Como lidar com uma perda gestacional? | De Mãe para Mãe

Goste de nós no Facebook

últimos tópicos no forum

Fórum Perda Gestacional (Aborto)

Terceiro aborto em 13 meses

Fórum Treinantes

progefikk para engravidar

Fórum Grávidas

Lojas puericultura em Lisboa

Fórum Infertilidade

Fiv na Mac

Fórum Grávidas

Nausefe esgotado

Fórum Treinantes

Progefikk - progesterona baixa

Fórum Treinantes

Teste de ovulação One Step

Fórum Grávidas

Sera que to gravida

Fórum Treinantes

.

Destaques nas lojas

Loja susana08

PROMOÇÃO: 20% DE DESCONTO EM TODOS OS ARTIGOS SOY LUNA E BLA...

Loja Sónia MCM

Visitem mamãs! Lote de 2 calças de ganga Zippy só 5€! ...

Loja slourencos

Estamos de volta :) Agora que a criançada está mais crescida...

Loja vania cris

Vestido de grávida tamanho 38....

Loja raquel_oliveira

Testes de Gravidez de alta sensibilidade....

Loja susana seixas

NOVIDADES EM BREVE POR FAVOR ENVIAR MENSAGEM PARA QUALQU...

Loja mo-duarte

Roupa de menino e de menina....

Loja Loving Mom

Novidades para Inverno ;) H&M, Zara, Mayoral, Tiffosi, C...

Loja veraamorim

3 peças 1€ (para peças de valor INFERIOR a 1€), 3 peças 2€ (...

Loja Um Bebé

Testes de Gravidez de tiras One Step (alta sensibilidade 10m...

produtos à venda

€4.00
€10.00
€5.00
€4.50
€5.00
€4.00
€3.00
€4.00
€6.00
€15.00
€4.50
€15.00

artigos relacionados

Criança com boas maneiras

Ensinar boas maneiras aos seus filhos desde tenra idade

Ainda que as boas maneiras devam começar pelos básicos “obrigada(...

Mãe a brincar com o filho

20 formas de conseguir que a sua criança desenvolva a auto-estima

Uma pessoa com uma boa auto-estima é uma pessoa capaz de gostar...

Mulher a fazer jogging na praia

Aumentar a sua fertilidade também depende de si

Quem anseia por um bebé passará certamente pela fase da...

recém mãe

9 formas de uma recém-mãe conseguir libertar o stress

Muitas mulheres, mães pela primeira vez, estão tão concentradas...

Como ensinar os seus filhos a se comportarem quando visitam outras pessoas

Os filhos são parte integral da vida, mas socializar com os...

Nasceu um bebé

25.10.2017
Noa
30.09.2017
Eva
28.09.2017
12.09.2017

Votação

Quanto gastou ou pretende gastar no carrinho de bebé?

Está aqui

Como lidar com uma perda gestacional?

Não é fácil tocar num tema tão delicado como a perda gestacional. A perda gestacional significa uma dor para além do comum, tanto para a mãe como para o pai, uma dor tida como solitária, pois quem sente a perda mais profundamente, por muito que outros também sintam, são os pais que perderam o bebé. Esta perda dolorosa traz uma carga emocional enorme para os progenitores, mas traz também imenso sofrimento físico para a mãe, que terá que passar por processos extremamente negativos e desgastantes que, apesar de serem necessários, apenas vêm aumentar a angústia trazida pela perda. Ao invés de discutir a perda em si, discutamos as formas como os pais lidam com uma perda gestacional. Vejamos então as perspetivas de pais e mães que se veem obrigados a lidar com uma situação tão marcante e dolorosa, tendo em conta que a perda deverá ser um momento de união dentro do casal, apesar de cada um dos membros terem uma perspetiva diferente do sucedido.

Da parte da mãe

O sofrimento físico é exclusivo à mãe. Cabe à mesma compreender a sua perda e aceitar que deverá passar pelos procedimentos necessários, com o apoio do seu companheiro e possivelmente outrem. A perda não é só sua, pelo que os passos de luto deverão ser partilhados.

Da parte do pai

O pai sofrerá uma perda emocional e psicológica que poderá também ser incapacitante, no entanto, este deverá acompanhar a mãe nos processos médicos e posteriores ligados ao luto, partilhando da experiência da perda.

Os passos do luto até à aceitação

O início do processo de lidar com uma perda gestacional passa pelos estádios de lidar com a dor - desde o choque inicial à aceitação, passando pela negação e os sentimentos de culpa - sendo a chave para se conseguir avançar com o lidar com o problema a aceitação perante o sucedido. Os pais terão que aceitar a notícia, mesmo que esta aceitação demore a chegar. É complicado aceitar-se uma perda precoce ainda mais quando não existirão os passos comuns da perda. Poderá não haver um funeral.

O passar pelos procedimentos médicos

A mãe que perde o seu bebé sofre de forma física e psicológica pelo que o seu sofrimento é altamente devastador. Existem processos médicos que, apesar de necessários, aumentam o sofrimento por parte da até então gestante. É importante que o seu companheiro a acompanhe neste processo.

A solidão e o luto

Por vezes, quando a dor é imensa, a tendência é sofrer em silêncio. Tanto a mãe como o pai poderão ter que passar pela solidão de modo a lidar com o assunto primariamente de modo pessoal. Isto acontece tanto com a mãe como com o pai. Cada um dos membros do casal terá maneiras diferentes de lidar com a perda e o isolamento é comum. O luto, no entanto, deverá ser vivido em conjunto.

As mudanças no corpo

As mulheres sofrem uma grande alteração no corpo e a nível hormonal após a perda do bebé. Devido a este facto, é importante que o companheiro a ajude a lidar com estas mudanças.

A relação com a tristeza e depressão

Com o luto virão também sentimentos negativos como a tristeza e a depressão. Estes sentimentos são perfeitamente normais em ambos os membros do casal e, para que não surjam problemas entre o casal, tanto o pai como a mãe deverão aceitar e reconhecer a dor do outro e apoiá-lo quando lhe faltar a força.

O apoio dentro do casal

Por terem sofrido a mesma perda, é necessário que o casal se tente manter unido na luta contra os efeitos da perda gestacional. Existem casos em que esta perda resulta em rutura, pelo que é importante que ambos partilhem o que sentem e se apoiem mutuamente. É difícil, mas, mais cedo ou mais tarde, deverão pensar em engravidar novamente.

O apoio familiar

Após lidar com o problema de modo pessoal, o passo seguinte será partilhar a notícia com aqueles que são mais próximos do casal, se for aplicável. O apoio de membros da família e amigos ajudará a combater a solidão do sofrimento. No entanto, é importante que o casal não permita que estes subestimem ou minimizem o problema com palavras como “poderão tentar de novo”.

O apoio médico

Os pais deverão seguir os procedimentos necessários a nível médico, que passarão por acompanhamento psicológico e, em alguns casos, terapia conjugal. Os profissionais competentes acompanharão o casal no seu luto e ajudarão a que estes sintam abertura para expor os seus sentimentos perante a perda, tanto por parte da mãe como da parte do pai e de ambos como casal.

A partilha

O casal poderá procurar grupos de apoio ou mesmo pessoas isoladas que tenham passado por perdas semelhantes. Deste modo poderão falar abertamente do que sentem e serão francamente compreendidos. Serão, também, apoiados e integrados num espaço seguro.

É importante realçar que a mãe passará por sofrimento físico mas o sofrimento emocional será deveras partilhado. Tanto o pai como a mãe terão que passar pelos passos da dor e luto, pela introspeção, por sentimentos fortes e devastadores, depressão e pela aceitação de ajuda externa. Só a partir daí conseguirão uma verdadeira autonomia e recuperação do sucedido até atingir uma vida normal de novo. A perda jamais será esquecida, mas poderá ser superada.