Ajuda! Avós | De Mãe para Mãe

Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Infertilidade

Progeffik dúvida urgente

Fórum Geral & Apresentação

Obstetras na zona do Seixal

Fórum Grávidas

Colo do útero curto

Fórum Mães & Bebés

CUF S. João da Madeira

Fórum Família

Broncho vaxom

Fórum Geral & Apresentação

Útero retrovertido e septado

Fórum Amamentação e Aleitamento

Pilula amamentação Azalia

Fórum Geral & Apresentação

Atraso na Fala

Fórum Treinantes

Triste mas cobfiante

Fórum Mães & Bebés

Consulta recém nascido

Fórum Treinantes

Duvida teste de gravidez

Fórum Grávidas

Sinto me sozinha

Fórum Infertilidade

Espermograma desanimador ajuda !

Destaques nas lojas

Loja bisca

Novidades Dê preferência às mensagens, em vez de comentar ...

Loja ryssie

Roupa de qualidade, artigos praticamente novos. ...

Loja Pipoquinha 07

Roupinha e calçado de menina em excelente estado dos 0 aos 1...

Loja Estela2010

Copos de aprendizagem, biberoes, roupinhas, Testes de gravid...

Loja anitas.paula

Visitem a minha loja... Obrigada...

Loja susana08

PROMOÇÃO: 20% DE DESCONTO EM TODOS OS ARTIGOS SOY LUNA E BLA...

Loja Ell

Elastolabo, roupa de menino, compressas quente/frio......

Loja Marlas

Roupinha dos meus Gêmeos!...

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

Loja susana seixas

TUDO A 50% 50% POR FAVOR ENVIAR MENSAGEM PARA QUALQUER A...

produtos à venda

€2.00
€1.00
€2.00
€1.00
€2.00
€2.00
€2.00
€50.00
€9.00
€1.00
€5.00
€5.00

artigos recentes

A importância do lanche no equilíbrio nutricional da dieta do bebé

A alimentação dos filhos, principalmente no caso dos bebés, é uma...

Babywearing – o que é e quais as vantagens?

O Babywearing tem ganho cada vez mais fãs nos últimos...

7 frases que nunca deve dizer a quem não consegue engravidar

O momento em que o casal decide ter um filho é sempre um momento...

Está grávida? Saiba como se manter hidratada durante o Verão!

A hidratação é uma questão à qual todos devemos estar atentos –...

Lembrem-se sempre disto: ser saudável é o mais importante!

Carolina Deslandes publicou uma fotografia três semanas após o...

Nasceu um bebé

Noa
30.09.2017
12.09.2017
04.09.2017
05.08.2017

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?

Está aqui

10 mensagens
Última entrada
Retrato de Cláudia Rodrigues1
Offline
Desde:
19.09.2017

Ajuda! Avós

Olá mamãs 😃 Quando eu engravidei na altura pouco conhecia os meus "sogros" eu e o pai namoravamos ha 1 ano e pouco e os pais dele tinham-me sido apresentados ha pouquissimos meses e era na base do"olá, boa noite, adeus." Quando souberam da gravidez nao se fez tardar a quererem estreitar contacto. Jantares com os meus pais e comigo,convites a torto e a direito, mas para o final da gravidez os convites eram quase diarios queriam basicamente que mesmo o hospital me dizendo para eu repousar o máximo possivel eu e o filho fossemos la jantar e fazer sala todos os dias praticamente e quando recusavamos ficavam amuados a sogra ia-se queixar se tinha feito algo de errado e assim 😑Fiquei muitos saturada mas respirava fundo e engolia porque achava que com o nascimento do pequeno as coisas iam melhorar e melhoraram de facto nesse aspecto, mas agora vejo-me a braços com outros problemas que eu nao sei bem como lidar e procuro aqui opiniões que me ajudem a levar isto a bom porto . Ora bem, quando o pequenito nasceu vinham aqui imensas vezes começou a incomodar porque vinham quase sempre à noite depois jantar visitar o bebe e nao acho que sejam horas apropriadas alem de que estava a recuperar de uma cesariana e queria era descanso. O meu namorado trabalha com o pai e o meu "sogro" ao fim de uma semana do parto estava a dizer basicamente que ou ele ia trabalhar ou nao havia ordenado, nao achei isto correto, basicamente fiquei sem ajuda nenhuma numa altura ainda bastante critica e ainda queriam que quando eu podia descansar lhes estivesse a fazer sala à noite. Comecei a cortar iamos dizendo que nao podiamos e tal e la se sentiram incomodados uma vez que apareceu aqui a "sogra" à porta sem avisar e deixaram completamente de vir aqui. Agora somos nos que temos que ir lá, vamos todas as semanas pelo menos uma vez por semana para eles verem o neto ainda assim acham sempre pouco. Quando vou la nestas ultimas vezes parece sempre dia de festa com 10 ou mais pessoas para jantar e falam sempre todos muito alto e vem um e quer pegar e vem outro e mexe e eu fico ali a remoer-me toda e engulo para evitar atrito porque quando alguem diz alguma coisa que a sogra nao gosta amua e faz beicinho parece que vai chorar, ja me aconteceu uma vez de irmos la jantar, a sogra fou para fora de casa fazer queixa à cunhada e depois vir a tia que note-se estava eu a conhecer a senhora naquele dia com lições. Nao gostei. Depois cisma todas as santas vezes que la vamos que o pequeno tem frio quando o tremometro marca 22° o miudo ate transpira, uma vez até lhe pôs a fralda ao contrário para ser rapida para ele nao estar a apanhar "frio" 😑. Todas nós sabemos que ha uns anos atrás as coisas se faziam de uma forma diferente mas se eu ou pai dizemos alguma recomendaçao do pediatra que antigamente nao se fazia ela muitas vezes acha que sao modernices e nao ouve. Eu raramente pego no meu filho quando vou la a casa para os deixar à vontade mas quando tou com o miudo ao colo para acalma-lo ela pede para pegar eu digo que nao e ela vem na mesma.Tinha o meu filho um mes foi para la uma tia constipada ver miudo. Mas o que me anda a incomodar ultimamente é querem à força toda que eu deixe la ficar o meu filho e ficam amuados e tristes por nao ficarem só com o menino. Eu nao acho que seja obrigada a deixar o meu filho de dois meses em casa dos avos longe dos pais só porque sim nao acho isto normal nem acho que tenha de o fazer ja ficou la uma vez por poucas horas para os satisfazer nao acho que eu seja obrigada a arranjar o que fazer só para o menino ficar lá. Fomos uma vez 4 dias para outra cidade e ele ficou com a minha mãe eu arrependi-me muito de o ter deixado e disse que tao cedo isso nao ia acontecer que nao o ia deixar ficar em lado nenhum. Ficaram amuados porque como ficou com a minha mae achavam-se no direito de ficarem com o miudo o seguinte fim de semana inteiro. Um bebe de dois meses?! O quê que eu faço mamãs?? Ajudem-me. Falar nao adianta porque nao ouvem, o meu namorado apoia-me mas depois quando cai o drama fica com pena e acaba em discuçao Triste

Retrato de Cláudia Rodrigues1
Offline
Desde:
19.09.2017

Peço desculpa pelo testamento tentei encurtar ao maximo acreditem que ha muitoooo mais, contei algins episódios so para terem uma noçao da minha saturação.

Retrato de PequenaGrandeEstrelinha
Offline
Desde:
24.07.2014

Uma conversa séria e sincera, se a sogra quer chorar que chore! Vamos lá ver, ter uma criança são meses de adaptação a algo que está constantemente em evolução igualmente, uma cesariana, um bebé que nós não sabemos se estamos a fazer tudo bem mas também dispensamos mãozinhas alheias que possam só estrovar. Isso de irem lá casa todas as noites depende do tempo, aqui desde que não fosse mais de 30 minutos tudo bem, era só um beijinho uma troca de conversa, mas durou pouco mais que a1semana dos bebés,
1) as crianças crescem,as atitudes tem de crescer
2) ninguém na sua vida menos ou mais preenchida tem assim tanto tempo, ora eu tinha de arrumar a cozinha (após cozinhar), dar um jeito a casa toda, e nunca o deixei de fazer por visitas, ainda hoje sejam sogros tios pais, se chegarem e eu estiver a arrumar a cozinha vou continuar, se quiserem falar vêm até a cozinha e vamos falando, mas não paro e abanco no sofá para receber quem seja.
Visitar 1 vez por semana é super normal, nós vamos 1 vez aos avós maternos outra aos paternos, depende de fazer o que, as vezes jantar, almoçar, lanchar ou so visitar, acho importante as relações familiares e por isso não sou contra, mas quando o caldo começa a fumegar demasiado sou a 1 a dizer um fim, se por acaso uma tia (super doente) vie-se beijocar os meus filhos, pediria "hoje não, então estas doente tia" mas em tom de brincadeira.
Se deixou o seu filho na sua mãe 4 dias, foi porquê quis e ninguém tem nada a haver com isso, "ah mas a mim não me deixa,não confia em mim" não, apenas não se sente preparada para tal, porquê como você tem mais ligação aos seus pais (lá esta, pais), o seu marido tem aos pais dele, e como mãe, não se sente preparada,ou com necessidade de tal. "Agradeço que quando for necessário fiquem com o miúdo, mas não é preciso agora" Se quiser "acalmar"as coisas, pode dizer a sua sogra "sábado a tarde não quer vir comigo e com o menino lanchar à padaria?" são só vocês e o menino, é mais intimo, ela pode-se sentir priviligiada.
Quando as modernices, é normal, vai tudo de casa pessoa, uns evoluem as mentalidades outros não, e o que você tem a dizer é, o meu filho é criado por mim e pelo pai, com conselhos de um pediatra em quem confio,logo é assim que as coisas funcionam, agradecia que fizesse o que lhe peço,porquê é uma escolha nossa.
Tentar levar tudo com sorrisos, brincadeira, de modo a que a sogra se chateie menos e tenha de tomar discussões drásticas.

Editei para dizer, você e o seu marido devem estar sempre em concordância. apoiarem-se um ao outro e as opiniões um do outro, explique-lhe os seus argumentos e lado da história e ele a si, chegarem a uma conclusão os 2, um método para lidarem com tudo.

Retrato de Cláudia Rodrigues1
Offline
Desde:
19.09.2017

As visitas nao eram propriamente de pouco tempo chegavam as 21h/21:30h e so iam embora perto da meia noite. Em relaçao a nós, nós estamos praticamente sempre de acordo ele apoia-me imenso e fala muito com os pais, eu disso nao tenho razao de queixa só que ele é muito brando,(lá está, são pais dele e é complicado) e eles fazem ouvidos moucos logo se não ouvem o filho muito menos a mim Triste acho que acabam por ter algum poder por ele trabalhar com o pai. Queremos mudar isso tambem mas um emprego tambem nao se arranja do dia para a noite e como é obvio ele nao quer trocar de cavalo para burro ainda para mais agora com o pequenino...

Retrato de smargarida.guedes
Offline
Desde:
20.04.2013

Só tenho uma coisa a dizer, o filho é vosso e os pais são vocês. Não deixem que os outros queiram mandar no vosso filho. O seu namorado teria de ter uma conversa séria com os pais, e impor-se ou estão "lixados".

SC

Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

o teu discurso só parece que eles te tratam como uma criança, e tu deixas

Retrato de Marina4
Offline
Desde:
15.05.2016

Cláudia Rodrigues1 escreveu:
As visitas nao eram propriamente de pouco tempo chegavam as 21h/21:30h e so iam embora perto da meia noite. Em relaçao a nós, nós estamos praticamente sempre de acordo ele apoia-me imenso e fala muito com os pais, eu disso nao tenho razao de queixa só que ele é muito brando,(lá está, são pais dele e é complicado) e eles fazem ouvidos moucos logo se não ouvem o filho muito menos a mim acho que acabam por ter algum poder por ele trabalhar com o pai. Queremos mudar isso tambem mas um emprego tambem nao se arranja do dia para a noite e como é obvio ele nao quer trocar de cavalo para burro ainda para mais agora com o pequenino...

e vocês deixam entrar visitas a essa hora? como querem que vos respeitem se não impoêm limites?

Retrato de aries23
Offline
Desde:
18.07.2016

É importante inpor os limites e se eles agem assim tem que haver consequências. Explica ao marido que ou ele ajuda a falar com eles para não criar tanto atrito, ou falas tu diretamente e se eles reagirem mal vocês afastam-se temporariamente. Ou eles sabem agir de forma adulta ou ninguém tem que os aturar. Agora cabe a vocês fazerem algo pois eles assim só pioram.

Até podem dizer aos teus sogros que se eles continuarem assim para vocês custam e deixam de ir lá tantas vezes. Que vocês godtam muito deles e que acreditam que a relação com o neto é importsnte mas que não hesitariam a afastarem-se se eles continuarem desagradáveis e difíceis.

Acho que o teu marido devia falar com eles porque por serem filhos é mais fácil. E isso de o pai o ter obrigado a ir trabalhar mais cedo é ilegal. Ele devia ter ficado em casa e insistido. Se é assim tão complicado trabalhar com o pai então é melhor arranjar outro trabalho.

Retrato de bolas_e_bolinhas
Offline
Desde:
31.03.2012

Desejo te boa sorte e muita calma. Sao situacoes muito dificeis.

Retrato de FSilsa
Offline
Desde:
08.04.2014

Olá Cláudia Sorriso O teu marido te compreende, já é muito bom. Não te incomodes com o que eles acham que devias fazer (deixar o miúdo lá e por aí fora). Faz o que achas que tens de fazer e aquilo que te sentes bem. Se não concordarem paciência. Não fizeste mal a ninguém, só estiveste pensando no bem do teu filho, que é a prioridade, por isso não podem te acusar de nada.
Quanto às comparações entre famílias, melhor não ficarem sabendo. Assim evita-se as comparações.
Quanto ao jogo psicológico com o marido. Ele tem de colocar o filho em primeiro lugar e a família nova dele (mulher e filho). Pode se sentir mal pelos pais ficarem magoados, mas conversem os dois antes de decidirem fazer as coisas. Assim se eles se sentirem mal, ele estará consciente das razões dessa tomada de decisão e não se vai sentir tão mal porque na verdade foi uma coisa pensada e consciente.
Tudo de bom para vocês Sorriso