Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Grávidas

Dores

Fórum Geral & Apresentação

concord neo vs wanderer

Fórum Grávidas

Indecisão

Fórum Geral & Apresentação

Preocupação com cadeira Besafe

Fórum Amamentação e Aleitamento

dores dentes

Fórum Creches e jardins de infância

Creche Invalidos do Comercio/Joao Katz

Fórum Grávidas

Aumento de peso na gravidez

Fórum Mães & Bebés

pediatra na margem sul

Fórum Família

Desabafo

Fórum Mães & Bebés

Dedo grande do pé vermelho

Fórum Mães & Bebés

Mamas emigradas

Fórum Grávidas

Informação importante

Fórum Amamentação e Aleitamento

Amamentação frustrante

Destaques nas lojas

Loja carapeto

30% desconto em todos os artigos usados e + oferta portes no...

Loja diolinda

FASSAM OS VOSSOS PREÇOS....TUDO A NEGOCIAR..... Não me resp...

Loja patilago

Roupinhas 0-18 meses, Protector/colchão carrinho.Babygrows, ...

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

Loja kidstore2011

Artigos novos e usados. A preço baratinho....

Loja ardnas000

Novos artigos. Promoção 25% em todos os artigos....

Loja Karina Dias

•*¨`*•.♫Novidades Outono/Inverno!...

Loja Di.

Ofereço portes em compras a partir de 6 euros, e tbm aceito ...

Loja Dany30

Roupinhas em excelente estado!!...

Loja nisilva13

Começam a chegar as NOVIDADES para o OUT / INVERNO!!...

produtos à venda

€5.00
€2.80
€7.00
€5.00
€4.95
€6.95
€0.50
€22.50
€4.00
€15.00
€6.00
€8.00

artigos recentes

Sangue do Cordão Umbilical: transplantes, doenças tratáveis e utilizações experimentais

Durante séculos, o cordão umbilical foi considerado como sendo...

Review: as nossas mamãs testaram o creme anti-estrias LAURODERME

De entre os muitos produtos com os quais as mães não passam no...

Cuidados a ter com o bebé aquando do nascimento dos dentes

Antes de os podermos ver, os dentes têm que subir e romper as...

Está com dificuldades em engravidar?

Algumas das causas (reversíveis) de infertilidade são mais comuns...

Desvendando as células estaminais

Existem mais de 216 tipos distintos de células nos seres humanos...

Nasceu um bebé

16.07.2015
04.07.2015
26.06.2015
09.06.2015

Votação

Tem familiares ou amigos próximos com filhos até os 36 meses?

Está aqui

Exercícios para ajudar a recuperar a barriga flácida depois da gravidez em caso de separação abdominal (diástase do reto abdominal)

Se sofre de separação abdominal (músculos retos abdominais separados) saiba quais as suas causas, se está em risco de lhe acontecer, e descubra alguns exercícios e dicas para obter uma barriga mais firme e lisa de forma a perder a flacidez da gravidez.

Mesmo que tenha uns abdominais bem definidos antes da gravidez, depois do parto é comum ficar com a barriga mais flácida e quererá trabalhá-la para voltar ao normal. Porém, se tiver sofrido uma separação abdominal, é necessário cuidado e paciência antes de começar um programa de exercício físico, especialmente se tiver os abdominais separados.  

Porque é que os abdominais se separam, dando origem a uma barriga protuberante?  

Por volta da 20ª semana de gravidez pode ocorrer uma separação da linha alba (a linha que divide o abdómen, que vai da zona pélvica até ao externo, sendo construída de tecidos fibrosos que unem os músculos abdominais, formando o reto abdominal).

Durante a gravidez, provavelmente notou uma linha negra que ia da zona pélvica até ao externo e que passava mesmo pelo centro dos músculos abdominais, a chamada línea nigra. Se olhar para esta linha, perceberá que de um lado está uma linha de abdominais e do outro lado outra linha de abdominais, os chamados six pack. Se olhar para esta linha, perceberá que os músculos que estão nas suas laterais se ligam com uma espécie de bandas de fibras na horizontal, formando um pequeno espaçamento com cerca de 2,5 centímetros.

Esta separação torna-se muito vulnerável durante a gravidez, devido à pressão que o bebé provoca quando cresce no útero, pois, apoia-se na parte frontal da barriga.

Esta pressão e as mudanças hormonais, o excesso de peso e, por vezes, algum esforço físico adicional, pode forçar este espaço entre os músculos abdominais, fazendo com que ele abra perto do umbigo, à semelhança de um fecho zipper. Esta separação dos abdominais pode atingir 2 a 20 centímetros de largura e 12 a 15 centímetros de comprimento. A separação chama-se diástase do reto abdominal, e existem estudos que mostram que 37% das mulheres grávidas sofrem desta condição, enquanto numa gravidez gemelar a probabilidade é de 67%.  

Predisposição e sintomas

Os fatores que predispõem uma mulher grávida para uma diástase do reto abdominal são usualmente: obesidade, um bebé grande, excesso de líquido amniótico e abdominais fracos antes da gravidez. Os sintomas mais comuns são dores na zona lombar, nádegas, coxas e uma protuberância no meio do abdómen quando se senta ou está de pé (se estiver a tentar fazer um exercício abdominal verá que na sua barriga sobressai um alto).

Mulher com diástase do reto abdominal

O que não fazer

Porque a força excessiva pode tornar esta separação e a protuberância resultante piores, é importante monitorizar a situação antes de decidir fazer exercícios abdominais para se ver livre da barriguita pós-gravidez.

Deverá ter cuidado especialmente com exercícios que envolvam rotação ou que impliquem levantamentos de uma posição horizontal para uma vertical – o ideal é rolar para o lado antes de se levantar. Evite também exercícios em que esteja de costas e levanta as pernas, como levantamentos de pernas, bicicleta dorsal, estiramentos laterais, etc.

É muito importante que este espaço se feche, porque quando os abdominais retos são separados, deixa a sua pélvis muito instável, o que pode levar a dores lombares e dores da anca, o que tornará ainda mais difícil o trabalho de alisar os abdominais. O cenário pior resultante da separação dos abdominais é uma hérnia.

O que fazer

Antes de fazer qualquer tipo de trabalho físico mais intenso, como os abdominais, é crucial saber qual o tamanho da separação dos abdominais. Para saber isto:

  1. Deite-se de costas com os joelhos fletidos e os pés assentes no chão e coloque a ponta dos dedos da mão na zona logo acima do umbigo.
  2. Levante a cabeça, pescoço e ombros, como se fosse fazer um exercício abdominal, e faça pressão com os dedos sobre o local. Nesta altura deverá perceber se tem um espaço entre os abdominais.
  3. Se sentir esse espaçamento, use os dedos para medir a largura da separação.
  4. Repita o teste, e desta vez coloque os dedos na parte inferior do umbigo.
  5. Se a largura do espaço for maior que a largura de 2 ou 3 dedos, o ideal é fazer os exercícios abdominais com a ajuda da toalha (exemplificado abaixo) pois este exercício abdominal apenas efetua o fortalecimento do centro muscular. Com estes exercícios, pode começar a corrigir a separação abdominal antes de iniciar um trabalho mais puxado com exercícios abdominais.

Exercícios abdominais com toalha

Repetições: 2 sets de 10 repetições (quando estiver com mais força, faça 40 repetições por dia)

Deite-se de costas com os joelhos fletidos e os calcanhares alinhados com as ancas. Envolva uma toalha à volta da zona abdominal média, segurando-a nas extremidades.

Levante a cabeça, pescoço e ombros do chão, expire e sugue os abdominais para as costas enquanto levanta a pélvis. Isto irá ativar os abdominais transversais. De seguida, aperte bem a toalha, isto ajudará os abdominais a ficarem mais juntos, voltando desta forma à sua posição inicial. Se lhe doer o pescoço, levante apenas a cabeça e o pescoço e não os ombros.

Tenha sempre em atenção o espaço da separação. Não necessita de fazer as repetições todas da mesma vez, pode ir fazendo durante o dia. Até os abdominais não estarem a menos de 2 dedos de distância, não faça exercícios abdominais de outro género, especialmente abdominais com rotações, levantamento de objetos, e exercícios de pernas, pois todos agravarão o problema.

Pense em fazer força com a zona abdominal, levando o umbigo para as costas em vez de ser para fora – se não conseguir fazer isto quando estiver a fazer alguma atividade como pegar no bebé, rir, tossir ou outras atividades físicas, isto é uma boa indicação que deve evitar este tipo de atividades porque provavelmente estará a forçar o “puxar para a frente os abdominais”, tornando a separação ainda maior.

Cinta abdominal

Muitas mulheres, especialmente algumas celebridades, dizem que usar uma cinta à volta da barriga depois do parto ajuda muito, sendo uma boa ajuda para os abdominais voltarem ao sítio mais rapidamente. E de facto é uma boa ajuda, especialmente quando existe espaçamento abdominal, não ajudando a situação a piorar. A cinta abdominal também é indicada para dar o suporte extra necessário, e uma forma de lembrar que deve ativar os abdominais durante o dia. Porém, não deve fazer exercício abdominal se estiver a usar a cinta abdominal. A cinta é apenas uma ajuda para recuperar mais rapidamente e não uma forma de garantir a segurança do exercício físico depois do parto.

Créditos imagens:1, 2