Como lidar com uma perda gestacional? | De Mãe para Mãe

Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Amamentação e Aleitamento

Batata doce

Fórum Mães & Bebés

Bebés de Verão - 2016

Fórum Infertilidade

Trompa Obstruida - FIV na MAC

Fórum Geral & Apresentação

Alguém me ajude

Fórum Mães & Bebés

Herpes

Fórum Geral & Apresentação

Flores para igreja batismo

Fórum Mães & Bebés

TINTAS TECIDO

Fórum Treinantes

Ansiedade!!muita Ansiedade

Fórum Parto e Preparação

Lista da Maternidade Julio Dinis (Porto)

Fórum Grávidas

Bebe deu a volta?

Destaques nas lojas

Loja Estela2010

Conceive Plus, testes de gravidez e ovulação One Step, Teste...

Loja patilago

0-5 anos,.Roupinhas.Babygrows, Pijamas, camisas, sapatinhos...

Loja Loving Mom

30% de desconto em tudo ;) H&M, Girândola, Zara, Mayoral...

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

Loja skull

espreitem *_* em breve mais roupinhas =) ☜═㋡...

Loja Pipoquinha 07

Estação de primavera/verão!! Roupa de menina dos 0 aos 10 A...

Loja nublada

Muita roupa de Primavera em óptimo estado....

Loja verinha27

Espreitem também faço trocas por alimentos ou algo pras minh...

Loja Dany30

Novidades de primavera!!!! Fiquem atentas!!...

Loja sandra Cristina Lopes

Novidades Fresquinhas....Agradeço que enviem msg mp para ser...

produtos à venda

€1.70
€20.00
€5.50
€10.00
€10.00
€25.00
€15.00
€7.00
€15.00
€15.00
€15.00
€15.00

artigos relacionados

Mãe pensativa

Quando engravidar depois de uma perda

Perder um bebé pode ser devastador, quer seja um aborto, durante...

bebé

Trazer o bebé para casa – lidar com os irmãos mais novos

É mãe de novo! A sua família está um pouco maior e embora já...

grávida com parteira

Como lidar com as dores do parto

O parto faz obviamente parte de uma gravidez e as dores fazem...

Menina à mesa a fazer birra

Como lidar com as birras alimentares do seu filho?

Quem tem filhos sabe que, a partir de determinada idade, surgem...

Mulher grávida

Sofrimento fetal

O que é o sofrimento fetal?

O sofrimento fetal é um...

Nasceu um bebé

14.02.2017
13.02.2017
13.02.2017
21.01.2017

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?

Está aqui

Como lidar com uma perda gestacional?

Não é fácil tocar num tema tão delicado como a perda gestacional. A perda gestacional significa uma dor para além do comum, tanto para a mãe como para o pai, uma dor tida como solitária, pois quem sente a perda mais profundamente, por muito que outros também sintam, são os pais que perderam o bebé. Esta perda dolorosa traz uma carga emocional enorme para os progenitores, mas traz também imenso sofrimento físico para a mãe, que terá que passar por processos extremamente negativos e desgastantes que, apesar de serem necessários, apenas vêm aumentar a angústia trazida pela perda. Ao invés de discutir a perda em si, discutamos as formas como os pais lidam com uma perda gestacional. Vejamos então as perspetivas de pais e mães que se veem obrigados a lidar com uma situação tão marcante e dolorosa, tendo em conta que a perda deverá ser um momento de união dentro do casal, apesar de cada um dos membros terem uma perspetiva diferente do sucedido.

Da parte da mãe

O sofrimento físico é exclusivo à mãe. Cabe à mesma compreender a sua perda e aceitar que deverá passar pelos procedimentos necessários, com o apoio do seu companheiro e possivelmente outrem. A perda não é só sua, pelo que os passos de luto deverão ser partilhados.

Da parte do pai

O pai sofrerá uma perda emocional e psicológica que poderá também ser incapacitante, no entanto, este deverá acompanhar a mãe nos processos médicos e posteriores ligados ao luto, partilhando da experiência da perda.

Os passos do luto até à aceitação

O início do processo de lidar com uma perda gestacional passa pelos estádios de lidar com a dor - desde o choque inicial à aceitação, passando pela negação e os sentimentos de culpa - sendo a chave para se conseguir avançar com o lidar com o problema a aceitação perante o sucedido. Os pais terão que aceitar a notícia, mesmo que esta aceitação demore a chegar. É complicado aceitar-se uma perda precoce ainda mais quando não existirão os passos comuns da perda. Poderá não haver um funeral.

O passar pelos procedimentos médicos

A mãe que perde o seu bebé sofre de forma física e psicológica pelo que o seu sofrimento é altamente devastador. Existem processos médicos que, apesar de necessários, aumentam o sofrimento por parte da até então gestante. É importante que o seu companheiro a acompanhe neste processo.

A solidão e o luto

Por vezes, quando a dor é imensa, a tendência é sofrer em silêncio. Tanto a mãe como o pai poderão ter que passar pela solidão de modo a lidar com o assunto primariamente de modo pessoal. Isto acontece tanto com a mãe como com o pai. Cada um dos membros do casal terá maneiras diferentes de lidar com a perda e o isolamento é comum. O luto, no entanto, deverá ser vivido em conjunto.

As mudanças no corpo

As mulheres sofrem uma grande alteração no corpo e a nível hormonal após a perda do bebé. Devido a este facto, é importante que o companheiro a ajude a lidar com estas mudanças.

A relação com a tristeza e depressão

Com o luto virão também sentimentos negativos como a tristeza e a depressão. Estes sentimentos são perfeitamente normais em ambos os membros do casal e, para que não surjam problemas entre o casal, tanto o pai como a mãe deverão aceitar e reconhecer a dor do outro e apoiá-lo quando lhe faltar a força.

O apoio dentro do casal

Por terem sofrido a mesma perda, é necessário que o casal se tente manter unido na luta contra os efeitos da perda gestacional. Existem casos em que esta perda resulta em rutura, pelo que é importante que ambos partilhem o que sentem e se apoiem mutuamente. É difícil, mas, mais cedo ou mais tarde, deverão pensar em engravidar novamente.

O apoio familiar

Após lidar com o problema de modo pessoal, o passo seguinte será partilhar a notícia com aqueles que são mais próximos do casal, se for aplicável. O apoio de membros da família e amigos ajudará a combater a solidão do sofrimento. No entanto, é importante que o casal não permita que estes subestimem ou minimizem o problema com palavras como “poderão tentar de novo”.

O apoio médico

Os pais deverão seguir os procedimentos necessários a nível médico, que passarão por acompanhamento psicológico e, em alguns casos, terapia conjugal. Os profissionais competentes acompanharão o casal no seu luto e ajudarão a que estes sintam abertura para expor os seus sentimentos perante a perda, tanto por parte da mãe como da parte do pai e de ambos como casal.

A partilha

O casal poderá procurar grupos de apoio ou mesmo pessoas isoladas que tenham passado por perdas semelhantes. Deste modo poderão falar abertamente do que sentem e serão francamente compreendidos. Serão, também, apoiados e integrados num espaço seguro.

É importante realçar que a mãe passará por sofrimento físico mas o sofrimento emocional será deveras partilhado. Tanto o pai como a mãe terão que passar pelos passos da dor e luto, pela introspeção, por sentimentos fortes e devastadores, depressão e pela aceitação de ajuda externa. Só a partir daí conseguirão uma verdadeira autonomia e recuperação do sucedido até atingir uma vida normal de novo. A perda jamais será esquecida, mas poderá ser superada.