Ajudar o bebé a aprender no ventre materno

Mãe a ouvir

Qualquer mãe, mesmo uma mãe expectante, começa a desejar que o seu bebé comece desde cedo a desenvolver as suas capacidades de aprendizagem, questionando-se em como estimular os seus sentidos, pois a saúde física e mental do bebé é sempre a prioridade de uma mãe.

Cerca do segundo trimestre o bebé começa a reconhecer os sons. Porém, existe muita controvérsia acerca da capacidade do bebé ouvir ainda no ventre. Alguns pais colocam música para o bebé escutar ainda no ventre materno, mas alguns especialistas afirmam que apenas o batimento do coração da mãe é reconhecido pelo bebé.

Novidades científicas

Um estudo recente feito pelo Instituto de Psicologia da Academia de Ciências Húngara e o Instituto de Lógica, Linguagem e Computação da Universidade de Amesterdão dá algumas luzes acerca de que sons o bebé consegue reconhecer enquanto está no útero. As pesquisas sugerem que o som das palavras é abafado pelo líquido amniótico e que o som da música é algo muito complexo. Porém os estudos feitos nesta área também sugerem que o bebé em desenvolvimento é capaz de reconhecer um simples ritmo. As descobertas deste estudo sugerem que os bebés no útero começam a reconhecer ritmos tão cedo como os 3 meses de gestação.

E como é que um bebé no útero aprende?

A primeira fase de aprendizagem era previamente reconhecida apenas a partir do nascimento do bebé e até cerca dos 2 anos de idade. Estas recentes descobertas, porém, concluíram que a aprendizagem do bebé (capacidade de identificar e recordar ritmos) começa no útero. Assim sendo, a idade pré-natal é a ideal para começar a enriquecer a capacidade de aprendizagem do seu bebé.

O que se concluiu 

Os cientistas mediram os sinais cerebrais de bebés recém-nascidos com 2 e 3 dias de idade. Foram tocados ritmos básicos de rock e escutados pelos bebés através de headphones. Sempre que o ritmo alterava ou o tempo musical falhava, os cérebros dos bebés indicava que eles estavam a responder como se estivessem à espera do ritmo não tocado.

De acordo com este estudo, aparentemente a capacidade de detetar batidas de ritmos e sons em sequências é uma capacidade do bebé, já funcional à nascença. Simples sons, como os sons similares ao bater do coração da mãe, são mais fáceis de assimilar pelo feto e poderão possivelmente ser algo inato.

Dar a escutar ao bebé, ritmos e tons apropriados, é apresentar-lhe a perceção básica e os princípios do raciocínio tais como a comparação, o contraste, a repetição e alteração. Isto inclui a nossa primeira aprendizagem. Quando introduzida, esta aprendizagem, na fase pré-natal, os processos de desenvolvimento do bebé ficam mais fortalecidos.

O que pode ser feito, então?

Independentemente do resultado, todo o tipo de atividades que incluam conversar com o bebé na barriga ou dar-lhe música a ouvir, são atividades que aumentam os laços com o bebé, e só por isso importantes. Existem marcas como a BabyPlus que tem um sistema educacional que introduz os sons aos bebés no útero, sendo usado uma espécie de sons semelhantes ao bater do coração da mãe, para promover a aprendizagem do bebé ainda no útero. Os recém-nascidos naturalmente gostam de responder aos sons das vozes familiares, especialmente dos pais. Eles olham diretamente para a fonte da voz, sorriem, movem-se, e mostram prazer quando se conversa ou murmura para eles. Por tudo isto e muito mais, é importante que comunique com o seu bebé, independentemente da linguagem.

0
Média: 4.3 (46 votos)