Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Geral & Apresentação

Olá, gémeas, nomes com M

Fórum Geral & Apresentação

Gravidez?

Fórum Geral & Apresentação

Olá Mamas

Fórum Mães & Bebés

Fraldas Dodot

Fórum Geral & Apresentação

olá mamas!

Fórum Família

Como enfrentar familia

Fórum Grávidas

Gravidez

Fórum Treinantes

esclerose múltipla + gravidez

Fórum Geral & Apresentação

Apresentação

Fórum Treinantes

Talvez uma gravidez???

Fórum Geral & Apresentação

nova mamã

Fórum Parto e Preparação

Hospital Beatriz Angelo-Loures

Destaques

Loja de Ana 13Dezembro

Roupa Menino e Menina A maior parte dos artigos são usados,...

Loja Sara Br

Testes de Gravidez...

Loja AndreiaRamos

Vendo Carro chicco, modelo Hight-Trek cor castanha....

Loja Sara Mar

Preços negociáveis. Entrega em mão na zona de Coimbra....

Loja movicente

BOMBA TIRA LEITE - MEDELA ...

Loja nanina

Olá a todas!!! Nesta loja poderão encontrar uma vasta gama d...

Loja FlorMaria

Loja nova....

Loja AnaLory

Medela Swing..... Calça classica de fato....

Loja LoveToBeaMom

Promoção!...

Loja CBCL

Produtos de Qualidade a Preços de Ocasião...

produtos à venda

€11.00
€11.00
€8.00
€2.50
€15.00
€4.00
€3.00
€3.00
€4.00
€5.00
€3.00
€4.00

artigos recentes

Ginásio Multibrincadeira

Brinquedos top para bebés top!

Se há duas coisas em que a Fisher-Price é especialista, essas...

Sabia que o seu bebé não sabe respirar pela boca?

Tanto para as crianças como para os adultos, respirar pelo nariz...

Barriga de gávida

Como escolher um médico obstetra

Quando uma mulher está grávida, uma das primeiras preocupações...

Chavena de chá

Azia na gravidez, como diminuir o desconforto?

Muitas grávidas sofrem de azia, também chamada de refluxo, algo...

Danone iogurte

Um iogurte por dia nem sabe o bem que lhe fazia…

Sabia que mais de metade da população adulta tem excesso...

Nasceu um bebé

25.07.2014
25.07.2014
Ema
05.07.2014
25.06.2014

Votação

Tem familiares ou amigos próximos com filhos até os 36 meses?

Está aqui

O marido e a amamentação do bebé

Para uma mãe a experiência de amamentar o seu bebé é única. Para um pai esta experiência é de mais difícil assimilação, dado que não irá passar pela experiência nem fisicamente nem de uma forma tão emocional como uma mãe. Mas um companheiro pode experienciar e partilhar mais ou menos este momento tão especial, desde que tenha uma parceira que o informe, envolva e guie neste novo mundo.

Um pai pode ter o conhecimento de que amamentar é muito mais saudável para o bebé, que até é mais barato ou até que as fraldas cheiram menos mal quando um bebé é amamentado com leite materno; pode saber que um bebé amamentado com leite materno tem menos propensão em desenvolver alergias, tem menos problemas gastrointestinais, de obesidade, e até pode transmitir a imunidade a certas doenças, ... a verdade é que um pai dificilmente vai viver um momento como aquele proporcionado pelo contacto físico no momento da amamentação. Este momento é único e especial pois o toque físico provoca entre a mãe e o bebé reacções químicas como o libertar da oxitocina, que é responsável pela criação de um laço afectivo entre ambos.

Existe uma opinião unânime e generalizada em como o leite materno proporciona ao bebé uma vida mais saudável do que se for alimentado a fórmula e que para que o bebé sinta verdadeiramente os bons efeitos do leite materno este deve ser amamentado pelo menos durante 12 meses.

Mas se optou ou pensa em amamentar o seu bebé, a verdade é que as consequências não são só para o bebé, mas também para o seu companheiro... por isso envolvê-lo nesta decisão é muito importante, pois quando um pai incentiva a amamentação, a mãe irá amamentar durante mais tempo e a vida conjugal sairá a ganhar.

Amamentar, para além de ser a opção mais saudável para o bebé, é a maneira mais eficaz de criar laços afectivos entre a mãe e o bebé, mas infelizmente o seu companheiro poderá sentir-se da seguinte forma:

  • Uma sensação de medo de a criança se relacionar mais com a mãe do que com ele.
  • Um sentimento de impotência que implica que ele jamais poderá participar num momento como o que a mãe vive quando amamenta.
  • Um pequeno sentimento de que o bebé desvie a sua atenção sendo ele colocado de parte.
  • Uma sensação que não é um pai tão bom quanto uma mãe pode ser, pois a mãe tem algo que ele nunca poderá ter: a capacidade de amamentar.

Por isso, tente compreender estes sentimentos previsíveis da parte do seu parceiro. Para os combater tente sempre incluí-lo na experiência e nunca excluí-lo. No momento em que se encontra a amamentar peça a ajuda do seu companheiro para estar ao seu lado e incentive-o a fazer mimos ao bebé; ele poderá colocar o bebé a arrotar depois de este ter mamado, ou o que achar que ele poderá fazer para participar nesta experiência. Nunca provoque situações que faça o seu companheiro sentir-se excluído destes momentos, ainda que ele não possa amamentar fisicamente poderá sempre manter um contacto físico com o bebé: como fazer massagens, pegar nele ao colo, senti-lo, criando assim os laços afectivos necessários para a harmonia da nova família.