Goste de nós no Facebook

Destaques nas lojas

Loja socirero

Preços negociaveis ...

Loja patilago

Creme anti-estrias/Protectores de berço-cama de grades/Almof...

Loja Pipoquinha 07

roupinha de menina dos 0 meses aos 6/7 anos de várias marcas...

Loja tanuxinha

Outono/Inverno!...

Loja Joaninha_27

Esta é a minha Lojinha, vendo aqui a roupa do meu Bebé que j...

Loja Sandrinha72

ROUPINHAS DE MENINO E MENINA PARA VÁRIAS IDADES......

Loja rutemonteiro

Olá venham ver roupinhas baratas para as suas princesinhas ...

Loja leny

bodys todos a 0.50 e babygrow a 3.00 todos.......

Loja safirate

ROUPINHA DE BEBE CHICCO, MAYORAL, JACADI, ETC!...URSINHO SON...

Loja Pokiti

CASACOS NOVOS COM ORELHINHAS E LUVAS. POR FAVOR MANDE MENSA...

produtos à venda

€0.00
€1.50
€1.50
€1.90
€1.00
€2.00
€1.00
€1.50
€2.00
€2.00
€3.50
€5.00

artigos recentes

Como deixar de ser uma mãe galinha

A maternidade traz com ela muitas responsabilidades agregadas:...

O meu filho tem dois anos e não fala…O que fazer?

Ao longo do desenvolvimento os pais saboreiam cada etapa e...

Como escolher uma creche/jardim-de-infância

O momento de deixar um bebé ou filho pequeno na creche ou no...

Ginásio Multibrincadeira

Brinquedos top para bebés top!

Se há duas coisas em que a Fisher-Price é especialista, essas...

Nasceu um bebé

19.10.2014
15.10.2014
14.10.2014
10.10.2014

Votação

Tem familiares ou amigos próximos com filhos até os 36 meses?

Está aqui

19 mensagens
Última entrada
Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Pé Boto Bilateral

Olá mamãs,

Estou de 25 semanas mas já foi diagnosticado que o meu bebé tem pé boto bilateral pela ecografia morfológica às 21 semanas. Repeti a ecografia numa clínica privada e confirmou-se essa malformação que, pelo que já pesquisei, tem tratamento e o bebé ao fim de algum tempo pode ficar com os pézinhos quase perfeitos.

Por via das dúvidas fiz ainda a amniocentese a qual resultou que não havia nada de cromossomico associado, esperando-se que seja apenas um pé boto bilateral posicional.

Alguém já passou pela mesma situação? Gostava de ouvir o testemunho de algumas mamãs que passaram ou estão a passar por algo semelhante. Vou querer o melhor para o meu rebento e gostava de indicações dos melhores pediatras em Lisboa, quais os principais cuidados a ter nos primeiros meses de vida do bebé, como dar banho, etc.

Lili

Retrato de SaxContra
Offline
I Love DMPM
Desde:
07.06.2011

Antes de mais... Vais ver que tudo corre pelo melhor...

Quanto aos melhores pediatras, na minha opinião é relativo, o que eu acho bom tu podes não achar... Estás a ser seguida onde? Porque não tentas um hospital central estilo Sta Maria.... Tens depois lá todas as especialidades ao teu dispor.
E as informações que procuras, vais ver que as vais ter...

Tudo de melhor para ti e para o teu rebento...

Se quiseres posso dizer-te qual é o pedi da minha

Mãe babada da Mariana 27 de Abril de 2011 40,5cm 1570g 35 semanas de gestação

Retrato de Ângela e Marco
Offline
Desde:
26.10.2010

Olá mamã!

Também estou grávida, mas de 30 semanas, e não te posso dar o meu testemunho como pré-mamã, mas sim como caso de ter nascido com pés botos, bilaterais. Num caso bem mais raro, já que o meu irmão mais velho também nasceu assim, mas só num pé, e é menos provável em irmãos. Mas aqui estou eu para te dizer que, se há 31 e 28 anos tivemos a situação resolvida, muuito mais vais ter agora, de cerrteza!

Para além da medicina ter evoluído imenso, essa prática já é feita com regularidade e perfeição!

No caso do meu irmão, mais velho, chegou a ser alvo de "experiência" de um médico, que ele também reconheceu não haver experiência suficiente para garantir sucesso, e realmente não teve.. mas eis que os meus pais encontraram o nosso ANJO!!!! O dr Gentil Martins!!!

O meu irmão foi tratado e operado por ele, e quando eu nasci, sem qualquer previsão ecográfica, na altura, foi um choque para os meus pais, até porque eu tinha nos 2 pés, mas por outro lado souberam logo onde se dirigir!

Então, segundo o que contam, usei aparelhos a partir dos 15 dias, que logicamente eram o motivo do meu choro quase constante (é de imaginar as dores de uns ferrinhos a virar a tendência natural do pé, não é...) e depois fiz 2 cirurgias seguidas de gessos para corrigir definitivamente! Fiz fisioterapia, para ir estimulado e obrigando os pés a fazer exercícios com a correcção desejada!

E eis que aqui estou, pronta para contar a história a quem vier!!!

Sabes, na altura era bem mais difícil qualquer tratamento, e tudo passava por Lisboa, e no nosso caso, somos de Leiria. Até as botinhas ortopédicas tinham de ser feitas à medida, numa loja e Lisboa. Hoje em dia isso está muito mais generalizado, e há calçado ortopédico em qualquer lado!

Os hospitais centrais ou distritais também já possuem de serviços e condições que permitem aos pais tratar os seus filhos mais perto e sem tantos incómodos (os meus pais chegavam a ir 3x por semana a Lisboa).

Vais ver que tudo vai correr bem, e como foi detectado na ecografia, pode ser agora direccionado para as pessoas certas, nos locais certos, sem vos causar ansiedade de não saber o que fazer!

Mais importante que o pediatra, na minha opinião, é saber junto do obstetra que te acompanha, qual o melhor acompanhamento a dar nesta altura, arranjar já marcação das primeiras consultas com cirurgião pediátrico, para que assim que o menino nasça ter logo o acompanhamento e tratamento necessários!

O pediatra pode ser qualquer um, comigo também foi assim, que vai acompanhar o bebé em todos os outros parâmetros de desenvolvimento, que não passam obrigatoriamente pelos pezinhos, que esses têm é de ser tratados e corrigidos!

Desculpa o meu testamento, lol, mas foi a primeira vez que tive conhecimento de alguém com uma situação igual, detectada na gravidez, pois apesar de ser tratável, é raro.

Muitas felicidades, aconselho realmente um bom aconselhamento com o Obstetra, e tirando a situação física, inicial, sempre fui uma criança feliz, com uma infância normalíssima, que teve apenas esse marco inicial e recordações médicas para contar:p

Bjs e qualquer coisa, diz!!!!

Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Obrigado pelos Vossos comentários.
De facto deixa-me mais tranquila saber que a medicina tem evoluído bastante sendo possível actualmente tratar este tipo de malformações de uma forma cada vez menos dolorosa e por vezes sem necessidade de recurso a cirurgias.
Estou a ser seguida no Hospital do SAMS (sou beneficiária desde há muito pouco tempo pelo que ainda não tenho referências de médicos). Contudo, também tenho tido acompanhamento no Centro de Saúde de Sete Rios (onde normalmente as consultas de determinadas especialidades são marcadas para o Hospital de Santa Maria).
A minha ideia quando o bebé nascesse era tentar a correcção pelo método de Ponseti e depois dos gessos, se ainda necessário, aplicar o "Brace de Abdução dos Pés" designado de BAP, recorrendo a cirurgia só em último recurso.

O que pretendia mesmo era alguma referência de médicos/hospitais em Lisboa onde pudesse tentar a correcção pelo método de Ponseti.

Além disso, sei que terão de haver cuidados adicionais por causa dos gessos: dar banho, pegar no bebé, etc.

Lili

Retrato de alessiaferreira
Offline
Desde:
03.12.2009

Olá Liliana,

O meu exemplo é de um priminho meu que vai fazer 2 anos em Janeiro, e também lhe foi detectado pé boto (nos 2), ainda na eco, por isso quando nasceu já foi logo encaminhado. Tem usado aparelho quase desde a nascença, teve que ser operado, mas foi uma pequena cirurgia, que recuperou rapidamente. Hoje em dia corre e anda muito bem, e continua a usar o aparelho para dormir.

Deixo-te aqui um site com uma imagem do aparelho igual ao do meu priminho:

http://www.petorto.com.br/testemunhodospaisigor.htm

Os meus primos recorreram a uma médica do Hospital Garcia da Horta, têm lá essa especialidade vou tentar saber o nome da médica e depois venho aqui deixar.

editado * Já tenho o nome da médica Dra. Carolina Escalda - Ortopedia do HGH.

Espero ter ajudado
Bjks

Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Obrigado pelas referências Alessia.

Já me tinham falado do Hospital Garcia da Horta como sendo um dos locais onde utilizavam esse método. Assim já fico com uma referência pois penso que no Hospital do SAMS onde estou a ser acompahada não são conhecidos casos de tratamentos de pé boto.

Bjs e tudo de bom Sorriso

Lili

Retrato de Ronia
Offline
Desde:
20.12.2011

Olá!
Apesar de ler o fórum há já alguns meses, é a minha primeira participação ativa. Como tenho um caso semelhante decidi partilhar a minha experiência.
Sou mãe de gémeos, com 18 meses, um menino e uma menina. O menino nasceu com pé boto bilateral. Foi detetado na eco morfológica das 21 semanas, por isso já estávamos alertados. Apesar de já o saber, no dia do nascimento não deixou de ser um choque ao ver o nosso bebé nascer com os pés assim. Uma hora após o parto, fomos logo informados do tratamento, ainda que muito por alto, por uma pediatra. Logo naquele dia, foi-nos também dito que o bebé iria sair da maternidade, com um termo de responsabilidade em como iríamos dar início e seguimento ao tratamento. Foi-nos logo marcada uma consulta para a especialidade de traumatologia no hospital D. Estefânia, para o Dr. Delfim Tavares. Um médico fantástico que adora e tem imenso jeito para lidar com bebés e crianças, auxiliado por uma equipa fabulosa em que toda a atenção é dada de uma forma genuína e natural. É utilizado o método de Ponseti, mais eficiente do que o que era utilizado anteriormente.
O primeiro gesso foi feito com apenas 5 dias de vida, com uma frequência semanal. E porquê tão cedo? Quanto mais cedo se começar a corrigir, melhor, para o bebé e para os pais. O bebé está a crescer e é a altura ideal, os pés podem ser "moldados". É o que o gesso vai fazer. Todas as semanas, os pés vão ser colocados numa posição cada vez mais próxima do real, até que no fim, ficam abertos para fora num ângulo de cerca 60º.
Nestes tempos, o gesso tem de estar sempre seco e limpo, para que não hajam assaduras, infeções ou perigo de degradação do gesso. A muda da fralda pode ser mais complicada, mas é só no início e enquanto não te habituas. Vais ver.
O gesso é colocado até às virilhas com os joelhos curvos, para que não haja a possibilidade de ser retirado pelo bebé. Só ficam as pontas dos dedinhos de fora. E porquê? Para ir controlando para ver se não ficam roxos ou brancos. Se acontecer, significa que o gesso está apertado e é necessária a sua substituição urgentemente. Há equipas de ortopedia 24 horas para estas, e outras, situações. No meu caso nunca foi necessário substituir, devido a esta situação, só noutro tipo de episódio, que conto mais à frente :)
O número de gessos depende de caso para caso. Normalmente podem ser entre 6 a 9, mas podem ser mais, dependendo do tipo de desvio. No caso do meu bebé foram 8, em que o pé esquerdo estava mais "preso" que o direito. Sim, cada pé pode ter a sua "resistência", e neste caso o esquerdo era mais teimoso.
Estes gessos, para o bebé, não são nada, porque passam a ser a sua nova realidade. O meu menino não estranhou nada.
Durante os gessos, o bebé só pode tomar "banho à gato", ou seja, nada de banheira, apenas com uma compressa de tecido não tecido, embebida em água morna com um pouco de gel de banho para bebés.
Após estes gessos, e quando os pés estiverem na posição pretendida, normalmente é feita uma tenotomia, por volta dos 2/3 meses de vida. Uma cirurgia com anestesia geral, de duração muito curta, cerca de 30 minutos, em que o tendão de Aquiles é furado uma ou várias vezes, para ficar "enfraquecido", e poder colocar finalmente o pé na sua posição correta, ou seja, desta vez é feito um gesso em que o pé é colocado a 90º em relação à planta do pé, com os tais 60º para fora. Este gesso é diferente porque é para ser mantido durante 3 semanas, tempo da cicatrização do tendão.
O recobro é muito rápido, no mesmo dia ou no dia a seguir pode sair. Fica apenas em observação como é normal e por prevenção, após cada cirurgia.
Um facto curioso: durante os gessos, e como ainda são pesadinhos, vais ver como ele vai desenvolver os abdominais. Levanta as pernas como se não fosse nada Sorriso E vai ser normal ele achar piada e bater os pés um no outro a fazerem barulho Sorriso Tens apenas de ir controlando para ver se não racham, como nos aconteceu com um Sorriso Nesse caso, o gesso tem de ser substituído o mais rapidamente possível. Mas nada de correrias desnecessárias, se for o caso.
Após as 3 semanas, o gesso é retirado e é aqui que o papel dos pais passa a ser fundamental para o futuro do bebé. Neste dia, são colocadas umas botas ortopédicas que vão ser utilizadas, inicialmente, durante 23 horas diárias, todos, mas todos os dias, sem falhar nenhum, porque senão, a informação genética que o bebé tem manda os pés voltar à sua posição, errada, de origem. Depois de tudo a regressão é o pior que pode acontecer. Só podem ser retiradas para o banho. E aqui já há banheira!! Ele adorou o primeiro!
As primeiras botas comprei cá, numa loja em frente à Estefânia, mas com uma qualidade um pouco manhosa, mas que fizeram o seu papel na perfeição. Depois encomendei as mais recentes aqui: http://www.c-prodirect.co.uk/ Enviam do UK de um dia para o outro. Um pouco mais caras, mas em termos de qualidade, muito superior. Vendo as botas, percebe-se :)
As botas podem parecer esquisitas, podem, aos olhos das outras pessoas. "Coitadinho, tem os pezinhos assim...". Podes ouvir comentários desses na rua, ou da família. É normal, explica a situação, se vires que vale a pena, mas lembra-te sempre que as botas são o pilar e o caminho para que o teu bebé tenha uma vida o mais normal possível e é o futuro dele que está em causa. Não facilitar. Cumprir sempre à risca. Ah, e vais ver as brincadeiras que ele vai fazer com as botas quando as descobrir eheh. O meu tem uma força enorme nos abdominais. É impressionante! :)
Depois das 23 horas diárias, umas semanas depois, depende também de caso para caso, o caso é reavaliado, e as botas podem ser utilizadas entre 12 a 18 horas por dia, normalmente durante as horas de sono, noite e sestas.
Aqui podes ter um pouco de medo que o teu bebé coloque os pés no chão, ou faça esforço com eles. Mas ele, desde que não tenha as botas, é para fazer o que os outros bebés fazem. Sem tirar nem pôr. As botas não servem de muleta, servem sim, para manter a correção dos pés no seu devido lugar, quando estão colocadas, fora isso, é para gatinhar, rebolar e brincar à vontade :)
Ah, e não te preocupes, as botas não atrasam em nada o desenvolvimento motor do bebé. Quando tiver de gatinhar, gatinha, com as botas e tudo! E o que as botas agarrarem pelo caminho, vai tudo a reboque. Experiência própria Sorriso Começa a por-se de pé, com as botas, e começa a andar, na mesma altura. Não fiques ansiosa. Vais ver. No meu caso, a irmã começou a andar primeiro, porque é mais espevitada. Ele é mais "cool", mais calmo. Cada bebé tem o seu ritmo. Agora os dois andam e correm tudo, nem parece que nasceu com os pés botos.
As botas terão de ser utilizadas até aos 4/5 anos e terá de ser acompanhado durante mais alguns anos após isso. Mas mais uma vez lembra-te, é o futuro dele que está em causa. É para o bem dele, e quem é que não quer o melhor para os seus filhos?
Se precisares de mais algum esclarecimento, alguma dúvida, apita.
Beijos e força.

Retrato de Morabeza
Offline
Desde:
12.04.2011

O Dr Nuno Alegrete é especialista em tratamentos de pé boto (mas é no Porto) consulta o blog dele aqui:http://peboto.blogspot.com/
Lá fala do Hospital Garcia da Horta.

Mãe de 3 filhos: 1 comigo e 2 anjos no Céu

Retrato de babylove
Offline
I Love DMPM
Desde:
22.09.2009

Na estefânea,o Dr. Cassiano Neves e o Dr. Delfim Tavares, pertencem à mm esquipa, e utilizam o metodo de Ponseti. Ambos tb dão consultas na Cuf Descobertas.

Tem calma, sendo detectado tão precocemente, as probabilidades de correcção a 100% são gigantescas.

Editei p deixar o link:
http://yeshey.no.sapo.pt/Pe_Boto/Ponseti_Portugal.htm

Beijinhos

Madrinha dos rebentos das minhas queridas gémeas de Outubro 2008.
Madrinha da Celi82 Espertalhão (Parabéns pela Inês!!!)

Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Olá!

Muito obrigado pelo teu testemunho! Foi muito útil Sorriso

Hoje tive consulta de DPN no SAMS e a médica que me acompanhou também me disse que 2 semanas antes da data prevista do parto teria de informar para depois um médico especialista nesse método estar presente, efectuar a avaliação e antes da alta colocar os gessos no bebé, logo no 2 ou 3 dia.

Já estou mais tranquila e agradeço todas as referências dadas Sorriso

Tudo de bom para as mamãs e futuras mamãs Sorriso

Lili

Retrato de osgemeos
Offline
Desde:
30.10.2010

Olá Lili,

Sou mãe de gémeos, um dos quais nasceu com pé boto bilateral e está a ser tratado pelo método de Ponseti. No nosso caso o Luis tem pé boto atipico (ou complexo) o que tem dado um pouco mais trabalho do que o normal mas agora as coisas estão a correr bem.

Ele é seguido pelo Dr Delfin Tavares na Estefânia que já uma mamã mencionou. Tenho ouvido falar muito bem do Dr Nuno Alegrete que outra mamã falou e sobretudo da Dra Cristina Alves que foi a primeira médica a usar o método em Portugal.

Qualquer dúvida estou ao dispôr e gostava de convidar todas as mamãs com filhotes com pé boto a juntarem-se a este grupo no facebook onde pretendemos precisamente trocar impressões e ajudar-nos umas às outras - Pé Boto - grupo de Pais

Retrato de claudiagvaz
Offline
Desde:
04.08.2011

Olá mamás. O meu filhote nasceu também com pé boto, apenas o peito direito, e está a ser seguido pela Dra carolina escalda no HGO. Foi-lhe já colocado o primeiro gesso e á partida serão pelo menos mais quatro trocas até à cirurgia. Foi-me indicada a loja junto á Estefánia para a compra das Bap mas como fui percebendo por diversos fóruns essas não são de boa qualidade. Estive a visitar o site http://www.c-prodirect.co.uk/ e estou a pensar comprar por lá, não sei..alguem me sabe dizer os preços das Da ortomedicinal? ..e não consegui encontrar imagens nem site alguém pode disponibilizar...
O meu pequenino está agora com dois meses, já se mexe muito e tem muita força nas pernas..mas parece que nos custa mais a nós pais que a ele que levanta a perna sem dificuldade..mas por vezes fica rabugento e eu temo que seja do gesso a magoar na coxa, ou que ele se sinta incomodado..e fico com o coração apertadinho.. Mas confesso que o que me assusta mais é a anestesia geral..ele é tão pequenino..
Alguma das mamas ficou em casa, prolongou a baixa sei lá para ficar com os pequenos enquanto usam as bap 23h/dia?
Agradeço feed back da vossa parte mamãs

Xox

Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Olá Cláudia, desculpa só agora responder mas não tem sido fácil vir aqui ao computador...

Já vi que integraste o grupo de pais no face e antes de mais bem vinda ao grupo Sorriso Lá partilhamos experiências, informações importantes e desabafos... enfim, é um grupo porreiro e tem sido um enorme suporte a todos os elementos.

Respondi-te lá. Qualquer dúvida que tenhas e no que puder ajudar, dispõe Sorriso

Lili

Retrato de Dorita13
Offline
Desde:
07.01.2010

olá!!
Fui mãe à 5 dias de um bebe lindo e como já estava à espera o meu filhote nasceu com o pé boto, não foi surpresa, agora é para tratar.. já fomos ao ortopedista e para a semana já começa com o gesso.
Será que eu poderia entrar no vosso grupo do facebook, para uma partilha de experiencias?
beijinhos e obrigada

Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Olá Dora,

Só agora recebi a informação de que tinhas comentado no tópico que criei aqui. Penso que a Sandra já te adicionou ao grupo, não? As boas vindas mais uma vez Sorriso Se tiveres oportunidade vai vendo os tópicos que foram sendo discutidos lá. Por exemplo, não sei se já sabes mas tens direito a um subsídio da segurança social. Sempre é uma ajuda para as despesas com os tratamentos. As botinhas ainda são carotas...
De resto, como já te informaste, os tratamentos são bastante eficazes e depois do nosso esforço nos primeiros anos de vida os nossos bebés ficam com os pés perfeitinhos e nem se vão lembrar pelo que passaram. Aliás, vais ver que eles se adaptam muito bem, quer aos gessos, quer às botinhas (melhor que nós).
Qualquer coisa que precises, está à vontade Sorriso No meu face sou liliana batista

Lili

Retrato de migalhinha
Offline
Desde:
13.10.2010

Boa tarde, sabe-me dizer se ainda existe esse subsídio e se sim, como é que o mesmo deve ser solicitado?
Obrigada

Retrato de Lili2012
Offline
Desde:
21.11.2011

Olá,

O subsídio existe sim. É preenchido e entregue juntamente com os papeis do abono e pode-se ter direito independentemente de se ter abono ou não.

Esse anexo aos papéis do abono deve ser preenchido pelo ortopedista que acompanha o caso e deve ser colocado o n.º do processo do utente.

Tem acontecido a muitas mamãs virem com os pedidos indiferidos as primeiras vezes, não havendo muita coerência na análise. Mas nessa situação é insistir e meter novamente se isso acontecer.

Não sei se viste o link do face para integrar o grupo de pais em cima. Se quiseres partilhar connosco, pede para entrares no grupo. Lá partilhamos muitas informações de utilidade para todas.

Lili

Retrato de Carla Ferreira Balegas
Offline
Desde:
16.10.2011

ola mamas eu sei que este topico ja foi criado a algum tempo mas por concidencia encontrei e nao pode deixar o meu testumunho ,eu sou mama de um menino que agorra tem 23 meses ele nasceu com o pe boto mas foi altamente bem tratado tanto nos hospital da povoa que o medico ortopodista me mandou para o sao joao para o porto para o joazinho para a equipa do doutor nuno alegreto e a sua equipa excenional que cuidarm muito bem dele e hoje em dia niinguem ve nada no pe do meu menino e como se o problema nunca tivesse existido e uma equipa excenional parabens hojeem dia estou a viver em lisboa a quase um ano que sou de ca de lisboa so tive a viver na povoa uns anos e posso dizer que o medico do meu filho quando o viu me disse se nao tivesse visto no livrinho que o seu filho timha tido o pe boto eu nao dava por isso por issso a quipa do porto esta de parabens beijinhos mamas

Retrato de Carla Ferreira Balegas
Offline
Desde:
16.10.2011

ola mamas eu sei que este topico ja foi criado a algum tempo mas por concidencia encontrei e nao pode deixar o meu testumunho ,eu sou mama de um menino que agorra tem 23 meses ele nasceu com o pe boto mas foi altamente bem tratado tanto nos hospital da povoa que o medico ortopodista me mandou para o sao joao para o porto para o joazinho para a equipa do doutor nuno alegreto e a sua equipa excenional que cuidarm muito bem dele e hoje em dia niinguem ve nada no pe do meu menino e como se o problema nunca tivesse existido e uma equipa excenional parabens hojeem dia estou a viver em lisboa a quase um ano que sou de ca de lisboa so tive a viver na povoa uns anos e posso dizer que o medico do meu filho quando o viu me disse se nao tivesse visto no livrinho que o seu filho timha tido o pe boto eu nao dava por isso por issso a quipa do porto esta de parabens beijinhos mamas