Interrupção médica de gravidez com 32 semanas

63 respostas [Última]
Amanditabit
Retrato de Amanditabit
Utilizador offline. Visto pela última vez há 8 sem 3 dias. Offline
Desde: 14.09.2011
Olá

Bom, passo p desejar força.... Não sei bem o que se passa c vc. perdi meu bebe c 31 semanas, mas por descolamento de placenta, so posso dizer que a dor é grande. Vendo a Pia dizer, é até difícil responder pois aki no brasil n é permitido fazer a interrupção de gravidez e acho q eu n teria coragem... p falar a verdade se pudesse escolher, gostaria de ter meu filho nos braços, independente do jeito que ele vier.... PIA, SE DEUS TE CONFIOU UM BEBÊ ASSIM, É PQ VC PODE CUIDAR DELE.. SÓ PESSOAS ESPECIAIS TEM ESSA OPORTUNIDADE... VC É ESPECIAL, PENSA NISSO.....

(Deus n nos dá um problema maior do que aquele que podemos carregar)
Mil bjks!!

Eu sem vc, n tenho pq...

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Olá a todas

Infelizmente estou neste momento a viver este drama. Estou grávida de 18 semanas e recebi há 4 dias o resultado da amniocentese. O bebé é portador de Trissomia 21. Às 12 semanas fiz a ecografia para a translucência da nuca e o valor era absolutamente normal, de 1.7, via-se perfeitamente a linha da cana do narizinho, o maxilar já estava também bastante visível, a coluna aparentava perfeitinha, enfim, tinha todos os indícios que estava tudo bem com o bebé. Dada a minha idade, 38 (dentro de 11 dias farei 39)optei por avançar com a amniocentese às 16 semanas, pois queria uma confirmação que o bebé estava bem, e sinceramente, nunca me preparei para que algo não estivesse bem. Após duas semanas de ter feito a amniocentese, recebo esta notícia devastadora. Após muitas lágrimas, imensas perguntas e milhares de pensamentos, pedi à médica para agendar nova amniocentese, mas num laboratório que me forneça o resultado prévio em 2 ou 3 dias. Vou fazê-la dentro de 2 dias e dentro de 4 já terei a resposta. Necessito desta contraprova!!! Sou solteira, é o meu primeiro filho, o pai nunca quis saber desta criança e tenho que pensar que já não sou uma jovem de 20 anos. Ponderei muito e a pensar que irei ter um filho que será toda a vida dependente de outros...e quando eu já cá não estiver??? Quem tomará conta de um adulto dependente? Isto colocando também em questão o grau de profundidade da T21 que este bebé irá ter e que agora é impossível determinar, e nem pensando nos problemas de saúde por norma inerentes a T21, os cardíacos por exemplo.Mas a minha maior preocupação é a médio e longo prazo!! Como poderei eu criar uma criança assim, e deixar um adulto entregue à sua sorte após a minha morte? O nosso estado é miserável no que diz respeito a apoios e instituições para pessoas com necessidades especiais, e daqui a 20 ou 30 anos, como será? Perante estas dúvidas, tenho para com o meu coração que não posso ser egoísta e pensar apenas no sonho de uma vida de ter um filho, mas tenho sim que pensar no tipo vida que esse filho irá ter. Caso a segunda amniocentese confirme o resultado (e não estou a criar falsas esperanças, apenas estou a tentar dar mais uma hipótese a esta gravidez, a este bebé que foi tão desejado por mim), avançarei com a IMG. A dor é imensa, inexplicável, mas estou a tentar ser racional. Entendo perfeitamente todas as palavras das grávidas que participam neste forum, e todas devem entender que cada mulher toma esta difícil e penosa decisão consoante a própria vida, nada é de ânimo leve, pois não deve haver dor maior do que a de tomar a decisão de não continuar com a gravidez de um filho tão desejado. Um bem haja a todas. Obrigada

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

baguinho de arroz
Retrato de baguinho de arroz
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 30 sem. Offline
Desde: 15.01.2012
compreendo o teu sofrimento

comprendo o teu sofrimento, é uma decisao muito dificil, nao tens familia k te possa ajudar?
Imagina k é uma trissomia leve? A filha da socielite Bibbá Pita tem trissomia 21 e ja esta na escola secundaria, sabes ás vezes eles tornam-se independentes, depende por vezes do nosso esforço.
Só quiz deixar este post para k tambem possas pensar nesta hipotese, mas obviamente só quem esta no convento é k sabe o k la vai dentro. Sou solidaria com a tua dor

baguinho de arroz

cristeves
Retrato de cristeves
Utilizador offline. Visto pela última vez há 29 sem 6 dias. Offline
Desde: 28.04.2009
Ola..

imagino a tua situação, sei que não é uma decisão facil.
Como ja deves ter lido em outras respostas que eu dei, eu optei por deixar nascer o meu filho, hoje com quase 21 meses.
As questões que eu colocava quando era para fazer a aminiocentese era se me dava indicações das alterações provocadas pela trissomia e foi-me dito que so dizia se era ou não portador.O meu filho para ja esta bem com ligeiro atraso no desenvolvimento pois ainda não anda, faz fisioterapia, terapia da fala atraves do hospital e assistente social, esta numa creche normal, quanto ao dia de amanha não sei, mas eu penso assim qualquer criança pode nascer saudavel e ter mais tarde problemas bem piores,Como vou muitas vezes ao hospital vejo casos que nunca pensei ver.
Mesmo tomando a decisão que tomei e não me arrependo, ja chorei muitas vezes, é normal toda a mãe quer um filho sem problemas, saudavel, mas ele mesmo sendo como é, é meu filho, tenho mais preocupações com ele mas vale a pena o esforço.
Envio-te a maior força para a tua decisão seja ela qual for, pois eu tomei uma mas não critico quem opta pelo contrario.
Força...

As minhas madrinhas -- Smvbmg e Monica leite super Fixe Fixe
Madrinha da Paula_Sofia Sorriso

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Olá meninas

Já obtive a contraprova que eu necessitava Triste Em vez de uma nova amniocentese, no centro clínico onde a ia fazer, o médico fez-me uma ecografia mais minuciosa...e além de confirmar o diagnóstico anterior da trissomia 21, ainda acrescentou mais 2 factos: um deles irrelevante, o meu menino tem uma deficiência numa das mão, faltam-lhe algumas falanges nos dedinhos e depois algo muito preocupante, tem uma grave deficiência cardíaca.
Face a este diagnóstico complementar, o médico foi extremamente sincero comigo e indicou-me que a opção era minha, mas que em opinião dele uma nova amniocentese não era necessária. O segundo conselho foi falar com a minha médica e avançar com a interrupção, pois previa muito pouca qualidade de vida para esta criança.
Embora seja esta a mais difícil decisão que alguma vez que terei que tomar na minha vida, tenho que pensar que é injusto trazer ao mundo uma criança que já se antevê uma vida de sofrimento. Não tenho outros filhos, nem família próxima a quem, após a minha morte, eu possa delegar os cuidados deste meu filho. Lamentavelmente, e com uma dor lacerante no meu coração e alma, vou avançar com a interrupção. Mas a presença deste pequeno ser neste mundo não terá sido em vão, pois o seu corpinho irá ser doado a um instituto de estudos genéticos para fins de pesquisa, poderá ser ele uma ajuda na vida de uma outra criança.
Apesar desta decisão de interromper a gravidez, estou a desejar que o hospital leve uns bons dias ainda a chamar-me para avançar, pois acho que não estou preparada para me separar deste pequenino que foi tão desejado por mim toda a minha vida!! É uma dor e um sentimento tal, que às vezes penso que não vou aguentar Triste Obrigada a todas as meninas deste forum pelo apoio que têm dado. Um abraço sentido.

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

smvvm
Retrato de smvvm
Utilizador offline. Visto pela última vez há 13 h 37 min. Offline
Desde: 03.08.2011
Desejo-te muita força, querida angie2

Eu sei exatamente o que estás a passar pois, também tomei essa decisão há 6 meses atrás. Desejo-te muita sorte! É uma fase muito dificil de ultrapassar mas aos poucos consegues! A vida é mesmo assim, temos de fazer opções difíceis, e somos postos à prova. Comigo aconteceu uma situação parecida. O meu bebé era portador de uma síndrome e pensamos em tudo; como seria a vida dele, a herança que iria deixar à minha filha, tudo... Foi uma decisão difícil mas teve de ser tomada... optamos pela IMG pois já estava de 20 semanas e foi aconselhada por todo o corpo médico pois, se nascesse o seu futuro seria incerto e com muitos problemas. Desejo-te muita força pois vai ser uma fase muito difícil mas, que consegues superar!

Soraia
Afilhada orgulhosa de Betaf, Flor 1 e Roxane 1975!
Madrinha babada de Betaf, C.Santos3, Apggoncalves, Alimix, Shesastar, mmlbvapn e Carlamnc! Tantas afilhadas!!!!!!

ana_ana
Retrato de ana_ana
Utilizador offline. Visto pela última vez há 36 sem 5 dias. Offline
Desde: 18.02.2011
infelizmente

infelizmente sei o que é essa dor...

fiz uma IMG no dia 26 de Abril 2011 e acredita que a ferida ainda está bem aberta....

são uma serie de pensamentos, emoções, sei lá.... às vezes até pensi que estava a ser egoista e que não era ninguem para acabar com a vida de um ser vivo... mas depois pensamos "que qualidade de vida terá? e um dia que não estejamos cá? quem cuida dela?"

enfim...

não fiques sozinha... procura apoio...e força...

beijinhos

DPP 27.03.2011 - 11 Agosto 2010 - Uma estrelinha a brilhar no céu Triste - aborto espontâneo
DPP 01.10.2011 - 26 Abril 2011 - mais um anjinho no céu Triste - Interrupção Médica da Gravidez

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Obrigada pelas palavras

ana_ana e smvvm, obrigada pelas vossas palavras. É um consolo obtê-las de quem já passou por este sufoco, pois no meu círculo de conhecidos ninguém passou por isto. Já fui contactada pelo hospital e serei internada na próxima quarta-feira.Meu coração sufoca cada minuto que passa e a hora de me separar do meu bebé se aproxima, mas no meu íntimo sei que é a opção mais correcta. Sou solteira, e todas as decisões caíram sobre os meus ombros, mas agradeço muito aos meus pais e irmão que me têm dado todo o apoio qualquer que fossa a minha decisão. Irei dando notícias assim que puder. Um grande beijinho

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

And_Peq
Retrato de And_Peq
Utilizador offline. Visto pela última vez há 11 h 30 min. Offline
Desde: 18.09.2011
Depois de ler todos os

Depois de ler todos os testemunhos decidi partilhar o meu que já também já tinha partilhado aqui no forum, mas nada melhor partilhar com quem já passou pelo mesmo e sabe a dor e a revolta que estou a sentir. Engravidei com alguma facilidade parei de tomar a pílula e no mês seguinte estava grávida. Às 13 semanas um susto, translucencia da nuca aumentada, risco de trissomia 21, fiz amniocintese, ecocardiograma fetal e estava tudo bem! Às 20 semanas morfológica e estava tudo perfeitamente normal! às 31 semanas toda a gente me dizia que tinha uma barriga muito grande, grande demais para o tempo de gestação e eu pensava que ela era grande. inchei de um dia para o outro, dores nas costas, desconforto na barriga...mas eu achava tudo isto normal! à grávidas que fazem uma grande barriga, inchar na gravidez é normal, dores nas costas também!.. Numa consulta de rotina no dia 27/12/2011 as más notícias e começou o pesadelo! O médico diz-me que estou com excesso de liquído amniótico e a minha bebé está toda inchada e com o corpo cheio de liquido! Vamos de urgência para a maternidade de Évora, como era um caso raro e dado as condições em que a bebé estava transferiram-me para a maternidade alfredo da costa mas avisaram-nos logo que o cenário era mau muito mau! na mac estive lá 2 dias fizeram ecografia disseram que a situação para a bebé era complicada e decidiram transferir-me para a maternidade de Coimbra onde há um médico que faz um procedimento que resumidamente consiste em colocar drenos do torax do bebé para drenar o excesso de liquido, procedimento que é feito dentro da barriga da mãe, tentar normalizar a situação, para mais tarde fazer nascer o bebé! Mas algo não correu bem! Depois de ter feito o procedimento fiquei com imensas dores na barriga e sentia-me demasiado cansada e com as costas inchadas e no dia 31/12/2011 (dia a seguir ao procedimento) fizeram um RX aos pulmões onde detetaram um coagulo e também eu estava com liquido nos pulmões!Fui transferida para o hospital de coimbra para a unidade de cuidados intensivos onde estive mal muito mal! Até ali a prioridade foi sempre tentar salvar a bebé! A partir do momento em que a vida da mãe está em risco a bebé deixa de ser prioridade para os médicos! A minha bebé nasce de cesariana no dia 1/1/2012, eu continuo nos cuidados intensivos e ela vai para o hospital pediátrico onde acaba para falecer no dia seguinte devido ao problema que tinha. A seguir ao parto fiz uma pre-eclampsia (inchaço, tensão alta, falência dos rins e fígado, perda de proteínas) e ainda fiquei mais uns dias internada até conseguir estabilizar. Segundo os médicos a bebé tinha uma anasarca feto placentar que normalmente ocorre no último trimestre da gravidez, o desfecho quase sempre é mau para a bebé e para a mãe e raramente se descobre porque aconteceu ou a sua causa. Os médicos apontam a causa para um vírus, mas não se sabe ainda. Apesar de tudo o que passei tenho que agradecer a Deus estar viva, pois a situação esteve complicada! e o meu anjinho se tivesse sobrevivido as sequelas seriam enormes. Eu não desejo a ninguem o que passei porque o sofrimento é tanto que não se consegue imaginar, mas apesar de tudo e de ter estado bastante mal não me arrependo de nada e estou de consciencia tranquila porque tentei tudo o que era possível para salvar a minha bebé. Dói muito ter perdido a minha bebé que eu carreguei na barriga e não cheguei a ver nem ter nos braços... não há palavras! O pai pode ve-la e diz-me que era linda, eu não pude ver porque estava nos cuidados intensivos.
Apesar de tudo eu quero muito voltar a ser mãe mas como fiz uma cesariana não posso pensar nisso, e também temos que aguardar o estudo genético para tentar perceber o que aconteceu para ver se não corro o risco de voltar a acontecer o mesmo.

Mariana, partiste cedo demais meu anjo, serás sempre a princesa da mamã!! Partiste às 32 semanas 01-01-2012.
Afilhada da guerreira Andreia Mendes Piscar o olho As nossas estrelinhas vão estar sempre a olhar por nós! Anjinho
Positivo a 18/03/13. Será que é desta!!??

TitaLopes
Retrato de TitaLopes
Utilizador offline. Visto pela última vez há 5 dias 12 h. Offline
I Love DMPM
Desde: 17.10.2007
Só te quero deixar o meu

Só te quero deixar o meu apoio sei perfeitamene o que estás a passar, comigo aconteceu algo semelhante, na eco das 31 semanas de gestação foi detectado algo grave com a minha bebe, que a médica que me fazeia as ecos, sempre a mesma note-se, nunca tinha detectado, mas para ajudar a minha obstetra dizia que tudo se resolvia com uma simples operação quando a bebe nascesse... consegui através de uma pessoa amiga uma consulta na MBB, onde os médicos "puseram as mãos à cabeça" como era possivel ter chegado a esta altura da gravidez sem que nada fosse detectado e também com as respostas da minha obstetra, conclusão interrupção médica de gravidez às 36 semanas, diagnóstico espinha bifida hidrocefalia, pés botos, diagnostico arnold chiari tipo II, tudo isto aconteceu em 2008. Só te quero dizer que não dezistas eu não desisti, em 2009 voltei a engravidar, aborto esponatneo retido às 6 semanas só detectado na eco das 12 semanas, mas mais uma vez não desisti em 2010 voltei a engravidar e hoje tenho uma linada filha quase a completar um ano...

Um grande beijo de muita força e coragem a todas as que já passaram por estas situações..

Minha filha linda és a razão do nosso viver....
_______________________________________________

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Coragem

Obrigada aos vossos testemunhos, são um motivo de força para ultrapassar este obstáculo da vida!! Beijinhos a todas

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

cristeves
Retrato de cristeves
Utilizador offline. Visto pela última vez há 29 sem 6 dias. Offline
Desde: 28.04.2009
Ola

Como ja anteriormente disse tomei uma decisão mas não sou contra quem toma outra,tive sorte, o meu filho poderia ter problemas mais graves,alem do tipo "sopro" no coração que ele tem , ha casos que têm de ser operados mal nascem.
Mesmo eu tendo tomado a decisão contraria á tomada pela grande parte dos comentarios não pude deixar de responder para te desejar animo, muita força.
Bjs.

As minhas madrinhas -- Smvbmg e Monica leite super Fixe Fixe
Madrinha da Paula_Sofia Sorriso

smvvm
Retrato de smvvm
Utilizador offline. Visto pela última vez há 13 h 37 min. Offline
Desde: 03.08.2011
A vida é feita de obstáculo.

Olá a todas! A vida é assim, feita de obstáculos que, por vezes, achamos impossíveis de ultrapassar. Todas nós passamos por situações difíceis, umas mais complicadas do que outras, e tivemos de tomar opções. Opções essas que mudaram as nossas vidas. Após 6 meses de uma IMG às 20 semanas, não há dia em que não pense no meu bebé. As vezes, pergunto-me como seria se tivesse levado a gravidez avante mas, não estou arrependida na minha tomada de decisão, a escolha foi a mais sensata pois em 1º lugar estavae sua qualidade de vida, o cargo que esse irmão iria ser para a minha filha, quando lhe faltasse.
Pensamos que só acontece aos outros, e nunca a nós! Achamos que não estamos preparados para superar as dificuldades que se apresentam contudo, quase tudo é superável mas nunca esquecido. Hoje vivo um grande dilema, quero MUITO engravidar mas, tenho MUITO medo, há uma contradição dentro de mim!
Gostaria de saber como é que vocês se sentiram depois de uma perda e de seguida, uma nova engravidez? Qual é o estado de espírito?
Força para todas! Um beijo do tamanho do mundo, principalmente para aquelas que estão recentemente a passar por esta fase e para aquelas que ainda a vão enfrentar.
Deixo aqui este poema que exprime, neste momento o que me vai nno coração:
"Tudo na vida passa,mas só o tempo é capaz de curar a nossa dor...Dor de quem ama, dor de quem perdeu alguém, só quem viveu é que sente...podemos sentir compaixão por essa pessoa...mas ninguém sabe ao certo a confusão de sentimentos que existe dentro dessa pessoa.
Mas tudo passa, e o vento leva tudo. Os dias de dificuldades passarão...
Passarão também os dias de amargura e solidão...
As dores e as lágrimas passarão.
As frustrações que hoje nos fazem chorar......um dia passarão.Ficarão arquivadas apenas as boas lembrancas, num canto qualquer, numa esquina os nossos ossos.
Dias de tristeza...
Dias de felicidade...
São lições necessarias que, na vida, passam, deixando no espirito imortal
as experiencias acumuladas.
Se hoje, para nos, e um desses dias repletos
de dor, paremos um instante.
Elevemos o pensamento ao Alto,
e busquemos a voz suave e amorosa do Pai
a nos dizer carinhosamente:
isso tambem passara...
E guardemos a certeza
pelas proprias dificuldades ja superadas."

Soraia
Afilhada orgulhosa de Betaf, Flor 1 e Roxane 1975!
Madrinha babada de Betaf, C.Santos3, Apggoncalves, Alimix, Shesastar, mmlbvapn e Carlamnc! Tantas afilhadas!!!!!!

zaana
Retrato de zaana
Utilizador offline. Visto pela última vez há 25 sem 6 dias. Offline
Desde: 25.11.2011
Ola cmarantes, Posso dizer

Ola cmarantes,

Posso dizer que conheço a tua dor.
`As 32 semanas tambem perdi a minha Inés.
Não tive o mesmo diagnóstico que tu, mão culpabilizo o pessoal médico, porque a minha situação foi diferente.
Sofri uma pé-eclampsia entre um determinado espaço de tempo, sem ser detectado por minguem, nem por mim, pela minha ignorancia (primeira gravidez, pensamos que todos os sintomas são normais)
Tive o prior ano novo de todos, dia 31-12-2010, quando descobri que a Inés já não estava viva.
Não tive que tomar nenhuma opção como tu, mas percebo que nos sentimos impotentes.
Despedi-me dela, tal como tu, fiz-lhe o funeral, mas até hoje estou de luto psicológico, "nunca se esquece".
è demasiado traumático, uma mãe nunca deveria passar por isso!!!
Só te posso dizer que o tempo é o nosso melhor amigo.
As pessoas vão tentar ajudar-te, até o teu marido, mas depressa se esquecem e a nossa dor continua.
É dificil para quem não passou por isso compreender, mas somos nós que passamos por tudo.
Faz o teu luto, chora quando quiseres...
Aqui tens sempre pessoas para conversar quando precisares, há sempre um ombro amigo que nunca te irá criticar por mais tempo que possa ter passado.
Sê forte, é uma fase muito triste, mas lembra-te: há muita coisa boa ainda para ser vivida!!!

Um abraço grande.

Positivo a 08/06/2010
Parto a 01/01/2011 da Inês (mais uma estrelinha no céu)
Positivo a 23/12/2011 Sorriso
DPP a 01/09/2012

neecosta
Retrato de neecosta
Utilizador offline. Visto pela última vez há 7 sem 1 dia. Offline
Desde: 15.02.2012
trissomia 22

ola a todos , bem eu passei aqui para dizer que tenho o sindrome cat eye ou seja trissomia 22 e sou uma pessoa praticamente normal , com alguns problemas claro mas tento fazer a minha vida da melhor maneira possivel , mas o meu problema eh este , quero engravidar e ha quem diga que nao conseguirei. alguem me pode ajudar?

amo.te meu filhote <3

andryxuxinha
Retrato de andryxuxinha
Utilizador offline. Visto pela última vez há 5 dias 9 h. Offline
Desde: 10.02.2012
eu já passei pelo mesmo

olá,
a mim aconteceu m uma situação identica...
tava de 26semanas quando viram k o meu filho tinha muitas mas formaçoes...tinha espinha bifida e pé boto...e tb me obrigaram a tomar uma decisão,se bem k no meu caso nao havia muito pa pensar...visto k ele mesmo k nascesse garantiram m k ele morreria logo a nascença...
É horrivel, doloroso...muito dificil mas c o tempo a dor ameniza...mas n desaparece...desejo t muita força.

beijinhos

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Olá a todas

Olá minhas amigas...sim, assim vos chamo porque tem sido com vocês que tenho desabafado, pois só vocês me compreendem.
Um mês passado sobre o pesadelo do parto provocado do meu pequenino, e não há dia, hora que passe que ele não esteja no meu pensamento. Para mais, o parto deu-se no dia do meu aniversário....
Todo o processo em si foi um horror, e embora agradeça à equipa que me assistiu durante os 6 dias de internamento, acho que não lhes passa nada pela cabeça o sofrimento por que uma mãe nesta situação está a passar.
Sempre levei na ideia que queria muito ver e segurar no colo, nem que por segundos fosse, mas eu queria segurar o meu pequerrucho, pedir-lhe perdão e dizer adeus....após passar 24 horas em trabalho de parto, muitos analgésicos intravenosos que foram inteiramente rejeitados pelo meu organismo, devo dizer-vos que na altura pior das contrações estava completamente knock-out. Nesta altura de desespero e quase sem conseguir raciocinar tal eram as dores das contrações (sim, porque como o feto ainda é pequeno, cerca de 20 a 25cm da nuca até ao rabinho, a equipa médica não autoriza epidural nem anestesias, simplesmente analgésicos...no meu caso ineficazes)...ia eu dizendo, nesta altura quase sem conseguir rarciocinar, vem uma enfermeira martirizar-me o juizo porque apesar de eu ter efectuado o pedido para ver o meu filho, ela achava que só me iria afectar, que não deveria efectuar a vizualização, que há pessoas que se arrependem..enfim, massacrou-me de tal forma, que eu estando totalmente grogue, ao fim de umas horas concordei em não ver! Digo-vos....não deixem que vos façam isto!! Em todo o processo, será aquilo de que me arrependerei para o resto da minha vida!!! Após ter voltado ao meu estado de consciência normal, ao ver o que tinha feito, foi o desgosto da minha vida!!
O meu coração de mãe gritava aos ventos apenas um porquê!!! Porque insistiram tanto para contrariar uma decisão já pensada e tomada!!! E insistirem nesta mudança de decisão numa altura tão conturbada não é justo!
Esta dor, este sentimento de perda do meu bebé é um vazio enorme em mim.
Ainda estou a recuperar fisicamente da IMG, pois muita coisa correu mal....fiquei com uma grave anemia, ainda estou a tomar medicação para o leite secar, pois fiquei com uma tensão mamária brutal, a placenta não saiu toda apesar de ter feito uma curetagem no dia seguinte, pelo que estou à espera que o último fragmento saia com a primeira menstruação, para que os médicos decidam o que fazer.
Apesar de tudo quero muito voltar a engravidar, pois o desejo de ser mãe apenas se acentuou ainda mais.
Sou solteira, não tenho companheiro, por isso esse sonho cada vez se encontra mais longe de se realizar, para mais que já vou com 39 anos.
À excepção dos dias em que tenho que ir trabalhar, tenho-me fechado numa concha e vivido tipo eremita. Triste Não consigo tirar o pensamento de toda esta situação.

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

Prémamã
Retrato de Prémamã
Utilizador offline. Visto pela última vez há 2 anos 5 sem. Offline
Desde: 23.01.2012
Olá a todas!

Cmarantes,infelizmente conheço bem a dor por que passaste.
A minha história está no blogue que fiz para o meu filhote. Ainda não o consegui terminar....mas se te quiseres inteirar da minha história podes ver osalvadordamama@blogspot.com
Como o que te aconteceu foi há já algum tempo queria saber como estás atualmente.
bjinhos, tudo de bom p'ra todas.

mm123
Retrato de mm123
Utilizador offline. Visto pela última vez há 8 sem 4 dias. Offline
Desde: 26.03.2012
Olá

Também eu estou a passar por uma situação semelhante. Tenho 30 anos e logo que deixei a pilula engravidei. Foi uma felicidade imensa...o meu sonho. Correu tudo bem até à 1ª ecografia às 12 semanas. O médico após 10 segs disse logo que alguma coisa não estava bem. A TN estava bastante aumentada e o bebé todo ele estava inchado, o que se chama de higroma cistico, havendo uma grande possibilidade de sofrer de alguma trissomia e que deveriamos fazer a aminocentese, que foi feita passado 1 semana.
O meu mundo desabou. Naquele momento sai sem reacção em choque. Estou à espera do resultado do exame mas o caso é muito grave. A espera é o pior...durante o dia é dificil trabalhar mas lá me vou aguentando, à noite a dor ainda é maior e as lágrimas caem.
A dúvida sobre o futuro e aquilo que me espera é horrivel. Sei que se sofrer de algum sindroma vou optar pela IMG mas com muito medo desse procedimento e também muita culpa. Resta-me aguardar.
Ler todos estes depoimentos não alivia a dor mas ficamos mais conscientes que não somos as unicas, que são episódios que acontecem, que a natureza às vezes prega-nos estas partidas.
A todas muita coragem...

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Olá mm123

Entendo-te como nunca, e o único conselho que te posso dar é disfrutares destes momentos com o teu bebé. Não vale a pena sofrer por antecipação, pois assim estás a penalizar-te e ao teu bebé. Sei que a espera é agonizante, mas a seu tempo a resposta virá. Eu esperei quase 3 semanas pelo resultado da minha amniocentese e disfrutar de todos os momentos com o meu bebé enquanto esperei, foi o melhor que fiz, para bem da minha sanidade mental e também do bem estar da criança. Apesar de ter obtido um resultado péssimo na amniocentese e ter optado pela IMG, pedi perdão ao meu menino e disfrutei todos os momentos que me restaram com ela, e acredita que isso me tem ajudado imenso a suportar a dor de o ter perdido.
Não tenhas sentimento de culpa, pois uma IMG é feita a pensar num futuro a médio e longo prazo, tendo em conta o melhor para todos os envolvidos. É algo que nos pesa e nunca se esquece, mas temos que pensar nos porquês de o termos decidido e de certeza que em todos os casos são razões muito válidas, pois ningém dá este passo de ânimo leve.
Quero dar-te muita força e estou à inteira disposição se quiseres uma palavrinha.
Beijinhos e força

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

cristeves
Retrato de cristeves
Utilizador offline. Visto pela última vez há 29 sem 6 dias. Offline
Desde: 28.04.2009
Ola

So passei mais uma vez aqui para vos desejar muita força nessa vossa decisão.
Mas acho que cada uma de vós deveria se informar e conhecder mais sobre as trissomias,todas queremos o filho sonhado, mas mesmo tendo por exemplo trissomia 21(como o meu)não é o filho sonhado mas é um sonho de filho.
Tenho visto muito nas idas ao hospital com ele (não por estar doente mas por rotina e sessões para estimulação)e eu acabo por me dizer a mim propria «que sorte que tenho, tem cada caso que arrepia» bebes que tem de ser operados varias vezes mal nascem, que nunca vão andar, que nunca vão falar, que precisam ajuda ate para respirar, alimentam-se por sondas etc
E isto acontece sem ninguem prever.
Soube de uma bebe que nasceu 25 semanas pelo q sei vai ficar com sequelas mas ninguem desistiu dela.
bjs

As minhas madrinhas -- Smvbmg e Monica leite super Fixe Fixe
Madrinha da Paula_Sofia Sorriso

TBRD
Retrato de TBRD
Utilizador offline. Visto pela última vez há 5 dias 14 h. Offline
Desde: 12.03.2012
Olá

Escrevo aqui porque me identifico mais com este cantinho do que com os outros que sigo e em que tudo corre bem, a verdade é que não quero entristecer nem meter minhocas na cabeça de quem tem a felicidade de estar a correr tudo bem.
Nem sei se alguém vai ter paciência para ler tudo o que tenciono escrever, faço-o por terapia, é o meu grito ao mundo porque tenho que permanecer calma e serena à vista de todos os que me rodeiam.
Tenho 35 anos e por estes dias estou com 14 semanas quase 15 de gestação.
Tudo ia bem, bem demais (era o que pensava para mim), engravidei na 1ª tentativa, nem dava para acreditar com tanta gente a tentar meses a fio, sentia-me uma afortunada. Quase sem sintomas sem um enjoo, muito pouco sono fazia a minha vida normalmente, as primeiras análises estavam óptimas e na 1ª eco com 8sem o pouco que se podia ver também estava bem.
No meu íntimo como a maioria tinha os meus receios de abortar espontâneamente, de que algo estivesse errado e assim foi...
Na eco às 11 semanas a TN estava aumentada (TN 4,1mm), ainda estava emocionada de ver o meu bébé a mexer-se e já não tinha chão por baixo de mim. Nem sabia exactamente o que era a TN ou que significava estar aumentada, desatei a ler tudo o que apareceu pela frente desde testemunhos de outro pais a quem agradeço do coração a artigos científicos. Concluí por mim que com 4,1mm de TN tinha 40% de probabilidades de ter um bébé saudável mas faltava o resultado o rastreio do 1º trimestre, positivo 1:90...nada era animador, um mau começo mas sem deixar de ser realista não podia perder toda a esperança.
O médico pediu para repetir a eco às 13 semanas e lá fui eu preparada para o pior e com esperança de encontrar um erro ou um milagre, as coisas estavam piores e eu que não sou médica não precisei esperar que o dr explicasse para sabê-lo, agora já se tratava de um higroma cístico (TN com 7mm)e todas as esperanças cairam por terra, as hipoteses de ter um bébé saudável era remotas quase nulas.
No final da semana passada deixei de ter sintomas de gravidez o que me aliviou em certa medida, pensava que Deus e a natureza se tinham encarregado de tudo e me poupado de tomar provavelmente a decisão mais dolorosa de toda a minha vida. Falei com o meu médico e hoje voltei a fazer mais uma eco, arrependo-me de ter olhado para o monitor e nem tenho coragem para descrever o que vi mas a gravidez continua a evoluir.
Amanhã faço a amniocentese para confirmar o que já sei, ou melhor para saber exactamente de que se trata, depois seguir-se-à a IMG.
Sei que o meu caso não se compara por exemplo ao da mamã que iniciou este tópico, pois acho que quanto mais tarde chegam as más notícias maiores eram as expectativas e maior é o desgosto e a desilusão.
É duro, doí muito e ninguém deveria ter que passar por isto, o mundo anda ao contrário quem deseja ter filhos por vezes nem consegue engravidar e outros acontecem estas coisas, já outros não tomam cuidados, não desejam os filhos e veêm ao mundo anjinhos para sofrer.
Depois é o dia a dia, o ouvir coisas do género "muda de assunto" "esquece" "logo engravidas outra vez"....eu não vou mudar de assunto quero falar (mesmo que sozinha)até me cansar, muito menos esquecer. Quem é que conseguiu esquecer? Ninguém que passou por isto certamente. E logo engravido? Não vou engravidar do mesmo filho, este vou perdê-lo para todo o sempre nenhum outro pode substituí-lo. Só porque ainda não nasceu não significa que não seja amado, é amado e muito vai deixar saudades.
Por respeito a quem leu este testemunho voltarei para actualizar, desculpem a extensão do comentário mas é um desabafo.

-----------------------------------------------------------------
1-2-2012 positivo
24-4-2012 o pior aconteceu, IMG às 15 semanas
4-9-2012 positivo, esperança renovada. 2-5-2013 bem vinda bébé!
-----------------------------------------------------------------

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Olá TBRD

Compreendo tudo o que dizes, entendo tudo o que sentes.....perdi o meu menino no dia 2 Fevereiro,o dia do meu aniversário Triste e parece que foi ontem ao mesmo tempo que parece que foi há uma eternidade...é um misto de sentimentos, ao mesmo tempo que quero superar toda esta situação, exactamente quando me dizem "muda de assunto" "esquece" "logo engravidas outra vez", também não me quero separar de tudo, pois sinto que isso seria abandonar o meu bebé, e eu não me quero separar dele nunca, apesar de já não o ter comigo. Embora toda a gente evite falar comigo acerca do assunto, perguntam como estou, pois fiquei com muitas mazelas, mas nunca perguntam o que sinto ou como estou em relação ao meu menino....acho este mundo o mais injusto possível, pois como ainda estou com muitos problemas de saude, ainda vou a muitas consultas de obstetrícia, e estar junto das grávidas e bebés, muitas vezes vejo "calhaus com olhos" a terem o direito a ter um filho, pessoas a maltratarem já os seus filhos ainda há tão pouco nasceram, e eu que tanto amava e desejava o meu bebé, tive que ficar sem ele. É muito injusto!!! tenho 39 anos, sem parceiro, e vejo as possibilidades de voltar a engravidar muito ténues, não há momento em que não pense nisso, em que não me martirize, e penso muito se terei tomado a melhor decisão.....no fundo sei que sim, porque se tivesse continuado com a gravidez seria pelo puro egoismo de ser mãe e tive que pensar na pobre qualidade de vida que o meu bebé teria.
Quero que saibas que tens aqui alguém com quem podes falar sobre tudo, e terás o meu apoio e força para ultrapassar este momento menos bom.
Um bem haja e muita força!!!
Abraços.
Ângela

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

mm123
Retrato de mm123
Utilizador offline. Visto pela última vez há 8 sem 4 dias. Offline
Desde: 26.03.2012
Sei bem o que esrás a

Sei bem o que esrás a passar...é uma dor sem fim.Depois de saber que a minha bebé tinha uma trissomia incompativel com a vida, a decisão não foi dificil de tomar...ela estava quase que tomada "pela natureza"... Como é que iria continuar com uma gravidez assim...se eles raramente sobrevivem à gravidez.Foi dificil estar no hospital a ter algumas dores e saber que no fim não iria ter a mnha bebé, mas o pessoal médico e enefermeiras foram óptimas e muito humanas. Disso não tenhas medo. É um pouco traumatizante, não te vou mentir, mas não que não consigas superar.
Muita gente também me diz que vou engravidar brevemente...sim, até pode ser mas não será da minha bebé que partiu...é mesmo isso, não será a mesma. As emoções não serão as mesmas. Vou estar sempre nervosa, com medo.
O que mais me dói é que muita gente sabendo da minha perda, e até gente próxima, falam à minha beira de gravidez, de gente que está gravida...porra, perdi a minha filha, há mt pouco tempo, não tenho de ouvir isto.
Mas sabes o que faço...ponho um sorriso na cara e digo ainda bem...ando sempre de cabeça erguida, como se nada me abalasse. Depois em casa, sozinha, com o meu marido ou com os amigos mais intimos, as coisas são diferentes e lambemos as feridas.
É que há muita gente que gosta de ver o nosso sofrimento...ai coitadinha. Não lhes dou esse gostinho. Sou forte e vou superar isto.
Acho que não há um minuto em que não pense na minha bebé...mas há dias melhores, em que se tolera a dor e outros piores, em que temos de fazer um esforço.
O pior são mesmo as saudades...para nós já eram o nosso bebezinho, perfeitinho...vejo muitas vezes a ecografia, a imagem dela. Faz-me bem, atenua a saudade. E de resto penso nela com um sorriso, sem mágoa, sem culpa...só com saudade.
Ouvi uma frase numa entrevista da actriz Helena Laureano, que também perdeu um bebé na gestação...quando aconteceu que lhe disseram: "Sabes que este partiu para que os irmãos pudessesm viver...". Tento pensar assim. Nunca vamos esquecer, mas à medida que o tempo passa fica apenas a saudade e uma estrelinha brilhante no céu.
Não desanimes e força...

TBRD
Retrato de TBRD
Utilizador offline. Visto pela última vez há 5 dias 14 h. Offline
Desde: 12.03.2012
Angie e mm123

Muito obrigada pela força.
Não posso dizer que estou sozinha mas aqui encontro pessoas que falam a minha lingua...

Já fiz a amniocentese, logo na altura o médico que foi fantástico muito humano adiantou que deveria preparar-me para o pior.
Eu já sabia tratou-se apenas de uma confirmação.
Dois dias depois, os resultados preliminares deram uma série de problemas incompatíveis com a vida.

Em nada disto encontro o que quer que seja de positivo tinha muitas dúvidas se avançaria para a IMG ou não, e esta informação foi das noticias más a menos má facilitou a minha decisão e acalmou a minha consciência.
A verdade é que se tratasse de uma trissomia 21 eu não ia saber o que fazer só nos informam da presença da anomalia mas não se sabe qual a profundidade da doença. Dei comigo a pensar que não queria abandonar um bébé que mesmo sem uma vida dita normal poderia viver com alguma independência,(sublinho aqui que não quero nem sou ninguém para ajuizar outras mães outras decisões). Por outro lado não queria trazer ao mundo um inocente que fosse sofrer, que fosse descriminado para quem quase todas as portas estão fechadas.

Tem sido um turbilhão de sentimentos, de dúvidas, de indecisões hoje tomei 2 comprimidos para iniciar a IMG... logo a seguir estive perto de vomitá-los, mas não há nada a fazer só vou piorar as coisas se adiar. Faço-o porque convenci-me que é um acto de amor nenhuma mãe suporta ver um filho sofrer, faço-o porque não quero um filho a qualquer custo (para ele claro) porque não é um capricho ou uma futilidade é a minha bébé.

Imagino que as próximas horas não sejam fáceis, mas sinceramente não estou com medo. Estou com medo do vazio que vou sentir...

Considero-me forte mas este não é o meu melhor momento, vivo com os olhos mareados um nó constante na garganta se pudesse dormia e só despertava quando estivesse tudo superado, quando restasse apenas a saudade.

Mais uma vez obrigada a todas, espero um dia escrever um 3º testemunho onde informe que consegui o que todas sonhamos.

-----------------------------------------------------------------
1-2-2012 positivo
24-4-2012 o pior aconteceu, IMG às 15 semanas
4-9-2012 positivo, esperança renovada. 2-5-2013 bem vinda bébé!
-----------------------------------------------------------------

betaf
Retrato de betaf
Utilizador offline. Visto pela última vez há 7 h 51 segundos. Offline
Desde: 20.03.2010
pois é minhas queridas,

pois é minhas queridas, infelizmente as pessoas nao têm noçao, acham que a seguir vem outro e já esta só porque nao chegou a nascer.Nao é assim!
um filho nao substitui outro e a dor e tristeza nunca passa. é um episodio que nos marca para sempre.
até podemos vir a ter muitas alegrias com bebes, mas aquele que nao nascer, aquele que nao sentimos o cheiro, aquele que nao vimos crescer continuara a ser lembrado e amado para sempre.

http://demaeparamae.pt/vendo/loja/57793
Afilhada da soraia ou svvvm Sorriso
Madrinha da soraia ♥ a gravida mais feliz que conheço!

Iriana12
Retrato de Iriana12
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 8 sem. Offline
Desde: 24.04.2012
Desabafo...

Olá, sou nova aqui, apesar de já ler muitos dos vossos comentários há algum tempo. Hoje recebi a noticia mais difícil da minha vida. Estou grávida de 26semanas, e após ter feito a amniocentese há precisamente 2 semanas, tenho a confirmação de trissomia. Para além disso a minha bébé tem um defeito cardíaco... Estou devastada.. Sinto que me retiraram o chão.... Sinto-me a pior mãe do mundo...

TBRD
Retrato de TBRD
Utilizador offline. Visto pela última vez há 5 dias 14 h. Offline
Desde: 12.03.2012
Olá

Já está, já não estou grávida fui internada dia 24 de manhã e ao final do dia tive alta.

Abro um parèntisis e agradeço publicamente todo o carinho, apoio e atenção que me foi dado no Hospital de São Bernardo.

Soube que Deus atendeu as minhas preces, pedi-lhe que não me obrigasse a carregar o fardo de ter tomado a decisão, pedi-lhe que levasse o meu anjinho e não fosse eu a enviar-lho...e assim foi soube nos últimos momentos que o diagnóstico era um aborto retido.

Não atenuou nem um pouco a dor mas aliviou a minha consciência. A psicóloga disse-me que mesmo que a situação fosse outro eu não podia pensar assim.

Iriana12:
Também penso assim, às vezes sinto-me incompetente porque gerei um bébé que na sua curta vida só sofreu depois agarro-me à ideia que não podia ter feito nada para impedi-lo. Tomei todos os cuidados não fumo (nunca fumei) e evitei o fumo de outros, não bebi, não falhei o àcido fólico, não comi nenhuns alimentos prejudiciais...não me recordo de ter feito nada de errado.
As piores mães do mundo, são as que não valorizam os seus filhos, que os mal tratam ou negligenciam, não foi o nosso caso podemos controlar muita coisa mas a natureza é incontrolável.

Não se culpabilize, mesmo aceitando as coisas como estão o sofrimento é enorme. Podemos ouvir muitas opiniões de muita gente que nos quer bem mas não faz ideia do que diz.
Neste cantinho infelizmente todas sabemos do que falamos.

Agradeço a todas o apoio, vou continuar a passar por cá para desabafar ou para "ouvir" outras mamãs que passem por esta situação.
Muito obrigada,
Teresa

-----------------------------------------------------------------
1-2-2012 positivo
24-4-2012 o pior aconteceu, IMG às 15 semanas
4-9-2012 positivo, esperança renovada. 2-5-2013 bem vinda bébé!
-----------------------------------------------------------------

angie2a
Retrato de angie2a
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 41 sem. Offline
Desde: 02.11.2007
Iriana 12 e TRBD

Iriana, passei pelo mesmo....trissomia, grave deficiência cardíaca e várias deficiências físicas....senti que o meu mundo desabou, logo eu que tive todos os cuidados do mundo para que em nada o meu bebé fosse prejudicado...tal como a TBRD, não fumo, não tomei uma gota de alcool, tinha todo o cuidado com a alimentação, tomei o ácido fólico, tomei as vitaminas, até bebia o leite especial mamãs para dar mais proteínas ao bebé (fazia o esforço, porque aquele leite tem um sabor que realmente não gosto nada), quando fiz a amniocentese dupliquei o tempo de repouso absoluto para ter a certeza que praticamente não corria riscos...e depois....aquela notícia!!! Mas apesar se tudo, ponderei bastante todos os prós e os contras e tomei a decisão que achei mais viável.Não se sintam as piores mães, pois sabemos no nosso coração que tudo o que fazemos é em prol dos nossos bebé, não temos culpa que às vezes a natureza seja traiçoeira. Com o passar dos dias aprendemos a lidar com a situação à nossa maneira, indo buscar forças infinitas! Muita força às duas!! Só quem passou por tal sofrimento é que sabe o que custa e o quanto penamos...estarei sempre aqui para vos dar uma palavrinha de conforto ou para desebafarem quando quiserem!!
Um grande abraço

__________________________________________________________________
DPP 23/06/2012 - João Gonçalo - Estrelinha em 02/02/2012 às 20 semanas
------------------ Amar-te-ei eternamente ------------------------

Iriana12
Retrato de Iriana12
Utilizador offline. Visto pela última vez há 1 ano 8 sem. Offline
Desde: 24.04.2012
Muito obrigada. Desde que

Muito obrigada. Desde que tinha posto o comentário, nem mais tinha vindo cá, e só neste momento vi as vossas respostas. Eu também tenho um ´hábito de vida " perfeitamente saudável"... Não fumo, não bebo, não me drogo, mas mesmo assim isto aconteceu. Diante de todas as improbalidades, após rastreio negativo, feto a desenvolver-se normalmente, e só porque eu decidi fazer a eco 3D é que sei hoje a realidade. Mas ontem foi o derradeiro dia. Depois de levar dias a achar-me a pior mãe do mundo,de me perguntar várias vezes porquê,de chorar... decidi erguer a cabeça e aceitar o que Deus assim destinou. Se a minha boneca vem ao mundo, de certeza que quer deixar-me uma mensagem muito importante!
Obrigada mais uma vez pelo vosso apoio, e espero continuar a contar com ele!
Beijinhos

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.