Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Grávidas

Ajudem-me por favor!

Fórum Mães & Bebés

Não dorme de dia!

Fórum Parto e Preparação

39 semanas e nada de toque

Fórum Grávidas

39 semanas e nada de toque

Fórum Grávidas

Amostras para bebé 2015

Fórum Geral & Apresentação

Parar a pílula

Fórum Parto e Preparação

Maternidade Júlio Dinis- cesariana

Fórum Mães & Bebés

Pânico ao acordar sozinha

Fórum Grávidas

Dor/ Cólica 11 semanas

Fórum Mães & Bebés

Sono bebe de 2 meses

Fórum Geral & Apresentação

Onde comprar ?

Fórum Mães & Bebés

comprar ou não

Destaques nas lojas

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

Loja crispat

Carrinho loola 3 - excelente negócio e mais uns artigos inte...

Loja Loving Mom

NOVIDADES acabadinhas de colocar ;) H&M, Zara, Mayoral, ...

Loja Sefa

Testes de gravidez!!...

Loja Um Bebé

* Testes de gravidez e/ou ovulação de tiras a 0.50€ e de can...

Loja andreia margarida

bons preços venham ver...

Loja mlmb

Tudo optimo estado ou novo. Muitas Novidades Outono/Inv...

Loja Karina Dias

✿ 40%%%%%%%%%% em toda a roupa usada de verão na compra de 2...

Loja Sónia MS

Preços baixinhos :-). encomendas por ordem de chegada de me...

Loja carapeto

oferta portes correio no30% desconto em todos os artigos usa...

produtos à venda

€1.70
€200.00
€6.00
€20.00
€4.50
€6.00
€4.50
€3.50
€6.00
€6.00
€3.00
€3.00

artigos recentes

Sangue do Cordão Umbilical: transplantes, doenças tratáveis e utilizações experimentais

Durante séculos, o cordão umbilical foi considerado como sendo...

Review: as nossas mamãs testaram o creme anti-estrias LAURODERME

De entre os muitos produtos com os quais as mães não passam no...

Cuidados a ter com o bebé aquando do nascimento dos dentes

Antes de os podermos ver, os dentes têm que subir e romper as...

Está com dificuldades em engravidar?

Algumas das causas (reversíveis) de infertilidade são mais comuns...

Desvendando as células estaminais

Existem mais de 216 tipos distintos de células nos seres humanos...

Nasceu um bebé

16.07.2015
04.07.2015
26.06.2015
09.06.2015

Votação

Tem familiares ou amigos próximos com filhos até os 36 meses?

Está aqui

Compreender as ecografias na gravidez

A ecografia na gravidez, também chamada de ultrassonografia ou ultrassom, é o primeiro contacto visual com o bebé, podendo contribuir para um despertar de um laço emocional ainda maior entre a mãe e o bebé. Para além disso é uma forma de verificar como a gravidez se está a desenvolver.

O que é e como funciona a ecografia?

A ecografia tradicional permite ver o bebé numa imagem a duas dimensões. A ecografia é um exame não-invasivo que usa ondas de som, e através do eco dessas ondas cria uma imagem do bebé, da placenta, do útero e de outros órgãos. É um exame muito importante para se conseguir obter informações indispensáveis sobre o progresso da gravidez e sobre a saúde do bebé.

Durante o teste, através de um transdutor, são enviadas ondas de som de alta frequência para o abdómen. Estas ondas “batem” no bebé fazendo um efeito de eco, e são enviadas para o computador, traduzindo-se numa imagem. O computador traduz os sons de eco, que são recebidos de volta, em imagens de vídeo, que revelam então o formato do bebé, a sua posição e movimentos.

Usualmente é colocado um gel sobre o abdómen, e depois um aparelho chamado transdutor é passado sobre esse gel, enviando ultrassons para o abdómen. Também existe o ultrassom intravaginal, usado no início da gravidez, até às 11 semanas, quando o feto ainda é muito pequeno para ser detetado de outra forma.

As ondas de ultrassom também são usadas no aparelho que os obstetras utilizam para ouvir os batimentos cardíacos do bebé.

As ecografias são feitas em diversos estágios da gravidez, por inúmeras razões. Numa gravidez sem problemas, usualmente são feitas entre 3 a 4 ecografias. Contudo, a altura das ecografias, e a quantidade de vezes que as fizer, dependerá da forma como a gravidez progride.

Primeira ecografia

É usualmente feita entre as 6 e as 13 semanas de gravidez. Dentro deste período surgirá especialmente mais cedo se existir um historial de perda gestacional, de hemorragias ou se fez um tratamento de fertilidade. Poderá ser usada uma sonda especial, que é colocada na vagina, pois o equipamento comum poderá, nesta fase mais prematura, não conseguir detetar o bebé.

Ecografia para datar o bebé

Este tipo de ecografia é feito entre as 13 e as 16 semanas e serve para datar a gravidez. Provavelmente fará uma ecografia pélvica, onde o transdutor será colocado sobre a pele, por cima da zona da pélvis. Deverá ser-lhe pedido para beber bastante água previamente, porque o útero é mais facilmente visível, quando a bexiga está cheia. A pessoa que estiver a realizar o exame, fará os comentários acerca do que está a ver, e fará imagens para tirar medidas do bebé, por isso esta é uma boa ocasião para levar para casa a primeira fotografia do seu pequenito.

 Translucência nucal

Este exame é feito entre as 10 e as 13 semanas, e serve para predizer o risco do bebé sofrer de síndroma de Down. Este exame mede a quantidade de fluido acumulada na parte de trás da nuca do bebé, ou seja a espessura da prega da nuca, que, se estiver aumentada, pode indicar uma eventual síndroma de Down. O médico usará a medida feita pelo scan, a sua idade e um teste sanguíneo para medir o risco desta possibilidade. Se o risco for mais elevado que 1 em 300, poderá ter de fazer uma biopsia do vilo corial (as células são extraídas da placenta com uma agulha ultrafina) ou uma amniocentese (o fluido é extraído do saco amniótico à volta do bebé).

Ultrassom morfológico

Esta ecografia é feita à maioria das grávidas cerca das 19-20 semanas de gravidez para detetar possíveis anomalias no bebé. São medidas a circunferência da cabeça e do abdómen do bebé e o seu coração, cérebro, coluna vertebral e membros. Nesta altura também já poderá descobrir o sexo do bebé.

Depois das 20 semanas

Poderá ter de fazer ultrassons adicionais se tiver alguma complicação, tal como a placenta prévia. Se existir um historial de defeitos genéticos, como defeitos a nível do coração, poderá ter de fazer mais ecografias, ou no caso de ter uma gravidez múltipla. Cerca das 30-34 semanas de gravidez o obstetra poderá pedir-lhe para fazer uma ecografia tendo em vista a determinação da posição do bebé, a localização da placenta, o volume do líquido amniótico e a previsão do peso do bebé. 

As ecografias são seguras?

Existem estudos feitos que comparam bebés que tenham passado por um ultrassom e outros que não o tenham feito, e aparentemente esses estudos concluem que os ultrassons são perfeitamente seguros.

Qual o futuro das ecografias?

Os novos ultrassons ou ecografias permitem uma imagem a 3D que deixa ver o bebé a 3 dimensões em vez das comuns 2. A imagem 3D é formada por uma composição de imagens bidimensionais. Estas imagens dão uma imagem clara dos contornos do bebé. Para já, os benefícios dos ultrassons em 3D (três dimensões) parecem ser limitados em relação ao comum ultrassom 2D. Poderão ser úteis para mostrar mais detalhes sobre alguma anormalidade já detetada. Também ajudam a diagnosticar problemas como o lábio leporino. O ultrassom 3D também pode ser útil para avaliar o coração e outros órgãos internos. A melhor altura para fazer um ultrassom em 3D é entre as 26 e 30 semanas de gravidez, pois antes o bebé não possui tecido adiposo suficiente para poder ser obtida uma boa imagem.

Devo ou não fazer uma ecografia?

As ecografias são importantes e muitas vezes vitais para se conseguir detetar anomalias ou problemas no bebé que poderão ser tratadas se detetadas atempadamente. Mas a realidade é que a maioria dos bebés está bem e não têm problema algum, sendo isto apenas um exame de rotina, fonte de alegria para qualquer mãe.