Placenta prévia

placenta prévia imagem

A placenta prévia é uma compilação que surge quando a placenta está localizada na parte inferior do útero cobrindo-o total ou parcialmente. A partir das 30 semanas de gravidez pode surgir um grave problema: fortes hemorragias. Às 20 semanas de gravidez a ecografia pode mostrar uma placenta baixa, mas usualmente a placenta desloca-se para cima, mantendo a distância do colo do útero, deixando de ser um problema. No parto este problema também pode surgir, pois a placenta pode separar-se da parede do útero quando a cerviz começar a dilatar, dando origem à placenta prévia.

Tipos de placenta prévia

  • Prévia Completa: a cerviz está completamente coberta
  • Prévia Parcial: uma parte da cerviz está coberta pela placenta
  • Prévia Marginal : estende-se até às laterais da cerviz

Factores de risco

  • Uma placenta prévia anterior
  • Idade superior a 35
  • Anterior cirurgia uterina
  • Gravidez de gémeos
  • Um parto por cesariana anterior
  • Placenta maior que o normal como numa gestação múltipla

Sintomas

Os sinais e sintomas de uma placenta prévia podem variar, mas usualmente as grandes perdas sanguíneas vaginais recorrentes e indolores durante o terceiro trimestre da gravidez são os mais comuns; no entanto as contracções prematuras, o bebé em posição transversal, o tamanho do útero ser bem maior que o normal (de acordo com a idade gestacional) são outros sintomas que podem indicar esta complicação. Ainda não se sabe o porquê da placenta prévia surgir antes do parto. Quando surge no parto, é devido ao facto de a placenta estar situada acima do colo do útero que entra em dilatação, deslocando-se da parede uterina.

Diagnóstico

Se a sua ecografia do segundo trimestre indicar uma placenta prévia não fique preocupada, pois, à medida que a sua gravidez avançar a sua placenta provavelmente irá subir, deixando de ser um problema: à medida que o útero se expande a placenta tem tendência a subir para a parte superior do útero, pois é o local onde consegue obter mais fornecimento de sangue. Ainda que a placenta prévia seja detectada na fase final da gravidez, existe a hipótese dela subir, no entanto, quanto mais tarde surgir esta complicação, mais difícil é a placenta subir. Se for detectada placenta prévia na ecografia do segundo trimestre é comum fazer mais ecografias de rotina para verificar a deslocação da placenta.

Tratamento

Usualmente será aconselhada a descansar e a não ter relações sexuais, e normalmente é aconselhada uma cesariana.

Dependendo da fase da gestação, podem ser administradas injecções de esteróides para ajudar o bebé a desenvolver melhor os pulmões. Se existir uma grande hemorragia provocada por esta complicação, poderá ser necessária uma transfusão de sangue. Se a hemorragia vaginal não for controlada, terá de ser feita uma cesariana. Alguns tipos de placenta prévia marginal podem dar origem a um parto vaginal, no entanto uma placenta prévia ou parcial requer um parto por cesariana.

0
Média: 4.3 (16 votos)