Induções, partos, agendas - Lusíadas- AJUDA!!!!!!!!! | De Mãe para Mãe

Goste de nós no Facebook

Destaques nas lojas

Loja susana08

50% DE DESCONTO EM TODOS OS ARTIGOS USADOS!! PEÇAS NOVAS A ...

Loja Loving Mom

A colocar novidades ;) H&M, Girândola, Zara, Mayoral, Ti...

Loja mama4ever

Robot de cozinha 5em1 BABYMOOV - 60€...

Loja Estela2010

Conceive Plus, testes de gravidez e ovulação One Step, Teste...

Loja diolinda

TODA A ROUPA COM 50% DE DESCONTO - LIQUIDACAO !!! ...

Loja Mafaldita83

Novidades para o Outono/Inverno e não só e óptimos preços!!!...

Loja verinha27

NEGOCEIO PREÇOS e também faço trocas Nunca tive problema...

Loja sylviarodrigues

Artigos novos e usados a ótimos preços =)...

Loja koriska28

NOVIDADES------- Bons Preços ...

produtos à venda

€12.00
€12.00
€12.00
€3.00
€4.00
€3.00
€3.00
€3.00
€160.00
€4.00
€3.00
€4.00

artigos recentes

Qual a escova de dentes ideal para o bebé?

A boca dos bebés é muito pequena, macia e sensível, portanto na...

Cuidados a ter na escolha de roupa de bebé

Toda a gente adora a roupinha de bebé! Há tanta escolha fofinha...

A importância do sono dos bebés

Estabelecer uma rotina de sono é essencial para o desenvolvimento...

5 características que uma boa fralda deve ter

A altura de escolher as melhores fraldas para o bebé é sempre um...

10 hábitos de uma mãe com filhos pequenos

A vida de uma mulher muda no momento em que ela se torna mãe. A...

Nasceu um bebé

14.02.2017
13.02.2017
13.02.2017
21.01.2017

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?
18 mensagens
Última entrada
Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

Induções, partos, agendas - Lusíadas- AJUDA!!!!!!!!!

Olá mamãs,

Estou com 36 semanas e hoje fui fazer o CTG e fui à consulta. Está tudo bem com a minha bebé, até aí não há nenhum stress.
Estou a ser seguida nos Lusíadas e o parto será lá, tal como a minha primeira filhota.
O meu primeiro parto foi induzido às 39+3, segundo o médico, simplesmente porque ele não gosta de passar as 40 semanas e o meu corpo não dava sinais nenhuns de o parto estar para breve.
Sou contra as induções, as agendas, os partos combinados e as cesarianas sem justificação.
Mas na altura, acabei por aceitar. Achei que era melhor confiar no médico, mesmo sabendo que não era necessário induzir e que no público nunca o fariam sem razão nenhuma.
Consegui fazer a dilatação e ter um parto normal. Foi com forceps porque a minha filha trazia o cordão ao pescoço e ela voltava subir sempre que eu fazia força.
Acabou por ser tirada de repente e reanimada. Felizmente acabou tudo bem, mas apanhamos um grande susto. Levei muitos pontos, mas recuperei relativamente bem e não fiquei com grande trauma.
Hoje na consulta o médico começou a olhar para o calendário e a fazer contas...'pq depois das 38 semanas já pode nascer', 'pq ao fim-de-semana não pode garantir que está disponível para me ir fazer o parto', bla bla bla...
Gosto do médico, confio no hospital e acima de tudo, tanto em publicos como privados, acho que é preciso sempre sorte...ou seja, não faço questão que seja ele a fazer o parto..e não o pretendo induzir só por essa razão. Prefiro mil vezes entrar em TP espontaneamente e ser atendida pelo médico que estiver de serviço..caso o meu não possa ir ao hospital.
No parto da minha filha lembro-me que o médico disse que ela por pouco não passava, ou seja, segundo ele, eu tinha a dilatação toda, mas a minha bacia não tinha mais flexibilidade. Se fosse um bebé maior, teria de ser cesariana. Ora a minha filha nasceu com 2955KG..nada de especial!!!! Será que não posso ter bebés maiores que isso????????
Hoje disse-lhe que, se ele faz os partos à 3a e as minhas 40 semanas calham numa 2a, poderíamos então marcar a indução para 40+1...
Mas ele acha que quanto maior o bebé pior, porque a minha bacia bla bla bla..
Isto parece muito mau, mas eu quase fiquei com a sensação de que ele se agarrou a esse facto para me convencer a induzir o parto mais cedo.
A minha bebé é pequena, na eco das 32 sems o médico (outro) disse-me que não deveria passar dos 3Kg, ou seja, tal como a minha primeira filha, uma magricela...
Então o meu médico diz que o melhor é induzir a partir das 38, para que não cresça muito, bla bla bla..
Saí da consulta toda baralhada.
Acho que estou disposta a correr o risco de esperar pelas 39, pelo menos..e se nessa semana não houver então sinais nenhuns de parto aceito a indução..
Isto porque, apesar de tudo, prefiro induzir e tentar um parto normal, do que saber que tenho uma cesariana marcada às 40 semanas.
Alguma mamã passou por qq coisa da género? estou perdida...
Mas uma coisa faz-me mesmo muito confusão: induzir um parto às 38+1, não havendo uma razão muito forte e não sendo um bebé muito grande parece-me desnecessário..
Estou a pensar dizer que quero esperar até às 39 semanas, mas fico com receio...deveríamos ser livres de tomar as nossas decisões sem esta pressão ...
desculpem o longo testamento..
se alguém me puder dar opinião ou umas luzes, agradeço...
Até sou uma pessoa descontraída. Gosto de ler, ando mais ou menos informada e vou tomando as minhas decisões...mas hoje saí de lá mesmo ansiosa..porque parece que vou ter de fazer braço de ferro...

Retrato de mama_dica
Offline
Desde:
22.11.2015

Pois, compreendo perfeitamente... Na primeira gravidez também me marcaram a indução para as 39, porque era mais conveniente para a médica, e eu nem pensei no assunto. Por acaso entrei em trabalho de parto espontaneamente às 38+4 e tenho a certeza que foi muito melhor.
Da segunda disse logo que não queria mesmo induzir, nascia quando ela quisesse, e apesar de preferir ter a minha médica comigo, estava disposta a que fosse outra pessoa no parto, para que tudo corresse da forma mais natural. Entrei em trabalho de parto às 38+4, também, e tive a sorte da minha médica estar disponível das duas vezes.
Agora nem falamos de indução, ela já sabe que não quero mesmo, acho que os bebés devem nascer quando estiverem preparados para isso, que tudo corre melhor depois. Desta vez, como ele está bem gordinho e eu já estou muito cansada, talvez lhe tente dar um "empurrãozinho" natural, com caminhadas, etc...
Se não quer mesmo induzir, e se não houver motivos para o fazer sem ser a conveniência, simplesmente explique isso ao médico, que quando entrar em trabalho de parto o avisa e se ele estiver disponível está, se não estiver será assistida por outra pessoa.
Que corra tudo bem!

Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

Obrigada pela resposta mama. Isso era tudo o que eu queria, que depois das 38 entrasse em TP espontaneamente! Que sorte!!!
Da outra vez fiz tudo, limpezas, caminhadas, namorar, praia, nadar.. tudo!! e não aconteceu nada.
Desta vez também vou ver se faço caminhadas, etc, não queria nada uma indução...e muito menos cedo demais...

Retrato de KellyPT
Offline
Desde:
05.04.2011

Deves dizer ao médico exactamente o que queres. Desta segunda gravidez, eu fiz finca-pé em não ter um parto (que sabia ia ser cesariana) antes das 40 semanas. A médica queria marcar-mo para as 39 e eu pedi para adiar. Chegou a estar marcado para as 39+2 e enviei um e-mail a dizer que estava muito angustiada e não queria. O médico concordou. Já não concordaria ir além das 40, mas apenas porque eu estava com diabetes gestacional e, nestes casos, após as 40 semanas as hipóteses de morte in utero aumentam exponencialmente. Mas, dentro dos condicionalismos médicos, foi como eu quis - ia-me dando mal e arrependendo enormemente da decisão, porque o parto desencadeou-se às 39+5 e o bebé entrou em sofrimento, o que não teria chegado a acontecer se eu tivesse seguido os conselhos da médica, mas foi algo que ninguém poderia prever, porque o sofrimento deveu-se a um problema no cordão umbilical e não à DG. De qualquer forma, tudo isto para dizer que deves expor o caso e, em princípio, farão o que tu quiseres (mas prepara-te é para a hipótese de não ser o teu médico a fazer o parto)

Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

Mama Kelly, obrigada pela resposta. É precisamente disso que tenho medo, de me arrepender de alguma coisa.
Da minha filha se eu não tivesse aceitado a indução não sei se teria acontecido alguma coisa por causa do cordão..
Desta vez, e por ter passado por isso, ate aceito que seja às 39, mas 38 parece-me realmente muito cedo..
Que angústia..

Retrato de KellyPT
Offline
Desde:
05.04.2011

Pois, não te posso ajudar muito. Acho que, em última instância, a questão é se confias ou não no médico. Se de facto a tua bacia é mesmo estreita´, é claro que quanto mais tarde o parto, mais estás a arriscar ter de ser por cesariana e, como não queres, deves ter em conta esse factor. Agora, se ele está a esticar a corda, já não sei...também acho 38 semanas muito cedo e tentaria levar a gravidez pelo menos até às 39.

Sinceramente, fiquei bastante escaldada com os partos desencadeados "de surpresa". Eu sei que é óptimo eles nascerem quando querem (notei uma enorme diferença na facilidade e eficiência das mamadas neste segundo filho, comparado com o primeiro, que não sabia mamar bem - e, tanto quanto sei, é nas últimas semanas que eles aperfeiçoam o reflexo de sucção) mas o meu sufoco foi tal que me arrependi amargamente de não ter feito a cesariana quando ma marcaram inicialmente. Enfim, no final correu tudo bem e contigo, se Deus quiser, também será assim.

Nos Lusíadas, quem é o médico? Bjs

Retrato de Liaddan
Offline
Desde:
18.04.2011

Também tive parto induzido nos Lusiadad às 39+4 precisamente porque o médico não queria que chegasse às 40 semanas. Não me opus, confiei que era o melhor é não me arrependo. A minha bebé estava já muito apertada cá dentro. Eu sou pequena e ela nasceu com 3230kg, mas devido à falta de espaço nasceu com pé boto fisiológico. Não é grave, há de ir ao lugar, mas ainda assim precisa de fazer massagens e eventualmente algum outro tratamento para ir ao lugar. Se tivesse esperado mais tempo teria ficado pior ainda.
É uma decisão só tua, mas é preciso confiar também nos médicos. No fundo o que interessa é que eles nasçam saudáveis.

Fim da pílula Set 2013
Eu: baixa reserva ovárica - Ele: Oligospermia e Teratospermia
H. Lusíadas, abril 2016: 1.ª ICSI +++ gravidez gemelar
junho 2016: gravidez não evolutiva de 1 dos gémeos

Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

O médico é o Dr Alberto Fradique.
Confio nele, parece-me um bom profissional e com experiência...mas nao deixa de me fazer confuso esta coisa das agendas...
Acho que vou fazer isso mesmo, pedir pelo menos para chegar às 39, as 38 parecem-me demasiado cedo.
Quero acreditar que o medico que fez a eco, o Dr Pedro Martins tem razão, e que a minha filhota nao passe dos 3 kg...para que seja tudo menos complicado.
Obrigada pelo testemunho mamã kelly Sorriso

Mama Liaddan,
Quem foi o médico? A indução correu bem?
Nasceu de parto normal ou cesariana?
Obrigada pelas respostas

Retrato de KellyPT
Offline
Desde:
05.04.2011

BBBB escreveu:
O médico é o Dr Alberto Fradique.
Confio nele, parece-me um bom profissional e com experiência...mas nao deixa de me fazer confuso esta coisa das agendas...
Acho que vou fazer isso mesmo, pedir pelo menos para chegar às 39, as 38 parecem-me demasiado cedo.
Quero acreditar que o medico que fez a eco, o Dr Pedro Martins tem razão, e que a minha filhota nao passe dos 3 kg...para que seja tudo menos complicado.
Obrigada pelo testemunho mamã kelly
Mama Liaddan,
Quem foi o médico? A indução correu bem?
Nasceu de parto normal ou cesariana?
Obrigada pelas respostas

O Dr. Fradique operou-me 3 vezes...costumo dizer que, se não fosse ele, os meus filhos não existiam Sorriso É um GRANDE médico, com muita experiência e eu confiaria nele. Boa sorte

Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

Também fui operada por ele. Fez-me uma laparoscopia, alem do peimeiro parto.
Nao tenho nada a dizer quanto a isso...so mesmo esta questão da indução e da agenda é que me deixa angustiada...

Retrato de Liaddan
Offline
Desde:
18.04.2011

O meu OB é o Dr. António Amado. Olha, posso dizer-te que apesar de ter sido induzido foi um parto santo. Dei entrada no hospital de noite e às 5h da manhã vieram dar-me um comprimido para induzir. Fui sendo acompanhada durante todo o dia, comecei com contrações mas não sentia dor nenhuma. Quando senti alguma dor pedi a epidural, mais por medo de que viesse a ter dores fortes do que por sentir dor a sério. O anestesista foi 5 estrelas. A partir daí não tive dor nenhuma. Depois do médico me rebentar as águas a coisa acelerou e a miúda nasceu às 18h25. Foi parto natural, mas foi necessário episiotomia porque a miúda tinha um bracinhos à frente tipo super homem. A recuperação foi rápida, embora os primeiros dias custam um pouco.
Vai correr tudo bem! Boa sorte e uma hora pequenina.

Fim da pílula Set 2013
Eu: baixa reserva ovárica - Ele: Oligospermia e Teratospermia
H. Lusíadas, abril 2016: 1.ª ICSI +++ gravidez gemelar
junho 2016: gravidez não evolutiva de 1 dos gémeos

Retrato de FilipaPBC
Offline
Desde:
17.04.2016

BBBB,

Quem faz o parto são as mães, não os médicos.
Para mim, um médico que sem razão nenhuma quer fazer uma indução antes das 41 semanas já me deixa a pulga atrás da orelha. A directiva da Organização Mundial de Saúde é de que se deve induzir nunca antes das 41 semanas, a menos que haja um motivo forte que supere os riscos de uma indução antes desse tempo.
Outros mitos: o bebé seria muito grande, o bebé não tem espaço...só há uma indicação de que o bebé é muito grande, chama-se desproporção cefálo-pélvica, só é possível ver com a dilatação completa e não depende apenas da mãe (mãe com ancas estreitas não existe!), também depende do bebé, e é um evento raro!

Retrato de KellyPT
Offline
Desde:
05.04.2011

Convenhamos que, aqui, não se pode dizer que seja sem razão nenhuma. No primeiro parto, o médico, após a dilatação completa, disse que se a criança fosse um pouco maior já não passava e mesmo assim teve de ser reanimada. Felizmente, correu tudo bem, mas parece-me natural que o médico queira absolutamente evitar outra situação idêntica. Sem prejuízo de também achar que 38 semanas é demasiado cedo. Mas não acho, de todo, que a preocupação do médico seja destituída de fundamento

Retrato de FilipaPBC
Offline
Desde:
17.04.2016

Obviamente sem conhecer todos a história envolvida (daí ter falado em "induzir sem razão nenhuma"), pelo que entendi o bebé passou na pelve da mãe mas teve dificuldade na expulsão por outros motivos. Na desproporção cefalo-pélvica o bebé não passa no meio dos ossinhos que temos no canal vaginal.
Por outro lado, isto não é previsível, nenhum parto é igual ao outro. Existe uma medição dos riscos de ter uma indução vs. a possibilidade de haver um primeiro parto com desproporção cefalo-pélvica (numa mãe que já não é primípara)? As directivas da OMS existem porque são baseadas em estudos que demonstram que um melhor resultado do parto é obtido seguindo estas mesmas directivas.

Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

O médico disse-me isso precisamente, que eu fiz a dilatação toda e que os ossos da bacia não apresentaram maior felxibilidade.
Disse tambem que num segundo parto só consegue perceber se vai acontecer o mesmo exactamente no momento em que a dilatação estiver feita, ou seja, nao tendo 4kg, o que julgo ser obvio que trará problemas, ele nao consegue prever se realmente existe incompatibilidade ou nao.
Entretanto, falei com uma amiga que é medica no Santa Maria e ela disse-me que de facto nao se deve induzir, que as 38 semanas sao demasiado cedo, mas que poderá ser razoável o medico nao querer arriscar um parto difícil e uma cesariana.
Em conjunto com o meu marido decidimos aceitar a indução, mas depois das 39. Ainda nao tive consulta e nao disse ao medico, mas obviamente ninguem me poderá obrigar a nada.
Esta minha amiga médica tambem me disse que cada parto é diferente, mesmo na mesma mulher, e que não é garantido que a bacia nao ceda desta vez, ou outra coisa qualquer.
Entre uma cesariana quase garantida ( la para as 40 ou mais) e uma indução que poderá dar-me a possibilidade de tentar o parto normal outra vez...acho que arrisco pela indução. Nao queria nada uma cesariana...principalmente sabendo que eventualmente poderia ter sido evitada..
Nada é garantido e, na realidade, so nao quero complicações, nem reanimacoes, nada desses filmes...ja tive a minha dose.
Quero aquilo que for melhor para a saude do bebé e a minha.

Retrato de KellyPT
Offline
Desde:
05.04.2011

Eu presumo que exista uma avaliação dos riscos e que o médico conheça as diretivas e boas práticas médicas que tenha de conhecer. Presumo porque não sou médica e acho irresponsável presumir que sei mais do que eles. Quando os médicos não intervinham nos partos e a natureza funcionava livremente, morria-se 50 vezes mais. E não é que eu não tenha opinião ou não veja as vantagens em que as crianças nasçam no tempo certo. Como já disse, pedi o adiamento do meu parto para deixar a gravidez chegar às 40 semanas. E, felizmente, acabou por correr tudo bem. Mas podia ter corrido horrivelmente mal e eu nunca me perdoaria.

Retrato de BBBB
Offline
Desde:
24.10.2012

O Dr Fradique é Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Ginecologia...
Acho que deve saber o que faz.
No entanto, não sei como seria o procedimento de o hospital fosse público.
E como a mamã Kelly diz, não me perdoarei se, por culpa minha e por não seguir o conselho do médico, alguma coisa vier a correr mal...

Retrato de FilipaPBC
Offline
Desde:
17.04.2016

Engana-se Kelly, infelizmente nem todos os médicos têm esse cuidado, nem todos estão a par do que dizem os estudos mais actuais. Mas acho que vocês têm a atitude certa de questionar e tomarem uma decisão informada.

Tudo a correr bem.