Consultório | Page 2 | De Mãe para Mãe

Está aqui

Consultório

Os especialistas esclarecem! Consulte dúvidas comuns que os médicos especialistas já responderam, ou coloque a sua própria questão!

Marcela Forjaz
Ginecologia e obstetricia

Nasceu em 1965 em Lisboa, passando no entanto sua infância em Lourenço Marques, Moçambique. Licenciou-se em Medicina em 1989 ( Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa) e especializou-se em Ginecologia/Obstetrícia no H.S.Francisco Xavier; foi Assistente Convidada de Clínica Obstétrica e Ginecológica (6º Ano) do Curso de Medicina da mesma Faculdade. Dedica-se desde 2006 à actividade clínica privada, tendo ainda publicado dois livros, um em 2008 - "Entre Barrigas"", onde em tom ligeiro procura dar resposta a muitas das questões que preocupam uma mulher grávida e recentemente o "O Grande Livro da Grávida", baseado na experiência clínica de anos da autora e nos últimos dados e estudos científicos sobre a matéria, encontrará todas as respostas às suas dúvidas.
Mãe de três filhos, Filipa, Francisco e Pedro, acreditando que cada filho multiplica a capacidade de amar, dedica-se ainda à escrita (com novos projectos em curso). Nos seus tempos livres tenta manter a forma nadando sendo o seu "momento zen" a aula de piano semanal.

CETI - Dra. Florbela Gomes
Infertilidade

A Dra. Florbela Gomes licenciou-se em Medicina na Faculdade de Medicina do Porto, em 1996, concluindo a Especialidade de Ginecologia e Obstetrícia no Hospital de São João em 2004 e, posteriormente, sub-especialidade em Medicina da Reprodução. Foi Assistente Hospitalar no Hospital de São João e no Hospital Pedro Hispano. Colaborou ainda no Centro de Simulação Médica do Porto (CESIMED). É membro da Sociedade Portuguesa de Ginecologia e da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução. Publicou vários artigos científicos e foi orientadora de várias teses de mestrado integrado em Ginecologia e Obstetrícia.

CETI - Prof. Dr. Silva Carvalho
Infertilidade

O Prof. Dr. Silva Carvalho e a Dra. Florbela Gomes integram o corpo clínico da CETI - Centro de Estudo e Tratamento da Infertilidade, uma clínica vocacionada para o estudo exaustivo das situações de infertilidade e habilitada para a realização de todos os tratamentos, sejam eles médicos, cirúrgicos ou de Reprodução Medicamente Assistida.

O Prof. Dr. Silva Carvalho licenciou-se em Medicina em 1976 e, um ano mais tarde, foi monitor da disciplina de Ginecologia na FMUP. Participou no concurso para assistente de Ginecologia da FMUP, em 1984 e prestou provas de Aptidão Pedagogica e Capacidade Cientifica, em 1990 e tirou o seu doutoramento na area de Ginecologia / Obstetricia, em 1996. Foi professor auxiliar da disciplina de Ginecologia/Obstetrícia e professor associado da disciplica de Ginecologia / Obstetricia da FMUP. Prestou serviços como Secretario-Geral da Sociedade Portuguesa de Ginecologia durante 12 anos, foi Presidente da Sociedade Portuguesa da Medicina da Reprodução durante 6 anos e durante 4 anos foi membro do General Board da Sociedade Europeia de Endoscopia Ginecologica (ESGE) e do Advisory Board da Sociedade Europeia da Medicina da Reprodução (ESHRE). Presidiu ao Congresso Europeu de Endoscopia Ginecologica em 2002 e é Presidente do Colégio de Ginecologia/Obstetricia da Ordem dos Médicos, desde 2009 e director do Departamento de Ginecologia / Obstetricia do Hospital Cuf Porto, desde 2010.

Hugo Rodrigues
Pediatria

Licenciou-se em Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto em 2004 e regressou a Viana do Castelo, cidade de onde é natural e onde sempre viveu, para completar a sua formação profissional enquanto pediatra.
Desde então exerce a sua atividade na Unidade Local de Saúde do Alto Minho, onde possui ainda uma consulta especializada em Medicina da Adolescência.
O gosto pelo ensino foi sempre uma constante, exercendo atualmente funções de docência na Escola de Ciências da Saúde da Universidade do Minho (Curso – Medicina) e Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Instituto Politécnico do Porto (Curso – Fisioterapia).
Para além disso, é também formador do Grupo de Reanimação Pediátrica e European Ressuscitation Council na área da emergência pediátrica e membro da Direção da Sociedade Portuguesa de Medicina do Adolescente.
Em 2011 criou o blogue “Pediatria para todos”, que evoluiu em 2014 para o livro “Pediatra para todos”, onde pretende responder às dúvidas dos pais de forma descomplicada, simples e objetiva, sempre com o rigor científico de um Pediatra, mas numa linguagem acessível a toda a gente.
Colabora ainda, como residente, no programa “Queridas Manhãs” da SIC. É na Pediatria Geral que se sente realizado, sempre numa perspetiva comunitária e próxima da população.
É um apaixonado pela família e os seus dois filhos são “um enorme orgulho e a melhor coisa que alguma vez fez na vida”, como costuma dizer…

Joana Prudêncio
Psicologia

Joana Prudêncio licenciou-se em Psicologia Clínica pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada em Lisboa, em 2006, com posterior formação avançada em Psicologia da Gravidez e da Maternidade pela mesma Instituição. Fez estágio profissional em Pádua, Itália, em Mediação e Terapia Familiar pelo Centro Padovano di Terapia della Famiglia, tendo ainda frequentado Pós-Graduação em Neuropsicologia Pediátrica. Actualmente trabalha no Centro Hospitalar do Algarve – unidade de Faro, dedicando-se ainda à prática privada no Grupo Hospital Particular do Algarve. Apostando sempre na prevenção e intervenção precoce, com vista à estabilidade emocional e ao desenvolvimento psicossocial e familiar adaptativo, é uma apaixonada pelas questões da gravidez e parentalidade, considerando este um momento de excelência na intervenção junto dos bebés e suas famílias.

Perguntas da comunidade

Ter, 26/09/2017 - 10:27
Pediatria
Mãe Blaze offline

O meu filho vai fazer 4 anos em fevereiro e continua a recusar ir à sanita fazer coco.

O xixi faz muito bem, de noite raramente faz na cama, nao usando fralda.

Para fazer coco, refugia-se num cantino e faz na roupa, após muitas vezes um longo período de insistência pois custa-lhe a fazer pelas fezes grandes.

Já tentei com tudo, livros brinquedos, estar junto dele a conversar, mas o tempo maximo que esteve na sanita foram 3-5 minutos.

Por favor, não sei o que fazer. Ele entrou este anos para o jardim infancia, as educadoras saõ impecaveis com ele, sem pressao tentam o mesmo que eu mas sem sucesso. É embaraçoso, é custoso, não é nada pratico... tenho pena dele.

Não haverá uma forma de ultrapassar esta situação, sendo que eu ultimamente já nem conswigo que ele se sente na sanita p/ se ir habituando? Muito obrigada.

Ter, 12/09/2017 - 16:05
Ginecologia e obstetricia
joana__c offline

Boa tarde. Gostaria de saber quais as principais diferenças entre a toma do Ovusitol (saquetas) de 12 em 12 horas ou o Natalben Supra 1 comprimido diário.

Ficarei a aguardar uma resposta.
Grata pela ajuda.

Sáb, 02/09/2017 - 02:54
Ginecologia e obstetricia
Míriam Raquel1 offline

Boa noite, sou mãe de primeira viagem e um dos exames que me foi solicitado pela minha médica é o rastreio toxicologico. Como pesquiso sempre sobre os exames e análises que vou fazendo ao longo da gravidez descobri que este exame em específico serve para detetar a presença de tóxicos no organismo derivados do consumo de drogas ilícitas. Achei muito estranho que fosse pedido tal exame porque não tenho tais hábitos de consumo, e a minha médica não me explicou muito sobre o exame, apenas o solicitou. É normal que se solicite esse exame às gestantes que não possuem hábitos de consumo de drogas? Achei estranho porque não encontrei na internet nada que indique que este exame é um exame de rotina na gestação.
Obrigada Sorriso

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?