Quando faz falta um filho | De Mãe para Mãe

Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Família

Festas de aniversário

Fórum Geral & Apresentação

Mega Peso

Fórum Mães & Bebés

Perímetro cefalico

Fórum Infertilidade

O Dufine...

Fórum Infertilidade

Esclarecer

Fórum Creches e jardins de infância

Ama em Lisboa

Fórum Parto e Preparação

Sinal de parto - segunda gravidez

Fórum Mães & Bebés

Como vestir a bebe

Fórum Mães & Bebés

Almofada de amamentação

Fórum Parto e Preparação

Partos Hospital Caldas da Rainha

Fórum Mães & Bebés

Irs

Fórum Geral & Apresentação

Pão de queijo duvida

Destaques nas lojas

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

Loja patilago

0-5 anos,.Roupinhas.Babygrows, Pijamas, camisas, sapatinhos...

Loja _ A Gabi

S A L D O S 50% em toda a loja ...

Loja Loving Mom

40% de desconto em tudo ;) H&M, Zara, Mayoral, Tiffosi, ...

Loja susana seixas

TUDO A 1.00 1.00 EURO 1.00 EURO PROMOÇÃO PARA ACABAR POR F...

Loja Ana 13Dezembro

De momento está tudo vendido !...

Loja Dada_123

coisinhas baratas*.*...

Loja Estela2010

Copos de aprendizagem, biberoes, Testes de gravidez e ovulaç...

produtos à venda

€8.00
€1.00
€1.00
€0.50
€1.00
€0.50
€8.00
€7.00
€11.00
€15.00
€15.00
€12.00

artigos recentes

Está grávida? Saiba como se manter hidratada durante o Verão!

A hidratação é uma questão à qual todos devemos estar atentos –...

Lembrem-se sempre disto: ser saudável é o mais importante!

Carolina Deslandes publicou uma fotografia três semanas após o...

Primeiras idas à praia com um bebé: cuidados a ter

O calor começa a chegar e com ele vem aquela vontade crescente de...

Uma sesta… criativa!

Laura Izumikawa, nasceu em Tóquio mas atualmente vive na...

8 Dicas para a primeira semana de férias com o seu bebé

As férias de Verão estão aí à porta e a vontade de sair de casa e...

Nasceu um bebé

19.07.2017
17.07.2017
28.06.2017
09.06.2017

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?

Está aqui

18 mensagens
Última entrada
Retrato de beatrizvn
Offline
Desde:
10.12.2016

Quando faz falta um filho

Olá a todas,
Estou a tentar engravidar desde Dezembro e ainda nada...
Este tópico é só uma partilha para ver se existe mais alguém que sentiu o mesmo...
Já queria ter filhos à mais tempo mesmo, mas o marido não queria, só em Dezembro é que o convenci, já tinha parado de insistir e ele do nada veio pedir...
Somos muito felizes mesmo, não discutimos (só o normal de um casal saudável) vamos casar este ano e tudo . Mas é engraçado como a vida entre o casal já pede mais qualquer coisa...eu já tinha notado isso e agora ele notou e disse mesmo: "os fins de semana parecem vazios" e "já nada me entertem , nem o computador...".
Eu noto quando vou passear com ele ver o mar ou assim e parece sempre que falta mais alguém entre nós, e olho para os casais com filhos e tenho tristeza e até já lhe disse: "já devíamos ter sido país à mais tempo para andarmos com um filhote nos braços"...
É engraçado como a própria vida encarrega-se de mostrar e nos dizer o que fazer e quando fazer...
Agora resta-me esperar...estou desejosa, parece que nunca me vai acontecer e só acontece aos outros...

Última pílula: Dezembro 2016
Tentante de 1º viagem desde Janeiro 2017

Retrato de Kat-Kat
Offline
Desde:
08.04.2013

Mamã, calma... desde dezembro só passaram quatro meses, porque é que já pensa que nunca lhe vai acontecer?

Não comece a acumular esse tipo de tensão, é o pior que pode fazer. Sabe o que deviam pensar? Em completar agora todos os projetos que desejem realizar, antes do bebé nascer, porque depois será mais difícil.

Fala em casar, então porque não pensar antes no planeamento do casamento, concentrar-se nisso, e deixar que a gravidez ocorra naturalmente, e sem stresse?

Se ao fim de um ano nada acontecer, então aí, sim, deve procurar ajuda, mas até lá está dentro de todos os prazos médios para conseguir uma gravidez.

Essa ansiedade, para mim, está a surgir daquela sensação de que, finalmente, o companheiro quer ser pai e tem que aproveitar já o que ele não quis antes...sente o tempo perdido e isso deixa-a muito ansiosa...relaxe!

Retrato de Diana Lima
Offline
Desde:
12.12.2015

Quem nunca engravidou, é normal sentir que só é possível aos outros o processo de conceber. Pelo menos falo por mim, também sentia isso, e quando aconteceu, nem queria acreditar. Ainda hoje tenho momentos em que penso "isto está mesmo a acontecer"... esperei 1 ano até conseguir e mesmo assim não é nada comparado com muitas meninas por aqui. Relaxe, arranje um hobbie e tente abstrair se. A ansiedade é normal mas pode prejudicar neste processo. Bjinho e boa sorte Sorriso

Retrato de Klaire
Offline
Desde:
06.07.2015

Desculpe querida, não quero que pense que estou a criticar, mas se enquanto casal já precisam de ''mais qualquer coisa'' e sentem os fins de semana vazios, etc...significa que não a meter muito esforço na relação, nenhum dos dois... têm de conseguir sentir-se completos e felizes antes de chamarem uma criança para uma relação... não queiram ter um bebé porque precisam de algo que apimente os fins de semana... um bebé serve para nos completar enquanto pessoas, não enquanto casais...
Em relação a sentirem que já se passou muito tempo, lamento, sei que custa, mas a ansiedade só faz isso piorar! Por aqui foram 21 ciclos de falhas, quase 2 anos sempre a tentar, de muitas lágrimas e ansiedade... vocês mal estão no 4º ciclo.. vão ter de ser pacientes... desejo-lhe muita sorte, mas cuidem um do outro antes de um bebé vir... mimem-se, apimentem a relação enquanto casal, apimentem os fins de semana, conhecam novos sítios, etc... porque com um bebé tudo muda.

27/06/2014- O meu piolhito nasceu, amo-te meu docinho!
27/11/2015- Nos treinos!
22/12/2016-POSITIVO! Agarra-te bem!
01/02/2017-A nossa primeira eco ás 12s, bebé saudável e fofo
04/04/2017- Eco das 20s, É UM PILINHAS!

Retrato de Sofia_pj
Offline
Desde:
18.08.2016

Klaire Não concordo. Foi exactamente isso que eu e o meu marido sentimos qdo decidimos ter filhos... estávamos casados há 4 anos e há 10 q tínhamos uma relação... ou seja, já tínhamos "feito tudo" juntos... passamos por momentos altos, baixos, viajamos, conhecemos sítios e pessoas e sentimos falta de nos completar como casal, sim. Já vamos para o terceiro filho em 4 anos.. esperámos até fazer sentido na nossa vida e relação e não porque "já não tínhamos com que nos entreter"...

Retrato de Klaire
Offline
Desde:
06.07.2015

Sofia_pj escreveu:
Klaire Não concordo. Foi exactamente isso que eu e o meu marido sentimos qdo decidimos ter filhos... estávamos casados há 4 anos e há 10 q tínhamos uma relação... ou seja, já tínhamos "feito tudo" juntos... passamos por momentos altos, baixos, viajamos, conhecemos sítios e pessoas e sentimos falta de nos completar como casal, sim. Já vamos para o terceiro filho em 4 anos.. esperámos até fazer sentido na nossa vida e relação e não porque "já não tínhamos com que nos entreter"...

Nunca pedi que concordasse... eu falei o que penso, não ofendi ninguém...
Na minha relação é assim que funcionamos e acho que funcionamos bem...

27/06/2014- O meu piolhito nasceu, amo-te meu docinho!
27/11/2015- Nos treinos!
22/12/2016-POSITIVO! Agarra-te bem!
01/02/2017-A nossa primeira eco ás 12s, bebé saudável e fofo
04/04/2017- Eco das 20s, É UM PILINHAS!

Retrato de ALES88
Offline
Desde:
14.11.2016

Eu sou ao contrário, estamos juntos há 15 anos, e casados há ano e meio, e na verdade só decidimos tentar o bebé porque não queríamos ser pais tarde, porque eu adoro estar sozinha com o marido. É estranho porque sempre tive um lado materno enorme, posso até dizer que praticamente criei 2 dos meus 5 sobrinhos,e adoro bebés, mas adoro também o sossego do nosso casamento,da nossa casa, de ir ao cinema, de ir jantar fora, de estarmos só os dois.
No entanto, aqui estamos nos treinos, sabemos que muita coisa vai mudar, mas também sabemos que ainda temos algum tempo para gozar o espaço a dois. Já viajamos muito, e também nunca discutimos,e trabalhamos os dois em casa e é muito bom, não sentimos falta de nada, mas o tempo não pára e quando dermos por ela já pode ser tarde, por isso venha de lá o bebé.

Retrato de Soph_713
Offline
Desde:
25.03.2015

ALES88 escreveu:
Eu sou ao contrário, estamos juntos há 15 anos, e casados há ano e meio, e na verdade só decidimos tentar o bebé porque não queríamos ser pais tarde, porque eu adoro estar sozinha com o marido. É estranho porque sempre tive um lado materno enorme, posso até dizer que praticamente criei 2 dos meus 5 sobrinhos,e adoro bebés, mas adoro também o sossego do nosso casamento,da nossa casa, de ir ao cinema, de ir jantar fora, de estarmos só os dois.
No entanto, aqui estamos nos treinos, sabemos que muita coisa vai mudar, mas também sabemos que ainda temos algum tempo para gozar o espaço a dois. Já viajamos muito, e também nunca discutimos,e trabalhamos os dois em casa e é muito bom, não sentimos falta de nada, mas o tempo não pára e quando dermos por ela já pode ser tarde, por isso venha de lá o bebé.

Eu e o meu marido sentimos exactamente o mesmo! Sorriso

Começamos a treinar em fevereiro, mas o positivo veio tão cedo que foi assustador!
Confesso que esperava engravidar lá pra Maio...
Agora estou sempre naquele limbo de felicidade e medo pela mudança que aí vem.

No meu caso fui quase ao limite já que sou de 85 e gostaria de ter pelo menos 2 filhos... Vamos ver.
Tenho muito medo de perder a nossa ligação de casal.

Retrato de sofiaalmeidafranco
Offline
Desde:
24.09.2013

Eu sempre quis ser mae e sentia isso que diz , estava incompleta agora com o meu filho e outro a caminho sinto me exausta mas completa.

Retrato de MiniMe84
Offline
Desde:
18.10.2016

Soph_713 escreveu:

ALES88 escreveu:Eu sou ao contrário, estamos juntos há 15 anos, e casados há ano e meio, e na verdade só decidimos tentar o bebé porque não queríamos ser pais tarde, porque eu adoro estar sozinha com o marido. É estranho porque sempre tive um lado materno enorme, posso até dizer que praticamente criei 2 dos meus 5 sobrinhos,e adoro bebés, mas adoro também o sossego do nosso casamento,da nossa casa, de ir ao cinema, de ir jantar fora, de estarmos só os dois.
No entanto, aqui estamos nos treinos, sabemos que muita coisa vai mudar, mas também sabemos que ainda temos algum tempo para gozar o espaço a dois. Já viajamos muito, e também nunca discutimos,e trabalhamos os dois em casa e é muito bom, não sentimos falta de nada, mas o tempo não pára e quando dermos por ela já pode ser tarde, por isso venha de lá o bebé.

Eu e o meu marido sentimos exactamente o mesmo!
Começamos a treinar em fevereiro, mas o positivo veio tão cedo que foi assustador!
Confesso que esperava engravidar lá pra Maio...
Agora estou sempre naquele limbo de felicidade e medo pela mudança que aí vem.
No meu caso fui quase ao limite já que sou de 85 e gostaria de ter pelo menos 2 filhos... Vamos ver.
Tenho muito medo de perder a nossa ligação de casal.

É muito isso que acontece aqui deste lado. Sorriso Estamos juntos há quase 12 anos, 3 de casamento. Os fins de semana são esperados ansiosamente para podermos passar tempo a dois, sem horários ou obrigações profissionais. Só a aproveitarmo-nos. Temos sempre o prazer máximo na companhia um do outro, nem que seja em silêncio, no sofá, enquanto cada um lê o seu livro. Chegar a casa e ter o conforto daquela pessoa que conhecemos e nos conhece tão bem, a paz de uma casa sem problemas de maior é o equilíbrio no meio do caos do dia-a-dia.

E também estamos em treinos, desde Fevereiro porque também já vamos a caminho dos 34 anos e o tempo não pára. Não fosse por isso e acho que ainda esperávamos mais uns tempos. Queremos este filho, foi uma decisão muito pensada e conversada a dois, mas ambos temos os óbvios receios do que uma mudança destas pode acarretar enquanto casal. Mas como nenhum de nós pode prever o futuro é confiar nas bases da relação que construímos!

Retrato de ALES88
Offline
Desde:
14.11.2016

MiniMe84 escreveu:

Soph_713 escreveu:
ALES88 escreveu:Eu sou ao contrário, estamos juntos há 15 anos, e casados há ano e meio, e na verdade só decidimos tentar o bebé porque não queríamos ser pais tarde, porque eu adoro estar sozinha com o marido. É estranho porque sempre tive um lado materno enorme, posso até dizer que praticamente criei 2 dos meus 5 sobrinhos,e adoro bebés, mas adoro também o sossego do nosso casamento,da nossa casa, de ir ao cinema, de ir jantar fora, de estarmos só os dois.
No entanto, aqui estamos nos treinos, sabemos que muita coisa vai mudar, mas também sabemos que ainda temos algum tempo para gozar o espaço a dois. Já viajamos muito, e também nunca discutimos,e trabalhamos os dois em casa e é muito bom, não sentimos falta de nada, mas o tempo não pára e quando dermos por ela já pode ser tarde, por isso venha de lá o bebé.

Eu e o meu marido sentimos exactamente o mesmo!
Começamos a treinar em fevereiro, mas o positivo veio tão cedo que foi assustador!
Confesso que esperava engravidar lá pra Maio...
Agora estou sempre naquele limbo de felicidade e medo pela mudança que aí vem.
No meu caso fui quase ao limite já que sou de 85 e gostaria de ter pelo menos 2 filhos... Vamos ver.
Tenho muito medo de perder a nossa ligação de casal.

É muito isso que acontece aqui deste lado. Estamos juntos há quase 12 anos, 3 de casamento. Os fins de semana são esperados ansiosamente para podermos passar tempo a dois, sem horários ou obrigações profissionais. Só a aproveitarmo-nos. Temos sempre o prazer máximo na companhia um do outro, nem que seja em silêncio, no sofá, enquanto cada um lê o seu livro. Chegar a casa e ter o conforto daquela pessoa que conhecemos e nos conhece tão bem, a paz de uma casa sem problemas de maior é o equilíbrio no meio do caos do dia-a-dia.
E também estamos em treinos, desde Fevereiro porque também já vamos a caminho dos 34 anos e o tempo não pára. Não fosse por isso e acho que ainda esperávamos mais uns tempos. Queremos este filho, foi uma decisão muito pensada e conversada a dois, mas ambos temos os óbvios receios do que uma mudança destas pode acarretar enquanto casal. Mas como nenhum de nós pode prever o futuro é confiar nas bases da relação que construímos!


Que bom saber que existem mais casais assim! Eu tenho quase 29 e o marido quase 32, os amigos dele já começaram a ter filhos, e sendo ele o filho mais velho, os sogros fartam-se de pedinchar um neto eheheheh. Nós também começamos os treinos em fevereiro e até agora o meu período anda desaparecido em combate lol, não sei o que se passa e confesso que fiquei assustada a pensar que podia estar já grávida, não estava à espera que fosse tão rápido xD mas parece que não, os testes deram negativos por isso deve ser apenas um descontrolo hormonal. Também adoramos a companhia um do outro, mesmo trabalhando os dois em casa, estando sempre juntos, nenhum se farta do outro. Também adoro o fim de semana, mas por aqui é porque dormimos até mais tarde Ahahahah porque o marido até no fim de semana trabalha, e às vezes eu também. Mas lá está, não sei quanto tempo vamos demorar a engravidar por isso decidimos começar já, vamos ver que tal corre. Boa sorte a todas meninas! Vai correr tudo bem!

Retrato de Di_cris
Offline
Desde:
28.04.2016

Gosto de ver este tema debatido sem tabus :).
Vou partilhar um pouco da minha história, por sentir que às vezes não me enquadro totalmente naquilo que a sociedade espera de nós enquanto pessoas/casal/mulheres/mães.

Casámos em Agosto de 2015, já com alguns anos a viver juntos, e a querer ter filhos (mas um pouco mais tarde).
Engravidei por acidente em Outubro de 2015. Óbvio que foi muito desejado desde o teste, e correu tudo bem até hoje que tem 8 meses.
Mas...ainda temos dificuldade em encontrar-nos enquanto casal na paternidade.
É um misto de sentimentos, à nossa volta vemos pessoas a anularem-se perante a parentalidade e a criticar quem não o faz totalmente, vemos casamentos e relações desmoronar nos primeiros anos de vida dos filhos, e percebo porquê.
Porque é desgastante, porque ninguém está preparado para a mudança que um filho acarreta, a todos os níveis.
Sabemos que gostávamos de ter tido mais tempo enquanto casados sem filhos, para aproveitar-mos um pouco mais a nossa relação, estamos com esperança de cumprir esses planos no futuro, quando o pequeno já não for assim tão pequeno.
No final de contas vai sempre correr bem meninas, mas gosto sempre de deixar a ressalva (e porque me enerva profundamente quando pintam a parentalidade de cor de rosa!!) de que é duro, e por mais que a relação esteja cimentada, é um teste muito difícil a qualquer relação.
Beijinhos a toda e boa sorte Sorriso

Retrato de ALES88
Offline
Desde:
14.11.2016

Di_cris escreveu:
Gosto de ver este tema debatido sem tabus :).
Vou partilhar um pouco da minha história, por sentir que às vezes não me enquadro totalmente naquilo que a sociedade espera de nós enquanto pessoas/casal/mulheres/mães.
Casámos em Agosto de 2015, já com alguns anos a viver juntos, e a querer ter filhos (mas um pouco mais tarde).
Engravidei por acidente em Outubro de 2015. Óbvio que foi muito desejado desde o teste, e correu tudo bem até hoje que tem 8 meses.
Mas...ainda temos dificuldade em encontrar-nos enquanto casal na paternidade.
É um misto de sentimentos, à nossa volta vemos pessoas a anularem-se perante a parentalidade e a criticar quem não o faz totalmente, vemos casamentos e relações desmoronar nos primeiros anos de vida dos filhos, e percebo porquê.
Porque é desgastante, porque ninguém está preparado para a mudança que um filho acarreta, a todos os níveis.
Sabemos que gostávamos de ter tido mais tempo enquanto casados sem filhos, para aproveitar-mos um pouco mais a nossa relação, estamos com esperança de cumprir esses planos no futuro, quando o pequeno já não for assim tão pequeno.
No final de contas vai sempre correr bem meninas, mas gosto sempre de deixar a ressalva (e porque me enerva profundamente quando pintam a parentalidade de cor de rosa!!) de que é duro, e por mais que a relação esteja cimentada, é um teste muito difícil a qualquer relação.
Beijinhos a toda e boa sorte

É verdade, a parentalidade não é fácil, e até acredito que por aqui venham a existir alguns dissabores nesta questão xD o meu marido é ao mesmo tempo um brincalhão, mas quando é sério, é sério, e acho que como pai vai ser mais rígido que eu Careta mas no geral acho que há sempre uma das pessoas do casal assim, uma mais rígida e outra mais liberal. Eu também sou mais relaxada e toda a favor dos miúdos se sujarem, de comerem com as mãos quando estão a aprender, de mexerem nos animais, e o marido já não acha tanta piada a isso. Mas quando lá chegarmos logo veremos xD não há-de ser nada Espertalhão já agora, caso venha um menino será Afonso, parabéns pelo lindo nome! Até nisso eu e o marido concordamos, os gostos no nomes são iguais e Afonso já está escolhido há muito Sorriso

Retrato de aries23
Offline
Desde:
18.07.2016

É verdade, ser pais é difícil! Digo isto como mãe de recém nascido de menos de um mês, tudo é novo e para além disso estamos esgotados durante a noite da privação de sono! O meu marido partilha a responsabilidade de tudo, nem sei como as mulheres sem ajuda conseguem. São super mulheres!

É duro para o casal porque é aí que se testa a sua paciência e capacidade de trabalhar em equipa sob stress e falta de sono. Não há muito tempo para fazermos as nossas coisas durante o dia, e qualquer coisinha pode ser motivo de preocupação.

Na minha opinião acho que é melhor tê-los quando os pais se sentem mais estáveis tanto com a relação quanto à vida. No meu caso sinto que já me dediquei bem a mim mesma antes de ter o filho, e agora sinto enorme vontade de me dedicar a ele nos próximos anos quando tudo o resto da vida, incluíndo a carreira, está em ordem. Eu e o meu marido também já estamos casados e com casa.
Adoramos tempo para nós mesmos no entanto sabemos que teremos que nos abdicar de algumas coisas, pelo menos a frequência pois ainda tencionamos ter umas saídas de vez enquando. Embora acho que os futuros tempos a três também serão giros. Sorriso

Retrato de Dianape
Offline
Desde:
16.07.2012

É bom ler testemunhos e ver casos parecidos Piscar o olho Eu e o meu marido, estamos numa relação à 10 anos (universidade mas só juntos fins de semana) a viver juntos à quase 3 e casados tb a fazer 2 anos.., E digo (sendo filha de pais separados, tinha uns 4/5 anos) fiquei sempre com ideia, apesar de gosta de crianças e de olhar por os meus primos, que não queria ser mãe, melhor não sabia se o queria e se fosse ia deixar para muito tarde... mas com a idade, eu com 30 e ele com 34, ele começou a falar nisso, e a família também... eu, ainda tenho muitas dúvidas porque sei que não sou fácil, sei que vai ser muito complicado, mas devido à idade e porque sei que estás coisas demoram, deixei de tomar a pílula e estou agora nos inícios, à espera de uma consulta para ver se temos luz verde. Mas mesmo assim, sabendo que já vívemos tanto, que visitamos tantas coisas, viagens únicas, vivências boas e más, que temos tanta liberdade como casal, de como é bom estar os dois e estou tão bem assim, estamos tão bem (sei que por ele falou pq gostava, e aqui era o caso mais de mim pq ele sabe que eu tenho muitas duvidas, e respeita-as...) tenho medo, pq adoro a minha vida!!! Adoro a nossa vida, adoro o meu espaço, adoro ninguém depender de mim, adoro estar no meu mundo, juntos e feliz e vivendo sempre ao
Maximo (sem preocupações)... não vai ser fácil, ainda por cima a sair tarde (20h) e trabalhar aos sábados (e estar a recibos verdes) mas também me vejo a querer ter esta experiência, e já me vejo realizada e a saber que gizamos mt (e chegou também o momento de poupar e ver frutos...) mas há muitas dúvidas...

Retrato de Di_cris
Offline
Desde:
28.04.2016

ALES88 escreveu:

Di_cris escreveu:Gosto de ver este tema debatido sem tabus :).
Vou partilhar um pouco da minha história, por sentir que às vezes não me enquadro totalmente naquilo que a sociedade espera de nós enquanto pessoas/casal/mulheres/mães.
Casámos em Agosto de 2015, já com alguns anos a viver juntos, e a querer ter filhos (mas um pouco mais tarde).
Engravidei por acidente em Outubro de 2015. Óbvio que foi muito desejado desde o teste, e correu tudo bem até hoje que tem 8 meses.
Mas...ainda temos dificuldade em encontrar-nos enquanto casal na paternidade.
É um misto de sentimentos, à nossa volta vemos pessoas a anularem-se perante a parentalidade e a criticar quem não o faz totalmente, vemos casamentos e relações desmoronar nos primeiros anos de vida dos filhos, e percebo porquê.
Porque é desgastante, porque ninguém está preparado para a mudança que um filho acarreta, a todos os níveis.
Sabemos que gostávamos de ter tido mais tempo enquanto casados sem filhos, para aproveitar-mos um pouco mais a nossa relação, estamos com esperança de cumprir esses planos no futuro, quando o pequeno já não for assim tão pequeno.
No final de contas vai sempre correr bem meninas, mas gosto sempre de deixar a ressalva (e porque me enerva profundamente quando pintam a parentalidade de cor de rosa!!) de que é duro, e por mais que a relação esteja cimentada, é um teste muito difícil a qualquer relação.
Beijinhos a toda e boa sorte

É verdade, a parentalidade não é fácil, e até acredito que por aqui venham a existir alguns dissabores nesta questão xD o meu marido é ao mesmo tempo um brincalhão, mas quando é sério, é sério, e acho que como pai vai ser mais rígido que eu mas no geral acho que há sempre uma das pessoas do casal assim, uma mais rígida e outra mais liberal. Eu também sou mais relaxada e toda a favor dos miúdos se sujarem, de comerem com as mãos quando estão a aprender, de mexerem nos animais, e o marido já não acha tanta piada a isso. Mas quando lá chegarmos logo veremos xD não há-de ser nada já agora, caso venha um menino será Afonso, parabéns pelo lindo nome! Até nisso eu e o marido concordamos, os gostos no nomes são iguais e Afonso já está escolhido há muito

Obrigada :), por aqui o nome também já estava escolhido há muito.
Espero que tudo vos corra pelo melhor, é difícil sim, mas vale muito a pena (podiam era já nascer com 8 meses ahah tinham muito mais piada :p)

Beijinhos

Retrato de aries23
Offline
Desde:
18.07.2016

Dianape escreveu:
É bom ler testemunhos e ver casos parecidos Eu e o meu marido, estamos numa relação à 10 anos (universidade mas só juntos fins de semana) a viver juntos à quase 3 e casados tb a fazer 2 anos.., E digo (sendo filha de pais separados, tinha uns 4/5 anos) fiquei sempre com ideia, apesar de gosta de crianças e de olhar por os meus primos, que não queria ser mãe, melhor não sabia se o queria e se fosse ia deixar para muito tarde... mas com a idade, eu com 30 e ele com 34, ele começou a falar nisso, e a família também... eu, ainda tenho muitas dúvidas porque sei que não sou fácil, sei que vai ser muito complicado, mas devido à idade e porque sei que estás coisas demoram, deixei de tomar a pílula e estou agora nos inícios, à espera de uma consulta para ver se temos luz verde. Mas mesmo assim, sabendo que já vívemos tanto, que visitamos tantas coisas, viagens únicas, vivências boas e más, que temos tanta liberdade como casal, de como é bom estar os dois e estou tão bem assim, estamos tão bem (sei que por ele falou pq gostava, e aqui era o caso mais de mim pq ele sabe que eu tenho muitas duvidas, e respeita-as...) tenho medo, pq adoro a minha vida!!! Adoro a nossa vida, adoro o meu espaço, adoro ninguém depender de mim, adoro estar no meu mundo, juntos e feliz e vivendo sempre ao
Maximo (sem preocupações)... não vai ser fácil, ainda por cima a sair tarde (20h) e trabalhar aos sábados (e estar a recibos verdes) mas também me vejo a querer ter esta experiência, e já me vejo realizada e a saber que gizamos mt (e chegou também o momento de poupar e ver frutos...) mas há muitas dúvidas...

Na minha opinião o início da casa dos 30 é uma boa idade para começar a ter filhos. Sorriso O meu filho nasceu comigo com 32 anos, e posso dizer wue viajámos, gozámos o nosso tempinho e liberdade, fizémos as nossas coisinhas de casal... E para além disso também estamos emocionalmente mais maturos do que 10 anos atrás. A nossa relação já vai em 12 anos e passámos por fases mais complicadas quando começámos a viver juntos há uns anos atrás, isto porque para além de tudo novo para lidar ainda por cima arranjámos um cão com problemas de saúde e comportamentais que, semelhante a um bebé, nos privou de umas boas noites de sono e nos deu stress, testando assim a nossa capacidade em trabalhar em equipa.

Enfim, mesmo assim pretendemos ter algum tempinho de casal depois, nem que seja uma ou outra noite só para nós com jantar e cinema. Sorriso

Retrato de Dianape
Offline
Desde:
16.07.2012

aries23 escreveu:

Dianape escreveu:É bom ler testemunhos e ver casos parecidos Eu e o meu marido, estamos numa relação à 10 anos (universidade mas só juntos fins de semana) a viver juntos à quase 3 e casados tb a fazer 2 anos.., E digo (sendo filha de pais separados, tinha uns 4/5 anos) fiquei sempre com ideia, apesar de gosta de crianças e de olhar por os meus primos, que não queria ser mãe, melhor não sabia se o queria e se fosse ia deixar para muito tarde... mas com a idade, eu com 30 e ele com 34, ele começou a falar nisso, e a família também... eu, ainda tenho muitas dúvidas porque sei que não sou fácil, sei que vai ser muito complicado, mas devido à idade e porque sei que estás coisas demoram, deixei de tomar a pílula e estou agora nos inícios, à espera de uma consulta para ver se temos luz verde. Mas mesmo assim, sabendo que já vívemos tanto, que visitamos tantas coisas, viagens únicas, vivências boas e más, que temos tanta liberdade como casal, de como é bom estar os dois e estou tão bem assim, estamos tão bem (sei que por ele falou pq gostava, e aqui era o caso mais de mim pq ele sabe que eu tenho muitas duvidas, e respeita-as...) tenho medo, pq adoro a minha vida!!! Adoro a nossa vida, adoro o meu espaço, adoro ninguém depender de mim, adoro estar no meu mundo, juntos e feliz e vivendo sempre ao
Maximo (sem preocupações)... não vai ser fácil, ainda por cima a sair tarde (20h) e trabalhar aos sábados (e estar a recibos verdes) mas também me vejo a querer ter esta experiência, e já me vejo realizada e a saber que gizamos mt (e chegou também o momento de poupar e ver frutos...) mas há muitas dúvidas...

Na minha opinião o início da casa dos 30 é uma boa idade para começar a ter filhos. O meu filho nasceu comigo com 32 anos, e posso dizer wue viajámos, gozámos o nosso tempinho e liberdade, fizémos as nossas coisinhas de casal... E para além disso também estamos emocionalmente mais maturos do que 10 anos atrás. A nossa relação já vai em 12 anos e passámos por fases mais complicadas quando começámos a viver juntos há uns anos atrás, isto porque para além de tudo novo para lidar ainda por cima arranjámos um cão com problemas de saúde e comportamentais que, semelhante a um bebé, nos privou de umas boas noites de sono e nos deu stress, testando assim a nossa capacidade em trabalhar em equipa.
Enfim, mesmo assim pretendemos ter algum tempinho de casal depois, nem que seja uma ou outra noite só para nós com jantar e cinema.

Sim. Acho que só agora tenho essa maturudade é como casal também já passamos por muito e já compreendemos e não damos importância aquelas coisa rstupidas que se ficava logo amuado e chateado... Obrigada pelo testemunho Piscar o olho e sim, acho que temos que aproveitar o antes mas tb o depois ter um disso para o casal Piscar o olho fazes muito bem Sorriso