Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Geral & Apresentação

Manchas no rosto Gravidez

Fórum Geral & Apresentação

Conversa para por a sogra no lugar.

Fórum Grávidas

muito mal disposta

Fórum Treinantes

O que será?

Fórum Mães & Bebés

Bebés que chucham no dedo

Fórum Grávidas

Contrações será?

Fórum Mães & Bebés

alguem

Fórum Grávidas

Cruzinha Anjo da guarda

Fórum Geral & Apresentação

Mamã Catarina Roque

Fórum Mães & Bebés

Bebe queimada :-(

Destaques nas lojas

Loja Pipoquinha 07

mamãs, roupinhas lindas só na loja da pipoquinha!...

Loja tysh

@LINDAS, BOAS E BARATINHAS , AQUI AS ROUPINHAS !!@Portes por...

Loja soniacss

20% desconto!! Novidades baratas!!! Muitos artigos sem uso....

Loja Dany30

Roupa baratinha é na minha lojinha!...

Loja patilago

Babygrows/tapete/ginásio actividades/sapatos /babetes/Alcofa...

Loja Estela2010

NOVOS:Testes de gravidez(tirinhas com baixa de preço e clear...

Loja m@ry

SALDOS!!!!!sandalias novas chiccomobile Alcofa bebe almofada...

Loja silva.claudia

Novidades! Vamos lá espreitar!...

Loja susana sm

Ate dia 21 oferta de portes em produtos com menos de 500 gra...

Loja NoNoDiva

SALDOS!!!...

produtos à venda

€0.50
€1.30
€200.00
€12.50
€10.00
€5.00
€3.50
€7.50
€4.00
€8.00
€5.00
€2.00

artigos recentes

Ginásio Multibrincadeira

Brinquedos top para bebés top!

Se há duas coisas em que a Fisher-Price é especialista, essas...

Sabia que o seu bebé não sabe respirar pela boca?

Tanto para as crianças como para os adultos, respirar pelo nariz...

Barriga de gávida

Como escolher um médico obstetra

Quando uma mulher está grávida, uma das primeiras preocupações...

Mamãs: reclamem o vosso cabelo de volta!

Se ainda não sabe, fica a saber: a gravidez desencadeia uma série...

Chavena de chá

Azia na gravidez, como diminuir o desconforto?

Muitas grávidas sofrem de azia, também chamada de refluxo, algo...

Nasceu um bebé

04.11.2014
02.10.2014
18.08.2014
07.08.2014

Votação

Tem familiares ou amigos próximos com filhos até os 36 meses?

Está aqui

7 mensagens
Última entrada
Retrato de Lara24
Offline
Desde:
21.05.2010

pra quem nao sabe quistos nos ovarios posso engravidar

Os quistos nos ovários é um tema que assusta muito mas infelizmente é algo bastante frequente que pelo seu próprio nome já atemoriza …

Com certeza mais de uma mulher tem saído chorando de um exame médico após o seu ginecólogo detectar um quisto…

As primeiras dúvidas que podes ter são se são quistos cancerígenos, se no futuro poderás ficar grávida, se precisarás cirurgia, etc….

Os quistos são tumores pequenos geralmente sem gravidade porque costumam ser benignos, é dizer, não maus, ainda que por vezes podem ser malignos, isto é, cancerígenos, apesar de esta posibilidad ser baixa.

Por assim dizer, os quistos são bolsas de líquido que aparecem nos ovários. Normalmente são formados por um mal funcionamento dos ovários durante a ovulação, estes são os quistos funcionais.

Quando ovulamos o folículo, que contém o óvulo, tem de ser rompido. Se o folículo não se romper converte-se num quisto que pode desaparecer por sim mesmo, ou não. Se não desaparecer em 12 semanas é quando tem de receber tratamento.

Também há outro tipo de quistos, os quistos adenomas que são benignos mas como têm um tamanho grande (até 30 centímetros) , frequentemente causam dor e habitualmente são eliminados com cirurgia. Os cistoadenomas são outro tipo de quistos, também benignos mas também causam muita dor e precisam cirurgia para extraé-los porque chegam a torcer os ovários. Por último, os epidermóides costumam ser benignos mas apenas se curam com cirurgia.

Os quistos também podem ser causados por uma endometriose, uma doença benigna que consiste em que o endométrio se coloca fora do útero, podendo provocar finalmente quistos. Geralmente esta doença trata-se com medicamentos, ainda que em certos casos requer cirurgia.

Os sintomas…
Normalmente os quistos não apresentam sintomas ainda que podem aparecer alguns como por exemplo:

◦Alterações menstruais, que podem ser muito variadas, por exemplo: atraso na menstruação, sangramentos entre menstruações, menstruações muito abundantes, ausência de menstruação, etc.
◦Dor abdominal, antes ou despois da menstruação.
◦Dor aguda na zona pélvica.
Como são detectados os quistos?
Geralmente os quistos não apresentam síntomas; por isso, é aconselhável realizar um exame ginecológico cada ano, já que é nestas revisões onde são detectados habitualmente.

Se o ginecólogo suspeita que os quistos puderam ser malignos, aconselhará realizar outras provas para confirmar o diagnóstico como um TAC ou scanner, ou procurar substâncias tumorais num exame de sangue.

Qual é o tratamento?
O habitual é que os quistos desapareçam sós; mas se isto não suceder, o mais frequente é recomendar um tratamento hormonal. Se com isto não for suficiente ou se os quistos forem realmente incômodos pelo seu tamanho e dor, o mais habitual é realizar cirurgia.

A cirurgia aplica-se quando existe realmente uma dor importante e o quisto mide mais de 30 centímetros.

A cirurgia costuma ser simples sobretudo se chega com uma laparoscopia que consiste numa cirurgia pouco invasiva porque se realiza por meio de pequenas incisões. No entanto, por vezes os quistos mais grandes precisam cirurgia aberta, mas não te deves assustar, é uma operação simples.

Os quistos afectam à fertilidade?
Um dos maiores medos que se costuma ter quando o médico te diz que tens quistos nos ovários está relacionado com a fertilidade e sem dúvida a maioria das mulheres preocuparia-se pelo facto de não poder ter filhos no futuro.

O que há que ter claro é que em termos gerais todos os especialistas indicam que ter quistos não significa ser infertil. Isso é claro. Para além disso, os quistos têm solução e tratamento.

Portanto se sofres quistos nos ovários, fica a saber que podes ficar grávida, ainda que se calhar tens um bocadinho mais de dificultade que aquelas mulheres que não os têm; contudo a gravidez é possível.

a minha Lara ja nasceu...nasceu no dia 16 junho as 21h45 com 3.250kg...o parto foi complicado mas graças a deus correu tudo bem...

Retrato de Lara24
Offline
Desde:
21.05.2010

desculpem o testamento...lol...podem engravidar sim...tenho uma amiga que ficou gravida depois de ser operada a 2 quistos...e tenho outra que com um quisto ta gravida so tem de ser vigiada...por isso meninas nao fiquem preocupadas falem com o vosso medico... espero ter ajudado

a minha Lara ja nasceu...nasceu no dia 16 junho as 21h45 com 3.250kg...o parto foi complicado mas graças a deus correu tudo bem...

Retrato de PDB
PDB
Offline
Desde:
01.05.2010

Olá!

De facto o que dizes é verdade. Eu tenho um quisto em cada um dos ovários. Fiz uns exames em Setembro de 2008 e parei de usar o anel vaginal nesse mês para em Outubro iniciar um tratamento hormonal a ver se os quistos desapareciam. No entanto esse tratamento requeria que, inicialmente, tivesse menstruada, o que não chegou a acontecer pois estive com 3 meses de amenorreia e depois engravidei! No processo acabei por não tratar dos quistos... e o meu filhote já tem 8 meses e está aqui um rapagão saudável que é um mimo!

O Miguel nasceu dia 20/09/2009, às 39s3d de gestação, pelas 19h23 com 4000g, 52cm e 37,5cm de PC. Super lindo e chorão, a delícia dos papás! / Madrinha de amamentação da Thinkerbell
_____________________________
A gravidez e parto do Miguel (peça de teatro!):
http://demaeparamae.pt/forum/porque-hoje-me-apetece-tagarelar

Retrato de Diaurro_Martins
Offline
Desde:
16.12.2006

eu tenho um quisto hemorragico neste momento com 4,5 cm, descobri na terça tinha ele 4,8 entretanto repeti eco na sexta e estava com 4,5cm, o meu provavelmente foi hiperestimulação com o dufine sem motorização. medico q fez a eco e do clinica geral que viu resultado disse que nao podia engravidar ate desaparecer, é mesmo assim, terei de esperar 3 meses pra ai?????

Positivo:23 de Maio

«Jamais desista daquilo que você realmente quer. A pessoa que tem grandes sonhos é mais forte do que aquela que possui os fatos.
»

Retrato de Lara24
Offline
Desde:
21.05.2010

´ho andreia nao fikes triste pk 3meses vais ver k passam a correr...depois da noticias pra saber como estas...vais ver k ainda vais ter uma linda estrelinha a brilhar dentro de ti daki a 3 meses...felicidades...

a minha Lara ja nasceu...nasceu no dia 16 junho as 21h45 com 3.250kg...o parto foi complicado mas graças a deus correu tudo bem...

Retrato de Lara24
Offline
Desde:
21.05.2010

Tumores benignos do ovário
TIPOS
Todos os tumores benignos do ovário correspondem a aglomerações formadas por células que, ao contrário das que compõem os tumores malignos, se assemelham às células dos seus tecidos de origem, não infiltram os tecidos vizinhos nem se propagam à distância. Todavia, do ponto de vista anatómico, é possível diferenciar dois tipos de tumores benignos do ovário: os quistos e os tumores sólidos.
Quistos. Os quistos assemelham-se a bolsas, com septos mais ou menos espessos, repletas de líquido ou substâncias semilíquidas. Entre os quistos que se podem desenvolver no ovário, o mais comum é o quisto folicular, igualmente denominado quisto funcional, que corresponde ao desenvolvimento anómalo de um folículo ovárico. O ciclo menstrual caracteriza-se pelo amadurecimento de alguns dos milhares de folículos primitivos presentes nos ovários e, enquanto estes completam o seu desenvolvimento e originam a ovulação, os restantes regridem e atrofiam-se. A formação do quisto ocorre quando um destes folículos não se atrofia e mantém a sua actividade, continuando a crescer e acumulando cada vez mais líquido no seu interior, podendo alcançar até cerca de 10 cm de diâmetro, embora normalmente regrida espontaneamente ao fim de algum tempo. No entanto, existem outros quistos de ovário que se formam a partir das células do epitélio germinativo e acumulam várias substâncias no seu interior. Os mais frequentes são o cistoadenoma seroso, repleto de líquido transparente amarelado semelhante ao soro sanguíneo, e o cistoadenoma inucinoso, constituído por um líquido espesso castanho ou avermelhado. Estes quistos caracterizam-se igualmente por um crescimento progressivo e, ao contrário dos quistos foliculares, não regridem de forma espontânea, podendo atingir até cerca de 20 cm de diâmetro. Uma outra diferença é o facto de sofrerem, por vezes, devido a factores desconhecidos, uma transformação maligna, o que origina o aparecimento de um tumor canceroso.
Tumores sólidos. Os tumores sólidos benignos do ovário são menos comuns do que os quistos, sendo constituídos por vários tipos de células ováricas que se reproduzem de forma mais rápida do que o normal e, regra geral, compostos por um revestimento exterior que os isola dos tecidos adjacentes. Embora a maioria provenha de células do epitélio germinativo, outros são formados a partir de células do estroma ovárico e alguns, os mais raros, são provenientes das células germinativas. Entre estes últimos destaca-se o denominado teratoma, que quando adopta uma forma semelhante a um quisto costuma ser designado quisto dermóide, originado a partir de células embrionárias indiferenciadas que se conseguem transformar numa grande variedade de formas celulares, originando o desenvolvimento de vários tipos de tecidos - isto justifica o facto de se poder encontrar no seu interior gordura, pêlos, dentes e até fragmentos de ossos.
MANIFESTAÇÕES
Os tumores benignos do ovário costumam manter-se assintomáticos durante muito tempo, até adquirirem um tamanho considerável. Em caso de quistos foliculares que tendam a regredir de forma espontânea, é possível que não surja qualquer sinal ou sintoma ou que apenas se manifeste atraso da menstruação, cujo motivo passa despercebido. Quando originam sinais e sintomas, uma das manifestações iniciais mais frequentes é uma sensação persistente de desconforto ou até de dor na região inferior do abdómen. Para além disso, os tumores muito volumosos formam um inchaço que, por vezes, se evidencia através de um alto na superfície do abdómen, alterando o seu aspecto normal. Ainda assim, como por vezes provocam a compressão do intestino e da bexiga, podem originar manifestações como obstipação, diarreia, incontinência urinária e até episódios de retenção urinária e ausência de micções. Por outro lado, alguns tumores benignos do ovário elaboram quantidades excessivas de hormonas cujos efeitos podem originar manifestações típicas. Por exemplo, alguns quistos foliculares segregam quantidades significativas de estrogénios, provocando alterações menstruais, independentemente de ser um simples atraso do período, uma ausência prolongada da menstruação (amenorreia) ou hemorragias anómalas. Em alguns casos raros, em que os tumores do ovário que segregam estrogénios surgem em pré-adolescentes, podem provocar uma aceleração no desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários femininos. Por outro lado, existe um tipo específico de tumor benigno do ovário, denominado androblastoma, cujas células elaboram hormonas sexuais masculinas com capacidade para desenvolverem sinais de virilidade na mulher, como o crescimento do pêlo corporal e das massas musculares.
EVOLUÇÃO E COMPLICAÇÕES
A evolução dos tumores benignos do ovário é muito variável. Embora os quistos foliculares tanto possam ter um crescimento progressivo como manterem-se estáveis, na maioria dos casos costumam, ao fim de um certo tempo (normalmente algumas semanas), regredir até ficarem completamente atrofiados. Por outro lado, os restantes quistos e os tumores sólidos do ovário têm a tendência para continuar a crescer, por vezes de forma ininterrupta, até alcançarem dimensões muito significativas.
Todavia, ao longo da sua evolução, podem surgir várias complicações. No caso dos quistos, a complicação mais frequente corresponde à torção do pedículo, mediante o qual o tumor se encontra ligado ao ovário, provocando o estrangulamento dos vasos, que se manifesta através de uma dor abdominal brusca e intensa e que costuma necessitar de cuidados médicos imediatos. Uma outra complicação, embora menos comum, é a ruptura do septo de um quisto ovárico e a consequente saída do líquido que contém para o meio que o rodeia, o que provoca uma dor de tal forma mais intensa que pode conduzir a um estado de choque, podendo igualmente provocar uma inflamação aguda dos órgãos intra-abdominais.

a minha Lara ja nasceu...nasceu no dia 16 junho as 21h45 com 3.250kg...o parto foi complicado mas graças a deus correu tudo bem...

Retrato de luisa filipe
Offline
Desde:
25.04.2010

ola lara. gostei do teu esclarecimento sobre quistos. sou a luisa e tenho esse problema. estou muito ansiosa pra engravidar. se tiveres msn aqui vai o meu mail. luisa.filipe@hotmail.com