Férias sem bebé - experiência | De Mãe para Mãe

Está aqui

Férias sem bebé - experiência

Responda
7 mensagens
janew -
Offline
Desde 18 Jun 2016

Olá
Queria partilhar a minha recente experiência com a amamentação. Espero que este testemunho ajude alguma mamã.
Há uns meses deixei-me convencer pelo marido a tirar uns dias a dois no nosso aniversário para descansar (DORMIR!!!) e namorar.
Como amamento fui criando uma reserva de leite materno suficiente para esses dias. O bebé pode ser alérgico à proteína do leite (há suspeitas mas ainda não confirmamos), por isso nem pensar em dar LA.
Fui, e, apesar das saudades, divertimos-nos. O mais velho estava super feliz com os miminhos dos avós e tios; e o bebé a dormir mal (como sempre), mas tentei nem pensar muito nisso. Já não estávamos assim, só os dois, há quase 5 anos. Ia tirando leite com a bomba (até exagerei um pouco nos primeiros dias), mas reduzi para que pudesse fazer a viagem de regresso tranquila.
No entanto a viagem de regresso foi cancelada. Entrei em stress, cheia de remorsos, a pensar no bebé (que raio de mãe sou eu que "abandona" os filhos para ir passear?). Ainda havia leite congelado (deixei mais para imprevistos deste tipo). Usei pouco a bomba (só mesmo para aliviar) e já notava que tinha menos leite.
Quando regressei, para o bebé foi como se nada tivesse acontecido (estranhou ao primeiro olhar). Agarrou a mama e mamou normalmente.
O pior estava para vir. O organismo passou a produzir pouco. Pudera!! Adaptou-se à procura que foi quase nula durante quase 2 dias. Ele bem queria mamar e, como era pouco, puxava com os dentes. Eu já respirava fundo quando ele mamava, para disfarçar a dor.
Durante o dia comia a sopa, fruta e papa, mas à noite era o "massacre". Mas fome não passou, ainda saía algum leite.
Estava (quase) sem leite, pensei mesmo que era o fim da amamentação.
Ainda pensei usar o leite congelado que sobrou mas lembrei-me que assim não iria estimular a mama.
Eis que, ao fim de 2 dias, voltei a sentir a mama a encher e uns dias depois já tinha leite mais que suficiente! Já posso voltar a repor o stock congelado, para as papas e algum imprevisto.
Foi uma viagem cheia de histórias engraçadas (na altura não achei piada), mas teria sido melhor opção levá-lo.
Lição para a vida: viagens sem o bebé, a amamentar, só se for obrigada!

LSL -
Offline
Desde 28 Out 2010

Adorei a forma divertida como contou a sua experiência que aposto na altura não teve divertimento nenhum!

Eu por acaso também só tenho ido de férias e escapadinhas com a miúda. Sempre disse que ia tirar uns dias só para mim e o marido mas o que é certo é que nunca consegui! Primeiro por estar a dar de mamar e apesar de a ter habituado ao biberão doía-me a consciência (como mencionou ?) e depois porque ela começou a gostar tanto de passear e ir para o hotel como ela diz que me dói a consciência de a deixar. Culpa nossa mas acho que só daqui a uns 15 anos vamos poder ter um fim de semana a dois! ????

Submetido por LSL em Sex, 13/10/2017 - 13:45
janew -
Offline
Desde 18 Jun 2016

LSL, e não contei nem metade! Temos boas histórias para contar aos netos.
O marido "enganou-me". A minha ideia era levar o bebé, mas como precisava de tirar o cartão do cidadão foi passando.
Só deixei o mais velho por causa de viagens em trabalho. A primeira tinha quase 2 anos. Tive uma receção à maneira: bateu-me (5 minutos depois já não me largava). Na segunda viagem desligava-me a chamada na cara, mas estava contente. Essa sim, foi uma excelente viagem: sozinha e com tudo pago.
A dois, foi a primeira e, enquanto amamentar, a última.

Submetido por janew em Sex, 13/10/2017 - 14:45
Lucicris -
Offline
Desde 12 Jul 2016

Ainda bem que conseguiu repor a amamentação. É sempre bom ler estes testemunhos

Submetido por Lucicris em Sex, 13/10/2017 - 14:51
janew -
Offline
Desde 18 Jun 2016

Lucicris escreveu:
Ainda bem que conseguiu repor a amamentação. É sempre bom ler estes testemunhos

O objetivo da partilha foi mesmo essa, mostrar que é possível retomar a amamentação quando (aparentemente) ficamos sem leite.
Temos relaxar, confiar no organismo e continuar a estimular (a estimulação é a chave).
Com um bebé mais crescido é mais fácil, pois já mama menos vezes e podemos estimular no período diurno, em que não precisaria mamar.

O resto da partilha, a viagem, foi uma irresponsabilidade. Mas consegui dormir, coisa rara nos últimos 4 anos.

Submetido por janew em Sex, 13/10/2017 - 15:13
Lucicris -
Offline
Desde 12 Jul 2016

Por muito que custe acho que fez muito bem. É bom para a relação e para manter a sanidade mental Piscar o olho

Submetido por Lucicris em Sex, 13/10/2017 - 17:18
Catarina C. -
Offline
Desde 04 Maio 2014

No meu caso nao consigo pensar em ferias ou fds sem o Di. Nao consigo estar mto tempo longe dele, nc pensei que eu ia ser assim, imaginei que ia ser mais descontraída. Ele ainda mama bastante mas nao consigo tirar quase nada c a bomba e stressa-me estar a pensar nisso. Mas cada mae e cada filho sao diferentes. Quem conseguir acho que deve aproveitar. Se tudo correr bem mais uns meses ou aninho e ja consigo pensar em ferias sem bebe =)

Submetido por Catarina C. em Dom, 05/11/2017 - 14:49

O meu Miguel, nasceu a 13 de Dezembro de 2014 e tornou-se um anjinho dia 03 de Janeiro de 2015. Nunca te esquecerei, o meu coração e alma ficaram mais vazios sem ti....

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?