Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Mães & Bebés

Analises ao Gluten

Fórum Geral & Apresentação

pedido de produtos

Fórum Geral & Apresentação

VISÃO DO MEU BEBÊ

Fórum Mães & Bebés

Muito preocupada

Fórum Mães & Bebés

Depressão pós parto

Fórum Mães & Bebés

Pediatra Caldas da Rainha

Fórum Mães & Bebés

Varias papas

Fórum Parto e Preparação

cinta pós parto

Fórum Grávidas

Ha alguma mamã de Penafiel?

Destaques nas lojas

Loja bela_pinto

Para menino até 12 meses e menina até 8 anos!!...

Loja soniacss

40% nos usados e 20% nos novos ou sem uso!!!...

Loja tysh

QUALIDADE! FOFURAS! OPTIMO ESTADO! EM CONTA !...

Loja ssequeira

Vejam as novidades!!! ...

Loja Sandrinha72

ROUPINHAS DE MENINO E MENINA PARA VÁRIAS IDADES... VISITEM!...

Loja socirero

Matervita a 5€...

Loja tanuxinha

Toda a Loja com 20%de desconto excepto calçado!! Botas chic...

Loja safirate

ROUPINHA DE BEBE CHICCO, MAYORAL, JACADI, ETC!...URSINHO SON...

Loja patilago

babygrows/protector colchão de alcofa-berço/Botas/tenis disn...

Loja

Roupa Menina dos 0 aos 3 Anos....

produtos à venda

€1.50
€4.50
€3.50
€4.00
€2.00
€4.50
€6.00
€3.50
€1.50
€4.00
€4.00
€3.50

artigos recentes

Como deixar de ser uma mãe galinha

A maternidade traz com ela muitas responsabilidades agregadas:...

O meu filho tem dois anos e não fala…O que fazer?

Ao longo do desenvolvimento os pais saboreiam cada etapa e...

Como escolher uma creche/jardim-de-infância

O momento de deixar um bebé ou filho pequeno na creche ou no...

Ginásio Multibrincadeira

Brinquedos top para bebés top!

Se há duas coisas em que a Fisher-Price é especialista, essas...

Nasceu um bebé

19.10.2014
10.10.2014
06.10.2014
03.10.2014

Votação

Tem familiares ou amigos próximos com filhos até os 36 meses?

Está aqui

32 mensagens
Última entrada
Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Ansiedade, depressão e Pânico- Tomar Xanax na gravidez?

Olá a todas. Sou nova por aqui e queria desabafar com vocês a situação em que me encontro.
Estou grávida de 16 semanas,mas a MALDITA ANSIEDADE E ESTA MALDITA PERTURBAÇÃO DE PÂNICO, não me deixam gozar este momento da melhor forma.
Sempre fui muito ansiosa até que desenvolvi um quadro de perturbação, em que só tenho pensamentos negativos, medo de sair, de me sentir mal, medo de tudo e medo de nada. Antes de engravidar tomava ansiolíticos e antidepressivos, mas deixei assim que soube que estava grávida. Agora a situação agravou-se, sinto-me triste, sem energia, apática, e com o corpo sempre em estado de alerta à espera que algo de muito mau aconteça.
A obstetra disse-me que poderia tomar Xanax para diminuir um pouco a ansiedade. Alguma de vocês já Tomou? fico com medo dos efeitos no bébé.
Ultimamente tenho tido bastantes dores de cabeça, serão comuns na gravidez?

Baby27

Retrato de vanessalarissa
Offline
Desde:
06.01.2011

eu sei k nao e facil mas tens k ter calma afinal vais ter nos teus bracos a coisinha mais importante da tua vida..axo k te faria bem saires um pouco agora que esta a comecar o calor tentares apanhar um arzinho saires com uma amiga conversar um pouco desabafares faria te bem..desculpa espero k nao me leves a mal amiga mas to aki se precisares de desabafar...mtos bjinhos ja agora es de onde=????

vanessa alexandra duarte matos

Retrato de Sonia1985
Offline
Desde:
19.02.2011

ola eu tambem passei em parte por tudo isso. tambem estava a tomar esse genero de medicamentos e tirei de um dia po outro kuando soube que estava gravida, o que nao nos faz nada bem mas neste caso tem k ser. tens medicamentos naturais que talvez nao sejam tão agressivos para o bebe.
Agora estou a passar por depressao pos parto, para mim é uma coisa horrivel custa-me tanto por vezes estar saturada da minha filha.
tenho tomado livetan k é um medicamento natural a base de valeriana, optei por nao tomar quimicos porque keria amamentar a minha pekenina. tenta sair, passear pela praia(se possivel), a mim ajuda muito, adoro o mar. tens mesmo de te acalmar porque faz te mal a ti e também ao bebe.

Retrato de vanessalarissa
Offline
Desde:
06.01.2011

Ajuda bastante passeares um pouco na praia agora k esta a ficar calor um tempinho bom ao fim da tarde leva a tua bebe a passear um pouco acabam por se divertir com as vossas filhas e ficam melhores..desejo tdo de bom para vcs e pensem positivo k vao ficar bemmm e so uma faze dificil mas vai passar,,mtos bjinhosss

vanessa alexandra duarte matos

Retrato de Kikas_07
Offline
Desde:
18.10.2007

Comprendo-te a 100%....
Fiz desmame antes de engravidar...no entanto assim que recebi o positivo deu-se um click na minha cabeça....e os medos assombraram-me.....:S
Hoje estou de 36 semanas....quase a conhecer o meu Rei....:) tomo fluoxetina e diazepam....aconselhada pelo psiq e pela obstetra ;)
Não posso dizer que me sinto a 100%....mas....ajuda, isto pq tou apenas a fazer 1 flouxetina e 1/2 de diazepam...o que é muito pouco para quem tem estes probs ( eu tenho há já 12 anos).....
Temos de ter muita força!!! Muita mesmo....e acreditar que tudo vai melhorar....;)
Ahhhhh....o meu baby está bem....tem muita vitalidade.... e de certo vai continuar bem ;)
Desejo-te tudo de bom....e se precisares falar....diz algo...estou aqui:*

Madrinhas:Manina/AnaIsabelp/Baby2010/Tekuxa/Betitha/
Sandra30/Liliana26/Delfie
Nasceu a 1/04/2011 às 37 semanas e é a minha razão de ser..
DPP: 19 Abril 2011- É um Hugo Daniel.... Piscar o olho

Retrato de carand
Offline
Desde:
15.06.2010

Ola

Tou gravida de 34 semanas e tb sofro de ansiedade, quando soube que estava gravida deixei a medicação, foi a pior coisa que fiz. Minha GO disse-me que era muito pior isso que tomar medicação, entao tomo 1 fluoxetina, 1 xanax de 0.5 e 1 atarax ajudou-me esta medicação e muito senão andava ai feita barata tonta.

meu messenger carlinhaand@hotmail.com

Beijinhos a todas com este problema

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Obrigada a todas aquelas que me deixaram uma mensagem de esperança. Viver com perturbação de pânico é simplesmente não viver, é viver em estado de angústia constante, em que em cada minuto o perigo espreita e nos faz viver numa ansiedade que nos torna cada vez mais perto da loucura.
Agora esta ansiedade durante a gravidez faz-nos sentir ainda mais culpadas...Culpadas por não viver esta fase em plenitude, culpadas por nos sentir egoístas e só pensar naquilo que nos pode acontecer...Culpadas por este bébé não estar a ser amado com a entrega que deveria...
Maldita ansiedade....
Obrigada mais uma vez pelas palavras, dão sempre um alento e fazem-nos sentir mais próximas daqueles que realmente conhecem a raiz deste problema

Baby27

Retrato de Angelaa
Offline
Desde:
15.02.2010

ola linda... olha eu tomei flouxitina e diazepan a gravidez quase td... a flouxitina só deixei 1 mes depois da minha menina nascer... o diazepan que é a mm coisa que o xanax deixei aos 3 meses mas pk n semntia necessidade mas o meu go disse pa tomar xanax caso eu me sentisse com ateque de panico ou assim..:D portanto linda.. curte o momento e n te preocupes... olha muita gente me censurou por tomar isso mas agora tenho uma menina linda saudavel e muito esperta e muito muito meuiguinha Espertalhão

beijos************

Madrinha**_Cristina M.**_Susana Becas_**_Saramaga_** Marta Veiga - David ** Lijesus - Rodrigo **
afilhada da Thinkerbell
Madrinha da minha Carolina Espertalhão **Celinag** Espertalhão Madrinha oficial de carne e osso ( mama de Fevereiro )
16-10-2010 Espertalhão nasceu a minha florzinha Espertalhão

Retrato de Sandra R Santos
Offline
Desde:
18.10.2010

Eu estou de 29 semanas,deixei a medicação para a ansiedade de repente pouco antes de ficar grávida! Agora estive 1 semana e meia sem dormir,nariz entupido e estados de pânico! Estou a tomar Atarax,Fluoxetina e Zolpidem.já durmo aos bocadinhos,mas está a ser bastante desgastante!

Retrato de crist74
Offline
Desde:
16.02.2011

Bom dia a todas Sorriso

Eu estou com 5 semanas e 1 dia e sei bem o que é ter ataques de pânico desde 2004. Tenho dias de ir parar ao hospital e levar injecções para me acalmar.
Quando descobri que estava grávida com 4 semanas parei com o sedoxil e ultramidol de sos.
Não andava a tomar antidepressivos pois com os calmantes estava estável embora tenha sido aconselhada pelo médico várias vezes a tomar seroxat.
O médico disse para tomar victan se sentisse necessidade. O pior é que tenho medo de provocar danos no bébé e fico ainda com mais ansiedade.

bjsss

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Realmente viver com crises de ansiedade e medo do medo é horrível. Agora imaginem na gravidez...estamos mais fragilizadas e tudo se amplifica. Temos medo dos danos que possamos causar no bébé, e falando por mim a depressão e ansiedade é tanta que não consigo gozar este momento com alegria. Aí culpo-me...Culpo-me por não estar a ser uma boa mãe e não estar a amar este bébé com a plenitude que deveria.
Tou a tomar xanax 0,5 mg dia, mas ainda não tou a ver qualquer efeito. Há dias que a ansiedade me domina por completo e só estou centrada em pensamentos catastróficos e pessimistas e aí perco a esperança e penso que jamais melhorarei.
Obrigada pelo vosso testemunho saber que posso partilhar com vocês estas confidências deixa-me mais aliviada.

Baby27

Retrato de Orchid
Offline
Desde:
25.03.2009

Baby, na minha gravidez anterior tomei Xanax XR 2mg até às 25 semanas e o Dumyrox até mais tarde, não sei precisar.

Foi-me mais difícil deixar o Dumyrox que o Xanax... no meu caso consegui e a verdade é que o meu menino tem 18 meses, estou novamente grávida e, entretanto, só tive um ataque de pânico ( no 2º dia depois de ele ter nascido, ainda estava no hospital).

Os primeiros tempos pós parto foram de luta, o parto e todas as alterações hormonais provocaram uma grande descompensação em mim mas ultrapassei.

Além das patologias que tens eu também era hipocondríaca, aliás, ainda o sou mas de forma muito controlada.

Sabes o que me ajudou muito? Psicoterapia, fazer caminhadas, shiatsu, reiki...

Força!!

Vais ver que daqui a pouco tempo vais sentir-te no auge das tuas forças e vais viver a gravidez na sua plenitude! na fase em que te encontras ainda são normais as flutuações emocionais, para quem já tem "problemas" ainda mais... por isso só deixei a medicação mais tarde|

Vai correr tudo bem|

Qualquer coisa, podes mandar msg privada.

05-09-2009... chorei porque não sabia sorrir tanto!
Sessões fotográficas pré-mamã, bebé, familia...
www.caixadeluz.pt http://www.facebook.com/caixadeluz
orquidea.goncalves@caixadeluz.pt

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Olá a todas. Venho dar novidades do meu estado depressivo/ ansioso, pois acabo por desabafar e libertar as minhas inseguranças.
Tenho andado bastante mal, a ansiedade tomou conta de mim e os medos tornam-se cada vez mais intensos. Como já disse estou a tomar Xanax 1mg, mas vejo poucas melhoras. Há momentos que tudo me passa pela cabeça, e não me consigo sentir feliz por estar a viver este momento. Então culpo-me...Foram 7 anos a lutar contra a infertelidade e agora isto...
Procurei hoje o meu psiquiatra aconselhou-me a substituir o Xanax por Cipralez, mas já estive a pesquisar e tem tantas contra indicações durante a gravidez...Já não sei o que fazer...Não sei se aguentar esta fase...Não sei se deva tomar...
Pergunto-me porquê? Porquê que eu não sou uma pessoa segura de mim e capaz de enfrentar estes episódios de intensa ansiedade? Porquê não viver esta gravidez de uma forma plena e calma?

Baby27

Retrato de tita20
Offline
Desde:
24.01.2011

Olá... eu tb sofro disso, na minha 1ª gravidez tudo se complicou pois perdi o bebe aos 8 meses de gestação, ao principio até reagi bem mas passados 2 meses tinha que ir ao centro de saude quase todos os dias, foi horrivel. Quando engravidei da minha filhota, até aos 5 meses andei relativamente bem, a partir dai foi uma loucura eram só sintomas de tudo e mais alguma coisa, em fim tive que tomar paroxetina até ao fim da gravidez, quando ela nasceu deixei e até aguentei bem, mas como era de esperar os ataques voltaram.. agora ando em psicoterapia e até me estou a dar bem. Como é obvio tenho muitas vezes pensamentos negativos, muitos receios em relação a tudo, mas olha temos que nos treinar para pensar positivo e encarar um dia de cada vez.

Bjocas e força, que vai correr td bem Piscar o olho

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

oLÁ a todas venho mais uma vez desabafar sobre o meu estado ansioso/depressivo. Já estou na 22 semana da gravidez, já sinto a minha bébe, e aquilo que poderia ser um momento de plenitude é ofuscado por esta maldita ansiedade.
O meu dia a dia é passado em estado de alertaa, numa inquietação constante, com medos irracionais, à espera que os ataques de pânico surjam, há espera de que algo muito mal aconteça (como um AVC, ou ataque cartdíaco). Por vezes penso que estou a ficar louca,passo o dia a analisar todos os sintomas do meu corpo, faço filmes na minha cabeça que me parecem tão reais, vejo-me a agonizar num hospital, a ter um ataque de pânico e a desflalecer, vejo-me a perder o controlo e a tremer por todo o lado.
Imaginem só como me sinto? E a minha bébé...A descarga de adrenalina diária que deve receber...
A medicação pouco ou nada tem ajudado...Não tenho tido as crises de pânico, mas o estado de alerta e o medo de as ter perseguem-me a cada segundo. Já nem tenho vida social,tenho medo de tudo, de sair de casa, de ir ao supermercado de estar com pessoas. Como já disse antes foram 7 anos de problemas de infertilidade e quando finalmente podia estar a gozar este momento, esta maldita ansiedade derruba-me, anula-me, mata-me...
Penso que por vezes sou tão egoísta, que só estpu centrada em mim, nestes medos e que não dou a devida a atenção à minha bébé.
Só queria que tudo isto passa-se, só queria ser uma mamã normal e feliz, sem estas perturbações.

Baby27

Retrato de monicacps
Offline
Desde:
18.05.2011

Olá meninas. Desculpem a intrusão, mas tenho acompanhado um pouco os vossos desabafos e senti que a partilha das vossas experiencias talvez me pudesse ajudar. Sempre fui extremamente ansiosa, perfeccionista e pessimista e, de há quase 2 anos para cá, comecei a sofrer de insónias. Apesar de amar muito o meu marido e de não ter grandes preocupações, sempre dramatizei muito e sobrevalorizei pequenos problemas. E isso arruinou a minha saúde.Apesar de feliz, acho que também não me dei muito bem com as mudanças trazidas pelo casamento.
Diagnosticaram-me um princípio de depressão. Tomei medicação durante mais de um ano, confiante que isso resolveria o assunto. Mas não resolveu e voltei a ter insónias. Recentemente comecei a ter consultas com um psicólogo e o meu problema é mesmo ansiedade patológica. Com alguma sorte conseguia dormir duas noites seguidas sem ansiolíticos. Mas na última consulta ele propôs-me tentar não tomar nada até á consulta seguinte para ver o que acontecia. Resultado: tanto me esforcei para aguentar sem tomar nada que, às tantas, não aguentei mesmo.Não dormia quase nada, só tinha vontade de chorar e não conseguia fazer o meu trabalho de tão esgotada que me sentia.Telefonei ao psicólogo e esta noite já tomei medicamentos (unisedil)mas mesmo assim acordei às 5 da manhã. Não sei quando é que vou ultrapassar o problema, se é que alguma vez o vou ultrapassar.Sempre me fez muita confusão ficar dependente de medicamentos para o resto da vida. É uma sensação de angústia e impotência. Mas o meu maior drama tem sido: como é que eu vou conseguir avançar para uma gravidez se não durmo sem tomar medicamentos. Os medicamentos naturais que a minha médica de família me receitou, à base de valeriana, não resolveram nada. Ela diz que eu ainda sou muito nova para ficar dependente de outros fármacos mais fortes mas a verdade é que parece que eu só funciono com químicos.Tenho 33 anos, sou casada há 3, e não quero adiar mais a gravidez. Não posso permitir que isto condicione a minha vida. Mas ao mesmo tempo quero estar segura de que, mesmo que tenha de tomar medicamentos para dormir durante a gravidez (sim, porque é impossível ficar meses sem dormir. Não há cérebro que aguente.) é possível ter um bebé saudável. Dizem que a gravidez dá sonolência mas não acredito que encontre aí a cura. Tenho andado focada nesta preocupação angustiante e não me consigo concentrar em mais nada. Porque é que isto tinha de acontecer agora? Logo agora que eu queria engravidar.
Falem-me um pouco das vossas experiências porque tem de haver soluções! Desculpem-me pela enorme seca que vos dei mas precisava de desabafar. : Chorão beijinhos)

mónica

Retrato de sitcoelho
Offline
Desde:
20.11.2007

Venho deixar-vos oe meu depoimento porque acho que é muito importante para vós e para mim também.

Sei perfeitamente do que falam , em 2008, pouco tempo antes de me casar , devido a pressões várias , alguns problemas e afins tive o meu primeiro ataque de pânico.

Os meus primeiros sintomas foram as tonturas. Tive essa crise, mas passou casei passados 2 meses e no dia seguinte a casar escorreguei e parti a perna em 3 sitios. Senti que todos os meus projectos estavam a ser perdidos por minha culpa. A adicionar a este facto , como trabalhava a recibo verde , fiquei desempregada , mais 3 meses sem andar , operação , fisioterapia ... e o que aconteceu ... já sabem , as crises de ansiedade voltaram.

Lutei contra as crises, voltei a trabalhar , mas os meus dia eram muito dificies, vocês sabem ... medo de andar sozinha, medo de me sentir mal , transpirava que me fartava, tonturas, diarreias repentinas, todos estes sintomas fisicos começaram a fazer-me fechar e não querer sair .

Felizmente tenho um marido espectacular , que foi o meu GRANDE apoio. De inicio nao percebia o que se estava a passar ... entao pesquisou na net e uma noite em que eu fui dar aulas , foi a casa de uma cliente dele que é psiquiatra. Ela explicou-lhe o que parecia se tratar e disse-lhe para ele me marcar consulta.

Em Junho de 2009 fui à minha primeira consulta, a medica foi super atenciosa... explicou-me tudinho ... disse-me que ia fazer medicação durante 1 ano (incluindo o desmame) que a medicacao nao ia ser para toda a vida, mas que tinha de me tratar. Aconselhou-me psicoterapia também . E disse-me duas coisas : 1ª que a medicação poderia ter que ser mais tempo , mas que eu nao era a unica e que isto nao era um drama; 2ª que poderia engravidar , deveria era evitar tomar a medicação durante os primeiros 3 meses e que o pior que me podia acontecer era nao poder amamentar. Felizmente dei-me bem com a medicaçao sertralina e alprazolam prazam. No mês seguinte fiz a minha viagem de lua de mel que incluiu 3 viagens de avião.

Acabei a medicação em Junho de 2010 e em Agosto começamos a tentar engravidar ... em Setembro estava gravida. Nas primeiras duas semanas andei um pouc ansiosa . Mas pensei isto nao ha-de ser nada tenho que ser muito forte, mas vou conseguir... pensamento positivo . A minha medica psi. sempre me disse que a gravidez ou me fazia piorar ou melhorar ... que na mesma nao ficaria.

Sei que o melhorar nao depende só da nossa vontade porque queremos estar bem e nao conseguimos. Mas nao podemos deixar de lutar , por muito desgastadas que estejamos .

E no final deste grande testamento só quero servir de exemplo , como uma futura mamã que melhorou e nunca teve um ataque de pânico em toda a gravidez ... nem uma crise de ansiedade... Vamos lá meninas MUITA FORÇA PARA TODAS Força Portugal! Beijinho

Su

Retrato de monicacps
Offline
Desde:
18.05.2011

Pois. Não se deve tomar nada nos 3 primeiros meses de gravidez. Mas e se eu continuar a não conseguir dormir? É isso que me assusta.Não dá para ficar dias sem dormir, quanto mais meses. Então é que fico mesmo doente e a precisar de mais medicamentos.
E se tiver de tomar alguma coisa durante esse período? Há alguma coisa que se possa tomar para dormir,mesmo no início da gravidez, e que não traga o risco de más formações congénitas para o bebé? Chás, valeriana e essas coisas naturais não resultam comigo.
Estou mesmo ansiosa com isto tudo.Por favor, ajudem-me.

mónica

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Bem como sabem eu devo ser das mamãs em que a ansiedade domina por completo e não está a deixar viver este momento com a devida alegria e entusiasmo. Dia após dia luto contra esse problema, como já foi dito atrás. Estou medicada desde as doze semanas com alprazolam (Xanax), mas mesmo assim tem sido muito difícil controlar, não tenho tido os ataques de Pânico, mas vivo numa ansiedade extrema à espera que eles apareçam e com medo de tudo. Quanto às insónias que referiste, de facto dormir é essencial...Por isso tenho a certeza que os médicos GO e Psiquiatra nessa altura avaliarão o que é melhor para ti, e se o melhor for tomar medicação, então devemos seguir o conselho médico.

Baby27

Retrato de joanabi
Offline
Desde:
17.02.2011

Estou grávida pela segunda vez, já estou de 31 semanas e sofro de uma ansiedade descontrolada. Sofro de ataques de pânico desde 2002 e desde ai a minha vida tem sido preenchida por altos e baixos. Quando engravidei da 1ª vez não estava a tomar medicação e correu tudo bem. O pior foi o pós-parto. Voltaram os medos todos, a ansiedade, o simples buzinar de um carro me assustava e fazia disparar o coração. Voltei a fazer medicação e fui controlando. Agora, passados 3 anos voltei a engravidar ( não foi uma gravidez planeada) e voltou tudo mas mil vezes pior. O médico GO aconselhou-me a deixar a medicação e foi o pior que podia ter acontecido. Desde Fevereiro até Maio não tomei nada e fui piorando até ao estado que estou agora. Não fico sozinha 1 minuto, não conduzo, não consigo fazer nada e tenho uma filha para cuidar... estou desesperada. Não aguento mais esta ansiedade, o coração sempre a bater a mil, é horrivel.O que me vale é a minha familia e a do meu marido que é espectacular. Já estou a fazer psicoterapia e fui ``a psiquiatra que me receitou o xanax para ver se conseguia controlar só com isso, mas não está a funcionar. Vou lá outra vez no dia 25 de Julho e acho que ela me vai dar um antidepressivo. Só quero que este monstro vá embora.É a primeira vez que desabafo num fórum mas vejo que há muitas pessoas na mesma situação.Ajudem-me por favor!

joana

Retrato de becasbruce
Offline
Desde:
22.09.2011

ola a todas tenho 31 anos e andava a tentar engravidade há 4 anos, ja ia fazer na MAC FIV em Janeiro, mas esta semana descobri que estava gravida, mas em vez que estar a curtit o momento ando a ter bastantes ataques de panico, e dormir não consigo, são autenticas noites em claro.
Tomo cipralez e pazolam, a minha psicologoa disse k já tratou imensas pacientes com estes problemas e correu tudo bem esmo com medicação.
O problema é que eu tomo medicação desde os meus 18 anos, apesar de me controlar melhor de vez em quando fico ansiosa.
Falei hoje com a minha psiquiatra que disse para parar com tudo, mas estou um pouco preocupada pois parar de reprente sei quenão faz bem, eu à espera de ir falar com o obstetra, mas estou sem saber o que fazer, pois sinto-me culpada por estar me a sentir assim e não me consigo acalmar.
Obrigada

Retrato de becasbruce
Offline
Desde:
22.09.2011

ola a todas tenho 31 anos e andava a tentar engravidade há 4 anos, ja ia fazer na MAC FIV em Janeiro, mas esta semana descobri que estava gravida, mas em vez que estar a curtit o momento ando a ter bastantes ataques de panico, e dormir não consigo, são autenticas noites em claro.
Tomo cipralez e pazolam, a minha psicologoa disse k já tratou imensas pacientes com estes problemas e correu tudo bem esmo com medicação.
O problema é que eu tomo medicação desde os meus 18 anos, apesar de me controlar melhor de vez em quando fico ansiosa.
Falei hoje com a minha psiquiatra que disse para parar com tudo, mas estou um pouco preocupada pois parar de reprente sei quenão faz bem, eu à espera de ir falar com o obstetra, mas estou sem saber o que fazer, pois sinto-me culpada por estar me a sentir assim e não me consigo acalmar.
Obrigada

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Olá BecasBruce posso contar-te a minha experiência, mas cada caso é um caso...Por recomendação do Psiquiatra e Obstetra não tomei nada até aos 3 meses de gravidez, tendo depois tomado Xanax até ao final da gravidez. Posso dizer-te que passei muito mal, não vivi a minha gravidez com felicidade, pois a ansiedade e o pânico estiveram sempre presentes. A minha cabeça não tinha sossego...foi horrível. O Psiquiatra na altura disse que podia tomar cipralex, mas eu com medo das consequências para o bebé, não tomei. Se calhar fiz mal, pois cada vez fui-me sentindo pior, chegando a momentos de ter medo de perder o controlo. Posso dizer-te que at+e na sala de partos tive um ataque de Pânico logo após me ter sido dada a epidural. Os obstetras do hospital disseram-me que deveria ter feito a medicação antidepressiva juntamento com o ansiolitico.
A minha bebe nasceu perfeitinha e eu ainda estou em fase de recuperação. Estou a equilibrar-me pois ela precisa de mim, por isso voltei a fazer a medicação para o pânico, só que aí sim tive de optar por não amamentar, o que me custou imenso.

Aconselha-te junto do obstetra e psiquiatra e vê o que é melhor para ti, pois sei o quanto é duro passar 9 meses em constante ansiedade.

Baby27

Retrato de becasbruce
Offline
Desde:
22.09.2011

ola baby27
Na sexta feira fui à psiquiatra que me aconselhou tomar medicação de forma a ndar calma, pois o facto de não andar´é pior, sinto-me muito melhor, agora é ir deixando a medicação aos poucos, mas acima de tudo temos de nos sentir bem connosco proprios.
Em relação ao teu caso, pensa que é uma fase e que vai passar, pois eu seu que o facto de amamentar é sempre melhor, mas penda que assim vais poder ficar mais equilibrada e vais te sentir melhor vom tudo o que te rodeia e claro para a tua be´be é fantastico.
Neste momento tomo cipralex e pazolam e como me sinto acompanhada ando mais calma.
Estes blogs são muito bons e eficazes pois podemos nos ajudar umas às outras, pois esta doença requer que se fale nela, e como existe muita gente que faz terapia pode nos dar umas luzes para que a nossa vida seja mais feliz.
um beijinho!!!!

Retrato de Ina 26
Offline
Desde:
08.10.2011

Olá.Tal como muitas das pessoas que aqui encontro,também eu estou na mesma situação.Estou gravida de quase 15 semanas e sofro de ataques de ansiedade.Eu tomava medicação antes de engravidar(victan-meio comprimido por dia),e deixei assim que soube que estava grávida.Entretanto o meu Medico disse-me que poderia tomar em SOS.Mas sinto-me tão mal.Sinto-me culpada,porque não queria tomar medicação e fazer mal ao meu bebé.Choro imenso,não saio sozinha de casa.Porque desde que os meus ataques de ansiedade começaram,a mais ou menos 1 ano,que tenho umas tonturas estranhas(sinto-me a flutuar),é horrivel e tenho muito medo.Não sei se é algum sintoma da ansiedade.Desculpa incomodar,mas precisava muito de desabafar com alguem que entendesse o que isto é.Só quem sofre deste problema sabe o que realmente custa.Beijinhos

Retrato de Ina 26
Offline
Desde:
08.10.2011

crist74 escreveu:
Bom dia a todas Sorriso

Eu estou com 5 semanas e 1 dia e sei bem o que é ter ataques de pânico desde 2004. Tenho dias de ir parar ao hospital e levar injecções para me acalmar.
Quando descobri que estava grávida com 4 semanas parei com o sedoxil e ultramidol de sos.
Não andava a tomar antidepressivos pois com os calmantes estava estável embora tenha sido aconselhada pelo médico várias vezes a tomar seroxat.
O médico disse para tomar victan se sentisse necessidade. O pior é que tenho medo de provocar danos no bébé e fico ainda com mais ansiedade.

bjsss


Olá.Eu sou tal como tu.Também tenho ataques de ansiedade,mais ou menos a 1 ano.Tem sido muito complicado.Eu tomava victan e inderal,para regular o batimento cardíaco.Entretanto deixei o victan quando soube que estava grávida,tomo apenas o inderal(10mg de manhã),consegui deixar o da noite.Mas tem sido complicado superar os ataques de ansiedade.Eu tenho tomado o victan em sos como o medico me disse para fazer,mas também tenho muito medo.Culpo-me muito por ter que tomar e poder fazer mal ao meu bebé.Mas só quem sofre deste problema sabe o que sofremos.E por vezes ainda nos chamam de malucas.Choro muito,tenho muito medo de sair de casa sozinha.Tenho muitas tonturas(sensação de flutuação),não sei se tem a ver com a ansiedade,se bem que começo na mesma altura dos ataques. Coração despedaçado Beijinhos

Retrato de BABY27
Offline
Desde:
20.03.2011

Tal como já deixei relatado antes,sofri imenso durante a minha gravidez. A ansiedade tomava conta de mim. tinha pensamentos horriveis, um medo constante, não saia de casa sem companhia, vivia em estado de alerta, sempre com a sensação que a qualquer momento era o meu fim e aqueles ataques horríveis iam tomar conta de mim. Mesmo assim durante toda a gravidez tomei Xanax, mas pouco adiantou. Também senti os vossos receios, mas hoje arrependo-me de não ter tomado a medicação devida durante a gravidez, tal como o meu psiquiatra tinha indicado. Por medo das consequências não tomei e vivi uma gravidez muito triste, uma fase mesmo muito má da minha vida. Agora que a minha bebe nasceu tive que optar por não amamentar e tomar conta de mim e fazer o tratamento devido. Já me começo a sentir melhor e a minha bebe é o melhor da minha vida, por isso vou seguir todas as indicações do psiquiatra e ser uma mãe equilibrada passando para a minha bebe sentimentos de segurança e tranquilidade. No hospital quando fui ter a bebe os médicos disseram que deveria ter tomado os antidepressivos, pois nada está provado sobre as suas consequências nos fetos, principalmente após as 12 semanas.
Beijinhos para todas.

Baby27

Retrato de tita20
Offline
Desde:
24.01.2011

Eu tb tenho esse grande problema. Perdi um bebe com 8 meses de gestação e passados 2 meses andei dia sim, dia não no centro de saude para levar injecções. Não tive depressão. Tomei seroxat. Entretanto engravidei e deixei a medicação, aos 7 meses comecei com palpitações, sensação de tremores nos braços, tonturas e parecia que via as coisas através de um filme, tive que voltar ao seroxat. A bebe nasceu bem, hoje tem 5 anos e não tem qq problema. Não voltei ao seroxat, pois amamentei e quis engravidar outra vez.
Em 2010 engravidei, apenas tomei sedoxil quando não sabia que o estava, mas o que mais me ajudou foi ter ido para as consultas de psicologia pelo centro de saude!! Durante esta gravidez quando tinha periodos piores aplicava as tecnicas da psicologa, e lá ultrapassei. O bebe ja nasceu, está bem e estou a amamentar, mas ainda tenho algumas sensações estranhas, de vez enquando, tipo flutuar e nauseas, mas acaba por passar. Depois de amamentar devo ter que fazer uma medicação a serio, mas vou aguentando.
Na minha opinião se o bem estar da gravida depender de medicação, e se ela estiver medicamente acompanhada, deve faze-la, pois o bebe tb estara melhor, claro que isto tem que ser mto bem ponderado!!

Bjocas e mta força a todas
Tita

Retrato de P@tríci@
Offline
Desde:
30.08.2011

.

Retrato de becasbruce
Offline
Desde:
22.09.2011

Ola, eu também já falei aqui por causa dos meus ataques de pânico, também tomo alprazolam 0.25mg, mas tive de aumentar, fui à minha psiquiatra que me receitou um alprazolam de duração lenta, e efectivamente ando bem melhor, mas andava preocupada com o facto de fazer mal ao bebe, pois apenas estava de 7 semanas, mas falei com o meu GO e quando lhe disse as doses que tomava ele não ligou nenhuma, disse "minha queria isso não é nada, se soubesse a quantidade de pessoas que tomam doses cavalares e no entanto tudo corre bem".
A partir daí deixei de me sentir culpada e comecei-me a sentir melhor!
Beijonhos

Retrato de P@tríci@
Offline
Desde:
30.08.2011

.

Retrato de JSR
JSR
Offline
Desde:
10.11.2011

Olá queridas colegas de gravidez. Sou nova por aqui, moro no Brasil e estou com 5 semanas de gravidez. Descobri que estava grávida há pouco tempo e achei que fosse estar radiante e curtindo esse momento com meu esposo que está muitíssimo feliz, porém hoje tive uma terrível crise ansiedade que me deixou muito triste, o coração acelerado, mãos formigando, inquietação e pensamentos nada bons. Procuro me controlar e controlar meus pensamentos mas é muito difícil e tenho medo de as pessoas acharem que é frescura minha mas estou com medo até de deitar para dormir e não conseguir e ter essa crise novamente. Estou com medo .
Entrei na internet na esperança de achar algo que pudesse me ajudar e encontrei esse site onde várias mamães passam pelo mesmo problema e resolvi desabafar também pois é muito bom falar com pessoas que passam pelo mesmo problema e por isso nos entendem tão bem.

Obrigada por me ouvirem pois já ajudou bastante encontrá-las.

Boa sorte a todas!