Menor retirada à mãe | De Mãe para Mãe

Está aqui

Menor retirada à mãe

Responda
3 mensagens
Desde 28 Dez 2016

Olá meninas, a minha questão é a seguinte, o meu marido tem uma irmã (minha cunhada) que foi retirada à mãe pelos assistentes sociais, eu encontro-me em Inglaterra e não temos muito contacto com a menina, só atravez do messenger e quando a mãe deixa, o meu sogro não está nem aí para a menina e a mãe se fosse boa não se teria passado o que se passou! Hoje liguei paraa instituição onde está a menina para saber como ela está e o que se vai passar agora e se haveria possibilidades de nós podermos fazer algo, incluindo trazer a menina para junto de nós, visto ter um filho com a idade dela eles ficariam na mesma sala e tudo e teria o suporte do sobrinho a nivel da lingua e da adaptação escolar.
O que me foi dito foi que era terá de ficar pelo menos 6 meses e ver como evolui a situação com a mãe, que até agora se tem mostrado cooperante em tudo (o problema é o depois e não o durante a institucionalização).
Alguém que já tenha passado por esta situação? O que poderei fazer? Eu sei que a menina estava muito melhor aqui connosco..

Lizzie1 -
Offline
Desde 17 Set 2015

Olá Cintia,

Faça um requerimento ao processo, pode enviar por e-mail para o Tribunal, a dizer isso mesmo, que está disponível para acolher a menina.

Iniciou-se um processo de promoção e proteção de menor em que o Ministério Público, com auxílio de relatório da Seg. Social vai avaliar as soluções disponíveis para o interesse da criança e o Tribunal vai mandar aplicar uma dessas medidas, que pode ir desde apoio junto dos pais, de outro familiar, confiança a pessoa idónea, etc até adopção.

Havendo familiares disponíveis e caso o Tribunal considere que salvaguardam o melhor interesse da menor, pode determinar que fique à vossa guarda. No entanto, o primeiro objetivo será sempre tentar que a mãe recupere as condições para poder ter a filha de volta.

As medidas são aplicadas normalmente por 6 meses e revistas no final desse tempo podendo renovar-se, alterar-se ou tornarem-se definitivas.

Tente saber o número do processo e envie para lá um e-mail ou carta a expor a sua pretensão.

Pode consultar aqui para compreender melhor o processo:
http://www.cnpcjr.pt/left.asp?12.02#08

http://www.pgdlisboa.pt/leis/lei_mostra_articulado.php?nid=545&tabela=leis

Que corra tudo bem!

Submetido por Lizzie1 em Qua, 28/12/2016 - 17:28
Sobre Lizzie1

A tentar desde Setembro 2015
Causa de infertilidade - trompas obstruídas
Maio 2017 nos HUC: 1ª FIV- (5 embriões, nenhum evoluiu para transferir)
Setembro 2017 - Positivo! Gravidez espontânea!

Bee92 -
Offline
Desde 23 Set 2016

Boa tarde, desculpa a pergunta mas como correu a questão da menina? Fiquei a espera de novidades

Submetido por Bee92 em Qua, 15/02/2017 - 18:26
Sobre Bee92

23/01/2017: Positivo
02/10/2017: Data prevista parto
30/09/2017: Nasce a pessoa mais importante da minha vida, a minha pequenina ❤️
Amo-te muitão meu amor

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?