótese. O teu marido já fez alguns exames?

Submetido por RitaMC em Ter, 03/10/2017 - 09:32
Victoria D'arga -
Offline
Desde 03 Out 2017

Compreendo. Não sabem o que sentimos. Optei por não contactar a quase ninguém. Mas já estou nisto faz quase 3 anos. Começo a sentir.me a ficar louca

Submetido por Victoria D'arga em Ter, 03/10/2017 - 19:50
Victoria D'arga -
Offline
Desde 03 Out 2017

Ola Rita. Acho que o meu proximo passo é ter consulta no hospital de santa Maria. És lá seguida. Que achas? Médicos competentes? Assusta.me o tempo de espera..

Submetido por Victoria D'arga em Ter, 03/10/2017 - 19:54
Victoria D'arga -
Offline
Desde 03 Out 2017

Ola Rita. Acho que o meu proximo passo é ter consulta no hospital de santa Maria. És lá seguida. Que achas? Médicos competentes? Assusta.me o tempo de espera..

Submetido por Victoria D'arga em Ter, 03/10/2017 - 19:55
Ana Margarida P... -
Offline
Desde 11 Set 2017

Olá Rita!! Fez o espermograma e deu só 3 % de normais! O médico mandou logo para a consulta de urologia. Vamos agora em Novembro! Consoante o resultado da consulta e das análises que lhe foram pedidas é que o nosso processo andará um pouquinho para a frente!! No entanto já estou inscrita na fiv Bjinhos

Submetido por Ana Margarida P... em Ter, 03/10/2017 - 22:39
RitaMC -
Offline
Desde 28 Mar 2017

Ola Victoria. Sim eu sou seguida no santa maria. Ainda não tenho bem uma opinião formada, mas a mim parecem me todos muito competentes e focados em nos ajudarem. Desejo que te corra tudo bem e que a tua caminhada seja rápida Sorriso em relação ao tempo de espera, sim assusta, a mim também me assustava. Mas entre exames e consultas acho que até passa "rápido". Tudo por uma boa causa. Beijinhos

Submetido por RitaMC em Sex, 06/10/2017 - 21:49

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?