Mães tão cansadas sem energia para um bebecas e ainda querem outro | De Mãe para Mãe

Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Treinantes

Gang do Termômetro

Fórum Mães & Bebés

Tiroide na gravidez

Fórum Parto e Preparação

Está na hora - pânico

Fórum Treinantes

Ajuda tentantes

Fórum Mães & Bebés

Parto Cuf Porto

Fórum Treinantes

Tentantes de menina

Fórum Geral & Apresentação

Desejos de Natal

Fórum Infertilidade

IVI VIGO ou Prof Alberto Barros

Fórum Geral & Apresentação

Pílula do dia seguinte

Destaques nas lojas

Loja Estela2010

Copos de aprendizagem, biberoes, roupinhas, Testes de gravid...

Loja susana08

PROMOÇÃO: 20% DE DESCONTO EM TODOS OS ARTIGOS SOY LUNA E BLA...

Loja raquel_oliveira

Testes de Gravidez de alta sensibilidade....

Loja Sónia MCM

Visitem mamãs! Lote de 2 calças de ganga Zippy só 5€! ...

Loja slourencos

Estamos de volta :) Agora que a criançada está mais crescida...

Loja vania cris

Vestido de grávida tamanho 38....

Loja susana seixas

NOVIDADES EM BREVE POR FAVOR ENVIAR MENSAGEM PARA QUALQU...

Loja mo-duarte

Roupa de menino e de menina....

Loja Loving Mom

Novidades para Inverno ;) H&M, Zara, Mayoral, Tiffosi, C...

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

produtos à venda

€12.00
€6.00
€6.00
€6.00
€5.00
€8.00
€8.00
€8.00
€4.00
€5.00
€7.50
€0.60

artigos recentes

As decorações de Natal que o seu filho vai adorar

Está quase a chegar a altura de decorar a casa para o Natal, e...

4 sessões fotográficas que pode fazer com o seu bebé

Recordar é viver, e não há família que não queira eternizar os...

Baby Led Weaning: quando os bebés se alimentam sozinhos

Baby Led Weaning (BLW) é um dos termos mais ouvidos ultimamente...

Nasceu um bebé

25.10.2017
Noa
30.09.2017
Eva
28.09.2017
12.09.2017

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?

Está aqui

77 mensagens
Última entrada
Retrato de Solprateado
Offline
Desde:
28.12.2016

Mães tão cansadas sem energia para um bebecas e ainda querem outro

Mamãs, há por aí alguém muito cansada com o seu bebecas e ainda quer outro ? Ou que já tem pelo menos dois bebecas e que me explique como se faz para terem sanidade mental.
Sempre vi pessoas com pelo mebos 2 filhos, e sinto-me tão cansada com um, quem nem imagino o cansaço com dois.
Será que sou muito pueguinhas?

Retrato de Catinha Correia
Offline
Desde:
23.07.2013

Vou-me colar porque sinto o mesmo. sem ajuda de absolutamente ninguém a não ser o pai e com animais em casa, não sei como conseguiria ter outro sem dar em doida. preciso de visões positivas da situação hahaha (p.s. a minha filha não se entretem com nada sozinha e so dorme as sestas ao colo).

Submetido por Catinha Correia em Qui, 19/10/2017 - 22:47

A tentar desde 2013...
- 18 Janeiro 2016 - ICSI (Hiperestimulaçao) sem transferência
- TEC 16 Maio 2016 - 1 embrião (negativo)
- TEC 12 Julho 2016 - 2 embriões (à espera do beta... vai ser desta!) E foi desta! Beta-290
- Restam 4 congelados
19 MARÇO 2017 NASCEU O AMOR DA MINHA VIDA

Retrato de Joana123
Offline
Desde:
31.05.2016

Eu sinto-me absolutamente KO... E mal posso esperar para ter outro Espertalhão Combinámos esperar pelo menos mais seis meses, mas depois possivelmente avançamos. A nossa teoria é que mais vale 'despachar' o cansaço todo agora e depois poder acalmar, em oposição a fazer tudo aos soluços (esperar que um filho cresça para ter outro e voltar tudo para trás novamente). Mas nós queríamos ter pelo menos três, por isso já estávamos mentalizados ?

Submetido por Joana123 em Qui, 19/10/2017 - 22:53
Retrato de Diana Lima
Offline
Desde:
12.12.2015

Gabo-lhe a coragem. O meu bebé é considerado 'fácil' pelos padrões das outras pessoas e eu e o pai estamos esgotadissimos. Imagino se estivesse a viver isto com outra criança dependente de mim. lol loucura total...

Submetido por Diana Lima em Qui, 19/10/2017 - 23:38
Retrato de Ana Svensson
Offline
Desde:
23.04.2017

Que idade tem o seu bebé? É natural que se sinta esgotada... acho que acontece a todas. E é efectivamente difícil manter a sanidade mental, quando nasce o segundo. Mas é principalmente nos primeiros tempos. Depois uma pessoa habitua-se e aprende a descomplicar. É claro que dá mais trabalho ter 2 filhos do que 1, mas o trabalho não duplica. E é tão bom para eles terem um irmão. Não há nada como ver a cumplicidade entre eles, apesar de todas as lutas e discussões que dão connosco em doidas Piscar o olho Concordo com a Joana quando diz que mais vale despachar o cansaço todo agora. Acho melhor para nós e para eles, se bem que isso já é uma opinião totalmente pessoal.

Submetido por Ana Svensson em Sex, 20/10/2017 - 00:21
Retrato de carlabrito
Offline
Desde:
30.05.2017

Eu estou sozinha com o meu marido e mais de 2000 km's de casa.
Ambos temos bons empregos com grandes responsabilidades que nos obriga a trabalhar mais de 8 horas por dia.
A noite em casa, aos fds, nas ferias.
Nao temos empregadas, nem ninguem que nos ajude em nada.
Somos os dois, e o marido faz o mesmo que eu.
O meu marido viaja muitas vezes em trabalho (2, 3 semanas de cada vez) e eu em breve também vou começar (vou a India ver conhecer as minhas equipas) ainda que eu esteja a tentar ir so 1 semana de cada vez.
E sim... ando com uma crise de sono do catano. E cansada!

Tenho um pequeno de 5 meses e sim... ja penso no segundo! :)
So nao comeco os treinos ja por causa do trabalho, para nao estar muito tempo parada.

Submetido por carlabrito em Sex, 20/10/2017 - 08:36
Retrato de carlabrito
Offline
Desde:
30.05.2017

Ana Svensson escreveu:
Que idade tem o seu bebé? É natural que se sinta esgotada... acho que acontece a todas. E é efectivamente difícil manter a sanidade mental, quando nasce o segundo. Mas é principalmente nos primeiros tempos. Depois uma pessoa habitua-se e aprende a descomplicar. É claro que dá mais trabalho ter 2 filhos do que 1, mas o trabalho não duplica. E é tão bom para eles terem um irmão. Não há nada como ver a cumplicidade entre eles, apesar de todas as lutas e discussões que dão connosco em doidas Concordo com a Joana quando diz que mais vale despachar o cansaço todo agora. Acho melhor para nós e para eles, se bem que isso já é uma opinião totalmente pessoal.

Um dos objetivos pelo qual eu quero dar irmaos ao Henrique é esse.
Que ele tenha um amigo para a vida.
E quero que tenham muito pouca diferenca de idades. 2, 3 anos no maximo!
Eu tenho uma irma 10 anos mais velha. Nunca tivemos uma relacao proxima.
E desde que ela foi mae ha 3 anos atras, que me exclui praticamente da vida dela. Nao temos nenhum problema, mas nao temos relacao tambem.
Ainda pensei que com o nascimento do meu filho as coisas mudassem, mas nao. E isso custa-me muito.

Por outro lado eu adoro bebes, criancas e adoro todo este percurso de dar a luz e ajudar um ser humano a crescer!
é tao, mas tao giro! Sorriso

Submetido por carlabrito em Sex, 20/10/2017 - 08:40
Retrato de mamagemelar
Offline
Desde:
29.08.2011

Não sei o que é ser mae de um so mas a verdade é que acho que com dois tudo se descomplica muito mais... Eu nao tive tempo para tar horas a embalar uma crianca, nao tive tempo para tar horas a aturar birras para dar de comer(nao comia agora comia depois) e por ai fora! eles habituaram se a que tinha de haver tempo para me dividir... e acho que me facilitou imenso apesar de ser desgastante na mesma ter dois bebes...

Submetido por mamagemelar em Sex, 20/10/2017 - 09:07

Fez se luz no meu coracao a 22\11\2010... Rafaela as 00h10m e Fábio as 00h13m..Minhas vidas!!! Amo vos mto mto Afilhada e Madrinha babada da mnh kerida TWINMUMMY!!!mais uma madrinha e afilhada 5* SUSANA CORVOS mais uma afilhada linda. Sara78_98 . madrinha e afilhada da APIPAS querida!!!

Retrato de carlaper
Offline
Desde:
11.10.2011

Daqui a umas semanas já posso dar o meu feedback Sorriso Por agora é só teoria, mas claro que no final acho que vai tudo correr muito bem. Espero estar preparada para cuidar de um bebé novamente e espero também que a experiência do primeiro me auxilie no segundo, que aquelas coisas chatas do pós-parto não me enervem tanto. O que mais me afectou foi mesmo a interrupcção do sono, mas nessa parte já estou perita e já é um ponto a favor.
E sim, a minha filha foi das dificeis, de dar mesmo em doida e agora depois de estabilizar uma rotina a 3 vem aí um pilocas que pode ser tão ou mais malandro do que a mana, mas a vida é mesmo assim Sorriso

Submetido por carlaper em Sex, 20/10/2017 - 09:24
Retrato de carlaper
Offline
Desde:
11.10.2011

Daqui a umas semanas já posso dar o meu feedback Sorriso Por agora é só teoria, mas claro que no final acho que vai tudo correr muito bem. Espero estar preparada para cuidar de um bebé novamente e espero também que a experiência do primeiro me auxilie no segundo, que aquelas coisas chatas do pós-parto não me enervem tanto. O que mais me afectou foi mesmo a interrupcção do sono, mas nessa parte já estou perita e já é um ponto a favor.
E sim, a minha filha foi das dificeis, de dar mesmo em doida e agora depois de estabilizar uma rotina a 3 vem aí um pilocas que pode ser tão ou mais malandro do que a mana, mas a vida é mesmo assim Sorriso

Submetido por carlaper em Sex, 20/10/2017 - 09:24
Retrato de LilliV
Offline
Desde:
22.03.2016

Engraçado, eu tenho uma irmã, temos 10 anos de diferença e damo-nos muito bem, somos amigas Sorriso Se calhar isto dos irmãos não tem tanto haver com a diferenças de idade mas com a personalidade de cada um.
Eu gosto imenso de ter uma irmã mas admito que é preciso muita coragem para ir ao segundo.

Submetido por LilliV em Sex, 20/10/2017 - 10:14
Retrato de guialmi
Offline
Desde:
13.07.2013

mamagemelar escreveu:
Não sei o que é ser mae de um so mas a verdade é que acho que com dois tudo se descomplica muito mais... Eu nao tive tempo para tar horas a embalar uma crianca, nao tive tempo para tar horas a aturar birras para dar de comer(nao comia agora comia depois) e por ai fora! eles habituaram se a que tinha de haver tempo para me dividir... e acho que me facilitou imenso apesar de ser desgastante na mesma ter dois bebes...

Igual aqui, às vezes acho um bocadinho estranho ficar-se exausto só com um bebé Sorriso (não estou a criticar, é só um desabafo). Eu tive um bebé fácil e um muito difícil ao mesmo tempo, sem família por perto (a minha mãe vinha ajudar em caso de absoluta necessidade), com o marido com um cargo muito exigente, acabei o doutoramento quando as gémeas tinham 3 anos e sobrevivi! Tudo se faz, não vale a pena é pensar muito ou antecipar desgraças.
E é verdade que com dois se descomplica. Quem diz que um bebé não pode chorar sem ser logo atendido porque senão coitadinho fica traumatizado não é mãe de gémeos, de certeza. Ou quem esfrega a casa de cima a baixo porque higiene acima de tudo idem. Ou quem muda a roupa toda porque tem umas manchitas de bolsado ou de comida Sorriso ~
Os bebés são mais todo-o-terreno do que podemos imaginar e também se criam crianças felizes com papas industriais, roupa meia lavada, chão pejado de brinquedos, berros de impaciência e horários heterodoxos Sorriso

Submetido por guialmi em Sex, 20/10/2017 - 10:59
Retrato de Lu30
Offline
Desde:
04.01.2011

Eu quero muito um, mas tenho tanto sono e tenho um bebé que quer toda a minha atenção. Tenho até medo de abordar já o assunto oa mue namorado, que está tão exausto qunato eu! Mas querer, quero muito...

Submetido por Lu30 em Sex, 20/10/2017 - 11:38
Retrato de Joana123
Offline
Desde:
31.05.2016

Eu e o meu marido também temos irmãos com dez anos de diferença e somos incrivelmente próximos. Durante uns tempos ainda pensámos em ter mais diferença entre os nossos (5 anos, por exemplo), mas não quero andar nesta vida até ter quarenta. Nada contra quem o faz, mas por mim ia já tudo de seguida, e só ainda não avançámos porque também estamos sozinhos sem família e temos horários caóticos (somos médicos, fazemos urgências, etc etc etc). Mas enfim, tudo se faz quando o casal trabalha em equipa e sabe ao que vai Espertalhão

Submetido por Joana123 em Sex, 20/10/2017 - 11:49
Retrato de Ana Svensson
Offline
Desde:
23.04.2017

carlabrito escreveu:

Ana Svensson escreveu:Que idade tem o seu bebé? É natural que se sinta esgotada... acho que acontece a todas. E é efectivamente difícil manter a sanidade mental, quando nasce o segundo. Mas é principalmente nos primeiros tempos. Depois uma pessoa habitua-se e aprende a descomplicar. É claro que dá mais trabalho ter 2 filhos do que 1, mas o trabalho não duplica. E é tão bom para eles terem um irmão. Não há nada como ver a cumplicidade entre eles, apesar de todas as lutas e discussões que dão connosco em doidas Concordo com a Joana quando diz que mais vale despachar o cansaço todo agora. Acho melhor para nós e para eles, se bem que isso já é uma opinião totalmente pessoal.

Um dos objetivos pelo qual eu quero dar irmaos ao Henrique é esse.
Que ele tenha um amigo para a vida.
E quero que tenham muito pouca diferenca de idades. 2, 3 anos no maximo!
Eu tenho uma irma 10 anos mais velha. Nunca tivemos uma relacao proxima.
E desde que ela foi mae ha 3 anos atras, que me exclui praticamente da vida dela. Nao temos nenhum problema, mas nao temos relacao tambem.
Ainda pensei que com o nascimento do meu filho as coisas mudassem, mas nao. E isso custa-me muito.
Por outro lado eu adoro bebes, criancas e adoro todo este percurso de dar a luz e ajudar um ser humano a crescer!
é tao, mas tao giro!

Pois, eu também sempre tive o objectivo de ter 2 filhos com 2 a 3 anos de diferença. E se soubesse que íamos acabar por decidir ter um terceiro, teria mesmo optado pelos 2 anos de diferença entre as primeiras, para poderem ser todos mais próximos. Eu tenho uma irmã com 5 anos de diferença e, apesar de termos uma óptima relação, em criança sempre achei esta diferença excessiva porque acabávamos por estar sempre em fases diferentes, em que não gostávamos das mesmas brincadeiras.

Eu também estou muito longe da minha família (mais de 3000 km) e não posso contar com a ajuda da família do meu marido no dia-a-dia (50 km). Ambos temos cargos de grande responsabilidade e trabalhamos bem mais do que 8 horas diárias. Também viajamos com alguma frequência (ainda esta semana ele esteve fora a semana toda). Claro que tenho a vida facilitada ao ter empregada que me deixa a casa impecável todos os dias, faz as refeições e toma conta dos miúdos quando estamos a trabalhar, mas acredito que se consegue conciliar tudo.

Confesso que não adoro bebés, nem gosto de estar grávida, mas adoro crianças e toda esta aventura de educar um filho.

Submetido por Ana Svensson em Sex, 20/10/2017 - 11:59
Retrato de LSL
LSL
Offline
Desde:
28.10.2010

Acabamos por nos habituar eu acho.
Sempre quis dar uma irmã à minha filha. O meu marido não tem irmãos e tem imensa magoa nisso. Acabou por adoptar a minha irma a cunhado como irmãos deles e a nossa relação é espectacular. Eu e a minha irma temos 6 anos de diferença. Sempre nos demos lindamente mas eu gostava de ter menos diferença. Acho que ela sempre me viu mais como mais uma maezinha, um exemplo e menos como uma amiga. Só agora de adultas essa relação mudou. Temos e sempre tivemos uma relação excelente!

Por isso quis dar à minha filha uma irma com menos diferença... era suposto ser uma irma com 3 anos de diferença... saiu um irmão com 4 e meio de diferença... é o que se arranjou! ??

É mais cansativo que um? Infinitamente! Faz-se? Claro que se faz. Nunca me senti especialmente cansada como mãe de um. Sempre disse que ela era uma bebé/criança portátil e todo o terreno. Ia connosco para todo o lado. Não temos ajudas de ninguém. Moramos longe da família e não temos empregadas. Trabalhávamos os dois por turnos e essa foi a maior concessão que fiz pela minha família. Sai da área que adorava para ter um trabalho sem turnos para poder ir buscar a miúda e ficar com ela aos fins de semana.

A minha filha adora de loucura o irmão. Até da medo!!! É que ela está sempre em cima dele, quer pegar, dar beijinhos e afins e se não estivermos a ver pega mesmo nele! É um perigo! Acho que o que dá mais trabalho é dividir a atenção entre eles. Um bebé é exigente mas não podemos descurar a filha que já existe e que quer atenção e que brinquemos com ela.

Tudo se faz. Com mais ou menos cansaço. Somos resilientes e as crianças também! ?

Submetido por LSL em Sex, 20/10/2017 - 15:22
Retrato de MaedeMVC
Offline
Desde:
22.08.2014

Confesso que também já tive esse pensamento do "se é dificil com um nem quero imaginar como será com dois!", mas sim gostava de ter mais um filho Sorriso

Submetido por MaedeMVC em Dom, 22/10/2017 - 08:19

A preparar-me para a minha estrelinha... ❤
26.08.2016 --> A minha estrelinha vem a caminho!
20.11.2016 --> É uma princesa!
24.11.2016 --> Primeiro Pontapé da Princesa!
DPP: 27/04/2017 Mas nasceste a 25/04/2017 com 2770gr e 46,5cm

Retrato de shicat
Offline
Desde:
25.09.2013

Eu acho que isso vai simplesmente da vontade de cada um. Querendo muito uma coisa, arranja-se maneira de funcionar e aceitam-se os sacrifícios.
Pessoalmente, nunca quis particularmente ser mãe. Nunca foi um sonho. Lido mal com a falta de sono e, sobretudo, com a ansiedade. Não sei descomplicar. Ando sempre de coração nas mãos.
Não penso ter outro. Não aguento. E quero conseguir fazer outras coisas.

Submetido por shicat em Dom, 22/10/2017 - 10:26
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Olá meninas
Este é um tema que para mim dá pano para mangas e que me tem ocupado a mente pois já não me resta muito tempo para " pensar" ( tenho 36 anos)
Sempre pensei ter dois, e o meu marido Tb. Mas agora sou eu q não quero... mas tenho medo de me vir a arrepender e já não ser possível... esse é o meu maior receio
Não tenho a mínima vontade de passar por tudo outra vez
Olho para os casais com 2 filhos e normalmente estão sempre separamos , cada um com a sua criança é isso faz-me confusão
Ao menos nos qd estamos juntos estamos os 3 :)
Depois outra coisa é as actividades das criancinhas
Vejo país a desdobrarem o pouco tempo q lhes resta em levar um filho aqui, o outro acolá ... acho q deve ser tão desgastante Triste ( já me custa levar o meu à natação, venho de lá ko com toda a logística )
Cheguei à conclusão que se calhar sou um pouco egoista ... sinto falta de tempo para mim...
Esta semana li uma coisa interessante e acho que faz todo o sentido
" quem quer ser mãe, tem só um filho; quem quer ter filhos, tem pelo menos 2" Sorriso e é exactamente isto! Parece ser a mesma coisa mas não é, e sosseguei o meu coração ao chegar à conclusão que o que eu queria era ser mãe, passar por esta vida e ter essa experiência
Agora vamos ver pq o pai quer tentar a " menina" lol...

Submetido por Ansha em Seg, 23/10/2017 - 11:16
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Olá meninas
Este é um tema que para mim dá pano para mangas e que me tem ocupado a mente pois já não me resta muito tempo para " pensar" ( tenho 36 anos)
Sempre pensei ter dois, e o meu marido Tb. Mas agora sou eu q não quero... mas tenho medo de me vir a arrepender e já não ser possível... esse é o meu maior receio
Não tenho a mínima vontade de passar por tudo outra vez
Olho para os casais com 2 filhos e normalmente estão sempre separamos , cada um com a sua criança é isso faz-me confusão
Ao menos nos qd estamos juntos estamos os 3 :)
Depois outra coisa é as actividades das criancinhas
Vejo país a desdobrarem o pouco tempo q lhes resta em levar um filho aqui, o outro acolá ... acho q deve ser tão desgastante Triste ( já me custa levar o meu à natação, venho de lá ko com toda a logística )
Cheguei à conclusão que se calhar sou um pouco egoista ... sinto falta de tempo para mim...
Esta semana li uma coisa interessante e acho que faz todo o sentido
" quem quer ser mãe, tem só um filho; quem quer ter filhos, tem pelo menos 2" Sorriso e é exactamente isto! Parece ser a mesma coisa mas não é, e sosseguei o meu coração ao chegar à conclusão que o que eu queria era ser mãe, passar por esta vida e ter essa experiência
Agora vamos ver pq o pai quer tentar a " menina" lol...

Submetido por Ansha em Seg, 23/10/2017 - 11:16
Retrato de Solprateado
Offline
Desde:
28.12.2016

Ansha,
Revejo-me em tudo o que disseste, com a excepçao do marido. O meu marido nao quer mais bebecas. E eu tenho muito medo de me arrepender ter so 1 filho, mas a parte financeira e a separação do casal assusta-me muito.
Obrigada a todas as mães pelas respostas.
É a decisão mais difícil da vida. Se não fosse planeado era bem mais fácil

Submetido por Solprateado em Seg, 23/10/2017 - 22:22
Retrato de mamagemelar
Offline
Desde:
29.08.2011

Ansha escreveu:
Olá meninas
Este é um tema que para mim dá pano para mangas e que me tem ocupado a mente pois já não me resta muito tempo para " pensar" ( tenho 36 anos)
Sempre pensei ter dois, e o meu marido Tb. Mas agora sou eu q não quero... mas tenho medo de me vir a arrepender e já não ser possível... esse é o meu maior receio
Não tenho a mínima vontade de passar por tudo outra vez
Olho para os casais com 2 filhos e normalmente estão sempre separamos , cada um com a sua criança é isso faz-me confusão
Ao menos nos qd estamos juntos estamos os 3 :)
Depois outra coisa é as actividades das criancinhas
Vejo país a desdobrarem o pouco tempo q lhes resta em levar um filho aqui, o outro acolá ... acho q deve ser tão desgastante ( já me custa levar o meu à natação, venho de lá ko com toda a logística )
Cheguei à conclusão que se calhar sou um pouco egoista ... sinto falta de tempo para mim...
Esta semana li uma coisa interessante e acho que faz todo o sentido
" quem quer ser mãe, tem só um filho; quem quer ter filhos, tem pelo menos 2" e é exactamente isto! Parece ser a mesma coisa mas não é, e sosseguei o meu coração ao chegar à conclusão que o que eu queria era ser mãe, passar por esta vida e ter essa experiência
Agora vamos ver pq o pai quer tentar a " menina" lol...

Bom eu tenho 2 filhos e nao me revejo nada naquilo que acabaste de escrever... nao ando NUNCA separada do meu marido e sinto me Mãe! e não eu não escolhi ter dois filhos... provavelmente se nao tivesse gémeos so teria um filho...

Submetido por mamagemelar em Ter, 24/10/2017 - 07:42

Fez se luz no meu coracao a 22\11\2010... Rafaela as 00h10m e Fábio as 00h13m..Minhas vidas!!! Amo vos mto mto Afilhada e Madrinha babada da mnh kerida TWINMUMMY!!!mais uma madrinha e afilhada 5* SUSANA CORVOS mais uma afilhada linda. Sara78_98 . madrinha e afilhada da APIPAS querida!!!

Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

só para dizer, para quem acha que não tem tempo e tem de decidir já, eu tive o segundo com 40 anos, nove anos depois do primeiro. Correu e está a correr de forma maravilhosa. Não tenho aqueles stresses de acudir aos dois porque o mais velho já é independente em muita coisa. se for preciso, ele fica um bocadinho com a bebe enquanto eu tomo duche ou faço o jantar.
Eu própria, com esta idade, sinto muito mais paciência, aproveito muito melhor e não me custou nada voltar às fraldas, pelo contrário, apreciamos melhor porque sabemos que é a última vez.
Para acabar, nunca entendi quando as pessoas dizem que querem ter filhos de idade próximas para terem companhia , um amigo para a vida. Quantos irmãos conhecemos que em adulto nem se falam? E irmãos de idades próximas que são tão diferentes em temperamento que estão sempre à bulha e dão cabo dos nervos dos pais com as brigas e gritos?

Portanto, dar bem ou não, não tem nada a ver com a idade. E posso dizer-vos que há um casal, que tem filhos de idade próximas, ficam a olhar para os meus (são loucos um pelo outro, a bebé só tem olhos para o irmão, o irmão está sempre preocupado com a irmã), que estão sempre a brincar, à palhaçada ou aos abraços, e dizem "ai, os nosso estão sempre a discutir, dão-se tão mal, adoramos ver a interacção dos vossos".

Pronto era para mostrar outro modo de vida. .)

Submetido por Marina4 em Ter, 24/10/2017 - 11:32
Retrato de elizamor
Offline
Desde:
09.08.2010

Eu sou uma daquelas mães que já tem dois filhotes (9 e 6 anos) e que adorava ter outro, não fosse o marido não querer. E não tenho uma vida fácil, pois não posso contar muito com o meu marido devido à profissão dele, que o obriga a não estar sempre em casa. O que me vale é o meu horário de trabalho que me permite acompanhar os meus filhos para tudo, seja, levá-los e buscá-los à escola, levá-los às atividades que têm depois das aulas, ajudá-los nos estudos (não estão no ATL), tratar da casa, roupas, refeições, etc. Se me perguntarem: é fácil? Não, não é, mas não faria as coisas de outra forma. Até poderia colocá-los num ATL depois das aulas, para assim ter mais tempo para tratar das minhas coisas e da minha casa, mas prefiro acompanhá-los em casa, mesmo que isso implique parar de fazer seja o que for para estar perto deles. E claro, também poupo algum dinheiro, é verdade! Tem dias em que me sinto irritada, cansada, etc, mas depois vêm dias melhores! Penso que pelo menos dois filhos, os casais que tiverem possiilidades para tal, deveriam ter.

Submetido por elizamor em Ter, 24/10/2017 - 11:49
Retrato de Ana Svensson
Offline
Desde:
23.04.2017

Também não concordo nada com a questão de os pais andarem separados, cada um com a sua criança. No meu caso, não é de todo verdade e penso que com grande parte das famílias também não. E o ser mãe ou ter filhos depende muito mais da forma de ser de cada uma do que do número de filhos. Tanto pode ser totalmente mãe com 4, como não o ser com 1. E não digo isto para convencer ninguém a ter mais um filho porque isso é uma decisão muito pessoal e não há uma decisão certa ou errada.

Claro que dar bem ou não, não tem nada a ver com a idade. O que acontece é que o tipo de relação que se tem com um irmão de idade próxima ou com um irmão muito mais velho/novo é completamente diferente. Lá está, quando as idades são próximas temos a típica relação de irmãos onde há bulhas, que são saudáveis e não significam que a relação seja má, tanto que tão depressa batem um no outro como a seguir estão aos abraços e beijinhos. Onde os irmãos são "parceiros de crime" e alinham nos disparates uns dos outros... Quando as idades são mais distantes, a relação acaba por ser mais maternal/paternal. O que não é necessariamente pior, nem melhor. Mas é, sem dúvida diferente. Em relação a serem amigos para a vida, acho que acontece naturalmente, tanto num caso como no outro, em famílias saudáveis. Na minha opinião, o não ficarem amigos é que é a excepção, resultado de alguma coisa que falhou claramente ao longo do caminho.

Submetido por Ana Svensson em Ter, 24/10/2017 - 11:59
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Acho que perceberam mal a " minha" frase :)
Não quis dizer que com mais filhos não eram mães, mt pelo contrário . Eu li esta frase algures, e fez sentido pq acho que é uma decisão que depende essencialmente da forma de ser de cada um. Eu assumo que estou a descobrir em mim um ser um pouco egoísta. E é então que a frase faz sentido pq penso " afinal, a minha aspiração de vida era continuar com a vidinha que tinha antes e mais um filho a acompanhar." ... pq com dois filhos sei perfeitamente que no meu caso não será possível continuar com a vida que tinha antes.
E olhem que vos posso dizer que isto tudo foi uma surpresa para mim, pq sempre pensei que seria outro tipo de mãe. O contrário está a acontecer com uma amiga minha por exemplo, que sempre pensámos e dissémos que ia ser uma mãe super trapalhona e descuidada e surpreendentemente tornou-se daquelas pessoas que olhamos e dizemos " epah tu nasceste para seres mãe"
Obviamente que a questão monetária Tb conta mas essencialmente contam Tb a forma de ser de cada um e o tipo de casal Tb.
Eu admiro muito aqueles que têm força e vontade para isso. Por aqui ainda não surgiu isso e não sei se vai surgir....

Submetido por Ansha em Ter, 24/10/2017 - 12:54
Retrato de janew
Offline
Desde:
18.06.2016

Olá mamãs,
Por aqui também ando nessa luta interior.
A morrer de cansaço, cheia de trabalho, longe de ter as condições ideais (se esperasse por isso nem um tinha) e não é que ando a pensar "na menina"? Devo estar parva, só pode! A menina da casa sou eu, sempre fui! (tenho 3 irmãos e uma irmã com idade para ser minha filha).
Tão cedo não me meto noutra. E se arriscasse o mais certo seria ter mais um rapaz.

Submetido por janew em Ter, 24/10/2017 - 16:32
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Tb tenho a sensação que sempre iria ter meninos Careta Espertalhão

Submetido por Ansha em Ter, 24/10/2017 - 18:40
Retrato de janew
Offline
Desde:
18.06.2016

Ansha escreveu:
Tb tenho a sensação que sempre iria ter meninos

Também eu! E adoro os meus meninos!
Mas não pretendo confirmar tão cedo. Uma colega queria tanto "a menina" que teve o terceiro... pilocas, claro. Bebé

Submetido por janew em Ter, 24/10/2017 - 21:51
Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

Ansha, entendo o que queres dizer. Eu sou uma pessoa que precisa muito de silêncio, de estar sozinha. E ter várias crianças pequenas ao mesmo tempo, seria impossível eu ter esse silêncio e paz que me são necessários mentalmente, portanto é uma espécie de egoísmo meu, não ter querido um segundo durante muito tempo.
OUtra coisa, quando se diz que tem vários filhos faz com que a família ande mais separada, eu verifico isso durante a semana, por ex o pai leva o mais velho ao karaté, eu fico em casa e dou banho e jantar ao bebé, e eu vejo as famílias que têm vários filhos, mesmo de idades próximas numa autêntica correria com dois carros, para levar uns e outros aos seus desportos, jogos de futebol, atividades etc

Submetido por Marina4 em Ter, 24/10/2017 - 23:06
Retrato de guialmi
Offline
Desde:
13.07.2013

Deve haver poucas pessoas com tanta necessidade de silêncio e solidão como eu... e tive gémeas...
Não foi uma escolha, claro, mas quando decidimos transferir 3 embriões era logo uma forte probabilidade. Foi uma bênção, adoro ser mãe destas minhas filhas.
Se foi difícil nos primeiros anos? Muito. A privação de um sono foi terrível, o cansaço era imenso, chegava a segunda feira e era um alívio poder ir para o trabalho... descansar Sorriso Mas não trocava esta experiência por nada no mundo.
Eu e o meu marido fomos uma equipa coesa, cada um tinha a sua 'especialidade', complementamo nos para criar as meninas. Sempre conseguimos dar algum tempo ao outro para estar sozinho e fazer o que gostava, e nesse sentido de facto não fizemos tudo a 4,mas esse também não era o nosso objetivo. Tivemos momentos a 1,a 2,a 3 e 4. Não vejo nada de mal de negativo nisso, a relação com os filhos é muito, muito pessoal e talvez não tenham tanto essa noção com crianças pequenas, mas com adolescentes acreditem que é mesmo assim, existe a família mas acima de tudo existe a MINHA relação com aquelas pessoas.
Falo no passado porque agora já são adolescentes e os desafios são outros. Para mim, ter dois filhos foi sempre o que quis e não penso sequer no que é melhor para elas, acho que é o melhor para mim, ponto . É muito bom essa complementaridade, ver dois seres tão diferentes, saber que não posso ser a mesma mãe para uma e para outra,adaptar me às exigências de cada uma. Assumo que não gostaria de ter uma família enorme, mesmo que tivesse condições económicas para isso, mas filho único também não.

Submetido por guialmi em Ter, 24/10/2017 - 23:33
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Exactamente

Submetido por Ansha em Qua, 25/10/2017 - 10:46
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Tenho uma simpatia especial pelos gémeos
Adorava ter tido ( passava por tudo o que não gostei só uma vez, ainda que mais intensamente) e adorava ter sido gémea com alguém Sorriso

Submetido por Ansha em Qua, 25/10/2017 - 10:48
Retrato de carlaper
Offline
Desde:
11.10.2011

Eu antes deste intervalo de 5 anos também ainda não tinha amadurecido a ideia de ter o segundo filho. Nunca pensei em diferença de idades para serem próximos ou não, o que interessa é quando nos sentimos preparados para receber outra criança. Esta foi a altura ideal e o tempo que delimitamos, pois também já não caminhamos para novos. Se não acontecesse durante este ano, ficaríamos por aqui. Mas aconteceu, felizmente, e já falta pouco tempo para começar uma nova aventura. Se me assusta? sim, começar tudo de novo, quando já tinhamos estabelecido uma rotina a 3, que não foi fácil de conquistar. Mas uma coisa é certa, não deixo de fazer as coisas com medo das consequências.
Em relação ás actividades extras, são isso mesmo um extra, são dispensáveis se isso implicar deixar de ter tempo para estar em família.

Submetido por carlaper em Qua, 25/10/2017 - 11:08
Retrato de mamagemelar
Offline
Desde:
29.08.2011

Ansha escreveu:
Tenho uma simpatia especial pelos gémeos
Adorava ter tido ( passava por tudo o que não gostei só uma vez, ainda que mais intensamente) e adorava ter sido gémea com alguém

Eu ao contrario... AMo os meus filhos de morte mas gostava imenso de ter tido um de cada vez... lol

Submetido por mamagemelar em Qua, 25/10/2017 - 11:25

Fez se luz no meu coracao a 22\11\2010... Rafaela as 00h10m e Fábio as 00h13m..Minhas vidas!!! Amo vos mto mto Afilhada e Madrinha babada da mnh kerida TWINMUMMY!!!mais uma madrinha e afilhada 5* SUSANA CORVOS mais uma afilhada linda. Sara78_98 . madrinha e afilhada da APIPAS querida!!!

Retrato de mariaspintas
Offline
Desde:
30.10.2017

A minha bebé tem 3 meses, ainda há poucas semanas estava a implodir por causa do cansaço, dificuldades na amamentação (mastites e tal) e já disse ao marido que quero outro... Pena que não pode ser já ( parto por cesariana e já tenho 38 anos!) Não sei se vai dar... Mas tenho pena.

Submetido por mariaspintas em Seg, 30/10/2017 - 22:06
Retrato de olimpiayan
Offline
Desde:
12.03.2012

Ola, cada um sabe por si. Por mim acho que a diferenca minima entre os filhos deve ser uns dois anos. Com essa idade possivelmente ja nao usam fralda, possivelmente ja nao acordam de noite ou e raro acontecer, ja tem uma rotina diaria, se calhar ja anda na creche, ja come de tudo e possovelmente sosinho...seja ja apresenta uma “independencia” que nos da espaco tratar dum novo bebe. Da mais trabalho, mais cançaso inicial, mas e uma questao de habito e rotina, dedicacao, amor e tempo para eles. Ate nao muito tempo atras, tambem o meu marido estava fora do pais 6 semanas e seis em casa, mas eu apesar de trabalhar, consegui sempre consilhar de forma elas serem a minha prioridade numero um. Nao sou de ca, nao tenho familia ca, os meus sogros ainda trabalham e vivem longe, tambem nao tenho empregada, nem ama, e nao deixo as minhas filhas com amigos. Tudo e possivel e vao encontrr forma de se organizar, importante e os bebes serem desejados e amados.
Mas ha dias que estamos exaustos ???

Submetido por olimpiayan em Ter, 31/10/2017 - 04:00
Retrato de olimpiayan
Offline
Desde:
12.03.2012

Disconcordo plenamente com o seu comentario...Essa ideia de separacao nao faz sentido nehum, pelo menos para mim. E maravilhoso fazer planos a cinco, e revigorante sentarmos todos a mesa ao jantar, e e gratificante ser mae...que e de um, de dois ou de tres. Posso dizer que ate simto me mais completa desde que tivemos o terceiro bebe, e sinto me extremamente orgulhosa sair a rua “cheios” de crianças. ser mae e cansativo e desgastante...imagine com tres, ja que custa lhe levar um a natacao.
Na altura que tivemos a primeira bebe, estavamos mesmo de rastos, sem tempo para nada. No segundo, melhoramos, e no terceiro temos tempo para tudo! Tambem tenho a sorte ter um marido que sabe e faz tudo junto, desde tratar delas ao fazer comer.
Ter uma familia com um,2,3,4 filhos e uma opcao de cada casal( tambem dependente das finanças ?), mas nao e o numero dos filhos que muda a relacao do casal, as atividades e a dinamica familiar.

Submetido por olimpiayan em Ter, 31/10/2017 - 04:29
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Para si foi assim Sorriso para muitos casais não é Sorriso

Submetido por Ansha em Ter, 31/10/2017 - 10:57
Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

é pá, mas como fazem quando têm de levar um à natação, por exemplo? vão todos atrás e ficam à seca? Para os que dizem que não andam separados?
(e não digam que as atividades extracurriculares são desnecessárias porque há crianças que têm mesmo de fazer desporto, ou crianças que suplicam para andar na musica por ex)

Submetido por Marina4 em Ter, 31/10/2017 - 11:16
Retrato de Ana Svensson
Offline
Desde:
23.04.2017

Claro que há momentos em que a família não está toda junto, mas esses também os há quando temos apenas 1 filho. Ou com um filho vai sempre o pai e a mãe em conjunto levá-lo às actividades? Mas, por exemplo, cá em casa não há actividades ao fim de semana, por isso, sim, todo esse tempo é passado a 5.

Submetido por Ana Svensson em Ter, 31/10/2017 - 11:27
Retrato de pinkpeonies
Offline
Desde:
04.03.2008

O meu filho tem um ano e no inicio do próximo ano vamos começar a tentar o segundo.
Felizmente o meu filho dorme a noite toda desde os 7 meses. O que não quer dizer que não haja noites em que acorde. Nessas noites, penso que estarei doida em pensar em ter outro filho. Mas a privação de sono é para mim o desafio mais difícil da maternidade. Como a minha médica de família diz, se pensamos ir já ao segundo é porque o primeiro é um bebé fácil.

Quanto à família andar separada acho que isso até acontece mais com filhos com maior diferença de idade. Eu e a minha irmã que temos idades muito próximas sempre tivemos as mesmas actividades. Até atrasei a entrada na catequese para que andassemos juntas. E isso facilitasse a dinâmica familiar.

Ser mãe e pai é verdadeiramente extenuante e embora nos digam isso antes de sermos mães, senti lo na pele é bem diferente. Entendo perfeitamente quem diz que tem um e chega. Da mesma forma, entendo quem tenha 3 ou 4. Somos todos diferentes e o principal é sabermos os nossos limites e o que é melhor para nós e para os nossos filhos.

Submetido por pinkpeonies em Ter, 31/10/2017 - 13:01
Retrato de Ansha
Offline
Desde:
13.04.2016

Exacto

Submetido por Ansha em Ter, 31/10/2017 - 14:07
Retrato de carlaper
Offline
Desde:
11.10.2011

Se implicam deixar de ter tempo para a família são mesmo desnecessárias. Acho que hoje em dia há uma grande obsessão com as actividades extra-curriculares (há míudos com os dias e fds todos ocupados), Passeios em família, deixar o carro em casa, andar a pé é o melhor desporto Sorriso :)
A minha filha tem uma única actividade e é no âmbito e ambiente escolar, não temos de andar a correr de um lado para o outro. Se não fosse assim, simplesmente não teria.

Submetido por carlaper em Ter, 31/10/2017 - 15:12
Retrato de mamagemelar
Offline
Desde:
29.08.2011

No nosso caso as actividades extra curriculares sao na escola... logo nao se poe a hipotese de andarmos separados, e a actividade fisica que fazemos fazemos os 4 ou 6 (eles e nos ou eles nos e os avos paternos), que é irmos á piscina ao Inatel e fazemos todos juntos! Na escola teem futebol, judo movimento e drama e musica por isso enquanto nao me pedirem mais nada assim ficara ate porque trabalhamos por turnos e os momentos em familia teem de ser aproveitados ao maximo!

Submetido por mamagemelar em Ter, 31/10/2017 - 15:24

Fez se luz no meu coracao a 22\11\2010... Rafaela as 00h10m e Fábio as 00h13m..Minhas vidas!!! Amo vos mto mto Afilhada e Madrinha babada da mnh kerida TWINMUMMY!!!mais uma madrinha e afilhada 5* SUSANA CORVOS mais uma afilhada linda. Sara78_98 . madrinha e afilhada da APIPAS querida!!!

Retrato de Ana Svensson
Offline
Desde:
23.04.2017

Concordo com o que foi dito. As actividades extra-curriculares da minha filha também são todas no colégio. Tem piano (à hora de almoço), e natação e catequese no fim das aulas. Logo, nem se coloca a questão de andarmos de um lado para o outro por causa das actividades. A única diferença é que há dias em que vem para casa às 16h30 e outros às 17h30. Para já, não vejo necessidade de a inscrever em mais nada, até porque no próprio horário lectivo (das 9h às 16h30) já tem incluídas aulas diárias de inglês e aulas semanais de educação física, tecnologias de informação e comunicação (informática), música, moral e expressão plástica. É provável que, ao longo dos anos, vá mudando as actividades extra que quer (por ex. já esteve no ballet, mas nunca gostou muito e quis trocar pelo piano) e que os irmãos venham a escolher actividades diferentes das dela, mas conto que as pratiquem todas no colégio. Eu e a minha irmã, também tínhamos actividades diferentes uma da outra, mas a minha mãe sempre nos inscreveu no mesmo local e com horários semelhantes. Acaba por ser tudo uma questão de organização, que irá depender das dinâmicas de cada família e mesmo da oferta de actividades da própria escola e locais próximos de casa. de qualquer forma, para mim, não faria qualquer sentido roubar tempo aos fins de semana em família, nem andar a correr de um lado para o outro depois do trabalho, por causa das actividades, a menos que fosse mesmo uma grande paixão deles, o que não é algo que aconteça com a maior parte das crianças (que muitas vezes até vão apenas por obrigação).

Submetido por Ana Svensson em Ter, 31/10/2017 - 16:19
Retrato de mamagemelar
Offline
Desde:
29.08.2011

neste sentido a unica coisa que fiz foi inscreve los num agrupamento que sei que tem uma oferta muito forte em actividades curriculares e extra curriculares, visto que os meus filhos andam mesmo em escola pública. Todas as actividades são gratuitas. Piscar o olho mas lá está isto de ser mãe de dois volto a repetir, ajusta se! não tem de ser necessariamente um bicho de sete cabecas nem influencia em nada a vida familiar sendo um ou dois! a unica coisa que senti mm que sendo dois foi mais complicado foi as noites porque eles não dormiam bem e nunca dormiam as mesmas horas de resto... tudo pacifico na vida familiar, no tempo para mim, no tempo para casal, no tempo para os 4

Submetido por mamagemelar em Ter, 31/10/2017 - 17:53

Fez se luz no meu coracao a 22\11\2010... Rafaela as 00h10m e Fábio as 00h13m..Minhas vidas!!! Amo vos mto mto Afilhada e Madrinha babada da mnh kerida TWINMUMMY!!!mais uma madrinha e afilhada 5* SUSANA CORVOS mais uma afilhada linda. Sara78_98 . madrinha e afilhada da APIPAS querida!!!

Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

Sim no primeiro ciclo há atividades no horário escolar mas depois nem por isso. Eu nunca disse que nos andamos todos juntos mesmo só com um filho, fiquei foi admirada de dizerem que andam sempre juntos.o mais velho anda só numa atividade, que lhe faz bem, e isso implica andarmos separados porque alguém tem de ficar a fazer o jántar:).

Submetido por Marina4 em Ter, 31/10/2017 - 18:22
Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

Mas no fim de semana também não temos nada de atividades extracurriculares.

Submetido por Marina4 em Ter, 31/10/2017 - 18:23
Retrato de Ana Svensson
Offline
Desde:
23.04.2017

Sendo esta uma "discussão" sobre ter 1 ou mais filhos, quando digo que andamos sempre todos juntos (e não sei se o disse) refiro-me aos momentos em que já andávamos todos juntos quando tínhamos apenas uma filha. Obviamente, nenhuma família anda 24 horas por dia toda junta, nem isso seria vantajoso. Simplesmente, não concordo que esse seja um factor de decisão, uma vez que é um aspecto em que não noto alterações Sorriso De resto, cada um é livre de tomar a decisão que quiser... não me faz confusão nenhuma que se tenha apenas 1 filho.

Submetido por Ana Svensson em Ter, 31/10/2017 - 18:46
Retrato de mamagemelar
Offline
Desde:
29.08.2011

Marina4 escreveu:
Sim no primeiro ciclo há atividades no horário escolar mas depois nem por isso. Eu nunca disse que nos andamos todos juntos mesmo só com um filho, fiquei foi admirada de dizerem que andam sempre juntos.o mais velho anda só numa atividade, que lhe faz bem, e isso implica andarmos separados porque alguém tem de ficar a fazer o jántar:).

Eu quando digo sempre juntos é relativamente a tempo em familia. Prefiro que usufruam das actividades escolares e qd estamos juntos estamos todos. Mas o meu caso e complicado porque oa meua filhoa por causa dos nossoshorarios dormem pelo menos 3 noites por semana fora. Por isso as nossas actividades teem de ser mm so e apenas estar juntos

Submetido por mamagemelar em Ter, 31/10/2017 - 21:24

Fez se luz no meu coracao a 22\11\2010... Rafaela as 00h10m e Fábio as 00h13m..Minhas vidas!!! Amo vos mto mto Afilhada e Madrinha babada da mnh kerida TWINMUMMY!!!mais uma madrinha e afilhada 5* SUSANA CORVOS mais uma afilhada linda. Sara78_98 . madrinha e afilhada da APIPAS querida!!!

Páginas